22 de dez de 2015

HELLARISE - Shaded Land (Single)


2015
Independente
Nacional

Texto: Marcos "Big Daddy" Garcia


Certa vez, em uma conversa, este autor ouviu de um conhecido que ele só gostava de bandas com mulheres cantando se "a mulher cantasse com o útero", e para não gerar nenhum mal entendido maldoso, ele queria dizer aquelas que cantam com garra. Bem, eu já prefiro mulheres cantando e tocando com talento, pondo de si naquilo que fazem. E o HELLARISE de São Paulo é um dos grandes nomes nesse ponto. O nível de talento musical da banda é bem alto, como o novo Single, "Shaded Land", aqui está para provar.

Antes de tudo, dizer que o grupo desfila um misto muito pessoal de Death Metal com aspectos do Thrash é ser leviano e extremamente simplista. A música do grupo amadurece cada vez mais, vai ganhando influências e contornos não convencionais ao gênero. É preciso notar que Flávia está cantando cada vez melhor, e agora, seu peculiar timbre gutural e agressivo se mescla ao uso de vozes limpas maravilhosas, dando aquele toque precioso de melodia. Mirella e Daniel estão cada vez mais afiados nas guitarras, mostrando um entrosamento excelente, com bases chapantes e técnicas, e solos muito bem feitos. E Kito no baixo está se firmando muito, impondo as quatro cordas de maneira que a base rítmica soe bem sólida, mas com alguns momentos de destaque. 

HellArise
A produção deixou a banda com uma sonoridade bem agressiva e forte, como já é tradição para o gênero, mas ao mesmo tempo, é encorpada e consegue ser clara para entendermos os arranjos da banda claramente, para podermos aproveitar o que a banda nos oferece musicalmente. E a arte, bem simples, é um trabalho muito bom de Rodrigo Balan, que encaixou como uma luva no contexto lírico/musical do trabalho. O foco está totalmente na música.

E sendo sincero, "Shaded Land" é um Single ótimo. A música é bem técnica, cheia de nuances ótimas, guitarras alternando momentos mais agressivos e outros mais melodiosos, solos bem feitos, baixo e bateria firmes na base rítmica (que por si só já é bem trabalhada, ou seja, não são necessárias muitas exibições de técnica individual), e os vocais mostram força um amadurecimento cada vez maior. E o melhor de tudo: o grupo está extremamente coeso.

No mais, podemos afirmar o que vimos e ouvimos em "Darkened Flame" e agora em "Shaded Land" mostram que o HELLARISE irá se firmar como um dos grandes nomes do gênero no Brasil em breve, se bem que a banda parece ter ambições bem maiores. Mas com uma música tão boa assim, eles chegam lá.

Ah, sim: o Single pode ser baixado gratuitamente no site oficial da banda, ou ouvido no perfil do grupo no Bandcamp sem problemas. O kit em download tem letras, capa, foto e a música em si, logo, deixa de ser preguiçoso(a) e baixa logo, pois a satisfação é garantida.




Música:

01. Shaded Land


Banda:

Flávia Mornietári - Vocais
Mirella Max - Guitarras, backing vocals
Daniel Crivello - Guitarras
Kito Vallim - Baixo, backing vocals


Contatos:

Metal Media (Assessoria de Imprensa)

SAINT SPIRIT: documentário com participação da banda é lançado.





A banda carioca SAINT SPIRIT marcou presença no documentário 'A Saga do Rock Independente' e ao lado de outros grupos falou sobre os percalços de ser uma formação independente, além de como se organização para seguir carreira deste modo.


O documentário teve a direção por conta de Juliana Lima e Calvin Martins e pode ser conferido no link abaixo:



SAINT SPIRIT é:

Rodrigo 'Bizoro' (V/D)
Clamer (G/V)
Michel 'Mixa' (B)




KLIAV: banda libera teaser de música acústica





Nesta última Quarta-Feira (15/12/2015), a banda KLIAV finalizou as captações da versão acústica de "White Flag", música que já estava disponível no CD recém-lançado e no Spotify.

A Kliav foi selecionada dentre outras 30 bandas em um Festival de Cultura da cidade de Sumaré/SP, "Geléia com Mel 2015", e como premiação tiveram a sua disposição o Estúdio RadioAtivo da mesma cidade, onde os produtores Edson Cotrim Junior e Claudio Lima acompanharam todo o desenvolvimento do trabalho.


O resultado foi uma versão acústica com o baixista Henrique Cassis mostrando que também domina o Violino.

Você pode conferir um pequeno teaser das gravações no vídeo abaixo:



Links relacionados:

Apoio:
República do Som: www.republicadosom.com
Agência THNT: www.thnt.com.br


Fonte: Kliav

NERVOSA announce their first US tour to promote their album 'Victim of Yourself'




The tour, organized by Fame Enterprises and Mentalize Productions, will take place throughout the month of February and the first half of March 2016, and will go through the West Coast of the country and continue to Florida.

For now, the producers plan a total of 25 dates through the states of Oregon, California, Nevada, Arizona, Colorado, Utah, New Mexico and Texas, but new cities will be announced soon.

Those interested in booking a show with the band in the US, must send emails to m.ruta@famenterprises.com ormentalizeprod@gmail.com


In order to help cover the costs of the trip, NERVOSA opened a crowdfunding with some perks for fans who would like to help the band.

To join it, the fans should access the link below!



For more information about the band and the tour, please check:



Source: Nervosa

NERVOSA: tour nos EUA é anunciada




A banda NERVOSA anuncia sua primeira turnê pelos Estados Unidos, para promover seu disco 'Victim of Yourself'

A tour, organizada pelas produtoras Fame Enterprises e Mentalize Productions, ocorrerá durante todo o mês de fevereiro e primeira quinzena de março de 2016, e passará por toda a Costa Oeste do país, e seguirá até a Flórida.

Por enquanto, as produtoras planejam um total de 25 datas pelos estados do Oregon, California, Nevada, Arizona, Colorado, Utah, New Mexico e Texas, mas novas cidades serão anunciadas em breve.



Quem tiver interesse em fechar um show com a banda nos EUA, deve enviar e-mails para m.ruta@famenterprises.com ou mentalizeprod@gmail.com

Afim de ajudar a cobrir os custos da viagem, a NERVOSA abriu um crowdfunding com algumas recompensas para os fãs que gostariam de ajudar a banda.

Para participar, basta acessar o link abaixo!


Para mais informações sobre a banda e sobre a tour, acesse:



Fonte: Nervosa

CORAÇÃO DE HERÓI: junto com Unscarred e Slaytanic encerram programação de 2015 do Manifesto Bar




CORAÇÃO DE HERÓI, Pantera (Unscarred) e Slayer (Slaytanic) colocam ponto final nas atividades do Manifesto Bar em 2015. O evento será realizado no sábado (26), a partir das 22h. A programação da casa retorna a partir do dia 8 de janeiro.

A banda paulistana CORAÇÃO DE HERÓI, criada em 2010 e que atualmente é formada por Camelo (vocal), Tomatti (guitarra, vocal), Soldado (guitarra, vocal, ex-Korzus), Rafa (baixo e vocal) e Deep (bateria), irá apresentar músicas do álbum "Apocalipse XVIII", calcadas no Thrash Metal e Hardcore.

Formada no início do ano 2000 para prestar homenagem a uma das melhores bandas do cenário Thrash Metal mundial, o Pantera, a banda Unscarred (Pantera Tribute SP) já é conhecida do grande público pela sua excelente qualidade. No repertório, clássicos como "Primal Concrete Sledge", "Cowboys From Hell", "The Great Southern Trendkill", "Revolution is my name", "5 Minutes Alone", "I'm Broken", "Walk" entre outras.

O Slayer Cover (Slaytanic) é formado por Douglas Gatuso Maciel (guitarra), Bruno Jones Coronato (guitarra), Waldo Lwizky (vocal e baixo) e Nando Lima (bateria), que prestam um tributo competente ao Slayer. O set traz clássicos como "War Esemble", "Postmorten", "Raining Blood", "Hell Awaits", "Die By The Sword", "Dead Skin Mask", "Seasons In The Abyss", "Captor Of Sin", "Mandatory Suicide", "Chemical Warfare", "South Of Heaven", "Angel Of Death", entre outros.


Serviço:


Pantera (Unscarred), Coração de Herói e Slayer (Slaytanic)
Data: sábado, 26 de dezembro
Local: Manifesto Bar
Endereço: Rua Iguatemi, 36, Itaim Bibi – São Paulo/SP
Fone: (11) 3168-9595
Abertura da casa: 22h
Entrada Homem: R$ 25
Entrada Mulher: R$ 20
Entrada (camarote privativo): R$ 50
Cartões: Visa, Mastercard, Elo, American Express e Dinners
Censura: 16 anos
Acesso a deficientes / ar condicionado
Wi-fi: a casa possui acesso a internet sem fio

Agenda 2016:
Sexta feira (08/01) - Guns N'Roses Tribute (Use Your Guns) e Bon Jovi Cover (New Jersey)
Sábado (09/01) - Kiss Cover (Killers) e Rock Gallery
Domingo (10/01) - 18h - 1ª Semifinal 'Manifesto Tribute Fest'

Manifesto Bar – www.manifestobar.com.br


Fonte: ASE Music
A/C Ricardo Batalha

NERVOCHAOS: anunciado o desligamento do baixista Felipe Freitas





A banda de Death Metal NERVOCHAOS anuncia que, após cinco anos de parceria, o baixista Felipe Freitas não faz mais parte do grupo.

“Após cinco anos na banda o baixista Felipe Freitas foi demitido. Por diferenças ideológicas e musicais chegamos a uma situação insustentável dentro da banda. Desejamos sorte a ele e esperamos em breve anunciar o novo baixista da banda.” – declara o baterista Edu Lane.

Em breve o NERVOCHAOS deverá anunciar o substituto para o posto e que seguirá com o grupo para mais um ano de shows e gravações.

Shows foi o que o NERVOCHAOS viu esse ano de 2015. O grupo seguiu sua turnê mundial para a divulgação de seu mais recente álbum ‘The Art Of Vengeance’ e passou por todos os cantos do planeta: Ásia, Europa, América do Sul e América do Norte.

Mas outros cantos do nosso globo deverão ser atingidos no próximo ano e em breve serão anunciados!

‘The Art Of Vengeance’ foi lançado em 2014 no Brasil pela Cogumelo Records e no resto do mundo pela Greyhaze Records.

O NERVOCHAOS deixa aqui também seus agradecimentos a seus fãs, amigos e profissionais que trabalharam com eles por mais um ano fantástico em sua carreira.



Sites Relacionados:

ORDHER OF CHAOS - The World Made Flesh (Demo)


2015
Independente
Nacional

Texto: Marcos "Big Daddy" Garcia


O Rio Grande do Sul, em termos de Death Metal, parece mesmo uma fonte inesgotável de ótimas bandas. Sempre surgem por aqueles lados novos nomes, e a maioria esmagadora deles é bem relevante. Vide a força do "experiente novato" ORDHER OF CHAOS em seu primeiro testemunho, o Demo "The World Made Flesh".

Digo novatos porque o trio é recente, surgido em 2015. Mas basta uma olhada em seus componentes e vemos músicos tarimbados, que passaram por nomes como NEPHAST, THE ORDHER, FROST DESPAIR, APOCRIFUS e DISTRAUGHT, ou seja, experiência não é problema para eles. E eles detonam um Death Metal brutal e explosivo, seguindo a escola gaúcha do gênero, com boa técnica, e mesmo alguns toques do Thrash Metal. É ouvir e perceber vocais abusivamente guturais, riffs de guitarra agressivos e solos doentios, baixo e bateria gerando uma base rítmica sólida e forte. E embora a técnica não seja o enfoque do trabalho, ela surge de forma espontânea.

A produção não chega a ser algo extremamente elaborado, mas está na medida para que a banda mostre seu potencial destrutivo. O som é bruto, agressivo e impactante, mas tem uma boa qualidade, logo, podemos ouvir os instrumentos com boa noção de clareza. 

O trio (que foi idealizado a início para ser uma "one man band" por seu criador, o guitarrista Gladimir Purper) não exagera em termos técnicos na hora de arranjar, com tudo feito com a sabedoria da experiência e a empolgação de um projeto novo.

"Guardians of Abhorrent" é explosiva, bruta e veloz, mostrando um trabalho ótimo de baixo e bateria, fora os vocais estarem muito bem (mas não se enganem. As mudanças de ritmo acontecem em grande profusão). Já "Christian Bastards" tem um jeitão mais tradicional em termos de Death Metal, relembrando bastante a invasão dos anos 90, com boa dose de velocidade e peso, um refrão ótimo, belo trabalho dos bumbos e guitarras alucinantes (e mais variações de ritmo, com partes que realmente lembram em muito as do Thrash Metal e algumas bem "Sabbáthicas").

O ORDHER OF CHAOS chega em muito boa hora, é um nome a ser respeitado e acompanhado com muita atenção. E aproveitem, pois "The World Made Flesh" pode ser ouvido no perfil da banda no Soundcloud gratuitamente.



Músicas:

01. Guardians of Abhorrent
02. Christians Bastards


Banda:

Fábio Lentino - Vocais, baixo 
Gladimir Purper - Guitarras
Maurício Weimar - Bateria


Contatos:

Soundcloud
Wargods Press (Assessoria de Imprensa)

D'HANKS - Veredicto (CD)


2014
Independente
Nacional

Nota 9,0/10,0

Texto: Marcos "Big Daddy" Garcia


E eis que mais uma vez, o ótimo trabalho do quinteto D'HANKS, de Volta Redonda (RJ) volta ao Metal Samsara. Agora, com o mais recente disco da banda, "Veredicto" de 2014.

Mas o que mudou entre os trabalhos anteriores deles ("Escolhas e Renúncias", de 2009, e "Mil Faces", de 2012) e "Veredicto"?

O que podemos perceber é que a banda está mais coesa, mais firme e com a proposta sonora mais coerente e centrada. Ou seja, a evolução é que, sem alterar suas características principais, o quinteto soube explorar melhor a gama de influências musicais e mesmo artísticas mais externas. Ou seja, podemos aferir que "Veredicto" é um passo adiante, um disco musicalmente mais maduro, e quem sai ganhando é o fã.

Os vocais de Angélica estão bem melhores, com timbres mais fortes e diversificados, sabendo usar bem do suave e do agressivo; as guitarras de Rogério (que ainda ajuda nos vocais) e Renan estão muito bem, e a base rítmica de Roberto (baixo) e Felipe (bateria) está de primeira, com boa marcação do ritmo, mas arriscando algumas partes mais técnicas aqui e ali. E isso tudo, meus caros, nos dá uma música bem pessoal e única, elegante e cheia de energia.

D'Hanks
Lucas "Tuta" Macedo cuidou da gravação e mixagem do disco, feitas do EME estúdio (onde artistas como BIQUÍNI CAVADÃO, STRIKE, DIOGO NOGUEIRA, PITTY, GLÓRIA, entre outros, já fizeram vários trabalhos), e a masterização foi feita por Dave McNair nos Dave McNair Mastering, em New Jersey. O resultado: uma gravação ótima, de nível muito bom, clara para entendermos o que eles estão tocando, mas com a dose certa de peso e sujeira que uma banda de Rock tem que possuir. E a arte do disco, tendo Angélica como destaque na capa, é ótima, elegante e deixa bem evidente qual a proposta musical da banda: Rock com boa dose de peso, melodias de assimilação fácil, e certo refinamento nos arranjos.

E é essa mistura bem feita de influências musicais diversificadas que fazem "Veredicto" ser um disco ótimo.

Basta ouvir canções como a forte "Matá-lo ou Morrer" (com um andamento muito bom e que nos envolve, apresenta um belo trabalho de vocais, com variação bem feita nos timbres, e guitarras providenciais), a melodiosa e tocante "Depois de Tudo", a complexidade sutil e intensa ouvida em "Ressurgir" (a base rítmica mostra uma boa técnica, junto com vocais ótimos que preenchem a música), a linda e introspectiva "Me Levar" (uma pegada levemente moderna nas guitarras, que alternam momentos distorcidos com outros mais macios), "Invisível", com seu andamento mais belo e enxuto, além do enfoque nos vocais masculinos feitos por Rogério, a quase Pop "Corra" (sim, eles chegam a flertar com o gênero, mas sem soarem algo piegas ou chato. Não, esta é bem grudenta e acessível, recheada de vocais masculinos e femininos se alternando, fora guitarras com arranjos ótimos), e a explosiva e pesada "Veredicto" (a energia chega a beirar o Punk Rock em certos momentos).

E se já não fosse muito, temos uma ótima parte multimídia, onde o vídeo oficial de "Ressurgir" está disponível, fora mais algumas surpresas que deixo ao encargo dos leitores descobrirem.

Mais uma vez, um ótimo disco.






Músicas:

01. Matá-lo ou Morrer
02. Deixa Fingir
03. Depois de Tudo
04. Ressurgir
05. Me Levar
06. Despedaçar
07. Nova Solidão
08. Invisível
09. Corra
10. Veredicto


Banda:

Angélica Ribeiro - Vocais, teclados
Rogério A. Fortes - Guitarras, vocais 
Renan “Foca” Pimentel - Guitarras
Roberto “Sorvete” Colatino - Baixo
Felipe Valentim - Bateria


Contatos: