4 de jul de 2017

EDEN SEED: sendo destaque em revista paquistanesa


O EDEN SEED vai ganhando o mundo de diversas formas, seja por sua música ou imagem, e tendo isso ao seu favor a guitarrista Gisele Marie concedeu recentemente uma entrevista à revista PHASER do Paquistão.




Onde Gisele falou do trabalho atual do EDEN SEED, assim como de sua nova formação e do vindouro Debut que está sendo gravado. Também comentando a questão do islamismo e o impacto que sua imagem gera aos headbangers.


Não perca tempo e conheça um pouco mais o trabalho desta promissora banda:


Links Relacionados:


HEAVENLESS: banda participa de festival beneficente em prol de ex-atleta potiguar

O "Big Paul Festival" acontece neste sábado em Mossoró/RN com 11 bandas e pretende angariar fundos para compra de prótese para o ex-atleta Paulo Mafaldo, vítima de diabetes. Pessoas de outras cidades e estados também podem fazer doações (Foto: Berg Pereira)


Um grupo de amigos headbangers da cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte, estão empenhados numa causa nobre. Eles estão organizando neste sábado (8), no Clube Carcará, a partir das 17h, o "Big Paul Festival", um evento beneficente que reúne mais de dez bandas com o objeto de arrecadar fundos em prol da compra de uma prótese de perna para o ex-professor de informática e ex-atleta Paulo Mafaldo.

"Paulão", como é conhecido pelos amigos, é um ex-atleta com atuação reconhecida no esporte na cidade. Atuou em equipes de vôlei nos anos 90 e de futebol, onde chegou a ser goleiro do Potiguar. De acordo com os organizadores, ele sofre de diabetes e teve que amputar uma das pernas por conta de uma infecção. Comovidos, os amigos e produtores culturais da cidade decidiram se unir para promover esse evento de sábado.

A ideia do festival ganhou grande repercussão nas redes sociais e várias bandas se disponibilizaram para tocar e, assim, unirem-se à causa de Paulão. Caso esse da HEAVENLESS que acabou de voltar de sua segunda turnê pelo sudeste e promete um show à altura da nobre causa.

Além do HEAVENLESS, também se apresentam no “Big Paul Festival” as bandas Lasting Maze (RN), Black Witch (RN), Revanger (RN), Valhala Brothers (RN), Depois de Velho (RN), Megalion (RN), Tributo a Zé Ramalho (RN), The Velociraptors (RN), Curse’s Insight (RN) e Comumraio (RN).

Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/766702453502974/


Os ingressos estão sendo vendidos ao preço de R$ 10,00 e estão disponíveis na Rising Records, Valhalla Rock Bar, Birra Nordestina e Skaype. Pessoas de outras cidades e estados interessadas em contribuir também podem fazer doações através de depósito bancário:

Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 0560
Conta Poupança: 00164518-5
Operação: 013
Correntista: Paulo César Mafaldo
CPF: 737.161.894-72

Entre outras informações, o HEAVENLESS que é formado por Kalyl Lamarck (vocal/baixo, ex-Monster Coyote), Vicente “Mad Butcher” Andrade (bateria) e Vinícius Martins (guitarra), continua promovendo seu disco de estreia, “whocantbenamed”. Produzido e mixado por Cassio Zambotto, o álbum foi lançado em Janeiro pela Rising Records e reúne nove faixas, entre elas “Hatred” que ganhou videoclipe: https://youtu.be/UAtRP-HazvA


Mais Informações:


Fonte: Som do Darma
Press Release e Gestão Cultural
A/C Eliton Tomasi

ALKANZA - O Céu da Boca do Inferno (Álbum)


2017
Selo: Independente
Nacional

Nota: 8,7/10,0


Tracklist:

1. Em Coma
2. Paciência V.T.N.C.
3. Escolhas
4. É Só
5. Com Força
6. Sorria
7. Se Comovem Mas Não Se Movem


Banda:


Thiago Bonazza - Vocais, guitarras
André Guterro - Guitarras, backing vocals
Gustavo Jamarini - Baixo
Ramon Scheper - Bateria


Contatos:

Twitter:
Bandcamp:
Assessoria:


Texto: Marcos “Big Daddy” Garcia


Depois de ficar muito tempo dependendo de uma única vertente, o Thrash Metal também se fragmentou e começou a permitir que experiências fossem feitas e novas possibilidades sonoras existissem, bem como ainda existe o bom e velho Thrash Metal de raiz. Mas um dos estilos que surgiu da cisão foi o Thrash/Groove Metal, onde temos claras referências ao Southern Rock dentro do estilo (algo que o PANTERA foi um dos pioneiros) e mesmo influências do Blues da Soul Music (onde o MORDRED foi uma das pedras angulares). E herdando toda essa carga de influências, temos o quarteto ALKANZA, de Tubarão (SC), que veio com tudo em seu ótimo “O Céu da Boca do Inferno” para deixar ouvidos surdos.

Como dito, o grupo usa de uma sonoridade híbrida, mesmo com algumas influências vindas do Rapcore e do Hip Hop de nomes como BODY COUNT, mas é evidente a influência do PANTERA e seu jeito Thrash/Groove de ser. Mas a banda usa de uma sonoridade mais limpa e sem tantos timbres gordurosos no instrumental. Desta forma, a banda mostra sua personalidade, buscando romper fronteiras e buscando sua identidade. E eles vão conseguir isso, e no meio do caminho, vão deixar tímpanos apitando e pescoços doloridos!

Ou seja: o som do quarteto é uma porrada seca, dura e ríspida, mas com boa fluência e muita carga de Groove moderno!

Gravado nos B&C Studios, na cidade do grupo, e tendo a produção de Thiago Bonazza (guitarrista/vocalista do grupo) em parceria com Fabrício Eufrásio, a sonoridade de “O Céu da Boca do Inferno” é brutal e sólida, dando ênfase ao som grave e pesado do grupo, mas sem perder de vista a necessidade de certa clareza musical, para que o ouvinte não tenha dificuldades de entender e assimilar o som azedo da musicalidade deles.

A arte gráfica de Márcio Saviano, trabalhada sob um fundo branco e com imagens em tons de vermelho já diferenciam bastante o grupo de uma enxurrada de clones que existem por aí. E ficou muito boa, clara e objetiva.

Moderno, recheado de um linguajar de beco (mas bem pensado e inteligente) e cantado em português, o trabalho sonoro do ALKANZA é feroz e transborda modernidade. Mas ao mesmo tempo, o quarteto está distante de soar como cópia de quem quer que seja, e ainda por cima, mostrando boa técnica instrumental e arranjos bem feitos.

Melhores momentos:

“Em Coma” - Muita agressividade abrasiva sai pelos falantes, mostrando uma dinâmica feroz entre riffs e vocais (que usam timbres rasgados à lá Mille Petrozza com outros bem graves), mas tome porradaria em um ritmo não muito veloz e partes mais “rapcoreadas”.

“Paciência V.T.N.C.” - Um hino Thrash/Groove raivoso e que deixa o pescoço doendo. É outra voadora direta, com um refrão intenso, belo trabalho de baixo e bateria (onde a força do Groove é evidenciada), e a letra é uma machada. Realmente, com certas pessoas, um belo VAI TOMAR NO CU é mais que suficiente, e ainda desestressa!

“Escolhas” - Um andamento que vai lembrar muita gente do METALLICA na fase “Black Album”, ou seja, mais peso e intensidade que velocidade, e pegadas muito fortes, com riffs azedos e solos eficazes. Mas se preparem, pois ela tem dois momentos bem distintos.

“Com Força” - Peso e momentos com “slaps” do baixo fazendo a alegria de muitos fãs além de uma agressividade em um nível bem elevado. É fantástico o trabalho do grupo nos riffs, um peso descomunal e que timbres!

“Se Comovem Mas Não Se Movem” - Essa fecha o disco gotejando agressividade Thrasher moderna e intensa, sem dó de pescoços e ouvidos. A pegada é ganchuda, o ritmo abrasivo e que belo trabalho dos vocais e das guitarras. E mais uma vez, ritmos em velocidade mediana contrastam com momentos mais pesados e bem “Sabbathicos”.

É, o ALKANZA veio para ficar, logo, preparem seus ouvidos devidamente para a porrada!

Ah, sim: “O Céu da Boca do Inferno” pode ser baixado gratuitamente no site da banda, logo aproveitem e se deixem conquistar.

FACES OF DEATH: banda lança lyric video da faixa-título do novo EP, “Consummatum Est”

​Foto: Divulgação


A banda FACES OF DEATH acaba de lançar oficialmente o lyric video da música “Consummatum Est”. A faixa dá título ao novo EP do grupo, que está sendo lançado de forma totalmente independente. O trabalho foi gravado no Estúdio Coruja em Jacareí (SP), com o produtor Friggi Mad Beats

A arte da capa de “Consummatum Est”, que pode ser conferida a seguir, foi criada pelo artista indonésio Yan Sek. Já o encarte é da autoria do Alt Design Studio.

Confira o lyric video de “Consummatum Est” a seguir:



A banda de Thrash Metal FACES OF DEATH foi formada no ano de 1990, na cidade de Pindamonhangaba (SP), pelos os músicos Laurence (vocal/guitarra) Flávio (bateria) e Victor Hugo (baixo), gravando sua primeiro demo em 1994, e a segunda em 1996.

Após 20 anos sem atividade, Laurence decidiu chamar seu irmão Sylvio (baixo) para voltar com a banda, convidando também Talles (guitarra) e Sidney (bateria). Com essa nova formação, gravaram a terceira demo, com apenas duas músicas, sendo a autoral “13 Lost Souls” e “People of the Lie” (Kreator cover).

Acompanhe a banda FACES OF DEATH em:

Contato para shows: (11) 99788 4169 (Laurence)

POP JAVALI: show oficial de lançamento de “Resilient” em São Paulo.

Banda traz para o palco as músicas de seu recém lançado álbum de estúdio.

A banda paulista ‘POP JAVALI’ lançou recentemente seu novo álbum de estúdio, intitulado “Resilient”.

“Resilient” é distribuído pela VOICE MUSIC, gravadora que foi responsável também pela distribuição do trabalho anterior do grupo, "Live In Amsterdam" (2016), gravado na capital holandesa durante sua bem sucedida turnê europeia. 

A produção ficou a cargo dos irmãos Ivan e Andria Busic (BUSIC PRODUÇÕES), parceria que a POP JAVALI já tem desde 2013.

A capa e arte gráfica do CD ficaram a cargo de João Duarte (JDuarteDesign), artista reconhecido no cenário por vários trabalhos desenvolvidos para bandas de renome nacional e internacional.

Agora, a banda traz para o público paulistano seu novo show que tem como base as performances ‘ao vivo’ das músicas do disco que, em pouco tempo de lançamento, já vem recebendo grandes elogios da crítica especializada.


03 de agosto foi a data escolhida e o evento acontece no Estúdio Espaço Som, já tradicional local para eventos desse gênero. A banda sobe ao palco às 21 horas e promete, após o show, momentos de interação e um bom ‘bate-papo’ com o público presente.

O Estúdio Espaço Som está localizado na "Rua dos Músicos" em São Paulo-SP: Rua Teodoro Sampaio 462 próximo das Estações de Metrô Clínicas e Sumaré.

Mais sobre POP JAVALI em:

THE WASTED: nova promessa do Metal em compilação internacional!



O portal chileno Headbangers Latinoamerica lançou uma compilação digital gratuita com mais de três centenas de suas bandas latino-americanas e europeias preferidas e conta com a participação do THE WASTED.

A jovem promessa participa com a música ‘Hate Mankind Hate’ de seu novo álbum, ‘Rotten Society’. Outros nomes nacionais, como Armored Dawn, NervoChaos e Woslom também participam da compilação.


Conheça o Headbangers Latinoamerica: http://headbangerslatinoamerica.com

O álbum ‘Rotten Society’ vem sendo muito bem recebido pela crítica especializada. O disco foi gravado no estúdio Surto e produzido por Rodrigo Mariano, com arte da capa por Pablo Ferrarezzi.

Todo o material do THE WASTED está disponível para venda com envio para todo Brasil. Para comprar basta entrar em contato com a banda por e-mail ou Facebook. ‘Rotten Society’ também está disponível nas principais distribuidoras de música digital do mundo, confira alguns links:


A banda acaba de lançar um clipe para a música ‘Everything is Under Control’. O vídeo teve edição nas mãos do baterista Rodrigo Mariano e contou com filmagens de Juninho Oliveira e Douglas Fernandes Leite. Assista:




Sites relacionados:

Fonte: Metal Media

ELIZABETHAN WALPURGA: a tempestade do Black Metal nordestino



O site Whiplash, através do colaborador Sávio Diomedes, lançou uma matéria sobre a nova onda de bandas de Black Metal vindas do Nordeste e toda a sua qualidade. O ELIZABETHAN WALPURGA foi um dos destaque do texto.

Sendo tratado como “inclassificável”, o ELIZABETHAN WALPURGA ganha destaque pela sua união perfeita entre Heavy e Black Metal em um trabalho que “já nasceu clássico”, leia o excerto:

“De Pernambuco, o Elizabethan Walpurga nos traz o inclassificável. Em um estilo musical como o Heavy Metal, que nos brinda com uma infinidade de gêneros e sub Gêneros, que faz desse estilo de música a mais diversificada e rica de todas. O Elizabethan teima em encaixar-se no já existente e nos desafia a encontrar similar nos estilos musicais já produzidos. Chamar esse estilo de Heavy/black metal ou Black metal melódico é abordar apenas uma das múltiplas facetas que sua música nos trás e que não exprime a totalidade que seu som oferece. Lançando recentemente o seu primeiro CD ‘Walpurgnacht’ por um grande selo – Shinigami rec- raras são as bandas que tem a honra de debutar com tanta classe, estilo e sonoridade. O que para os apreciadores da banda foi mais que um presente, haja vista conhecerem apenas a demo ‘Desire’, que foi lançada recentemente em formato CD pela gravadora ‘Ordo Draconiam Black Label’. ‘Walpurgnacht’ é aquele lançamento que já nasceu clássico (assim como sua demo) e que emoldura a seleta galeria dos grandes álbuns nacionais ao lado de um ‘Morbid Visions’ ou ‘Campo de extermínio’.”

Leia a matéria completa pelo link:

‘Walpurgisnacht’ foi lançado recentemente em formato físico pela renomada gravadora brasileira Shinigami Records. O álbum foi gravado, mixado e masterizado por Nenel Lucena no estúdio Mr. Prog Studio, com arte da capa pela Deafbird Design Lab.


A versão física está à venda com a banda por e-mail e Facebook e diretamente com a Shinigami pelo link: https://goo.gl/DNrUag

Quem preferir, a versão digital também está disponível nas principais plataformas mundiais. Basta visitar a sua de preferência e fazer uma busca pela banda. Ou se preferir, visite um dos links:


Uma nova música retirada do disco foi disponibilizada, confira ‘The Serpent´s Eyes and the Horns of Crown’ pelo link:




Sites relacionados:

Fonte: Metal Media

MAKINÁRIA ROCK: banda comenta como está o processo de gravação de ‘Mundo Imundo’



Está chegando o lançamento do novo disco de um dos nomes mais queridos do Rock nacional: o paulista MAKINÁRIA ROCK, mas enquanto ele não chega, a banda faz uma revisão no que podemos esperar de seu terceiro álbum completo.

Batizado – através de uma grande votação entre os fãs do grupo – de ‘Mundo Imundo’, o material sucede diretamente o disco ‘Ciade Rock’ e está previsto para meados de outubro deste ano.

O álbum está sendo gravado e produzido por Lau Andrade no Estúdio Conspiração, que também ficará encarregado da mixagem e masterização. A bela capa que acertou em cheio o conceito de ‘Mundo Imundo’ ficou por conta do guitarrista da MAIKINÁRIA ROCK, Augusto Abade.

A banda comenta suas impressões:

“Sem dúvida esse será o disco mais completo da banda, além de já adiantar que será também o mais pesado.” (Abade)

“Conseguimos manter aquela pegada Rock n’ Roll porém acrescentamos um peso a mais, isso tudo devido à escola do Abade que vem de bandas de thrash e heavy.” ( Digger)

“Não tinha como ser diferente, as músicas são ótimas, letras certeiras, falando da realidade do nosso país, é claro mantendo o bom humor que é nossa característica, exemplo do single Eleição ou Gozação, que apesar de uma letra séria e verdadeira, nós conseguimos passar a mensagem de forma sarcástica, essa combinação cai muito bem para a nossa proposta.” (Lucas)

“Estamos bem orgulhosos do que já foi feito e ansiosos pelo término das gravações, esse disco será um divisor de águas para a Makinária Rock.” (Alexandre)


Um single do disco foi lançado. Trata-se da música ‘Lemmy Imortal’, que além de apresentar um pouco do novo disco, também presta tributo ao músico britânico Lemmy Kilmister:



O mais recente trabalho do grupo é o álbum ao vivo, ‘Ao Vivo na Cidade Rock’, que pode ser baixado gratuitamente pelo link: http://makinariarock.com.br/site/discografia/


Sites Relacionados:

Fonte: Metal Media

HELLLIGHT: estreando nova música no festival Doom Over SP


Além de conferir uma grandiosa celebração ao Doom Metal nacional, quem for ao festival Doom Over SP ainda terá a oportunidade de conferir uma nova música do HELLLIGHT em primeiríssima mão!

A música fará parte do novo disco do lendário grupo brasileiro, sucessor de ‘Journey Through Endless Storms’ mas ainda sem muitos detalhes apresentados.

O evento acontece no dia 22 de julho no Espaço Som, com início às 20h. Ainda se apresentam as catarinenses Lacrima Mortis e Agony Voices. O espaço é limitado e os ingressos serão vendidos apenas na porta. Informações pelo link: https://goo.gl/vkRycD


Lembrando que no ano passado, celebrando 20 anos de carreira, o HELLLIGHT disponibilizou uma coletânea para download gratuito. ‘XX Years Of Doom’ pode ser baixado pelo link: http://bit.ly/2f19EBA

Em breve novidades sobre o novo disco de um dos principais nomes do Doom Metal mundial segundo o site Mosaico Rock: http://www.mosaicorock.com.br/top-10-melhores-bandas-de-doom-metal/


Sites Relacionados:

Fonte: Metal Media

SCELERATA: atualizando como estão as gravações nos Estados Unidos


As baterias do novo álbum do SCELERATA já estão gravadas! O primeiro passo para o aguardado novo disco de um dos nomes mais queridos do Metal brazuca foi dado.

E não foi qualquer passo. Buscando oferecer o melhor de sua música para seus fãs, o grupo foi para os Estados Unidos registrar o material no Daufembach Studios, junto do talentosíssimo produtor brasileiro Adair Daufembach.

Como o baterista Francis Cassol conta, Adair Daufembach ficou responsável pela produção da bateria tirando os melhores timbres do instrumento nos quinze anos de carreira do SCELERATA. Francis também deixa um enorme agradecimento ao Rafael Pensado pela bateria e Aquiles Priester pelas ferragens, caixa e microfones.


Mas tem mais coisa acontecendo. Melhor deixarmos o próprio Francis Cassol contar em um novo vídeo liberado:


O disco, quarto da carreira, está sendo tratado com muito empenho, afinal de contas além de ser um novo disco de um dos nomes mais queridos do Metal nacional, o álbum celebra 15 anos de carreira dos gaúchos. O SCELERATA está atualizando periodicamente sua fanpage no Facebook, para não perder nada, visite, curta e siga: https://www.facebook.com/ScelerataOfficial/


Sites relacionados:

Fonte: Metal Media

WEAKLESS MACHINE: na coletânea internacional do site Headbangers Latinoamerica


Os gaúchos do WEAKLESS MACHINE estão presentes na coletânea ‘Crash Of 2 Worlds’, que celebra o aniversário do site Headbangers Lationamerica.

A banda participa com a canção ‘Tarred with the Same Brush’. Outros nomes nacionais, como Armored Dawn, NervoChaos e Woslom também estão no compilado.

Conheça o Headbangers Latinoamerica: http://headbangerslatinoamerica.com


O álbum ‘Manipulation’ foi lançado pela Roman Roads e está disponível para audição no site da banda: www.weaklessmachine.com. Para a compra física, há a loja do facebook, onde também é possível comprar camisetas e merchandise em geral:


O trabalho foi gravado nos estúdios Monostereo e Dry House, produzido por Renato Osorio, com mixagem e masterização feitas no Black Stork Studios, a arte da capa ficou nas mãos do artista Tiago Masseti.

Os gaúchos liberaram também um videoclipe para a pesadíssima faixa ‘Unbroken’. A ótima produção ficou nas mãos da Roman Roads Artists Enabler, com direção e filmagem por Luigi Argimon e máscara criada por Fernando Schmidt. A banda também agradece Silvério Rutsatz e Luiz Rutsatz. Assista:



Links relacionados:

Fonte: Metal Media

DISTRAUGHT: faça sua última viagem no novo lyric video do grupo



A DISTRAUGHT acaba de disponibilizar um novo lyric video retirado de seu mais recente álbum, ‘Locked Forever’.

A música escolhida é ‘The Last Trip’, mais uma faixa recheada de versos mostrando um pouco do horror vivido por internos do Hospital Colônia de Barbacena, base do conceito de ‘Locked Forever’, confira:



O álbum ‘Locked Forever’ nos leva a uma viagem profunda pelos confins dos hospícios e, entre riffs e vocais furiosos, foi eleito um dos grandes discos do ano passado. O disco que, mesmo saindo no finalzinho de 2015, teve impacto suficiente para entrar na lista de melhores do ano de vários sites renomados tanto do Brasil, quanto do exterior.


O trabalho foi gravado no estúdio Monostereo com produção de Renato Osorio (Hibria), mixagem por Benhur Lima (ex-Hibria) e masterização por Adair Daufembach. A capa ficou por conta do artista Marcelo Vasco (Slayer, Machine Head, NervoChaos, Astafix).

‘Locked Forever’ já está à venda nas melhores lojas do país e diretamente com a banda pela sua loja virtual:



Sites relacionados:

Fonte: Metal Media

FOREVER STILL: to play the mainstage of Bloodstock; nominated for Metal Hammer Award; working on second album


After their extensive tour with CHILDREN OF BODOM, the young rockers from FOREVER STILLcaught their breath and dedicated their time to the writing of several new songs. Just like they already did for their debut, singer Maja Shining and multi-instrumentalist Mikkel Haastrup once again work closely together for the songwriting process to create the successor of "Tied Down", which was recently nominated for 'best debut' at the German Metal Hammer Awards - the ceremony will take place on September 15th in Berlin! Their second full-length release will drop in early 2018 and promises to stir up the heavy rock scene once more.

But before entering the studio, FOREVER STILL conquer the festival stages again and today, they are happy to announce that they will play the mainstage on UK's biggest metal festival,Bloodstock Open Air!

The band comments: "We’re looking so much forward to playing the festival! We’ve all been hoping to play Bloodstock one day and we’re beyond excited to open the main stage this year; and what better occasion to premier a track from our upcoming album?"

You can also see the Danes on one the following open air shows:
04.08. Sweden - Rejmyre - Skogsröjet
06.08. UK - Bedfordshire - Fort Fest
11.08. UK - Catton Hall - Bloodstock Open Air
17.08. Sweden - Falun - Sabaton Open Air


Order the "Tied Down" as digipak with three additional tracks and one bonus DVD here in our shop:


The digital version is available here:

More on "Tied Down" - watch the latest music videos here:
'Save Me' (video clip): https://youtu.be/XdptA3pwmAQ
'Miss Madness' (video clip): https://www.youtube.com/watch?v=_qtheIeofZo
'Miss Madness (acoustic)' (live clip): https://youtu.be/k6nklOKn1uw
'Break The Glass' (music video): https://www.youtube.com/watch?v=kKJir0rJwyk


More info:

ATTOMICA: lançamento Mundial do Aplicativo disponível no App Store e Google Play


A lendária banda brasileira de Thrash Metal ATTOMICA lança seu próprio aplicativo agora disponível mundialmente e para sistema IOS.

Desde o início de 2017 a banda está estabilizada como uma formação Power Trio e trabalha intensamente na preparação do novo álbum previsto para o segundo semestre de 2017.

O aplicativo já está disponível na Goolgle Play e agora na App Store (tanto para Android e IOS) nele a banda disponibiliza músicas, letras, vídeos, agenda, news, biografia, fotos, condições para contratar um show da banda, entre outros detalhes importantes da banda.


É um aplicativo que permite acesso mesmo que o usuário esteja off line, ou seja, é possível que o usuário ouça músicas e acesse outras informações e conteúdo mesmo estando off line.

CONFIRA OS RECENTES VÍDEOS:

- Three Decades – Live (Mini Doc) - https://youtu.be/rVAbaLZbhc4
- Marching Over Blood - https://youtu.be/jsczQWmPPzA
- Limits Of Insanity - https://youtu.be/qxuNi6jx088
- The Last Samurai - Live: https://youtu.be/xw7IS5ojDVo

ATTOMICA ESTÁ DISPONÍVEL PARA SHOWS!
Para agendamentos de shows o contato é:
Tel/Whats: 1299116-4664

SIGA O ATTOMICA:


ODIN'S KRIEGER FEST: festival leva lutas medievais aos palcos

Grupos apresentam cultura bélica medieval em São Paulo, Belo Horizonte e Curitiba; evento tem apoio da Vorus Vodka, da Salton. Na imagem, Grupo de Combates Medievais Ordo Draconis Belli (foto: divulgação)​.


A 10ª edição do Odin’s Krieger reforça o compromisso do festival em ser um dos maiores divulgadores da cultura medieval no Brasil. Em três eventos nesse mês de julho, Belo Horizonte (21, no Music Hall), Curitiba (22, no Jokers Pub) e São Paulo (23, no Tropical Butantã), a banda holandesa Rapalje, referência mundial da música folk, é escalada como principal atração de todas as noites no palco que também dividirá com as lutas medievais promovidas por experientes grupos especializados no assunto, alguns inclusive com fama internacional. O Odin’s Krieger Fest é uma realização da Odin's Krieger Fest é uma realização da OKF Produções com patrocínio da Vorus Vodka.

O grupo HMB (Historical Medieval Battle) é o responsável pela luta em Belo Horizonte, participa do Odin’s Krieger com a divisão Lâminas das Gerais. Em palco, nada de encanações, todas as apresentações do HMB são combates reais entre guerreiros que usam armaduras de verdade, de aço. “São historicamente corretas, bem como as espadas, maças, machados e escudos que utilizamos”, conta Flávio Lopes, um dos integrantes do grupo.

O Lâminas das Gerais deriva do HMB, criado em 2014 como um grupo de reenactment (recriação de histórias) da região escandinava do século 10, e desde 2016 participa de torneios em Minas, São Paulo, Argentina e Espanha. A prática, explica Lopes, é segura e vence o mais apto ao combate. “É um esporte de contato total, em que a confiança e qualidade do equipamento de proteção deve estar em primeiro lugar”.

Em Curitiba, a batalha é responsabilidade do clã Skjaldborg, que divulga o Combate Viking desde 2013. “Transformamos a corrente cultura que envolvia as lutas nórdicas em uma arte marcial”, conta Rafael Brazoloto, um dos seis membros da diretoria fixa. Com ordem pedagógica de técnicas e sistema próprio de graduação, a arte do clã é inspirada nos guerreiros vikings.

No Combate Viking, todos os movimentos são previamente combinados, revela Brazoloto. “A luta se desenrola livremente trabalhando as técnicas de combate no improviso. No caso de haver a necessidade de algo mais artístico, daí sim fazemos apenas uma finalização encenada, com a ‘morte’ de alguém”. As armas utilizadas pelo Skjaldborg são todas de aço, a maior parte dos equipamentos sao de produção própria.

Para o último dia do Odin’s Krieger, em São Paulo, o grupo de combates medievais Ordo Draconis Belli, formado por guerreiros e escudeiros, apresentarão a cultura medieval e o esporte da luta de armadura (Combate Medieval de Armadura). Formado em 2011, o grupo levará ao palco vikings, teutônicos do século 8, eslavos, rus, cavaleiros do século 15 e promete novidades especiais para o evento.

“Os membros podem escolher qualquer povo da história entre os séculos 8 e 15 que habitaram a Europa ou que tiveram contato direto e frequente com a continente europeu”, destaca um dos membros, Guilherme Dantas. As apresentações são constantes em diversos estados brasileiros, que inclui feiras culturais, eventos beneficentes, escolas, entre outros.

Com armas e armaduras feitas de materiais equivalentes aos usados na época, tais como aço, couro e madeira, os combates da Ordo Draconis Belli se adequam de acordo com a necessidade de cada evento. “Normalmente lutamos sem uma coreografia determinada. Executamos desde simples lutas de um contra um até lutas em grupos, onde vários membros se encontram no campo. Em alguns casos fazemos lutas temáticas em que contamos uma história, como um funeral de um Rei, uma disputa entre campeões ou cenas mitológicas”, conta Dantas.



SERVIÇOS

BELO HORIZONTE
Data: 21/07 (sexta-feira), às 19 horas
Local: Music Hall (avenida do Contorno, 3239 - Santa Efigênia)
Bandas: Rapalje (Holanda) - Terra Celta - Hagbard - Galwem
Lutas nórdicas, hidromel, exposição e vendas de produtos medievais e muito mais!

CURITIBA
Data: 22/07 (sábado), das 18 às 2 horas
Local: Jokers PUB (rua São Francisco, 164 - Centro)
Bandas: Rapalje (Holanda) - Tuatha de Danann - Hugin Munin - Mandala Folk
Lutas nórdicas, hidromel, exposição e vendas de produtos medievais e muito mais!

SÃO PAULO
Data: 23/07 (domingo), das 14 às 23 horas
Local: Tropical Butantã (avenida Valdemar Ferreira, 93 - Ao lado do metro Butantã)
Bandas: Rapalje (Holanda) - Tuatha de Danann - Hugin Munin - Confraria da Costa - Hagbard
Lutas nórdicas, hidromel, exposição e vendas de produtos medievais e muito mais!

PERC3PTION: videoclipe para a faixa “Rise”


“Rise”, faixa do segundo álbum da banda paulista de power/prog metal PERC3PTION, “Once And For All”, lançado no segundo semestre de 2016, acaba de ganhar um videoclipe. “Rise é uma música bastante especial, por que é uma homenagem a todos aqueles que deixaram saudades, mas que um dia nós encontraremos novamente”, comenta o guitarrista e produtor Glauco Barros. O clipe, dirigido por Diogo Araújo (Under Control Filmes) foi gravado em estúdio localizado em São Paulo (SP). “Em nossos outros clipes, a banda sempre está em algum ambiente ou cenário externo, queríamos fazer algo diferente do que já tínhamos feito”, completa o baterista Peferson Mendes.



Fonte: Rockarama

ANEUROSE: grande show em São Paulo com o Claustrofobia


No próximo sábado, dia 08/07/17, a ANEUROSE se apresenta no Clash Club. A banda foi convidada pelo Claustrofobia para abrir o evento que comemora o lançamento de seu novo disco “Download Hatred”.

Será o primeiro show do Claustrofobia na capital paulista após o fim da primeira etapa da “Claustruth Legions Tour”, e a expectativa é uma apresentação bombástica.

O grupo mineiro que está correndo o país divulgando o álbum “Juggernaut”, promete agitar a galera com o repertório que fez sucesso em recente turnê pela Europa.

Conheça mais sobre as bandas:
Instagram: @Aneurose


Serviço:
Claustrofobia e Aneurose.
Dia: 08 de julho de 2017
Local: Clash Club
End: Rua Barra Funda, 969, São Paulo-SP.
Ingressos:
Antecipado - $30
Porta - $40
Camarote - $70
Pontos de vendas:
Galeria do Rock - Loja 255 
(Rua 24 de Maio, 62 - 3361-6951)
Rock'n'Roll Burger
(Rua Augusta, 538 - Consolação - 3151-3383)

Fonte: Aneurose

THE UNITY - The Unity (Álbum)


2017
Nacional

Nota: 10,0/10,0

Tracklist:

1. Rise and Fall
2. No More Lies
3. God of Temptation
4. Firesign
5. Always Just You
6. Close to Crazy
7. The Wishing Well
8. Edens Fall
9. Redeemer
10. Super Distortion
11. Killer Instinct
12. Never Forget


Banda:


Gianba Manenti - Vocais
Henjo Richter - Guitarras
Stef E. - Guitarras
Jogi Sweers - Baixo
Sascha Onnen - Teclados
Michael Ehre - Bateria


Contatos:

Bandcamp:
Assessoria:


Texto: Marcos “Big Daddy” Garcia


Quando se fala em cenas nacionais de Metal pelo mundo, é impossível não prestar atenção no Metal alemão. Em termos de projeção e importância, a Alemanha sempre foi um grande criadouro de bandas de projeção, bem como daquelas que delinearam estilos bem particulares. É impossível não admitir o quanto ACCEPT foi importante para a consolidação do chamado Metal “Made in Germany”, bem como bandas como HELLOWEEN, SODOM DESTRUCTION, KREATOR, GAMMA RAY, MYSTIC CIRCLE e outros continuaram mantendo a chama acesa. E como é bom poder ver que a coisa continua a mil por lá, pois com uma força da Shinigami Records, podemos comprovar isso graças ao primeiro disco do sexteto THE UNITY, que leva o nome da banda.

Fundado por Michael Ehré (bateria) e Henjo Richter (guitarras), ambos do GAMMA RAY, e tendo outros músicos com ampla experiência musical, a idéia inicial é que estamos diante de um grupo de Power Metal. Mas enganam-se: o THE UNITY foca seu trabalho em uma musicalidade que mixa o Hard Rock com o Metal alemão clássico (ou seja, peso e melodia equilibrados), mais alguns elementos do Classic Rock e do AOR. Pode aparentar que a fórmula não é nova (e de fato não é), mas nas mãos de quem sabe o que faz e tem isso no coração, ganha vida, energia, intensidade e é muito envolvente.

“The Unity” é um disco apaixonante, sem sombra de dúvidas!

Gravado no B Castle Studio, de propriedade de Michael Ehré, sob custódia do próprio sexteto, garantindo timbres fortes e consensuais com o que a banda queria para o disco e suas músicas. A mixagem e a masterização, feitas por Miquel A. Riutort, ajudaram a banda a soar pesada, coesa, melódica, mas clara e com as músicas e seus arranjos plenamente compreensíveis.

A capa é uma criação de Alexander Mertsch (que já fez trabalhos para bandas como DEEP PURPLE, GAMMA RAY, STATUS QUO e EUROPE), e ficou muito bonita, perfeita para um disco de estréia.

O trabalho do THE UNITY se baseia em um trabalho ótimo de guitarras (riffs ganchudos e solos bem melodiosos) um trabalho pesado e coeso de baixo e bateria, vocalizações de primeira, backing vocals encaixados nos momentos certos, e a concepção de cada refrão é perfeita (ouve-se, não se esquece mais), além de uma dinâmica perfeita de arranjos musicais. E isso transpira pelo disco todo, fora uma enorme espontaneidade. E todos esses fatores nivelam “The Unity” por cima, sendo difícil destacar uma ou outra canção.

Melhores momentos (para mera referência aos leitores):

“Rise and Fall” - Como faixa de abertura, ela tem uma enorme responsabilidade. Mas ela passa no teste com nota máxima e merecendo aplausos, já que temos uma típica faixa forte e envolvente, com um refrão maravilhoso e belo trabalho de vocais e teclados, fora os backing vocals nos corais.

“No More Lies” - Pesada e com um jeitão mais voltado ao Heavy Metal, as linhas melódicas das guitarras se encaixam perfeitamente na base rítmica sólida e variada. Mas ao mesmo tempo, alguns toques do Hard clássico dão um toque de refinamento musical. E baixo e bateria estão muito bem. E é a faixa que a banda escolheu para primeiro vídeo oficial de divulgação.

“God of Temptation” - Mais cheia de classe e melodias lindas, vai nos embalando perfeitamente. Reparem como esse andamento não muito veloz privilegia a força das guitarras e seus riffs, fora mais um refrão bem envolvente.

“Firesign” - Iniciando com uma belíssima introdução de teclados e cordas limpas, logo a pegada pesada característica do Metal alemão se faz presente, contrastando momentos mais melodiosos com outros mais pesados. E novamente, que refrão!

“Close to Crazy” - Como as guitarras da banda tecem linhas melodiosas muito bonitas e pesadas, mas sem que a atmosfera Hard seja perdida. Mais uma vez, os teclados aparecem bastante, fora os ótimos backing vocals.

“The Wishing Well” - Por ter uma clara influência de Hard/AOR, esta é bem acessível, musicalmente falando. Mas nada que impeça o grupo de apresentar melodias altamente ganchudas e outro refrão que gruda como chiclete. E que vocais!

“Edens Fall” - Outra em que o enfoque é todo nas melodias mais acessíveis, dando aquele jeitão meio anos 80 de grandes bandas de Classic Rock e Hard Rock. Momentos mais introspectivos com belos arranjos nas guitarras contratam com outros mais grudentos e elétricos (onde se percebe a força de baixo e bateria). E novamente, os arranjos de teclados e vocais estão perfeitos.

“Redeemer” - Outra que remete ao Hard/Classic Rock pela beleza e riqueza de arranjos instrumentais, especialmente as partes grandiosas dos teclados. E como baixo e bateria mostram peso.

“Never Forget” - Mezzo pesada, mezzo melodiosa e complemente sedutora, percebe-se claramente o quanto o grupo se diferencia, o quanto são caprichosos musicalmente falando, com refrão ótimo, arranjos musicais bem feitos e a dinâmica entre a parte instrumental e os vocais é excelente.

No mais, o trabalho do THE UNITY é maravilhoso, bem vindo e merece aplausos. E “The Unity” é um discão, muito divertido e os coloca no patamar de uma das grandes revelações do Metal de 2017!