30 de mai de 2017

KALEDON - Carnagus - Emperor of the Darkness (Álbum)



2017
Importado

Nota: 10,0/10,0


Tracklist:

1. Tenebrae Venture Sunt
2. The Beginning of the Night
3. Eyes Without Life
4. The Evil Witch
5. Dark Reality
6. The Two Bailouts
7. Trapped on the Throne
8. Telepathic Messages
9. Evil Beheaded
10. The End of the Undead


Banda:

Michele Guaitoli - Vocais
Alex Mele - Guitarras
Tommy Nemesio - Guitarras
Paolo Campitelli - Teclados
Paolo Lezziroli - Baixo
Manuele Di Ascenzo - Bateria 


Contatos:

Instagram: 
Bandcamp: 


Texto: Marcos “Big Daddy” Garcia


O cenário italiano sempre é apaixonante. 

Muitas e muitas bandas daquelas terras nos fascinam, seja nos estilos mais melodiosos do Metal ou nas vertentes mais extremas. O Metal italiano tem um jeito que é só dele, feito de um jeito que realmente é diferente. Bastando ter ouvidos apurados, perceberão os motivos desta afirmação. Por isso, podemos afirmar que o sexteto KALEDON mostra esse DNA italiano em seu novo trabalho, “Carnagus - Emperor of the Darkness”.

Épico, grandioso e cheio de belos arranjos musicais, o Power Metal desses veteranos de Roma é apaixonante, envolvente, e chega a nos emocionar. Sim, e ainda por cima, o peso e bom gosto são enormes, coisa de quem sabe o que está fazendo. O virtuosismo técnico é balanceado pelo senso de que as canções precisam soar sólidas, e eles acertam a mão. É incrível perceber como a banda vai nos emocionando a cada momento durante quase 50 minutos de puro êxtase musical.

Resumindo: esse disco é animal, excelente, de merecer aplausos de pé!

Mixado e masterizado por Simone Mularoni nos Domination Studios, em San Marino, podemos dizer que ele acertou a mão. A qualidade sonora é pesada e intensa, mas com aquele toque de clareza e elegância que a música do sexteto exige. Mas é interessante perceber como as guitarras ganharam uma timbragem mais pesada, com tons azedos e bem agressivos para o Power Metal sinfônico que executam.

Além disso, a arte gráfica de Jean Pascal Fournier para a capa mantém o clima épico e grandioso que se ouve no disco. 

Bem arranjado, usando da experiência de quase 20 anos em termos de Metal que possuem, o KALEDON não decepciona, e transforma a audição de “Carnagus - Emperor of the Darkness” em uma viagem prazerosa e cheia de muitos momentos grandiosos.

O grupo exibe toda a sua musicalidade cativante por todo o disco, com todas as canções sendo bem homogêneas. Mas a maravilhosa e sedutora “The Beginning of the Night” e seus belíssimos arranjos de guitarras e teclados (além de belos corais e refrão), a grandiosa e cheia preenchida por um feeling épico “Eyes Without Life” e seus corais de primeira, fora baixo e bateria estarem em excelente forma, a ganchuda e mais pesada “The Evil Witch” (que soa mais agressiva, mesmo com toda a técnica refinada do grupo), mesmos elementos que são encontrados em “The Two Bailouts” (os vocais mostram como existem excelentes vocais no estilo na Itália, tendo um timbre melodioso ótimo), as belas passagens épicas dos teclados em “Trapped on the Throne”, e as variações das ótimas passagens rítmicas de “The End of the Undead” e a grandiosidade dos arranjos de teclado são os grandes momentos do disco. Se é que é correto dizer que esse disco tem melhores momentos, pois soa algo quase que pecaminoso!

No mais, ouçam “Carnagus - Emperor of the Darkness”, e se deixem seduzir pelo excelente trabalho dos Suseranos do KALEDON.

Roma continua conquistadora, como sempre foi e sempre será...


RUNNING DEATH - DressAge (album)


2017
Importado

Nota: 9,3/10,0


Tracklist:

1. Courageous Minds
2. Dressage
3. Delusive Silence
4. Heroes of the Hour
5. Duty of Beauty
6. Numbers
7. Beneath the Surface
8. Anthem of Madness
9. Safety Second
10. Refuse to Kill


Banda:


Simon Bihlmayer - Vocais, guitarras
Daniel Baar - Guitarras
Andrej Ramich - Baixo
Jakob Weikmann - Bateria


Contatos:

Instagram:


Texto: Marcos “Big Daddy” Garcia


As terras da Alemanha deram e ainda dão muitas alegrias aos fãs de Metal do mundo inteiro. Seja no Metal extremo ou no mais melodioso, parece que a Alemanha sempre foi e será um enorme criadouro de nomes muito bons e relevantes para o cenário mundial. E muito interessante é o trabalho do quarteto RUNNING DEATH, da Bavária, que nos chega com “DressAge”, seu mais novo disco.

Podemos dizer que o quarteto descarrega um Thrash Metal trabalhado e melodioso que tem muito de MEGADETH e ANNIHILATOR, mas ainda assim, muito próximo ao Metal tradicional. É agressivo, mas as melodias elaboradas e técnicas do grupo só tornam aquilo que já é muito bom em algo marcante e cheio de personalidade. É ouvir e gostar, não tem outro jeito!

Ou seja: fundiram o Thrash Metal técnico com as famosas melodias eruditas da Alemanha e se deram bem demais!

Em termos de qualidade sonora, não há erro: claro e limpo a ponto de cada arranjo mínimo ser ouvido perfeitamente, mas com a dose certa de agressividade nos timbres dos instrumentos e peso, a produção acertou a mão. E a capa é extremamente bem feita, e bem divertida, mas com uma mensagem subjetiva bem sensível.

Podemos dizer que além de um ótimo disco, “DressAge” é extremamente divertido, pois a descontração e despojo são as tônicas de sua música, embora seja muito bem trabalhado e arranjado. O compromisso dos músicos é em fazer algo pesado, agressivo, mas bem divertido.

E por isso, brilhante!

Em 10 músicas que duram em média 4 minutos e meio, o grupo nos agrada nas primeiras audições.

Em “Corageous Minds”, as guitarras se destacam bastante com arranjos fortes nesses ritmos alternados; “DressAge” já mostra o grupo com um andamento em velocidade mediana e focada no peso, fazendo com que baixo e bateria se sobressaiam bastante; veloz e técnica, “Delusive Silence” apresenta ritmos quebrados onde mais uma vez as guitarras imperam, for a um refrão de primeira, mesmos elementos encontrados em “Duty of Beauty” e seu toque divertido; em “Beneath the Surface”, os vocais alternam bastante os timbres, acompanhando as variações rítmicas ricas do grupo; na instrumental “Anthem of Madness”, vemos guitarras executando solos e duetos de primeira, nos envolvendo ainda mais nessa espiral de melodia, caos e técnica; e a agressiva e refinada “Refuse to Kill”, que fecha o disco com suas lindas melodias, junto com as já mencionadas, foram o grupo de melhores canções do álbum.


O RUNNING DEATH veio para ficar, e “DressAge” é prova mais que suficiente que o Thrash Metal do grupo é mais que bem vindo.

HERYN DAE: banda disponibiliza terceiro vídeo de sua apresentação no 12º Moto São Chico, em Santa Catarina



A banda HERYN DAE divulgou o terceiro vídeo de sua apresentação que aconteceu no 12º Moto São Chico, no dia 29 de abril na cidade de São Francisco do Sul, SC. Desta vez, o vídeo mostra a banda executando a música que leva o seu nome. Confira abaixo:



Uma curiosidade sobre esta música é que seu refrão é todo cantado no idioma élfico, língua criada pelo escritor J.R.R. Tolkien para seu mundo fantasioso retratado em O Senhor Dos Aneis, Silmarillion e O Hobbit.

O grupo catarinense havia divulgado anteriormente vídeos das músicas "Lucy" e "March To Die". O evento acontece anualmente na cidade-natal da banda formada por Victor Moura (vocais), Juliano Bianchi e Mateus Leal (guitarras), Cristiano Pereira (bateria) e Ricardo Bach (baixo). As três músicas divulgadas fazem parte do primeiro álbum do HERYN DAE, autointitulado, que foi lançado no ano passado e que vem sendo fortemente elogiado pela crítica especializada. O álbum "Heryn Dae" está disponível para aquisição no perfil oficial da banda no Facebook.

HERYN DAE no Facebook: https://www.facebook.com/HerynDae/

JAILOR e DEATH CHAOS: bandas se apresentarão juntas no dia 04 de junho na cidade de Paranaguá


Domingo, dia 04 de junho, a Barones Club, na cidade de Paranaguá, PR, abrigará o Sunday Metal, evento que receberá as bandas curitibanas JAILOR, DEATH CHAOS e AXECUTER.

As três bandas curitibanas se reunirão no município localizada no litoral paranaense para uma festa regada com muito Heavy, Death e Thrash Metal. As 30 primeiras pessoas que chegarem ao local ganharão uma dose de whisky, além da casa dispor de cerveja em dobro até as 20 horas.

A banda JAILOR vem promovendo seu mais recente trabalho de estúdio, o full-length "States Of Tragedy" (2015), trabalho que vem sendo bastante elogiado pelo seu Thrash Metal bem executado e que transborda muita força. A banda formada por Flávio Wyrwa (vocais), Guima (guitarras), Marcos Araújo (guitarras), Emerson Niederauer (baixo) e Jeff Verdani (bateria) já tem seu nome firmado na cena curitibana após 20 anos de serviços prestados ao Heavy Metal local.

Já o DEATH CHAOS é um novo nome do Heavy Metal paranaense, mas que já está colhendo os frutos de um trabalho árduo e competente. Em 2016, a banda estreou com um EP intitulado "Prologue in Death & Chaos", que apresenta um Death Metal bastante trabalhado e raivoso. A DEATH CHAOS é formada por Denir “Deathdealer” (vocais), Júlio Bona (guitarras) Edson "Mammoth" (baixo) e Ueda (bateria).

O AXECUTER é uma banda que mescla Heavy, Speed e Thrash Metal, com uma forte veia oitentista de nomes como Grave Digger e Manowar. Tem em sua discografia um álbum de estúdio, três EP's e dois split's,e conta atualmente com Danmented (vocais, guitarras), Rascal (baixo) e Verdani (bateria), que também é o responsável pelas baquetas na banda JAILOR.


SERVIÇO:

JAILOR, DEATH CHAOS E AXECUTER NO SUNDAY METAL
Data: 04 de junho
Local: Barones Club. Rua General Carneiro, 116. Centro Histórico de Paranaguá, Paraná.

DEMONS INSIDE: banda disponibiliza teaser do seu segundo clipe, "Fuck Your System, Fuck Your Power"


A banda paulista DEMONS INSIDE divulgou em seu canal no Youtube e em suas redes sociais um teaser do segundo clipe da banda, desta vez para a música "Fuck Your System, Fuck Your Power", que é parte do primeiro full-length do grupo, "The Shadows Of The Soul".

Confira o teaser abaixo:



No início deste ano, a banda oriunda da cidade litorânea de Guarujá disponibilizou o clipe da música "Remorse, Effect Of Traumas...Remains", faixa nº 5 do debut do DEMONS INSIDE.



O grupo DEMONS INSIDE foi fundado em 2014 com a proposta de executar um Speed/Thrash Metal agressivo, com influências dos anos 80 e 90, mas com a preocupação e consciência para impor personalidade em suas composições. No momento, o grupo é formado por Rachel Arenda (vocais), Vanilson Ferreira (baixo) Luciano Alves e Marcelo Figueiredo (guitarras) e Zensky (bateria).

BAD BEBOP: confira participação no programa Tenda



O BAD BEBOP está no novo episódio do programa TENDA – gravado no Studio Tenda em Curitiba –, onde a abanda registrou a música ‘Greed’.

O vídeo tem imagens por Lyrian Oliveira, som por Mario Oliveira, edição por Cafuringa. Realização – Studio Tenda, conheça mais: www.facebook.com/studiotenda



‘Greed’ é a sétima faixa do recém-lançado álbum ‘Prime Time Murder’. O disco foi gravado no estúdio Institudium com produção do guitarrista Henrique Bertol, mixagem por Felipe Debiasio e masterização pela Absolute Master. Já arte da capa ficou nas mãos de Allan de Angeles.

O álbum pode ser conferido de forma gratuita na íntegra nas principais plataformas digitais. Confira alguns links:



Sites relacionados:

Fonte: Metal Media

CERBERUS ATTACK: nova camiseta está disponível; tem sorteio rolando!


A nova estampa oficial do CERBERUS ATTACK, baseada na capa do vindouro disco ‘From East With Hate’, já está disponível.

Interessados em adquirir esta estampa e todos os outros materiais oficiais do grupo, podem fazer entrando em contato pelo e-mail e Facebook da banda.


Para o lançamento desta camiseta, o CEBERUS ATTACK também está com um sorteio no Facebook. Para participar e concorrer a uma camiseta, visite o link e siga as instruções:


O CERBERUS ATTACK finaliza os detalhes para lançar ‘From East With Hate’. O disco foi gravado no estúdio EastSide e a arte da capa ficou nas mãos do artista Cleyton Amorim. Um single para a música é ‘Face Reality’ foi lançado, assista:








Sites relacionados:

Fonte: Metal Media

DYSNOMIA: confira teaser do novo videoclipe



O DYSNOMIA está preparando uma grande produção audiovisual para o primeiro clipe retirado de seu novo álbum, ‘Proselyte’, e divide conosco um teaser do que vem por aí.

Para assistir no Youtube:

Para assistir no Facebook:


O clipe será para a faixa-título do álbum e contou com direção e produção de Francis Fidélix e Luciano Moraes, com apoio das marcas Oz Produtora, Hell Bodyarts, Nova estúdio e Vinil Drums.


O lançamento do vídeo será no show do dia 4 de junho, no GIG (Rua 9 de Julho, 1817), em sua cidade natal, São Carlos/SP e logo depois estará disponível em seus canais oficiais na internet. Para mais informações sobre o show, visite o link: https://goo.gl/XooFKU

O álbum ‘Proselyte’ foi lançado no ano passado e citado em várias listas de melhores de 2016 no Brasil e no exterior. O material conta com oito faixas e foi lançado em parceria com a Heavy Metal Rock. A produção ficou nas mãos do DYSNOMIA e de Gabriel do Vale. A capa foi feita pelo artista Gustavo Sazes.

Além da versão física do disco, que pode ser adquirida diretamente com a banda ou pelo link https://goo.gl/ZfxT5T, ele também pode ser encontrado em todos os grandes distribuidores de música digital do mundo, confira alguns links:



Sites relacionados:

Fonte: Metal Media

AEON PRIME: representando as bandas autorais em festival no Gillan’s Inn


De volta aos palcos, o AEON PRIME será a atração autoral do festival ‘Real Covers Night’, que como o nome já entrega, foca em bandas cover, mas sempre com espaço para bandas com som próprio que estão em ascensão.

O evento é no dia 10 de junho, sábado, no tradicional Gillan’s Inn, em São Paulo capital. Além do AEON PRIME, bandas cover de King Diamond/Mercyful Fate, Savatage e Nightwish se apresentam.

Os ingressos já estão à venda. Mais informações podem ser conferidas no link: https://www.facebook.com/events/347355569000461/


Para “aquecer” até o dia do show, o AEON PRIME disponibilizou temporariamente mais uma faixa para audição em seu Facebook. Desta vez é a contagiante ‘Newborn Star’:


A música faz parte do álbum ‘Future Into Dust’, disco que vem sendo elogiado desde seu lançamento no primeiro trimestre de 2016 e que figurou também nas famosas listas de melhores do ano.

O trabalho foi produzido, mixado e masterizado pelo produtor Pedro Esteves (Liar Symphony) e contou com “coaching vocal” do vocalista Leandro Caçoilo (Seventh Seal, Pit Passarell). A arte da capa foi criada pelo artista Ed Anderson.

Todo o material oficial da banda está disponível em sua loja virtual. Envio para todo o Brasil: https://goo.gl/Ud


Sites relacionados:

Fonte: Metal Media

MORTIFER RAGE: tudo pronto para o show de lançamento de ‘Fall Of Gods’ em Belo Horizonte



Um dos nomes mais respeitados do underground brasileiro, está prestes a lançar oficialmente seu novo álbum, terceiro da carreira, e convoca todos os headbangers da região para uma verdadeira celebração ao estilo.

Estamos falando do MORTIFER RAGE que está prestes a lançar seu novo trabalho, ‘Fall Of Gods’, de forma oficial.

Será um festival com o título de ‘Empire Of Brutality’. O evento acontece no dia 1º de julho na cidade de Belo Horizonte, capital mineira. O local escolhido é a casa de shows A Autêntica, na Savassi.


Além do MORTIFER RAGE, o evento contará com grandes nomes do cenário nacional. Começando pelo lendário AMEN CORNER e os amigos do ANCESTRAL MALEDICTION. Também se apresentam as bandas CRUCIFYTER e PRECEPTOR.

O álbum ‘Fall Of Gods’, está previsto ainda para este mês através do selo Impaled Records. O trabalho foi gravado no estúdio Maçonaria do Áudio, produzido por André Damien e conta com 12 músicas. A arte da capa foi feita pelo artista Marlon Lima, da Darkness Art, e o encarte ficou nas mãos de Marco Tulio Alves.

Uma amostra de todas as músicas foi liberada, assista:




Links relacionados:

Fonte: Metal Media

DARK AVENGER: prestes a lançar seu álbum mais ambicioso


O DARK AVENGER segue nos preparativos finais para o lançamento de seu novo álbum, que pode ser considerado o mais ambicioso da carreira do grupo.

Intitulado “The Beloved Bones: Hell”, o álbum segue uma linha conceitual, em que o interlocutor conversa consigo mesmo em uma jornada para dentro do EU, em um embate entre o emocional e racional, passando por onze estágios mentais de quem atravessa um período de insatisfação e infelicidade.

O material teve todo o conceito criado pelo frontman Mário Linhares e conta com composições do cantor e também dos guitarristas Glauber Oliveira e Hugo Santiago. Glauber Oliveira assina toda a produção do álbum, além da gravação e mixagem do disco, que foram realizadas no Asylum Studios, de propriedade de Glauber, em Brasília-DF. A masterização ficou a cargo de Tony Lindgren, que trabalhou com vários nomes do Metal mundial.


A arte da capa ficou a nas mãos do artista gráfico francês Bernard Bitler, e representa os sentimentos e emanações mentais presentes no álbum.

O lançamento de “The Beloved Bones: Hell” está marcado para o dia primeiro de agosto. Em breve mais informações acerca do conceito e do lançamento serão anunciadas.


Sites relacionados:

Fonte: Metal Media

ANFEAR: imagens e vídeo ao vivo de apresentação no “Gillan’s Inn”



No último dia 20, a banda ANFEAR se apresentou na tradicional casa de eventos “Gillan’s Inn English Rock Bar” que fica localizada na cidade de São Paulo, os músicos foram convidados por uma das principais produtoras do país, a BMU, que através de Richard Navarro, seu fundador, vem criando eventos importantes em apoio ao metal nacional no espaço cedido pelo “Gillan’s Inn”.


A banda que vem divulgando seu EP “Plays of Destiny” foi a única banda autoral a se apresentar na noite do dia 20, sob a alcunha de “Real Cover Night”, o evento teve como atrações bandas que prestavam tributos há outros grupos, mas apenas a ANFEAR apresentou seu repertório com músicas próprias e com temáticas folclóricas.

Os músicos registraram os momentos do evento em imagens e vídeos, algumas já foram liberadas pelo grupo para que os fãs possam acompanhar e vivenciar aquilo que se tornou algo histórico na vida da ANFEAR, a vocalista do grupo, Andressa Lé em depoimento expressou seu sentimento em ter tocado no palco do “Gillan’s Inn”: “A ANFEAR foi muito bem acolhida pela casa e pelo público, que estava no evento principalmente para prestigiar bandas tributos de grandes nomes do metal. Nós ficamos tranquilos e satisfeitos com o show sabendo que o nosso público também foi super bem acolhido pela equipe do Gillan’s num ambiente maravilhoso e com som nítido. Arriscamos uma canção inédita e a aceitação foi imediata por conta das influencias brasileiras no arranjo e na letra, foi uma noite inesquecível.”


No canal oficial da banda foi disponibilizado o vídeo da música “Giant”, a mesma fala sobre o Brasil e sobre as manifestações que assolaram o país em 2014, o termo Giant é uma referência a expressão utilizada nas manifestações de “O Gigante Acordou”.



O guitarrista do grupo Nan Marconato relatou a sensação de ter tocado em um local reconhecido mundialmente como um dos redutos do rock paulistano: "Já fazia algum tempo que vínhamos namorando o Gillan's Inn English Rock Bar, por conta da estrutura e por conta de conversas com outras bandas que já tinham tocado lá”. “O convite surgiu justamente por acompanharmos os eventos que são realizados na casa e por prestigiar bandas de outros irmãos do metal. E tudo isso culminou em uma energia muito positiva em cima do palco, que acabou sendo uma das melhores apresentações da banda, tanto por conta do som, quanto pelo nosso estado de espírito que conseguiu atingir os Metalheads”.


Novos vídeos e imagens em breve serão liberadas pelo grupo nos canais e redes sociais, em breve também será revelada novidades sobre os próximos lançamentos da banda que se mantém criativa e em plena produção de novas músicas.

ANFEAR é formada por:

Andressa Lé - Vocal
Nan Marconato – Guitarra
Caio Balestra – Guitarra
Junior Soares – Teclado
Geovani Rodrigues – Bateria

Mais informações:


THE UPPERGROUND: política, poder e manipulação são temas de “Voiceless”, novo lyric video da banda


A situação política no Brasil está polarizada e - mais do que nunca - faz parte do cotidiano do cidadão. O atual cenário é prato cheio para incentivar a população a discutir formas de melhorar o país. A banda THE UPPERGROUND, de São Paulo, fala sobre o assunto no hardcore nervoso da faixa “Voiceless”, que acaba de ganhar lyric video, desenvolvido por Thiago Vignoto e Gabriela Alonso, da Vig Filmes.


A música foi escolhida por tratar de alguns temas que estão em voga no momento, como ganância, poder, manipulação, e uma população que aguenta calada os absurdos e abusos. “Entendemos que a letra é um alerta sobre o cenário atual e que a solução está em nossas mãos, na união”, conta o baterista Johnny Vignoto.

O visual do vídeo surgiu a partir da ideia de misturar vários pontos de vista, do individual ao coletivo, do caos ao regular, do bonito ao feio. De acordo com Johnny, a intenção é de caos organizado, fazendo referência à manipulação retratada na música.

“O cenário atual pede que a essência do hardcore seja resgatada. Ir contra o sistema são temáticas que fazem parte da origem e essência do rock, muito mais latentes no punk e no HC. Achamos que o hardcore não é apenas um estilo de música, é também cultura e estilo de vida”, finaliza.


Com apenas um disco de estúdio, o THE UPPERGROUND movimenta o cenário independente. As canções do primeiro álbum, “First Floor” (2015), tornaram-se representantes de uma nova geração underground que injeta novo fôlego na cena. A banda é formada por Pedro Spadoni (voz), Ivisen Lourenço (guitarra), Danilo Pirola (guitarra), André Spadoni (baixo) e Johnny Vignoto (bateria).



TORTURIZER: “Faceless” será lançado nas principais plataformas digitais via Sangue Frio Records


A banda maranhense de Thrash Metal TORTURIZER acaba de assinar com a SANGUE FRIO RECORDS para distribuição digital do seu atual EP “Faceless”.

O trabalho de estreia do grupo, que já obteve inúmeras críticas positivas dentre a mídia especializada (vide clipping oficial da banda: https://goo.gl/FLHM0d), em breve poderá ser encontrado nas principais plataformas de streaming do mundo.

“Atualmente nota-se um crescimento contínuo da utilização do streaming, além de uma mudança de consumo das mídias digitais. Fazer a utilização desses serviços acaba permitindo que o TORTURIZER possa alcançar um público maior e acaba garantindo que nosso público tenha um acesso gratuito e imediato a nossos materiais.” - revela Wilton Vieira, baterista do grupo.


Em outras notícias, o TORTURIZER segue em processo de agendamento de datas para shows em suporte ao referido álbum. Para mais informações sobre como reservar uma data para qualquer cidade do país, basta entrar em contato através dos e-mails contato@sanguefrioproducoes.com ou torturizer.thrash@gmail.com e solicitar um orçamento.

Contato para shows e assessoria: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Sites relacionados:

AMADUSCIAS: banda se apresenta na segunda edição do “MetalRocks Festival” neste fim de semana



A banda gaúcha de Death Metal AMADUSCIAS é uma das atrações na segunda edição do “MetalRocks Festival”, evento que vem ganhando destaque no Sudoeste Rio-grandense.

O show acontecerá neste fim de semana, dia 03/06/2017, em São Borja/RS e contará também com as bandas Bloodwork, Helldog, Leviaethan, Wor e Moonmath. Confira o cartaz completo do evento:


Link do evento no Facebook para mais informações: https://www.facebook.com/events/1137159103032262/

Serviço:
Show: Metalrocks Festival 2
Local: Clube Recreativo Samborjence
Endereço: Rua Gen. Marquês, 215 – Centro, São Borja/RS
Data: 03/06/2017
Horário: 19 horas
Ingressos: R$ 20,00

Em paralelo, o AMADUSCIAS segue trabalhando no seu vindouro álbum. Previsto para o segundo semestre de 2017 via DSS Music, o full length denominado “Conceived Annihilation” teve o single “Decapitation” extraído do mesmo e divulgada em formato de lyric vídeo. Confira:



Contato para shows e assessoria: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Sites relacionados:


CÉU EM CHAMAS - Infernal (Álbum)


2017
Independente
Nacional

Nota: 8,6/10,0

Tracklist:

1. Lutar
2. Portões do Inferno
3. Gritos e Sussurros
4. Correntes
5. Caos
6. Inferno
7. Falida Imaginação
8. Sopro da Destruição
9. Olhos Pulsantes


Banda:


Rafael Coradi - Vocais
Maicon - Guitarras
Alemão - Guitarras
Frango - Baixo
Betão - Bateria


Contatos:

Twitter:
Instagram:

Por Marcos “Big Daddy” Garcia


Em termos de modernidade, não há o que reclamar: o Brasil está muito bem antenado com todos os estilos de Metal que são feitos na Europa ou nos E.U.A. Não há disparidades, o nível de qualidade é o mesmo entre as bandas gringas e as do Brasil, com cada uma fazendo a sua parte. E quem faz bem a própria parte por aqui é o quinteto CÉU EM CHAMAS, de Itapira (SP), que vem despejando uma carga de agressividade musical ótima em “Infernal”.

Agressivo e bruto com sua mistura de Metal e Hardcore em uma linha semelhante a do HATEBREED e outras bandas, a grande diferença da banda é o uso de linhas melodiosas muito boas em meio ao trabalho musical agressivo e moderno, mostrando uma banda que a cada faixa está revigorada e pronta para grandes desafios, e existem momentos quase tribais, intensos e que se agarram aos nossos ouvidos sem nenhuma dificuldade.

Traduzindo: é bom demais!

Gravado no Black Stone Estúdio, tendo as mãos de Bruno Cestari na produção, percebe-se que o quinteto se esforçou para ter um som denso e gorduroso, com peso absurdo, mas de forma que se faça entender, sem soar embolado. E é justamente por isso que se percebe que o grupo capricha em termos de arranjos musicais e técnica.

Opressivo como um murro bem dado nos ouvidos, “Infernal” mostra-se um disco viciante justamente por suas passagens onde melodias subjetivas (por baixo de tanta agressividade) são entendidas e fazem seu trabalho. Além disso, o grupo mostra uma pegada muito pesada, soando como uma unidade.

A paulada seca e moderna de “Lutar” e suas passagens com ótimas guitarras e ritmo em velocidade mediana, a curta e brutal “Portões do Inferno” (que apresenta um trabalho ótimo de baixo e bateria), o toque modernoso que tem um toque à lá Gotenburgo em “Gritos e Sussurros”, o groove azedo das guitarras em “Caos” e em “Inferno” (essa com momentos velozes herdados do HC de raiz, com alguns vocais mais esganiçados), a envolvente roupagem moderna de “Falida Imaginação” e a fogosa e cheia de energia “Olhos Pulsantes” são momentos que vão te ganhar sem esforço algum. Mas o CD em si é todo muito bom, caprichado em cada detalhe.

E "Infernal" pode ser baixado gratuitamente nesses sites:


São bandas como o CÉU EM CHAMAS que fazem o dia valer a pena!


BENDICTA: banda divulga videoclipe de “A Cor Que Sangra”



A banda BENDICTA acaba de divulgar o videoclipe da música “A Cor Que Sangra”, lançado em todas as redes sociais da banda. O clipe é o terceiro vídeo do EP “Recomeço”, que teve ótima repercussão do público paulistano e brasileiro.

“O clima do show de lançamento estava incrível! O ambiente, o público presente, as bandas… foi tão único que achamos justo lançar um registro desse momento. Uma celebração que combinou perfeitamente com a música “A Cor Que Sangra”, que é visceral até no título”, disse o guitarrista Luiz The Last.

A banda BENDICTA está em plena divulgação do EP “Recomeço”, que foi gravado no Estúdio Fusão em 2016 e conta com 5 faixas, em português, que estarão disponíveis em todas as plataformas digitais na mesma data do show. Atualmente a BENDICTA é formada por Angel (vocal), Thigas (vocal e guitarra), Luiz The Last (guitarra e vocal), Clayton Mestre (baixo) e o baterista Guito (Guilherme Garcia), que participou do último show da banda no Manifesto Bar.

Confira o videoclipe de “A Cor Que Sangra”: https://youtu.be/3-_f885fvMQ


Mais informações:

Fonte: TRM Press

FINAL DISASTER - The Darkest Path (EP)



2017
Independente
Nacional

Nota: 8,0/10,0

Tracklist:

1. Dark Passenger
2. This is The End
3. Oblivion
4. Beware the Children


Banda:


Kito Vallim - Vocais
Laura Giorgi - Vocais
Daniel Crivello - Guitarras
Rodrigo Alves - Guitarras
Felipe Lúcio - Baixo
Bruno Garcia - Bateria


Contatos:

Site Oficial: www.finaldisaster.net
Twitter: 
Youtube: 
Instagram: 
Bandcamp: 

Por Marcos “Big Daddy” Garcia


Soar inovador e com personalidade não é difícil. É algo que depende mesmo do que há dentro de qualquer pessoa. Se você vive preso a padrões ou formatos, invariavelmente as regras limitarão seus esforços. Se não, é sinal que vem coisa boa por aí. E mesmo ainda um pouco distante do que realmente podem render, o sexteto paulista FINAL DISASTER se mostra bem nesse primeiro trabalho, o EP “The Darkest Path”.

O grupo mostra uma personalidade intensa e pesada, praticando algo próximo das bandas mais jovens do Metal tradicional, ou seja, sonoridades que beiram as tendências mais modernas, onde peso, melodia e agressividade conseguem conviver muito bem. Ou seja, é bruto como um mamute em uma loja de cristais, mas feitos com boas melodias e agressivo.

A produção de “The Darkest Path” é ótima.

Sim, pois se ouve e consegue compreender o que a banda está tocando, cada instrumento com bons timbres e boa definição. Raphael Gazal acertou a mão na produção, sabendo como montar a sonoridade do grupo em termos de mixagem e masterização. E a capa é bem sombria, um trabalho bem feito da vocalista Laura Giorgi, antenada com o propósito sonoro do grupo.

Peso abusivo, belas linhas melódicas, baixo e bateria firmes e apresentando boa técnica, guitarras com riffs de primeira, e vocais contrastando entre timbres agressivos e suaves, o trabalho do FINAL DISASTER mostra potencial, e mais um pouco de amadurecimento os colocará em um patamar bem distinto no cenário.

No mais, o peso com andamento mais cadenciado de “Dark Passenger” e seus contrastes vocais muito bons, a exibição de gala de baixo e bateria em “This is The End”, a pegada moderna e bruta de “Oblivion” e suas guitarras em riffs intensos e solos eficientes, e o charme agridoce do groove moderno de “Beware the Children” mostram o quanto o grupo é talentoso.

Por agora, o EP é muito bom, e mostra que o FINAL DISASTER é uma bela revelação. E "The Darkest Path" pode ser ouvido em várias plataformas na internet.