1 de out de 2012

Notícias: Shinigami Records (01/10/2012)



- - -

Napalm Death: Frontman entrevistado no Japão

O vocalista Mark "Barney" Greenway da banda britânica de grindcore NAPALM DEATH foi entrevistado por Metalship antes da apresentação da banda na cidade de Tokio, Japão, no dia 23 de Agosto.
Assista a entrevista (em inglês): 

Parte 1 


 Parte 2

O último álbum da banda “Utilitarian” – que já está disponível no Brasil através da Shinigami Records em versão limitada em digipack – , percorre a gama desde a violência e força diretas ao puro NAPALM DEATH – induzindo ao caos que em geral proporciona um bom derramamento de sangue impróprio para fracos e também confronta ao ouvinte com momentos tão surpreendentes como as passagens de sax por ninguém menos que John Zorn na faixa ‘Everyday Pox’ ou as seções limpas em ‘Fall On Their Swords’ e ‘Blank Look About Face’.
Fiel à sua tradição de cuspir litros de veneno verbal, “Utilitarian” é uma porrada na sua cara de comentários sociais, culturais e políticos. Longe de ser uma “causa” patriótica da banda, o quarteto mostra o seu ponto de vista sobre a degeneração da sociedade (‘Everyday Pox’), o comércio de armas (‘Fall On Their Swords’), a expressão sexual e de gênero (‘Gag Reflex’), o meio ambiente ('Order Of Magnitude') e aspectos da vida cotidiana para o homem comum.
Para mais informações de como adquirir uma cópia deste CD, basta entrar em contato através do e-mail: loja@shinigamirecords.com ou compre aqui.  

- - -

Obituary: Confira entrevista do Guitarrista Trevor Peres

A Shaxul Records recentemente conduziu uma entrevista com o guitarrista da banda de Death Metal OBITUARY Trevor Peres . Confira alguns trechos da mesma:  

Shaxul Records: Parece que você, atualmente, se diverte muito quando está tocando. Você não sente que é um pouco irônico se divertir tocando música “do mal”?

Trevor Peres: Sim, provavelmente. Nós todos somos um bando de espertinhos... Não podemos passar um dia sem fazer alguma piada. De fato, John [Tardy, vocalista] quando estamos no palco, sempre olha para mim e diz alguma coisa estúpida e eu começo a rachar o bico e eu fico tipo (risos) “Não faça isso!”. Aí eu viro e olho para Donald [Tardy, baterista] para parar de rir. Nós não levamos isso tão a sério. Nós estamos nos divertindo. Gostamos de criar música pesada. E as pessoas apreciam isso... Você sabe, as pessoas se aproximam de mim e dizem “Parece que você está passando um bom momento lá em cima”. Quando escrevemos, definitivamente estamos tentando trazer algo escuro, mas está difícil agora porque estamos, como... velhos que... não levam nada a sério (risos) .


Shaxul Records: Você acha que alguns músicos são muito sinceros quando opinam sobre política?

Trevor Peres: Eu acho que alguns músicos são políticos demais na sua música. Definitivamente. Como eu disse, a vida é muito curta para viver dessa maneira. Se você sabe quem você é e sabe o que você pensa, não deve se preocupar com o que os outros pensam. Se você pensa de certa forma, esse é o seu problema. É dizer, as pessoas perguntam todo o tempo “Você votou em Bush?” E eu respondo “Sim, votei. Duas vezes!” Porque os outros caras eram idiotas! Quero dizer, quem é o maior idiota? Você escolhe o menos idiota... Porque todos eles são uma classe de retardados. (risos)
Leia a entrevista completa (em inglês) aqui.
O último álbum da banda “Darkest Day” assim como o primeiro DVD ao vivo “Party San Open Air”  já estão disponíveis no Brasil através da Shinigami Records.
O CD possui tudo o que os fãs sempre esperam do OBITUARY: qualidade de som, riffs incríveis, rapidez, bases criativas, distorção de guitarras. Todo o necessário para manter a banda entre as principais do estilo.
Já o DVD, que foi gravado no Party San Open Air (Alemanha) no dia 9 de agosto de 2008, contem a apresentação completa com clássicos da banda – incluído o cover da música “Dethroned Emperor” de Celtic Frost – e material inédito como bônus, entre elas cenas de backstage e ensaios da banda.
Para mais informações de como adquirir uma cópia destes lançamentos, basta entrar em contato através do e-mail: loja@shinigamirecords.com ou compre aqui.  

- - -



Notícias: Metal Media Management (01/10/2012)



- - -

Shadows Legacy: Em coletânea internacional

Foto: Evelyn Lino
   
Mesmo antes do lançamento de seu Debut ‘You Gonna Straight To Hell’, o SHADOWS LEGACY vem chamando a atenção de empresas ligadas a música extrema mundial. O grupo acaba de ser convidado a participar da compilação Imperative Music.
O trabalho é organizado pela empresa Imperative Music Agency & Compilation CD, que transita entre os EUA e o Brasil e distribui este trabalho mundialmente. Confira mais sobre o trabalho da empresa pelo link:


Paralelamente, o SHADOWS LEGACY continua trabalhando no álbum que teve seu lançamento adiado devido a um roubo das gravações, ocorrido no início do ano e com o imprevisto, a data de lançamento permanece sem previsão.
Vale lembrar que a banda disponibilizou sua Demo ‘The Sky is Falling Down’ para download gratuito pelo link:


Contato para shows e merchandise: leandro.a.motta@hotmail.com

Sites Relacionados:

---

Unearthly: Banda confirma turnê no Leste Europeu

Foto: Maria Fernanda Cals

O UNEARTHLY em parceria com a empresa Blackened Live Prods anuncia sua primeira turnê europeia. Esta excursão será totalmente focada no Leste Europeu.


A turnê se inicia dia primeiro de novembro e segue até o dia 17 do mesmo mês, em quinze apresentações sem parada para descanso. O UNEARTHLY promete levar a devastação para a Rússia e Ucrânia.
“Recebemos o convite da produtora para essas datas e adoramos a ideia! Flagellum Dei tem ido muito bem no Leste Europeu e será um oportunidade única para mostramos nosso trabalho!” comemora M. Mictian.
‘Flagellum Dei’, mais recente álbum do quarteto, tem sido considerado um clássico nacional imediato, colecionando ótimas resenhas mundo afora com muitas notas máximas, não apenas no seu país natal como fora dele.

Contato para shows e merchandise: shows@theunearthly.com

Sites Relacionados:


- - -


---

Tchandala - One Billion Lights (Single)



MS Metal Records - Nacional
Nota 9

Por Marcos Garcia

Moçada, que surpresa que tivemos aos ouvir este belíssimo Single!
O TCHANDALA é uma banda ótima, vinda de Aracaju, Sergipe, e que sabe fazer um Metal Tradicional bem trabalhado e elegante, pesado e vigoroso sempre, com ótimas vocalizações, riffs de guitarra pesados e bem empolgantes, teclados muito bem encaixados, baixo e bateria segurando uma base rítmica forte, pesada e bem variada, e tudo isso em uma sonoridade que, mesmo não sendo algo inovador, tem méritos, e como tem!
Produção sonora em um nível muito bom, deixando que cada instrumento esteja bem evidente e pesado sem se embolarem, o que abrilhanta o som do quinteto. A arte, feita por Ale Alcântara (que já fez trabalhos para WARLORD, KARNEKRUA, ALAPADA, entre outros) é muito bonita e bem feita.
'One Billion Lights' é uma faixa empolgante, com um andamento moderado, pesado e intenso, com vocais ótimos, que sabem pegar suave e agressivo quando necessário, riffs bem trabalhados nos melhores moldes do Metal Tradicional 'Made in Europe', e um refrão absurdamente ganchudo, que se ouve uma vez e se sai cantarolando em seguida, baixo vibrante e técnico, e bateria para lá de apresentando uma técnica muito boa.
Se em um Single eles já fazem isso, imaginem quando chegar o Debut da banda, 'Fear of Time', que deve estar quase saindo...
Não é à toa que já tocaram com nomes como ANGRA, ANDRALLS, VIPER, KRISIUN, DOMINUS PRAELLI, VIOLATOR e BLAZE BAYLEY.



Tracklist:

01. One Billion Lights


Formação:

Dejair Benjamim - Vocais
Thamise Ducci - Guitarras
Tony Souza - Teclados
Sandro Souza - Baixo
Pablo Rubino - Bateria



Contatos:



Confiteor - More Than Their Lies (EP)


MS Metal Records - Nacional
Nota 8,5

Por Marcos Garcia

A Bahia já gerou nomes bem fortes em matéria de Metal em todas as subdivisões do Metal, e pelo visto, a fonte da terrinha ainda está vertendo muita coisa boa, como o grupo de Heavy Metal moderno CONFITEOR, que soltou o EP 'More Than Their Lies' via MS Metal Records, uma tijolada das boas.
Com uma sonoridade calcada no Metal Tradicional, mas com doses de agressividade bem intensas e fortes, o trabalho da banda é convincente, graças à vocalizações que transitam perfeitamente entre o agressivo e o suave com desenvoltura, guitarras com riffs que são sólidos e melodiosos, além de solos ótimos, cozinha baixo-bateria bem diversificada em andamentos pesados, o que não deixa a música 'oca' ou enfadonha em momento algum, muito pelo contrário.
Gravado e mixado nos Revolusom Studios em novembro de 2010, e tendo a produção de Vitor Mattos e Marcos Franco, a sonoridade que flui do CD é intensa e pesada, dando um 'punch' ao som da banda ótimo, sem que a banda deixe de soar agressiva e melodiosa ao mesmo tempo. A capa, feita por João Duarte é um trabalho belíssimo e de primeira, focando justamente em questões de justiça (lembrando que o nome da banda vem do latim e significa "réu confesso").
Sonoramente, é bom o ouvinte se preparar, pois as quatro faixas do EP são autênticas pedradas bem pesadas, muitas vezes com elementos de Thrash aqui e ali, como na aniquiladora de tímpanos 'More Than Their Lies', que possui ótimas guitarras dobradas à lá IRON MAIDEN, e solo inspirado, mas as bases são chapantes, bem 'in your face'; já 'Unperfect Heart' é aquela semi-balada pesada e intensa onde temos o casamento perfeito de vocais brutos e quase urrados com bases mais brandas, até que tudo vira uma avalanche de peso, com ótimo trabalho de bateria; em 'Poisoned Words', o grupo torna a pegar pesado, com ótimo trabalho dos bumbos, ousando com conduções duplas ora mais rápidas, ora mais cadenciadas, em uma faixa onde domina a técnica e peso bem equilibrados, e mais uma vez, riffs ótimos surgem em profusão;  fechando, temos a versão acústica para 'Unperfect Heart', que está bem distante de ser apenas a mesma faixa de antes levada em violão, mas uma faixa que mostra o quanto a banda é versátil, pois elegância e beleza se fazem presentes.
Um belo trabalho, e que serve como aperitivo para 'Arcana Mea', próximo CD, que deve estar chegando em breve ao mercado.

More Than Their Lies


Tracklist:

01. More Than Their Lies
02. Unperfect Heart
03. Poisoned Words
04. Unperfect Heart (versão acústica)


Formação:

Dan Loureiro - Vocal e baixo
Victor Mattos - Guitarra
Louis - Bateria



Contatos:


Nightwish: Floor Jansen será a vocalista na tour brasileira após a saída de Anette Olzon



Está oficializada a saída da vocalista Anette Olson do NIGHTWISH.
O motivo estaria ligado ao fato de, no show de 28/09, no Odgen Theatre, Colorado, Estados Unidos, a vocalista Anette Olzon ter sido substituída por Elize Ryd (do AMARANTHE) e Alissa White-Gluz (do THE AGONIST), após ela se sentir mal e passar o dia todo sob cuidados médicos. 
Anette não teria gostado da atitude da banda, liderada pelo tecladista Thuomas Holopainen, e tornou sua insatisfação pública, reclamando da falta de compreensão do restante do grupo sobre a sua situação. 
Há uma declaração pública da banda em sua página oficial no Facebook: https://www.facebook.com/nightwish
A banda também deixa claro não cancelará show algum neste tour, que inclui apresentações no Brasil em dezembro. Nestes shows já confirmados, quem ocupará a vaga de vocalista é Floor Jansen, que já passou pelo AFTER FOREVER e REVAMP. 
Ainda não há nada sobre a permanência definitiva de Floor Jansen no NIGHTWISH, bem como não se cogitou a volta de Tarja Turunen.
Os shows da banda Nightwish aqui no Brasil acontecerão nos dias 09/12 em Porto Alegre e no dia 12/12 em São Paulo, e, como já disse, estão confirmados e contarão com os vocais de Floor Jansen.

Notícias: The Ultimate Music-Press (01/10/2012)



- - -

Behemoth: ingressos para show em SP tem grande procura

Polêmico Nergal está de volta ao país vivendo a melhor fase da carreira da banda.

O BEHEMOTH, um dos grupos mais polêmicos e mais cultuados no atual cenário do Heavy Metal mundial, está prestes a desembarcar no país e o público brasileiro promete comparecer em peso. A única apresentação no país está confirmada para o próximo dia 21 de outubro, no Carioca Club, em São Paulo.
A Agencia Sob Controle informa que a procura por ingresso, tanto nos pontos físicos, como pela internet, aumentou muito nas últimas semanas. Portanto, os fãs interessados em assistir a performance devastadora dos poloneses devem se antecipar para não ficar de fora. Ainda restam bilhetes à venda no site da Ticket Brasil, na Galeria do Rock (lojas Hellion, Mutilation e 255) e, em Santo André, na loja Metal CDs, no valor de R$ 80,00 (pista - 1º lote) e R$ 120,00 (camarote - 1º lote).
No repertório, Nergal (vocal/guitarra), Seth (guitarra), Orion (baixo) e Inferno (bateria) prometem tocar hits como "Ov Fire and the Void", "Demigod", "Alas, Lord Is Upon Me", "At the Left Hand ov God", "Slaves Shall Serve" e "Lucifer".
Com o prestigio de conquistar a capa da revista mainstream Newsweek e das principais publicações especializadas do mundo, receber disco de ouro pelo sucesso de venda do álbum "Evangelion", platina pelo DVD “Evangelia Heretika”, prêmios importantes, turnês com shows sold out e seu frontman vencer a luta contra a leucemia, os poloneses retornam à América do Sul vivendo a melhor fase dos seus 21 anos de carreira.
Recentemente, o polêmico Nergal declarou que já está trabalhando em um novo disco de inéditas. A previsão de lançamento é apenas para 2013.

Links relacionados:

Serviço São Paulo

Agência Sob Controle apresenta: Behemoth - Única apresentação no Brasil
Data: 21 de outubro
Local: Carioca Club
End: Rua Cardeal Arcoverde, 2899 - Pinheiros (próximo a estação Faria Lima do Metrô)
Hora: 19h
Preços:
Pista: R$ 80,00 (1° lote), R$ 100,00 (2° lote) e R$ 150,00 (porta).
Camarote: R$ 120,00 (1º lote), R$ 150,00 (2ºlote)
Pontos de venda: Galeria do Rock: loja Hellion 1° andar - (13) 3223.8855 | Mutilation 2° andar (11) 3222.8253 | loja 255 1° andar - (11) 3361.6951
Santo André: Metal CDs: R. Dr Elisa Flaquer, 184 - (11) 4994.7565
Infos: (11) 3229-7442/ 9389-3365 ou sobcontroleproducoes@yahoo.com.br
Imprensa: press@theultimatemusic.com - (13) 9161.6267



- - -

13 9161.6267



Próximas divulgações e suporte The Ultimate Music - Press:

06/10 - Sepultura – SESC - Campinas/SP
21/10 - Behemoth – Carioca Club - SP/SP
27/10 - PESTE Fest - Claustrofobia, Oitão e Project46 – Cine Jóia - SP/SP
10/11 - Trail of Tears + Lacrimas Profundere - Blackmore Rock Bar - SP/SP
11/11 - Death Angel – Hangar 110 - SP/SP
02/12 - Emilie Autumn – Inferno Club - SP/SP
02/12 - Hugin Munin (Thorhammerfest) – Manifesto Rock Bar - SP/SP
08/12 - Paradise Lost – Carioca Club - SP/SP
12/12 - Nightwish – Credicard Hall - SP/SP
15/12 - Krisiun + Malevolent Creation + Vital Remais - Carioca Club - SP/SP
16/12 - Moonspell – Inferno Club - SP/SP
Jan/13 - Suicidal Angels
Fev/13 - Vader

Além dos shows, a The Ultimate Music - Press assessora as bandas Sepultura, Krisiun, Shadowside, Confronto e Hugin Munin. Para mais informações, acesse http://theultimatepress.blogspot.com.


Olho Seco, Pacto Social, Serial Killer, Chaos (Teatro Odisseia, RJ, 30/09/2012)



Mais uma vez, no coração da Lapa, o Teatro Odisseia recebeu mais um dos eventos do Garage, e este foi dedicado ao Punk Rock/Hardcore.
A primeira a subir ao palco foi o veterano quarteto carioca CHAOS, que após mais de uma década de hiato, retornou aos palcos.

Energia em doses generosas, boa postura de palco, ótimas canções como 'Realidade', 'Crianças Perdidas', 'Fome', 'O Mundo à Beira do Caos', e um tributo mais que justo a Rédson Pozzi, finado guitarrista-vocalista do CÓLERA, banda lendária e seminal da cena Punk Rock nacional, tocando 'X.O.T.', em uma homenagem mais que justa.

Após um breve intervalo, sobe ao palco o SERIAL KILLER, outra banda veterana da cena Punk/HC carioca, com riffs de guitarra remetendo bastante ao Crossover. 

O quarteto mostrou ótima postura de palco, especialmente da parte do vocalista Catinha, que segue uma linha performática insana bem próxima à de Jello Biafra em seus áureos tempos no DEAD KENNEDYS, bem como músicas fortes, vindas de seu disco 'Linha de Frente', especialmente na ótima 'H.C.R.J', e a banda ainda promoveu a 'invasão' do palco pelo público e saíram aplaudidos.


A terceira banda da noite foi o lendário quarteto Punk OLHO SECO, de São Paulo.

Capitaneados pelo vocalista Fábio, remanescente da formação original da banda, o que se pode dizer de uma banda com mais de 30 anos de atividade (estão por aí desde 1980), que participou da primeira coletânea do estilo feita no Brasil ('Grito Suburbano', de 1982, junto com INOCENTES e CÓLERA), que lutou contra tantas dificuldades, se não for apenas elogios e menções honrosas?


Fábio parecia um garoto no palco, agitando, se movimentando bastante, e cantando com muita garra e fúria Punk para dar e vender, deixando muito garoto no chinelo, junto com a energia de Marcos (guitarras), Jeferson (baixo) e André (bateria), o show não poderia ser melhor, levando a platéia presenta ao delírio em músicas como 'Nada', 'Castidade', 'Eu Não Sei', 'Botas, Fuzis, Capacetes', 'Haverá Futuro', 'Lutar, Matar' e o hino 'Olho Seco', mostrando o motivo da banda ser tão respeitada, não só pelo seu passado, mas pelo presente, pois estão firmes. Um dos pontos altos foi o discurso de Fábio em outra homenagem a Rédson, falando do passado dele na banda. Saíram do palco merecidamente aplaudidos.

Fechando a noite, veio o PACTO SOCIAL, mais um conhecido veterano da cena Punk/HC do RJ.

Boa banda, que sabe fazer bonito no palco (em que pese que o vocalista Wlad estava meio paradão no palco), e solta energia em forma de música de maneira generosa, se destacando músicas como 'Vaticano', 'Fim do Mês', 'Bombas' e 'Vírus do Sistema', com bons riffs, cozinha segura (especialmente porque o baixista Raul não fica quieto um instante sequer, agitando o tempo todo) e ótimos vocais.
Um ótimo evento, sem sombra de dúvidas, e uma aula para muitos de onde vem a energia do Metal extremo.
Mas fica um pedido a cada uma das bandas: por favor, continuem na luta e lancem material novo em breve, pois nós, os fãs, agradecemos. 


Notícias: MS Metal Press (01/10/2012)




- - -                            

MOTORGUTS: Luis Mariutti fala sobre experiência na ExpoMusic 2012


A banda paulista MOTORGUTS, capitaneada pelo baixista Luis Mariutti (ex-Angra, Shaman, André Matos), foi uma das atrações de destaque da última edição da ExpoMusic, realizada em São Paulo nos dias 19 a 23 de setembro.
O grupo apresentou-se no Music Hall, principal palco do evento e que recebeu grande audiência em todos os dias da feira, divulgando o seu primeiro trabalho de inéditas, o EP “Mercy”. “Agradecemos a todos que nos prestigiaram na ExpoMusic 2012”, agradeceu Luis. “O nosso agradecimento se estende para a equipe técnica e assessoria do Music Hall, além da empresa Elixir, responsável por ceder espaço em seu stand para nossa tarde de autógrafos. Em breve traremos muitas novidades aos nossos fãs e amigos”, finaliza.

Set List:

Motorguts (Participação Fabio Ribeiro)
One day at the time
Runaway
Animate - Rush
BattleField
R.I.P (Fabio Ribeiro)
Bark at the moon - Ozzy
Mercy (Fabio Ribeiro)

Links Relacionados:


- - - 

MUQUETA NA OREIA: lançamento de revista oficial na ExpoMusic 2012


A banda paulista MUQUETA NA OREIA foi mais um dos artistas do cast da MS Metal Press que marcaram presença na ExpoMusic 2012.
O artista, que aproveitou o evento para lançar a sua revista oficial, reservou um tempo em sua agenda para comparecer em alguns dos principais stands, do maior evento musical da América Latina.
Em paralelo, a banda MUQUETA NA OREIA continua em estúdio registrando o seu novo álbum, ainda sem título definido e que tem previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2013, através da Alternative Music Records.

Links Relacionados:


- - - 

HOPE: vocalista do grupo participará do Encontro de Bandas 2012


O vocalista da banda paraense HOPE, Bruno Corey, participará no próximo dia 02 de outubro (terça-feira) do Encontro de Bandas edição 2012, que acontecerá no Café Piu Piu em São Paulo.
Há 14 anos acontece no Café Piu Piu o Encontro de Bandas, que reúne as bandas de alunos da Escola de Música Movimento.  Nos dias 25 de setembro e 02 de outubro  se apresentarão dez bandas formadas por alunos das Unidades Butantã e Leopoldina. O repertório inclui clássicos de BB King, Eric Clapton, Iron Maiden, Metallica, entre outros.
Todas as músicas apresentadas tem arranjo concebido para dar aos alunos a experiência de crescer musicalmente, vencendo os desafios instrumentais propostos. Busca-se respeitar a sonoridade original das músicas, o que resulta num evento que agrada e surpreende não só os amigos e familiares, mas também os frequentadores habituais do Café Piu Piu.

Links Relacionados:


- - -

MARCO TORNNELLY: artista marca presença na ExpoMusic 2012


O guitarrista MARCO TORNNELLY foi mais um dos artistas do cast da MS Metal Press que marcaram presença na ExpoMusic 2012.
O artista, que se encontra trabalhando nos novo singles da sua carreira solo e da banda ACHT, reservou um tempo em sua agenda para comparecer em alguns dos principais stands do maior evento musical da América Latina. “Muito som na ExpoMusic. Aproveitei uma brecha em minha agenda para rever grandes amigos e grandes músicos. Já estava com saudades daquela correria, som de qualidade e muita gente”, declarou o artista.
Em paralelo, MARCO TORNNELLY continua em estúdio finalizando o seu novo single “Cross”, que tem previsão de lançamento para o final do segundo semestre de 2012, através da Alternative Music Records.

Links Relacionados:


- - - 

PULLDOWN: grupo lança oficialmente o projeto “Conceito”


A banda gaúcha PULLDOWN lançou recentemente na rede o seu projeto mais ousado da carreira, devidamente batizado de “Conceito”.
O grupo está registrando canções de bandas que os influenciaram, e lançará periodicamente esse material para download gratuito. A primeira parte do trabalho já está online, e conta com duas versões para músicas da banda carioca Jason.
Para mais informações sobre o projeto “Conceito”, basta acessar o seu hotsite através do link ao lado: Conceito

Links Relacionados:


- - -

LACERATED AND CARBONIZED: finalizada primeira parte da turnê europeia


A banda brasileira LACERATED AND CARBONIZED continua sua turnê na Europa ao lado do Vile, sempre com shows cheios e grande receptividade.
O grupo já passou pela Holanda, Alemanha, Dinamarca, Republica Tcheca, Áustria, Itália e Suíça, em suporte ao EP “Third World Slavery”, que serve como prévia do seu segundo álbum “The Core of Disruption”, a ser lançado no Brasil no final do segundo semestre de 2012 pela Eternal Hatred Records.

Links Relacionados:


- - -

MORK: cancelada turnê do grupo no norte e nordeste do país


Os membros da banda brasiliense MORK soltaram uma nota para a imprensa brasileira, esclarecendo o motivo pelo qual acarretou no cancelamento de toda a sua turnê pelo norte e nordeste do país, que aconteceria nos meses de setembro e outubro.

“A todos que estavam esperando pela nossa presença nos shows no norte e nordeste, infelizmente, por cancelamentos inesperados de alguns shows, tivemos que
cancelar toda a turnê.
Esses cancelamentos inesperados elevaram muito nossos custos, mesmo sem gerar nenhum lucro para a banda, e isso acabou impossibilitando nossa ida aos shows.
Agradecemos a todos por todo o apoio demonstrado em fazermos os shows e esperamos ir ao norte e nordeste em breve.

Abraços,
Samuel, Rafael, Pedro, Gabriel, Guilherme e Glauber."

Em paralelo, a MS Metal Press em parceria com a RoadMaster Agency estão negociando a primeira turnê internacional do MORK para o primeiro semestre de 2013, em suporte ao seu Debut álbum “Exemption”.

Links Relacionados:


- - - 

KAMALA: grupo relança o seu site oficial voltado para o novo álbum


A banda paulista KAMALA, que se encontra em pleno processo de divulgação do seu novo álbum “The Seven Deadly Chakras”, relaçou o seu site oficial com o layout voltado para o referido trabalho. 
O responsável pela composição do novo visual do domínio do grupo foi o baterista Nicolas Andrade, responsável pelas versões anteriores do site da KAMALA. Nesse novo sítio, o internauta terá a sua disposição notícias semanais sobre as atividades do quarteto, fotos inéditas, agenda periodicamente atualizada, inseridos em um visual impressionante e interativo.
“The Seven Deadly Chakras”, novo álbum da banda KAMALA, foi lançado no Brasil no último mês de maio, através da MS Metal Records.

Links Relacionados:


- - -


Para mais informações sobre as atividades das bandas acima e demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalpress.com.


Trabalhando em Uma Revista – Entrevista com Ricardo Batalha



Por Marcos Garcia

Muitos compram revistas físicas para manterem-se informados e ler entrevistas, mas bem poucos sabem o quão difícil é trabalhar em uma publicação de Rock pesado no Brasil. O Metal Samsara, tendo a responsabilidade de fugir do convencional, informar sobre o universo do Heavy Metal que muitas vezes não estão acessíveis, bem como para formar opinião, aproveitou uma deixa no tempo do amigo e irmão Ricardo Batalha, conhecido 'The Flash', editor-chefe da conceituada revista Roadie Crew, e bateu um papo sobre como é o dia a dia na revista. Além disso, ouvimos um pouco de quem já tem longa experiência no assunto.

Apresentando evento em SP
Metal Samsara: Primeiro de tudo, agradecemos demais pela oportunidade que nos concede, e vamos começar com uma pergunta bem quente: conte para nós um pouco de sua experiência de vida no tocante à imprensa, antes e agora, já como um dos homens de frente da Roadie Crew. Como começou, e como entrou nessa vida?

Ricardo Batalha: Eu vivo disso e para isso, então eu que agradeço ao Metal Samsara. Bem, a palavra-chave de tudo é interesse. Desde que comecei a ouvir Heavy Metal eu passei a buscar o máximo de informações em revistas, fanzines e livros. O interesse se transformou no sonho da minha vida, que era editar ou trabalhar em uma revista voltada ao estilo. Editei os fanzines Deathcore e Silent Rage, fiz colaborações em outras publicações mas não sabia que, anos depois, isto se tornaria a minha profissão. A Roadie Crew também iniciou como fanzine e a primeira edição saiu em agosto de 1994, na época da primeira edição do festival 'Monsters Of Rock'. Inicialmente aquilo tudo era hobby, mas as coisas foram acontecendo naturalmente até que, em maio de 1998, ela se tornou uma revista e, a partir da ed. 25 passou a ser publicada mensalmente. Foi, é, e sempre será muito difícil trabalhar com isso no Brasil.



Blind Ear com Max Cavalera
Metal Samsara: O dia a dia na revista deve ser algo realmente corrido, então, poderia nos contar de forma em simplificada (se é que é possível) como são as funções de cada um na revista? E como são administradas cada uma das seções dela?

Ricardo Batalha: As seções e matérias são definidas na reunião de pauta e depois falo diretamente com os colaboradores para ajudar na produção das seções e pesquisas. A troca diária de ideias ajuda muito! Bem, o trabalho é corrido, desgastante e estressante, mas todo mês a revista está nas bancas. (risos)



Metal Samsara: Seu apelido, ‘The Flash’, é bem conhecido no meio devido à sua agilidade e rapidez no lidar com matérias, sempre mantendo o site da revista atualizado, tanto que algumas pessoas já estão dizendo que o Marcos Garcia é seu discípulo (risos). Sabemos que a agilidade é importante, mas qual seria outra característica que você acredita ser importante junto a esta para poder trabalhar em uma revista?

Entrevistando Steven Adler
Ricardo Batalha: (risos) Não trabalhamos com horário como em um emprego normal, mas com prazos, e cada seção tem seu deadline definido antes. Esse negócio de ficar 'rodando lâmpada' (enrolando) e atrasando para a entrega das matérias no deadline atrapalha, mas é o preço que uma editora pequena paga por ter prestadores de serviços sem vínculo empregatício. Quem pensa que é tudo as mil maravilhas não faz a menor noção da dificuldade de se 'trabalhar com o que gosta'. A pessoa tem garimpar informações e fazer muitas pesquisas para as seções e matérias. Quem é ágil, interessado, focado e faz o trabalho com capricho, utilizando as normas de redação e os padrões de toques estabelecidos, tem chances de se dar bem.


Metal Samsara: A Roadie Crew é uma revista bem grande, conhecida e respeitada na cena, mas em geral, recebe algumas críticas e opiniões de bangers. Vocês chegam a ter acesso a tais opiniões? E como lidam com elas? Chegam a dar algum feedback sem que seja feito pela seção de cartas da revista?
Batalha e Rob Halford

Ricardo Batalha: Eu sempre fiz questão de manter contato direto com os bangers e leitores. Quando saio eu falo com todo mundo que me aborda e muitos dão sugestões, ideias e fazem pedidos bem legais, sendo que vários deles emplacam matérias boas. Quando não é possível realizá-los, também falo na hora e explico os motivos. E recebemos muitas críticas e elogios por e-mail, cartas e mídias sociais, mas uma coisa que muitos não entendem é que algumas pessoas criticam e falam objetivando a melhora da revista. Claro que existem exceções, como os que descem a lenha em tudo sem dó nem piedade. Mas você acha que vou ouvir quem, o negativista invejoso ou o de boa índole?


Metal Samsara: Com a internet, a aquisição de informação se tornou bem mais rápida, logo, as revistas, na visão de alguns, perderam um pouco de seu charme. É fácil esta competição que existe? Ou não chega a ser uma competição de fato?

Maloik
Ricardo Batalha: Não chega a ser competição e um pode completar o outro, mas a revista impressa ainda é forte, apesar do que muitos vêm apregoando há anos. Você falou que a informação é rápida, mas no caso do Metal/Rock ela vem sem apuração, sem capricho e sem seguir algumas regrinhas bem básicas do jornalismo.







Metal Samsara: Existem seções na Roadie Crew que são um pouco fora do comum, ou seja, estão fora do esquema resenhas de CDs, shows, entrevistas, como 'Classicover', 'Blind Ear', 'Roadie Collection', e outras. Como surgiram as ideias para elas? E como é organizá-las?

Batalha com o RAVEN
Ricardo Batalha: Primeiro, trabalhamos em uma publicação para leitores que se interessam por matérias em forma de perguntas e respostas, mas se a revista não tivesse seções eu concordaria com você no sentido de perder o seu 'charme' e ser engolida pela internet. As entrevistas são corriqueiras e sabemos que todo ano iremos entrevistar determinadas bandas/artistas. É justamente por isso que sempre pensamos em adicionar seções, como a 'Playlist', que vai estrear na edição #165. Também reformulamos o 'Roadie Profile' e temos planos de mudar mais algumas coisas mais para frente. Você citou o 'Blind Ear', e o legal da seção é que você tem o contato direto com o artista e sente a vibração dele no momento exato em que está ouvindo a música que colocamos. É isso que tentamos passar para o papel, depois. Ainda sobre as 'seções normais', por mais que digam que é desnecessária, a 'Releases' ainda é uma das mais comentadas e lidas por nossos leitores. Eu gosto de todas as seções e acho interessante, exceto pelo formato da seção 'Live Evil', com resenhas de shows, uma que cada vez mais deverá perder força na edição impressa. A quantidade de eventos rolando ao mesmo tempo no Brasil impede que coloquemos tudo e o site está ficando cada vez mais forte – por mim, tudo já estaria no site no dia seguinte. Já houve casos de termos mais de quinze páginas com resenhas de shows seguidas e daria para colocar várias bandas no lugar! Bem, vamos ver o que o futuro nos reserva quanto a isso, porque ser contra sozinho não adianta nada e somos uma equipe. Sempre fui contras as notas nas resenhas e elas estão aí até hoje, então não adianta apenas ser 'do contra'. (risos) Sobre a organização das seções, várias são sugestões e pedidos dos leitores e o autor da matéria é escolhido pela afinidade que tem com determinado estilo e/ou banda e artista.

Batalha e o BLACK SABBATH

Metal Samsara: Por falar nisso, vez por outra, a revista traz nomes novos entre os colaboradores, e muita gente ainda cria uma mística em cima disso, como o cara ganhando rios de dinheiro, entre outras. Qual é o trabalho deles de fato, e como eles são escolhidos? E já que falamos em dinheiro, como a revista reúne capital para se manter na ativa?

Palestrando sobre Heavy Metal
Ricardo Batalha: Nenhuma pessoa que trabalha com Metal no Brasil ganha rios de dinheiro. Na verdade, não ganha nem um conta gotas disso! (risos) Os colaboradores são escolhidos por competência e uma série de fatores que a editora analisa. Sobre o capital para se manter viva, a revista tem seus anunciantes e sem isso a editora não iria sobreviver somente da vendagem em bancas. Por sinal, hoje nem o próprio dono de uma banca de jornal não sobrevive apenas vendendo revistas, jornais, gibis e álbuns de figurinhas.







Metal Samsara: Bem, como em todo emprego que se preze, há sempre os benditos espinhos no caminho, e você tem cara de quem é um espinheiro de tantos (risos). Quais são os piores estresses de se trabalhar em uma equipe com backgrounds de vida tão diferentes? 

Ainda palestrando

Ricardo Batalha: Os piores são a falta de interesse, de comprometimento, de capricho e a lentidão. Quem está nessa só para ganhar ingresso de show e discos, esqueça. Sabemos que esse meio está cheio de 'porco-espinho', mas estes não terão futuro.











Metal Samsara: Na época do fracasso do M.O.A., tivemos a possibilidade de ver um belo texto de sua autoria na internet, que transpirava tristeza pelo ocorrido e solidariedade aos que lá estiveram. Na sua visão como membro respeitado da imprensa, o que deu errado na coisa?

Batalha e Katon de Pena (HIRAX)
Ricardo Batalha: Tudo, desde o começo. Aquilo foi um exemplo nítido de megalomania. Foram dar um passo maior que a perna e se tornaram medalhistas como 'João do Pulo do Metal'. Um evento que manchou o Brasil, mas se tornou referência do que não fazer de errado. Cheguei a dizer que o 'Metal Open Air' foi um exemplo caótico de que ainda estamos engatinhando e por isso eu gostaria muito que as pessoas parassem de pensar no 'dar jeitinho' e atuassem como profissionais.
Batalha com o SAXON (e a Roadie Crew na mão do homem)
Metal Samsara: Bem, você tem outras atividades paralelas, como a Brasil Express e o Maloik, certo? Como é ter que associar tanta coisa junta? E por favor, ser o 'The Flash' não implica que você pode estar em vários lugares ao mesmo tempo (risos).

Baterista
Ricardo Batalha: Além da Brasil Music Press/Assessoria de Imprensa, do programa Maloik, colaboro eventualmente para o Stay Heavy, Rock Forever, Heavy Nation, Sleevers e outros veículos. E vem mais coisa pela frente, aguarde! Bem, claro que não dá para estar em todos os lugares ao mesmo tempo, mas bem que eu queria. (risos) Sobre o trabalho, não se trata de um jogo de tênis, lutas marciais ou natação, pois você depende de uma equipe que trabalha para obter o resultado. E como bem estampa a obra de Antonio Augusto Amaral de Carvalho, o Tuta, da Jovem Pan: 'Ninguém faz sucesso sozinho'.


Metal Samsara – A Roadie Crew já tem 15 anos de estrada, algo que não é para qualquer um, e você tem muito conhecimento de causa, então, quais as dicas que poderia dar para aqueles que começam hoje em dia?

No Heavy Nation

Ricardo Batalha: Estude muito, tenha interesse e seja comprometido. Aceite as críticas e tenha personalidade.


Batalha e Dee Snider
Metal Samsara: Batalha, agradecemos demais por sua gentileza em nos conceder esta entrevista, e deixamos o espaço para suas considerações finais e mensagem aos leitores.

Ricardo Batalha: Obrigado, estarei aqui sempre que precisarem. Quem quiser mandar sugestões e críticas, pode escrever para rbatalha@roadiecrew.com.