15 de dez de 2012

Nostoi - Railroad(s) (CD)


Independente - Nacional
Nota 9,0

Por Marcos Garcia

Imaginem uma banda que faz uma mistura de vários elementos dos estilos de Metal, unindo isso a uma pegada Rock'n'Roll muito forte e irresistível, com doses e doses de melodias, e tudo isso em um trabalho consistente e digno de louvores.

É, as terras de Minas Gerais mais uma vez surpreendem, trazendo até nós o ótimo quarteto NOSTOI, vindo de BH, e que chega com seu primeiro CD, 'Railroad(s)', um belo trabalho que sabe ser contagiante, pesado e, apesar de múltiplas influências, é coeso e tem tudo para agradar.

Vocais femininos que variam do suave ao agressivo sem dificuldades e de forma magistral (pois sua vocalista é graduada em canto pela UFMG), ótimo trabalho das guitarras, sejam nas bases ou nos solos, sabendo dar peso e empolgação à música, e uma base baixo/bateria bem diversificada, coesa e pesada, ou seja, os músicos esbanjam competência e categoria. Unindo isso tudo, temos uma música pesada e melodiosa, e mesmo tão diversificado, é um trabalho uno, sem aquele aspecto de 'tem para todo mundo' que torna um trabalho dispersivo.

Gravado nos Estúdios Kojima, tendo as mãos cuidadosas de Renato Kojima na produção, mixagem e masterização do trabalho, e ele fez um trabalho primoroso, deixando que a sonoridade do grupo soe seca e pesada, mas ao mesmo tempo, é bem limpa e caprichada, ou seja, tanto nos momentos mais amenos quanto nos mais distorcidos e agressivos, a proposta musical da banda fica evidente. A produção visual ficou bem caprichada e trabalhada, com tudo certo e nos devidos lugares, em uma capa muito legal, em um belíssimo trabalho de Marcus Lorenzet, da ArtSpell Design.

Quando o CD toca, uma das coisas que ficam mais evidentes é que este CD tem tudo para levar o quarteto longe, uma vez que o nível das músicas é igualmente alto em todas as faixas, mas podemos desde já destacar a pesada 'The Girl, The Train, The Book', com um andamento trabalhado e empolgante, fora o canto ótimo de Nienna; a totalmente grudenta e pesada 'When I Met Rock'n'Roll', que começa lentinha, antes de virar uma pedrada bem seca e pesada; a avalanche de peso, rapidez e agressividade de 'R.A.W.R!!!', com riffs de guitarra pesados e brutos; a linda balada 'Under The Light of The Olive Tree', transpirando emoção e categoria; a rocker 'The Vulture', um pouco menos complexa e com um trabalho de baixo/bateria ótimo; 'Trademark Destruction', com uma pegada bem empolgante e guitarras à lá MAIDEN dos bons tempos; e a climática 'Slave Lady', que começa como uma bela balada, com belos violões, e logo ganha peso e energia ótimos, fechando o disco com chave de ouro.

Um dos pontos mais curiosos e legais de 'Railroad(s)' é que ele veio ao mundo via a contribuição de fãs pela plataforma Catarse, ou seja, é um crowdfunding, disco bancado pelos fãs.

Mas com uma capacidade dessas de fazer música pesada e de bom gosto, o próximo será por um selo, pois a banda merece investimento pesado em seu trabalho, pois é digno, competente e que todo banger que se preza terá em casa. E se não tiverem, tenham certeza: estão precisando de um belo cotonetes, porque está com os ouvidos sujos...



Tracklist:

01. Von Berlin Nach Warszawa
02. The Girl, The Train, The Book
03. When I Met Rock'n'Roll
04. R.A.W.R!!!
05. Under The Light of the Olive Tree
06. The Torment Within
07. The Vulture
08. Trademark Destruction
09. Human Flood
10. Return
11. Slave Lady


Formação:

Nienna - Vocais Melo
Pedro Santos - Guitarras
Marco Nóbrega - Baixo
Leandro Lima - Bateria
Henrique Guedes - Guitarra solo em 'The Vulture' e 'Return' (convidado)
Renato Kojima - Violões em 'Slave Lady' (convidado)
Erica Humber - Violinos em 'Under The Light of the Olive Tree' (convidado)
Richard Squair - Guitarra solo em 'Trademark Destruction' (convidado)



Contatos:


Frost Despair: Revelada a capa do álbum ‘Surreal’



- - -


Atenção dedicada aos detalhes musicais e visuais são características ressaltadas pelos críticos quando se trata da banda FROST DESPAIR (Symphonic Black Metal), e não poderia ser diferente no lançamento de seu primeiro full álbum nomeado ‘Surreal’. A capa recentemente divulgada foi desenvolvida pelo artista gráfico Marcelo Vasco, responsável também pela capa do EP ‘The God Delusion’ lançado em 2011, além de inúmeros trabalhos com bandas como Dimmu Borgir, Keep Of kalessin, Dark Funeral, entre outros.

O artista Marcelo Vasco comenta sobre o desenvolvimento da capa:

“Essa ilustração para ‘Surreal’ for forjada através do conceito geral do próprio titulo e ambientada da maneira mais suja e caótica possível, mesclando elementos biomecânicos, natureza e ciência onde tudo se transforma numa espécie de núcleo bestial e psicológico”.


Track list do álbum:

01. The Sixth Bell
02. The Creation
03. Thrones of Human Power
04. Darkly Strike
05. Genesis
06. Surreal
07. Fall into the Darkness of Illusion
08. Claim for the Apocalyptic Eradication
09. God’s Nightmare
10. Slaves to Superstition

Faixas-bônus:

11. Thrones of Human Power (Orchestral version)
12. Claim for the Apocalyptic Eradication (Orchestral version)

‘Surreal’ encontra-se em processo de gravação e finalização, com previsão de lançamento para Março de 2013

Acompanhe a banda nos canais oficiais e fique por dentro das atualizações

Contato para shows e Merchandising  


Links relacionados  


Fonte: Domination Press