19 de nov de 2014

Sakrah - Sakrah (CD)

Independente
Nota 8,5/10,0

Por Marcos "Big Daddy" Garcia


Tem discos que são tais bons que transcendem os rótulos. Sim, não só pela pura soma de um ou mais estilos, mas simplesmente quando um CD é tão bom que pouca coisa precisa ser dito sobre ele. O SAKRAH, banda de São Paulo, mesmo não sendo um disco perfeito, chegou bem perto com "Sakrah", seu primeiro álbum.

A banda faz um mix de Groove Metal com Rock'n'Roll, melodias bem sacadas e ganchudas, fazendo do quarteto uma banda notável no meio de tantos bons discos que temos ouvido nos últimos tempos. Vocais raivosos e urrados (mas com ótima dicção e bem encaixados na base instrumental do grupo), belíssimos riffs de guitarras (alguns deles que nos agarram pelos ouvidos de tal forma que ficamos ouvindo-os por horas), baixo e bateria muito bem entrosados e criando uma base variada e muito pesada. Azedo, melodioso e raivoso nas medidas certas, muito pesado e orgânico, com uma sonoridade abrasiva e não muito rápida. E nem precisa.

Em termos de produção sonora, eles souberam dar uma bela caprichada, pois o som está cheio e gorduroso com o lado "Groove" bem evidente, mas limpa ao ponto de tanto em seus momentos mais abrasivos como nos macios, todos os instrumentos soarem claros e nítidos. E com o detalhe: o som cheio (ou seja, sem buraco e com timbres fortes) deixa a música da banda com peso absurdamente mamutesco. A capa é simples, trazendo uma gravura de um crânio trabalhado em tons de vermelho.

Sakrah
Mas engana-se quem pensa que com eles o "fazer som" foi sentar e tocar. Longe disso, pois por mais que o SAKRAH seja uma banda bem espontânea e pesada, vemos que os arranjos foram bem pensados, pois na simplicidade deles, sua música flu de maneira natural, sem incomodar os ouvidos. A menos que você não seja fã de Metal, ou seja fã de mofo...

Das 11 tijodas na cara (a primeira é uma introdução, e "Signs" uma mini instrumental), as melhores são a raivosa "My Reason Sleeps" (com um conjunto de riffs de guitarras absurdos de tão pesados e ganchudos, e lindas melodias), a mais melodiosa e acessível "Adrifted" (novamente com belo trabalho de guitarras, mas repare no peso e andamentos criados pela base rítmica, provando que baixo e bateria não estão ali de coadjuvantes), a sugestiva "Fight Bar" (com seu andamento ganchudo e abrasivo, mas com belas melodias e vocais ótimos), a contagiante "Undefeated", a explosão de agressividade e Groove "Collider", a super Groove'n'Roll "Saint of Killers"e a bruta "Dear Demons".

O SAKRAK é uma ótima banda, que chega para somar e ser mais um nome forte no cenário brasileiro.

Ah, sim: aos que deesejarem conhecer mais o som da banda, "Sakrah" foi disponibilizado para download pela banda em seu site oficial. Ou seja, dê um clique, baixe o disco e bom torcicolo.




Tracklist:

01. Intro
02. My Reason Sleeps
03. Reflection
04. Adrifted
05. Rock Bottom Dive
06. Fight Bar
07. Undefeated
08. Signs
09. Collider
10. Saint of Killers
11. When I Fall
12. Dear Demons
13. Whiskey Devil


Banda:

Leandro Novo - Vocais
Ale Arrais - Guitarras
Jéssica Matoso - Baixo
Marcelo B.A. - Bateria


Contatos:

Artillery: Ingressos voltam ao valor inicial após cancelamento da turnê do Onslaught


Após o turbulento cancelamento da turnê do Onslaught pela ZR Entertainment e por respeito ao público do evento a produção do show do ARTILLERY em São Paulo/SP (Genocídio Records e TMoreli Produções) decidiu que o valor inicial do ingresso será mantido até o dia do show, somente na portaria o preço será aumentado.

ARTILLERY é um dos precursores do Thrash Metal mundial e inicia sua turnê pelo Brasil no final do mês de novembro, e conta com uma incrível apresentação na cidade de São Paulo no dia 30/11. Durante o festival ‘’Thrash Invasion’’, além da banda que trará vários clássicos da carreira, também haverá a apresentação das representantes nacionais: Nervosa, Lama Negra, Infected e Raptores. 

Serviço São Paulo
Genocídio Records e TMoreli Produções apresentam
Artillery
Data: 30/11/2014
Local: Império Lapeano
Endereço: Av. Mofarrej - 471, São Paulo
Abertura da casa: 15h 
Classificação etária: 16 anos

Valor antecipado R$30
Portaria R$60


Pontos de Vendas na Galeria do Rock:
BLACK TEA - primeiro andar 279 
SP ROCK - terceiro andar 402

Outras informações: http://www.genocidiorecords.com/

Artillery - Thrash Metal - Dinamarca



A/C Yasmin A. Amaral
(19) 98369-1245

19/11/14: Charlar, Revogar, Rigor Mortis, As Dramatic Homage, Embrio, Chaotic System, SILO




Charlar: 2014 muitas conquistas, 2015 um ano promissor


E a CHARLAR vai fechando 2014 com saldo mais que positivo, onde lançaram seu primeiro EP “Creation of the Mind” (baixe o mesmo: http://bit.ly/1lEJql6) que ganhou bastante repercussão no meio underground, também não é para menos, a banda mescla algo diferente e prova que pode sim ter inovação em nosso cenário.

Nesse um ano que fechará em dezembro, a CHARLAR encabeçou shows ao lado de CxFxCx, Bandanos, Nervosa, Sabaton... Além de shows em diversos locais do underground, e também participação no Morrostock 2014 e um show épico no Bar Opinião (veja o show completo aqui: http://bit.ly/1qhiAgx).

Tudo isso na raça e na força de vontade, e agora a banda prepara o lançamento de seu EP em formato físico pelo selo Rock Animal, assim como as composições para o primeiro álbum e o primeiro videoclipe que saíra em 2015.

Ainda para este ano mais um show será anunciado, e certamente ano que vem a CHARLAR conquistará ainda mais o seu lugar ao sol.

Fique ligado!


Links Relacionados:



Revogar: “Hipocrisia Cristã” ao vivo em estúdio


Gravado no Califórnia Estúdio, “Hipocrisia Cristã” faz parte do projeto piloto Califórnia Sessions, captando a banda ao vivo com excelente qualidade de áudio e imagem.

O REVOGAR foi à escolhido para esse projeto audacioso, uma parceria de anos e confiança, o que resultou num belo registro, que mostra tanto a qualidade da banda, quanto a do estúdio em relação aos seus trabalhos.

Confira agora mesmo e sinta a força do REVOGAR: http://www.youtube.com/watch?v=GORi3pSBMaI&feature=youtu.be

Aproveite e conheça mais o trabalho do Califórnia Estúdio: https://www.facebook.com/californiaestudio?fref=ts


Links Relacionados:




Rigor Mortis: Assim como a música a produção está no sangue



O guitarrista Rigor Mortis já vem a anos trabalhando com produções musicais, além de ser um músico de mão cheia. Tanto que hoje tem seu próprio estúdio o Dark Medieval Times produção musical (https://www.facebook.com/DarkMedievalTimesmusicfactory/timeline), dedicado somente a música extrema.

Mas nada é fácil, e Rigor explica um pouco de sua formação e inicio nesse meio:

“Eu comecei trabalhando em microfonação de estúdio em 1992. Era um emprego que consegui porque estava fora do país e queria tentar trabalhar na área porque queria ser conhecido como músico de estúdio... A ideia era sobrevivar como músico de estúdio, mas estava tendo poucos trabalhos, então um amigo conseguiu esse emprego para mim.

Como eu tinha uma banda e eu mesmo gravava meu trabalho como guitarrista e o material do grupo esse emprego me pareceu uma chance de aprender mais... E esse foi o começo... Com o tempo eu fui aprendendo mais e mais e estudando muito. Foram surgindo mais oportunidades em outras áreas, dentro de estúdios de mixagem e masterização e eu fui pegando tudo. Com isso o material que eu produzia para minha banda e como guitarrista foi ficando cada vez melhor, e as bandas começaram a me procurar para produzir seus trabalhos.

Naquela época (+ ou - 1995 pagar um estúdio para gravar, mixar e masterizar era cara demais). Eu era uma opção barata e meu material estava ficando cada vez mais profissional. Um dia eu percebi que poderia ganhar dinheiro com isso e decidi estudar serio sobre o assunto e deixar de ser um amador e virar um profissional na área, então comecei a comprar equipamentos e fazer todo tipo de workshop nesse período.

Em 2000 tive a oportunidade de fazer um curso curricular de masterização que mudou muito minha vida. Percebi que a partir dali realmente estava preparado para o mercado. Em 2002 eu montei meu próprio estúdio em Atlanta/Georgia onde morava. Em 2007 tive que retornar ao Brasil por força maior e em 2012 me mudei para Porto Alegre. Onde dei inicio ao meu trabalho como produtor, montando o Dark Medieval Times produção musical, especializado em música extrema, porém experiência com diversos estilos musicais obtive enquanto estive fora, produzindo bandas de Heavy, Rock, Thrash e etc.”

Atualmente a banda RIGOR MORTIS está em fase final de produção de seu EP de estreia e você confere um pouco do que o guitarrista Rigor Mortis está aprontando como produtor aqui: https://www.youtube.com/watch?v=ER8oXGGX74o&feature=youtu.be


Links Relacionados:




As Dramatic Homage: Eu acredito que toda mudança precisa ser benéfica e é assim que tem que ser


O ADH aos poucos vai moldando seu novo disco, algumas baixas ocorreram na banda novamente, e o líder Alexandre Pontes explica que:

“Eu acredito que toda mudança precisa ser benéfica e é assim que tem que ser às vezes algumas pessoas precisam se focar em suas responsabilidades mais importantes ou às vezes não querem mais estar envolvidas. Os novos integrantes tem o espírito ideal para fazer as coisas funcionarem bem e como devem ser, além disso, conseguimos nos comunicar de uma forma tranquila sem "individualismos".”

Enquanto novas ideias surgem, o ADH participou do tributo brasileiro ao Moonspell “... Em Nome Do Medo...” que está dando uma ótima repercussão para banda devido a excelente versão de “Fullmonn Madness”. Alexandre comenta como foi receber esse feedback:

“Foi uma participação muito especial e somos muito gratos pela oportunidade. A intenção era manter as características originais da música e obviamente inserirmos a nossa identidade e alcançamos esse objetivo. Ficamos contentes em saber que as pessoas gostaram da nossa versão e sem dúvida é bem gratificante toda forma de reconhecimento. Mesmo que tenha sido por um cover, mas como disse, a nossa identidade está lá e creio que enriqueceu a versão e deu uma textura no diferencial.”

Enquanto o ADH prepara seu material inédito o que acha de baixar o tributo e conferir o que os mestres do Avant-Garde carioca aprontaram?!



Links Relacionados:

Twitter: @ADHMetal



Embrio: Retornando ao Paraguai como headliner


Depois de sua primeira passagem por PY em maio deste ano, o EMBRIO retorna, desta vez para o “Head Banger Attack V2.0” onde será mais uma vez o headliner da noite.

Além do EMBRIO diversas bandas do país estarão presentes fazendo a abertura, assim como também marcará presença a banda brasileira Espiritual.

Para maiores informações acesse o evento: https://www.facebook.com/events/973026546046460/


Links Relacionados:

Twitter: @embriothrash



Chaotic System: Novo EP sendo composto


O CHAOTIC SYSTEM segue firme com sua nova formação e já está compondo novo material, que tem previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2015.

A banda já se encontra em estúdio, e com muitos ensaios estão moldando de forma magistral seu Crust/Grindcore que tende a ficar ainda mais agressivo e poderoso.

Em breve estaremos liberando uma pequena amostra desta destruição, então fique ligado!


Links Relacionados:




SILO: Nome de novo EP liberado


Com um amadurecimento ainda maior o SILO prepara as gravações de seu novo trabalho, sob o nome de “Incentivo Ao Chaos”, que contará com cinco músicas, mostrando o novo direcionamento e evolução sonora.

E seguindo a tendência de divulgações em vídeo o SILO prepara seu primeiro videoclipe, graças à parceria com a produtora de vídeos Por Que Não Filmes, ainda não foi definida qual música nova recebera o clipe, mas a banda busca escolher uma faixa que una a sua nova cara, com suas letras instigantes e inteligentes.

Enquanto aguardamos o que acha de ouvir a primeira Demo do SILO? Ouça agora mesmo: http://som13.com.br/silo/albums/sociedade-intelecto-liberta-de-opressao-demo


Links Relacionados:




Contempty - Gaping Deception in Guiltless Eyes (EP)

Independente
Nota 8,5/10,0

Por Marcos "Big Daddy" Garcia


É incrível como, vez por outra, temos a oportunidade de encontrar bandas que, se por um lado não chegam a inventar nada de inovador, conseguem soprar uma vida toda própria em vertentes já muito desgastadas pelo uso excessivo. E falando em termos de Doom/Death Metal, a cena brasileira ainda guarda algumas ótimas bandas, capazes de realmente fazer trabalhos relevantes, em uma época em que o público do gênero está bem diminuído (mas não inexistente). E como é ótimo ver uma banda como o quinteto CONTEMPTY, de Rio Pomba (MG), que chega com seu primeiro trabalho, o EP " Gaping Deception in Guiltless Eyes".

Lançado de maneira independente, o EP surpreende por vermos uma banda que segue a linha de bandas como ANATHEMA e PARADISE LOST de seus primeiros e mais seminais trabalhos, quando ainda se sentia em ambas o peso do BLACK SABBATH aliado à vozes guturais e vocais limpos agonizantes. Aqui, o peso é mamutesco e opressivo, embora existam alguns momentos mais rápidos nos níveis do Death Metal tradicional em termos de velocidade. Vocais que se alternam entre guturais, timbres mais seco e limpos, belos riffs de guitarra, boas incursões de teclados (que dão realmente aquela atmosfera soturna necessária ao gênero), baixo e bateria com peso e boa técnica. Esses caras prometem muito!

Contempty
Em termos de produção, verdade seja dita: ela é um pouco oca e carece de peso em certos momentos, mas fazer um trabalho independente é sempre bastante difícil, ainda mais no Brasil, onde o valor de profissionais de ponta costumam ser altos. Mas não se preocupem: a qualidade aqui oferecida está muito longe de ser ruim, pois se ouve os instrumentos com clareza. Só não é a melhor possível, mas se percebe que Fabiano Andrade (que mixou e masterizou o disco) fez o melhor que pode.

É na parte gráfica que poderia ter sido feito um trabalho um pouquinho melhor, pois as fontes escolhidas para o encarte realmente dificultam bastante a compreensão do que está escrito. Apenas isso, enquanto o lado artístico é bem antenado com sua proposta sonora, embalado em uma capa dupla semelhante aos antigos discos de vinil.

E é quando ouvimos o trabalho que a banda realmente mostra todo seu ótimo potencial.

"Gaping Deception in Guiltless Eyes" é tenebrosa, azeda e introduzida por sons fúnebres de teclados e acordes limpos das seis cordas, enquanto vocais soturnos e agonizantes vão declamando, e então, entram guitarras distorcidas e vocais urrados, deixando a canção abrasiva e pesada, com um andamento soturno e vocais se alternando, e tomem algumas boas variações rítmicas. "The Harpist" é um pouco mais tradicional em termos de Doom/Death Metal, com teclados sombrios e riffs secos, mais alguns momentos agressivos e outros climáticos (além de um solo de guitarra muito bom). E "Lifeless" é pesada e opressiva de doer os ossos, algo que mistura a força de teclados opressivos e peso descomunal, com baixo e bateria mostrando seu valor. E todas elas muito bem trabalhadas, necessitando apenas de uma polida a mais (coisa que ensaios e estrada farão).

Em três canções, o CONTEMPTY mostra que tem muito a oferecerm e o melhor: todo o potencial da banda ainda não está de todo à mostra, logo, o futuro da banda deve ser brilhante.

E podem ir no Bandcamp da banda e baixar o EP, que está disponibilizado de forma gratuita para todos.





Tracklist:

01. Gaping Deception in Guiltless Eyes
02. The Harpist
03. Lifeless


Banda:

Gil - Vocais
Tony Reis - Guitarras
Cleyton - Baixo
Anderson - Teclados
Joe - Bateria


Contatos:

Julio Vallim demonstra guitarra esculpida em madeira





O guitarrista gaúcho, Julio Vallim, demonstra em vídeo a sua guitarra customizada "Dragões Dourados", que foi esculpida pelo artista mineiro, Ton Dias. A guitarra não é somente um instrumento musical de extrema qualidade, e pode ser considerada uma verdadeira obra de arte.

Ton Dias, além de seu trabalho como luthier é também escultor e especialista em desenvolver instrumentos customizados, fazendo com que cada peça seja única.

Confira a seguir um vídeo em que Julio Vallim demonstra cada detalhe do instrumento.


Vale lembrar que recentemente o guitarrista Julio Vallim lançou seu novo website onde o internauta encontra todas as informações de sua carreira e também várias lições gratuitas.

Em seu som, Julio Vallim traz em sua essência a música erudita baseada nos grandes mestres Bethoveen e Bach, com uma mistura com o chorinho, o blues e o heavy metal; temperado com sua musicalidade brasileira.

Acesse o website www.juliovallim.net .



Edhen - Enemy (EP)

Nota 8,5/10,0

Por Marcos "Big Daddy" Garcia


O Brasil sempre foi um país muito fértil em termos de Black Metal. Desde o surgimento da SWOBM, bandas de muito bom nível surgem por aqui, algumas buscando dar um passo adiante e criando algo diferente, outras apenas buscando fazer sua música de forma mais tradicional possível. Óbvio que isso acaba gerando duas escolas diferentes que, muitas vezes, acabam tendo conflitos (o bom e velho radicalismo conservador em que o povo está imerso desde a época do Brasil Colônia), mas mesmo assim, ambas sempre produzem trabalhos muito bons. E andando entre os dois está o EDHEN, uma one man band criada por David Brun, ex-vocalista e guitarrista do UNEARTHLY (na época, conhecido por Lord Thoth), que irá deixar muitos fãs do gênero de boca aberta com "Enemy".

Aqui temos um EP onde vemos surgir aspectos da velha escola do gênero, como a velocidade não tão extremada e vocais rasgados, mas ao mesmo tempo existem elementos mais recentes presentes (especialmente com fortes doses do chamado Depressive Black Metal), mas com bom nível de agressividade e rispidez, buscando algo mais sorturno e de atmosfera densa, e alguns momentos mais suaves. Vocais bem rasgados (mas que não remetem ao que ouvimos em "Inferno" ou "Black Metal Commando", discos que ele gravou em sua antiga banda), riffs de guitarra simples (mas bem pensados), baixo e bateria pesados em uma base rítmica bem simples. Mesmo que não seja nada inovador, é muito bom e sua contribuição para o estilo é positiva.

Edhen
Gravado, mixado e masterizado pelo próprio David Brun, a qualidade é bem esfumaçada, algo que realmente rebusca bastante a aura da SWOBM, lá no início dos anos 90. Mas mesmo assim, não temos dificuldades em separar cada um dos instrumentos. A arte, também feita pelo próprio David, é algo bem simples, transparecendo a sonoridade que o EP apresenta.

Temos cinco faixas mais longas ("intro" e "outro" são apenas faixas de efeitos sonoros e teclados), todas passando dos cinco minutos de duração (em termos de Black Metal, é algo um pouco diferente mesmo), mas se algumas vezes podemos afirmar que poderiam ser menores, não chegam a ser cansativas de forma alguma. "Ignorant Bliss" é bem ríspida, com um jeitão bem mais tradicional em termos de Black Metal (inclusive pela bateria usando muito o famoso 1 X 1), embora alguns momentos mais melodiosos e mesmo limpos das guitarras estejam presentes. "Loss of Passion" tem a mesma pegada de velocidade mais amena e foco em algo mais soturno (embora alguns momentos mais rápidos apareçam).  Em "Inferno I--V--XXXIV" já vemos algumas incursões de teclados muito boas, e a canção em si é bem climática, mas tentando manter a climática agressiva e atmosférica simultaneamente. Mais agressiva e bruta é "Enemy", mas mesmo assim, nuances mais requintadas aparecem, criando algo mais uma vez híbrido entre o agressivo e o soturno, novamente com belos teclados aparecendo aqui e ali. Óbvio que os mais espertos percebem que "malsI" é um título irônico, pois é "Islam" escrito ao contrário, e aqui, a agressividade dita as normas da canção, com os riffs mais cortantes e bem sacados, mas se preparem, pois seus oito minutos de duração guardam várias nuances rítmicas muito boas.

Enfim, é bom ver que Lord Thoth não perdeu sua sabedoria e vontade em fazer música extrema. E verdade seja dita: "Enemy" mostra que ele ainda tem muita lenha para queimar em termos de Metal. E parabéns à Supreme Art Distro por lançar o EP por aqui.



Tracklist:

1. Intro  
2. Ignorant Bliss
3. Loss of Passion
4. Inferno I--V--XXXIV
5. Enemy
6. malsI
7. Outro


Banda:

David Brun - Vocais, todos os instrumentos


Contatos:

Mauricio Cailet e BJ revivem os tempos de HHITS





Formada em 2003 pelo trio BJ, Cailet e Jorge Anielo, a banda HHITS se tornou referência na noite paulistana não só pelo repertório dos maiores sucessos das trilhas sonoras dos comerciais de uma conhecida marca de cigarros nos anos 80 e 90, mas também pela qualidade musical dos seus integrantes e pela fidelidade aos arranjos e timbres das músicas originais. 


No próximo dia 19 de novembro (quarta-feira, véspera de feriado do Dia da Consciência Negra), BJ (vocal, Tempestt e Jeff Scott Soto Band), Mauricio Cailet (guitarra, M.Cailet Trio, Latin Lovers, Ivan Busic e Mostra Guitarras do Brasil), Cesar Manolio (baixo, Ozzmosis e Evil Eyes) e Marcio Menezes (bateria, Kitu Yang, Thiago Varzé e que integrou o HHITS entre 2007 e 2010) voltarão a fazer o repertório clássico dos comerciais do cigarro Hollywood. O evento, que será dividido em duas entradas, trará sucessos das bandas Survivor, Journey, Yes, Toto, Kansas, Christopher Cross, John Miles, Whitesnake, Van Halen, The Outfield, Asia, Phenomena II e Live. 

HHITS The ”Almost” Original Lineup 
Quando: 19/11 (quarta-feira) 22h
Onde: Blackmore Rock Bar – Al. dos Maracatins 1317 – Moema SP/SP 
Mais informações: www.blackmore.com.br

18/11/14: Innvein, Revolted, Daydream XI, Devil's Punch, A Red Nightmare



Innvein: vocalista participará de disco de projeto polonês


Pouco a pouco o nome do INNVEIN vai se firmando no cenário mundial do Metal. Mais uma prova disso é o convite recebido pelo vocalista Ignacio Rodríguez para participar de uma música do novo álbum do projeto Nika & Friends.

Organizado pelo selo polonês Inazuma Productions, o disco será todo escrito pela banda tailandesa de Power/Prog Metal Melodius Deite e Ignacio cantará em uma faixa. O álbum tem o título de ‘Passion’.


Lembrando que o INNVEIN participará de um tributo ao grupo finlandês SONATA ARCTICA. Além dos argentinos, bandas do porte de Xandria e Stream Of Passion estão confirmadas. O tributo está sendo organizado pelo selo escocês Ouergh records (www.ouerghrecords.com) e tem previsão de lançamento para junho/julho de 2015.


O INNVEIN fará uma versão para a música ‘Wolf and Raven’ do álbum ‘Silence’. A música será gravada no estúdio Tawa Records e produzida pela banda.


A banda segue na divulgação de seu mais recente álbum, ‘Timeless’, que foi gravado, mixado e masterizado no estúdio Absolute em Buenos Aires e apresenta uma banda de Progressivo calcada em guitarras pesadas, técnica, vocais alternados e doses de música sinfônica.

Dois lyric video foram retirados do trabalho, ‘Dead Flowers’ e ‘Poisoned’. Assista:




Contato: innvein@gmail.com

Sites relacionados:

www.innvein.hol.es
www.facebook.com/innveinmetal
www.metalmedia.com.br/innvein





Revolted: marcando presença na compilação ‘Goiás Extremo’


Uma das revelações do ano, a banda REVOLTED, está participando de uma compilação organizada por Guilherme Aguiar Leal e que leva o título de ‘Goiás Extremo’. No acervo, apenas bandas goianas.

O REVOLTED apresenta uma música de seu bem recebido debut, ‘Revolutionary Order’, que leva o título de ‘Your Faith Is What Destroys You’. Confira o tracklist completo da coletânea:



Revolted – Your Faith Is What Destroys You
Gomorrah In Blood – The Cancer Of The World
Old Place – My Last Word
Spiritual Carnage – Nothing Can Heal
Heia – Onde As Trevas Predominam
Abstrakta – Ressurreição
Ressonância Mórfica – Banzeiro Nocivo
Half Bridge – Lost
Tahra – Pobre Sem Razão
Ghon – Nictophobia
Drakkar – Mantra Sinistro Dos Dogmas Da Humanidade
Heretic – I Am Shankar
Suttura – Overlook
Feather Of Icarus – Waves
Kamura – Killing Fears
Aurora Rules – Dois Lados
The Revengers – Revenger
Mario Megatallica (Feat. Luis Maldonalle) – Tempus Tenebris
Heaven´s Guardian – Game Is Over


Para ouvir e baixar gratuitamente o trabalho visite o link: www.goiasextremo.blogspot.com.br

O álbum ‘Revolutionary Order’ foi gravado no estúdio Grafton e produzido por Junior Xavas, Xavier Collard e a própria banda. Para mixagem e masterização, o disco viajou para a França onde Xavier Collard no SteelMind Studios finalizou o trabalho. Já a arte da capa e encarte ficou a cargo do músico e artista Thiago Andrade (ex-Deadly Curse, atual Fanttasma e Abstrakta).

A distribuição do material digital está sendo feita em parceria com Metal Media Digital Music. O álbum pode ser comprado nas principais lojas de venda digital ou diretamente pelo link: http://goo.gl/OUGOET. O álbum também está disponível para streaming no Spotify, Deezer, entre outros.

Quem preferir comprar o material em formato físico, também pode fazer pelo Facebook e e-mail da banda.

O REVOLTED lançou um lyric video para a faixa ‘Hope Is Just An Illusion’, veja:




Contato para shows e merchandise: contato@revolted.com.br

Sites relacionados:
www.revolted.com.br
www.facebook.com/revoltedofficial
www.metalmedia.com.br/revolted





Daydream XI: ouça o álbum na íntegra de forma gratuita


Para quem ainda não comprou o disco de estreia do DAYDREAM XI e quer conhecer mais a banda, o grupo acaba de disponibilizar em seu Soundcloud ‘The Grand Disguise’ na íntegra!


Para ouvir, visite o link abaixo: https://soundcloud.com/daydream-xi/sets/the-grand-disguise


Claro que quem puder, após ouvir o disco, pode compra-lo. Um link para a compra está disponível neste mesmo player.


Lançado pelo selo germânico Power Prog, ‘The Grand Disguise’ foi produzido pelo vocalista Tiago Masseti e pelo sueco Jens Bogren (Opeth, Symphony X, Pain of Salvation, James LaBrie) que também masterizou o trabalho em seu estúdio Fascination Street.


O DAYDREAM XI passo-a-passo vem firmando seu nome na cena do Prog Metal mundial, prova disto foi o convite de Mike Portnoy para se apresentar no Cruzeiro Progressive Nation at Sea, que aconteceu nos EUA no início deste ano.


Contato para shows e merchandise: contact@daydreamxi.com


Sites relacionados:
www.daydreamxi.com
www.facebook.com/DaydreamXI
www.metalmedia.com.br/daydreamxi





Devil’s Punch: novo EP já está gravado, confira mais detalhes


O novo EP do jovem DEVIL’S PUNCH de Avaré, São Paulo, já está gravado e se encontra em processo de finalização.

O trabalho contará com quatro músicas inéditas e foi gravado no Estúdio SIOD com produção de Umberto Buldrini e Fabiano Gill. O próprio produtor Umberto comenta a parceria:

“FODA! Não tenho outra palavra pra descrever as músicas do vindouro EP do Devils Punch! Trabalhar com esses caras foi sensacional, tivemos a liberdade de fazer as gravações em lugares diferentes, testamos todos os timbres e possibilidades, até chegarmos à sonoridade que queríamos! Isso deixou tudo mais natural e a vontade! As músicas são sólidas, riffs e refrães que ficam na cabeça!”

Henrique Lex, guitarrista, por sua vez é só elogios para os produtores: “ Trabalhar com o Umberto e com o Fabiano foi sensacional, durante todo o processo os caras nos deixaram relaxados para gravar, o que foi decisivo no resultado final. Agora é esperar para ouvir.”

O vocalista Jony Roque finaliza os cumprimentos e garante que este é mais um EP para os fãs de Música Pesada se orgulhar! “Estamos muitos satisfeitos com o resultado que conseguimos durante todo o processo de gravação, conseguimos trabalhar com calma e deixar tudo no seu devido lugar, agora é controlar a ansiedade até os processos de mixagem e masterização terminarem.”

Muito em breve capa, título, tracklist e uma data de lançamento do trabalho serão anunciados.

Contatos: devilspunch@hotmail.com
Sites Relacionados:

www.facebook.com/devilspunchoficial
www.metalmedia.com.br/devilspunch



A Red Nightmare: vídeo apresenta ‘guitar playthrough’ da música ‘Hedonist’


A dupla de guitarristas Vinicius Carvalho e Igor Sampaio do A RED NIGHTMARE acaba de disponibilizar um vídeo onde tocam a música ‘Hedonist’ de seu mais recente álbum autointitulado.



Também foi disponibilizada a terceira parte da série ARedTV, mostrando um pouco da aventura da banda viajando para se apresentar:





O álbum ‘A Red Nightmare’ foi gravado em dois estúdios: The Coven e Ná Music. A produção ficou nas mãos do A RED NIGHTMARE e o renomado produtor paulista Adair Daufembach assinou a mixagem e masterização em seu estúdio.



A arte da capa ficou por conta do artista Gustavo Sazes (Morbid Angel, Arch Enemy, Firewind, Kamelot, Manowar, Spiritual Beggars, Dream Evil, Sodom, entre outros).


Para comprar o disco físico em digipack e todo o merchandise do grupo, entre em contato pelo e-mail: arednightmare@gmail.com
Contato: arednightmare@gmail.com



Sites relacionados:
www.facebook.com/ARedNightmare
www.metalmedia.com.br/arednightmare




Fonte: Metal Media
Minds That Rock

Waterghost lança segundo single "Let's Carry On"





Originado no início de 2014, por Marcelo Beckenkamp, o novo metal opera brasileiro, WATERGHOST, surge com a proposta de apresentar materiais de qualidade e expandir seu trabalho pelos quatro cantos do globo, com uma ideologia diferente, ser deixar de lado a real essência desse estilo musical.

Em seus trabalhos, o projeto optará em abordar assuntos mais amplos na composição das letras, possibilitando, assim, o público ter uma reflexão maior com as mensagens atribuídas.

WATERGHOST possui dois video-singles: o "Four Elements" e lançou na última semana, o "Let's Carry On". O segundo video-single conta a com os vocalistas,André Anheiser Ferrari (Mr. Ego), Mischa Marmade (Zaltana) e Raphael Dantas (Perc3ption).

O vídeo-single está disponível no Youtube: 




The Sirens: Pioneiras do gothic metal virão juntas ao Brasil em fevereiro

Kari Rueslåtten, Anneke van Giersbergen e Liv Kristine: As 'sereais' e musas do gothic metal


O THE SIRENS começou praticamente quando Anneke abordou Kari no comecinho de 2013 com a ideia de um dueto para uma canção no que viria a ser "Drive", álbum da primeira lançado naquele mesmo ano. "Ela [Rueslåtten] me inspirou tanto durante as gravações de ' Mandylion' [estreia de van Giersbergen no The Gathering lançado em 1995 e o melhor registro desta banda na opinião deste assessor de imprensa que vos escreve], que eu resolvi finalmente fazer um tributo a Kari", disse à época a belíssima mãe do pequeno Finn*. Por ironia, a tal canção contendo as vozes de ambas não viu a luz do dia, mas as garotas mantiveram um ótimo contato desde então.



*Filho, hoje com 9 anos, que teve com Rob Snijerds, baterista que a ajudou nos primeiros passos do Agua de Annique.



Em julho de 2013 Anneke encontrou-se com Liv no 'Masters of Rock', famoso festival da República Checa, e daí sim o projeto tomou forma para valer. "Bastaram alguns minutos entre nossas apresentações naquela noite para sabermos o que faríamos juntas", recorda-se a norueguesa. "Concordamos que sairíamos em turnê e sorrimos, mesmo todas nós tendo crianças em casa", disse. Kristine concorda com a amiga holandesa sobre Kari ter sido a catalisadora de THE SIRENS. "Fui amplamente influenciada por ela no que diz respeito à postura e empostação vocal", revela.


A musa é bastante humilde neste quesito. "Fica difícil de acreditar que inspirei essas 'sereias'", conta Kari. "No entanto, confesso ser algo verdadeiramente fantástico saber que meu modo natural de transmitir sentimentos tão pessoais através da música tenha tamanha importância para Liv e Anneke, duas das cantoras mais deslumbrantes do mundo!", confessa. O que parece pura rasgação de seda, na verdade soa bastante honesto ao observarmos individualmente as carreiras das divas. Mas isto é papo para um outro texto.



The Sirens - A Tour


A excursão tem sido dividida em duas partes, incluindo aparições em festivais e shows em clubes menores desde o mês de outubro. No palco estão sempre as três, mas apenas uma banda. O set-list, lógico, basea-se nos catálogos de The 3rd And The Mortal, The Gathering e Theatre Of Tragedy, além de itens das carreiras-solo de Kari, Anneke e Liv.

Elas cantam sozinhas, em duetos, encerrando o espetáculo com todas juntas, isso tudo em pelo menos 100 minutos de pura magia, fantasia, poesia e nostalgia. Com todo respeito às desbravadoras germânicas da música pesada, Doro Pesch [Warlock] e Sabina Classen [Holy Moses], mas foi após as supracitadas The 3rd And The Mortal, The Gathering e Theatre Of Tragedy que as mulheres de fato lideraram um movimento no heavy metal e fizeram dele um gênero completamente único e eviterno.



Serviços:

São Paulo
Data: 07 de fevereiro de 2015
Local: Clash Club
Endereço: Rua Barra Funda, 969 - Santa Cecília, São Paulo - SP


Curitiba
Data: 06 de fevereiro de 2015
Local: Music Hall
Endereço: Rua Engenheiros Rebouças, 1645 - Rebouças, Curitiba - PR
Venda Online: http://bit.ly/1xyigDk


Rio de Janeiro
Data: 08 de fevereiro de 2015
Local: Teatro Odisseia
Endereço: Av. Mem de Sá, 66 - Centro, Rio de Janeiro - RJ
Venda Online: http://bit.ly/1t5xdVY


Vídeos:

'Sisters of the Earth' 






Links Relacionados
http://on.fb.me/11wFNr9 [página oficial da tour brasileira no facebook]



Liv Kristine/ Leave's Eyes



Kari Rueslåtten



Anneke Van Giersbergen



Próximas divulgações 
- Within Temptation em Recife (28/11 no Clube Português), Rio de Janeiro (29/11 - Circo Voador) e São Paulo (30/11 - Audio SP) 
-Extreme Hate Festival com Watain (Suécia), Belphegor (Áustria), Suffocation (EUA), Cryptopsy (Canadá) e Chaos Synopsis (Brasil) 
-The Birthday Massacre Superstition Tour 2015: Dia 23/01 em Porto Alegre, 24 em São Paulo e 25 no Rio de Janeiro 
-Eluveitie Latin American Tour 2015: 11/04 - Carioca Club, São Paulo; 12/04 - Teatro Odisséia, Rio de Janeiro; 14/04 - Music Hall, Curitiba, Brazil



Fonte: Durval "Durr" Campos
​Assessoria de Imprensa