9 de nov de 2015

ONSLAUGHT: depois da Espanha, prontos para invadir o Brasil




Depois de nove datas pela Espanha, o ONSLAUGHT desembarca na América do Sul para shows na Colômbia, Brasil, Paraguai, Argentina e Chile.

No Brasil serão as seguintes datas:

25/11 - Pomerode @WOX
26/11 - Florianópolis @Célula Showcase
27/11 - São Paulo, Brazil @Clash Club
28/11 - Curitiba, Brazil @John Bull Pub
29/11 - Limeira, Brazil @Bar da Montanha (C.O.I Fest c/ Master e Vader)


Curta as páginas criadas para cada evento (com serviço dos shows!)


Neste ano o ONSLAUGHT comemora os 30 anos do clássico “Power From Hell”, tocando esse disco na integra, além de outras pérolas de sua carreira, passando por toda a discografia, até chegar no último trabalho de estúdio, o excelente “VI”, lançado em 2013.

A banda inglesa foi formada sob a influência do punk e hardcore, em 1982, e isso fica bem claro em seu disco de estreia – o homenageado – “Power From Hell”, já que a sujeira característica desses gêneros se faz presente ao longo das 12 faixas do disco. O lado mais “negro” do metal, com letras satânicas e solos de guitarra cortantes, formaram uma identidade que os diferenciava das demais, já naquela época, mostrando todo o pioneirismo dos caras.



A formação do ONSLAUGHT conta com Sy Keeler (vocais), Nige Rockett (guitarra), Andy Rosser-Davies (guitarra), Jeff Williams (baixo) e Michael Hourihan (bateria


Sites relacionados:




Fonte: Lanciare

09/11/15: MOTOSSERRA TRUCK CLUBE, OUTMASK, AMENIZE, DESBRAVA, WILD CHILD, MS METAL RECORDS


MOTOSSERRA TRUCK CLUBE: confirmado no Rock N’ Road Motor Bikers


A banda mineira MOTOSSERRA TRUCK CLUBE é um dos artistas confirmados na primeira edição do Rock N’ Road Motor Bikers, que acontecerá na cidade mineira de Monsenhor Paulo, nos próximos dias 07 e 08 de novembro, e que contará com grandes nomes da cena underground das Minas Gerias.

O evento acontecerá no Parque Municipal de Eventos a partir das 10h00, e contará com as demais bandas: Plágio, Mr. Zé, Rural Willys, Os Mamutes, Rates e Doomsday.


Para mais informações sobre o Rock N’ Road Motor Bikers, basta entrar em contato com a produção através dos telefones: Peagá (35) 98711-6905 – Betão (35) 9914-7857 – Luizão (35) 98883-7310.

Para mais informações sobre as atividades da banda MOTOSSERRA TRUCK CLUBE e dos demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados: 



OUTMASK: confirmado mais um importante show em Sergipe


A banda OUTMASK é um dos artistas confirmados na segunda edição do Domingo Metal, que acontecerá na cidade de Aracaju, no próximo dia 08 de novembro, e que contará com grandes nomes da cena underground de Sergipe.

O evento acontecerá no Che Music Bar a partir das 16h00, com ingressos fixados em R$10,00, e contará com as demais bandas: Warlord, Head e Tribal Engine.


Para mais informações sobre o Domingo Metal II, basta entrar em contato com a assessoria do grupo através do e-mail: contato@msmetalagencybrasil.com

Para mais informações sobre as atividades da banda OUTMASK e dos demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados: 



AMENIZE: grupo lança playthrough para a música “Black Sky” 


A banda AMENIZE lançou no seu canal no YouTube, um vídeo playthrough para a música “Black Sky”, contando com o guitarrista bRain e o baixista The Stranger.


“Black Sky”, segundo álbum da AMENIZE, será lançado e distribuído no Brasil, no seu formato físico no primeiro semestre de 2016, através da MS Metal Records e Voice Music, respectivamente.

Para mais informações sobre as atividades da banda AMENIZE e demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados: 



DESBRAVA: confirmada gravação do seu primeiro DVD


A banda paulista DESBRAVA continua a sua maratona de shows, em suporte ao seu debut álbum “A Cidade Pulsa”, desta feita confirmou a gravação do seu primeiro DVD, em apresentação a ser realizada na cidade de Santo André, São Paulo.

O evento acontecerá no Parque Central, no próximo dia 07 de novembro, sábado, às 11h00. Para mais informações sobre o referido evento, basta entrar em contato com a assessoria do grupo através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.


O lançamento do referido DVD da DESBRAVA está previsto para o primeiro semestre de 2016, através da Alternative Music Records, com distribuição da Voice Music. 

Para mais informações sobre as atividades da banda DESBRAVA e dos demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados: 



WILD CHILD: debut álbum disponível para compra no formato digital


A banda paranaense WILD CHILD disponibilizou o seu debut álbum, intitulado “Inside My Mind” (2012), para venda nos principais serviços de mídias digitais, para streaming e download.


Busque por: “Wild Child Inside My Mind”

Links:

Para mais informações sobre as atividades da banda WILD CHILD e demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.



MS METAL RECORDS: Silver Mammoth é o décimo sétimo lançamento da empresa em 2015


A MS METAL RECORDS confirmou a disponibilização do seu décimo sétimo lançamento de 2015. Trata-se do novo e mais audacioso trabalho da banda paulista de Classic Rock SILVER MAMMOTH, intitulado “Mindlomania”, nos formatos físico e digital, no dia 04 de novembro.

Confira uma entrevista, com o vocalista Marcelo Izzo, a qual ele discorre sobre os principais pontos acerca do supracitado lançamento: WikiMetal

Para adquirir a versão física do supracitado trabalho, basta enviar um e-mail para contato@msmetalagencybrasil.com.

Grupos com lançamentos programados para 2015:

MS Metal Records – 7th Symphony, Apoteom, Asthon Bridge, Broken Jail, Conclave, Death Rider, Drace XII, Ergus, Edu Falaschi Tribute, Fishead, Frost Valley, Gueppardo, Iluminato, Fatal Scream, Inner Immensity, Lethal Rising, Mad Roulette, Motosserra Truck Clube, Melyra, Maya, Misconducters, Morpheus’ Dreams, Mr. Ego, Tchandala, BrightStorm, OutMask, Plague of the Apocalypse, Redquarter, Santarem, Silver Mammoth, Supersonic Brewer, Vakan e Warfield.


Eternal Hatred Records – Arcana Mea, Amenize, Behavior, Bloodwork, Cromathia, Demolition, Dreim Deimor, Empty Grace, Hazy, Hollow, Lusferus, Malefactor, Morrigam, Revolta XXI, Scrok, Soturnus, Torqverem, Vociferatus, Imperial Flame, Ódio ao Extremo, Rotten Filthy, The Cross e Sympherium.



Alternative Music Records – Aphroditte, Anita Latina, Nympho, Tequila Honey e Marcelo Barbosa.

É importante salientar que a MS METAL RECORDS está disponível apenas para os clientes da MS Metal Agency Brasil. Nesse sentido, visamos priorizar os clientes que confiaram seus projetos musicais aos cuidados da MS Metal Agency Brasil, mantendo também a característica que justifica a criação do selo: o de servir como mais um serviço da empresa.

A distribuição no Brasil de todos os produtos da MS METAL RECORDS é realizada pela Voice Music de São Paulo e, para o ano de 2015, serão anunciados novos distribuidores nos Estados Unidos e Europa.

Confiram abaixo o cast atualizado da empresa, e que terá suporte em solo europeu, ainda neste ano de 2015:

7th Symphony – AirTrain – Alefla – Almah – Amenize – Aneurose – Anita Latina – Aphroditte – Apoteom – Behavior – Bloodwork – Bright Storm – Broken Jail – Bruno Ladislau – Conclave – Cromathia – CrossRock – Daniel Piquê – Death Rider – Degola – Demolition – Desbrava – Drace XII – Edu Falaschi – Empty Grace – Ergus – Eve Desire – Fatal Scream – Fishead – Frade Negro – Frost Valley – Gueppardo – Hazy – Headhunter DC – Heaviest – Hollow – Iluminato – In Torment – Inner Immensity – Invalid Target – Lethal Rising – Lusferus – Machinaria – Mad Roulette – Malefactor – Marcelo Barbosa – Mass Mayhem – Maya – Melyra – Mindcrafter – Misconducters – Morpheus’ Dreams – Motosserra Truck Clube – Mr. Ego – Ninne - No Way – Noturnall – Nympho – Ódio ao Extremo – Outmask – Pagan Throne – Perpetual Legacy – Phantom – Plague of the Apocalypse – Psychosane – Rafael Bittencourt – Revolta XXI – Rotten Filthy – Santarem – Scrok – Sepultura – Serenity In Fire – Silver Mammoth – Sons of Haze - Soturnus – Supersonic Brewer – Superstitious – Sympherium – Tchandala – Tequila Honey – The Brainwash Machine – The Cross – Thiago Bianchi – Torqverem – Tropa de Shock – Trieb – UnderHate – Vakan – Vociferatus – Warcursed – Warfield – Wild Child – Xakol

Para mais informações sobre as atividades dos clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados: 




-----------------------------------

MELYRA & PHANTOM: última chamada para o show no Rio de Janeiro





As bandas da MS Metal Agency Brasil, MELYRA e PHANTOM, se apresentarão juntas pela segunda vez, na capital carioca, Rio de Janeiro, no dia 07 de novembro (sábado).

O referido evento acontecerá na casa de shows Rock Experience, às 22h00, com ingressos fixados em R$20,00.

Para mais informações sobre o evento, basta entrar em contato através do telefone 21 98771-7871.


Para mais informações sobre as atividades dos clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados: 



MARCELO BARBOSA: músico fala sobre sua estreia como guitarrista do Angra




O guitarrista MARCELO BARBOSA disponibilizou um depoimento, falando sobre a sua estreia como guitarrista do Angra neste sábado, dia 07 de novembro, na capital paulista, substituindo novamente a Kiko Loureiro, que está cumprindo a sua atual agenda com o Megadeth na Europa. 

O show em São Paulo acontecerá no Grupo Tom Brasil Nações Unidas, antigo HSBC, às 22h00, e contará com as participações das bandas República e Soulspell. “Estou muito ansioso para fazer o primeiro show completo com o Angra”, afirma Marcelo. “Fizemos dois ensaios e tanto o som como o clima estão sensacionais”, continua. “Tenho certeza que todos que forem vivenciarão um momento único da banda, até mesmo pela participação do Edu, depois de tanto tempo. Será uma honra incrível”, finaliza.

Em paralelo, MARCELO BARBOSA lançou recentemente uma campanha no site Kickante, para arrecadar verba para auxiliar na conclusão da produção do seu primeiro álbum solo.

Neste projeto, o músico ofereceu aos fãs diversos pacotes, com os mais variados preços, garantindo a pré-venda do referido trabalho.

Para mais informações sobre a campanha e para contribuir, basta clicar no link ao lado: Marcelo Barbosa

O álbum se chamará “Nêgo” e contará com a produção musical de Marcelo Sá, além da direção visual ficar a cargo do designer Carlos Fides. Já a banda que registrará o trabalho conta com a experiência do baixista Felipe Andreoli (Angra, Kiko Loureiro), o tecladista Bruno Wambier (Natiruts) e o renomado baterista Thomas Lang (Paul Gilbert, Glenn Hughes, Peter Gabriel, Tina Tuner e Robbie Willians).

“Nêgo” será um álbum diversificado e moderno, transitando pela enorme gama de influências de MARCELO BARBOSA, que vão desde o Jazz e o Fusion, até desaguar no Progressivo e no Heavy Metal.

Para contratar os shows do guitarrista MARCELO BARBOSA e da banda Almah, para qualquer cidade do Brasil, basta entrar em contato com: contato@artentretenimento.com.

Para mais informações sobre as atividades do guitarrista MARCELO BARBOSA e dos demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail: contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados: 



EDU FALASCHI: músico fala sobre os shows com o Angra em São Paulo no Rio de Janeiro




O vocalista e compositor EDU FALASCHI disponibilizou um depoimento, falando sobre as duas apresentações que realizará com o Angra nos meses de novembro e dezembro, nos dia 07 e 06, respectivamente.

O show em São Paulo acontecerá no Grupo Tom Brasil Nações Unidas, antigo HSBC, às 22h00, e contará com as participações das bandas República e Soulspell. 

“E ai galera!!! 

Sábado agora, dia 07 de novembro, farei uma participação no show do Angra em São Paulo, e dia 06 de dezembro no Rio de Janeiro! Resolvi fazer uma cartinha pra falar um pouco do assunto. De como me sinto e do porque de aceitar o convite pra esses shows.

Eu sai do Angra em maio de 2012, ano muito difícil, de muita turbulência na carreira, na saúde da minha voz, de muitas portas na cara, ofensas nas redes sociais e pra completar, no final daquele ano minha querida mãe veio a falecer! Foi bem triste e bem difícil o recomeço dessa minha caminhada, até o meu retorno! Eu pensei seriamente em desistir e parar, mas felizmente também tinham pessoas que queriam muito o meu bem. Família, amigos e os fãs que me apoiaram desde sempre, me esperaram voltar à minha velha e boa forma como cantor! 

Foram duras batalhas pra me reerguer! Nesses pouco mais de três anos, me revigorei, o Almah cresceu muito e o mais importante, me curei dos meus problemas vocais e minha auto confiança foi restabelecida! Finalmente eu pude voltar a ter paz de espírito. Nesse meio tempo também conheci pessoalmente muitos fãs, no Brasil e no exterior, e muitos deles me contaram suas lutas, suas frustrações, suas tristezas e de como a minha música os fez superar seus problemas. Ao me contar, muitos se emocionaram e eu junto! 

Tudo isso me fortaleceu e me fez enxergar um novo caminho, segui em frente e cá estou!!! Novembro de 2015, gravando dois discos, o acústico de 25 anos e o quinto CD do Almah. Eu também fiz a maior turnê da história do Almah, que começou no Rock In Rio 2013, passou por muitas cidades do Brasil, na Europa e finalizamos com chave de ouro no Progpower USA 2015, entre muitas outras conquistas! 

Enfim, tudo isso veio em boa hora e a tempo de poder me recuperar completamente, para comemorar meus 25 anos de carreira em grande estilo e alto astral. Hoje ando de cabeça erguida de novo, feliz e infinitamente agradecido pelo apoio de vocês! 2015 foi um ano incrível!!! Mas eu devo admitir que eu nunca teria continuado e conseguido essa superação sem vocês! Nunca!!! Portanto, esses shows com o Angra em São Paulo e no Rio de Janeiro, são as melhores oportunidades que eu vejo para agradecer pessoalmente todos vocês, fãs queridos que me seguem, principalmente desde os tempos de ‘Rebirth’ e ‘Temple of Shadows’! Serão shows com um significado muito importante pra mim! Vocês não fazem idéia!!!

Os presentes simbolizarão todos os fãs do Brasil e do mundo que me ajudaram a chegar até aqui!!! Isso é por vocês e pra vocês!!! E contem sempre comigo para ajudá-los, alegrá-los, fortalece-los da maneira que eu puder!!! Seja com um abraço, um sorriso, um aperto de mão ou simplesmente através de minha música!!! 

Eternamente Grato!!! 

Edu Falaschi

Em paralelo, EDU FALASCHI registrou, no último dia 23 de outubro, o primeiro videoclipe do seu álbum comemorativo de 25 anos de carreira, intitulado “Moonlight”.

A música escolhida para o material audiovisual foi “Nova Era”, uma das mais emblemáticas músicas compostas por Edu na sua época como membro do Angra. A sessão de gravação foi conduzida pela equipe da Glow Produções, na cidade mineira de Poços de Caldas, em um cenário que remete a uma atmosfera clássica e sofisticada, nas dependências do Hotel Palace Cassino.

EDU FALASCHI contou ainda com a participação especial do pianista Tiago Mineiro, que já trabalho com artistas como: Urs Wittwer (Suíça), Mind Priority (Bélgica), Beethova Obas (Haiti), René Calvin (Camarões), Nanny Soul, Nilton Wood, Três de Paus, Landau, Terra Preta, entre outros.

“Moonlight”, e irá conter versões acústicas com piano, voz, violão e orquestra, para alguns dos seus grandes clássicos das bandas Symbols, Almah e Angra.

Para contratar os shows de EDU FALASCHI e Almah entre em contato com: contato@artentretenimento.com.

Para mais informações sobre as atividades do vocalista EDU FALASCHI e dos demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail: contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados: 



ALMAH: lançado segundo vídeo da tour report americana




A banda ALMAH lançou recentemente o segundo capítulo, da série de vídeos que engloba os melhores momentos da sua primeira turnê nos Estados Unidos.

O ponto alto da referida turnê, em mais um show com lotação máxima atingida, aconteceu no renomado festival ProgPower, que é realizado anualmente em Atlanta e que reúne alguns dos principais nomes do Metal mundial.


O ALMAH foi muito bem recebido pelos fãs e pela imprensa especializada das cidades de Austin, Atlanta e Houston, embasado em apresentações consistentes e que contaram com músicas do ALMAH como “Believer”, “Wings of Revolution” e “Living and Drifting”, além dos clássicos do Angra “Heroes of Sand”, “Nova Era” e “Angels and Demons”.


O grupo está novamente concentrado nas gravações do seu quinto álbum, ainda sem título definido e que tem previsão de lançamento para o início de 2016.

Para contratar os shows do ALMAH, para qualquer cidade do Brasil, basta entrar em contato com: contato@artentretenimento.com.

Para mais informações sobre as atividades do vocalista EDU FALASCHI, da banda ALMAH e dos demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail: contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados:

09/11/15: STONERIA, GODZORDER, SACRARIO, SKY IN FLAMES



STONERIA: hoje em dia as pessoas estão cada vez menos interessadas em rádios, CD’s e MP3 players


Nem só de polemicas vive uma banda, mas sim de materiais relevantes que despertem o interesse do público. E qualidade e relevância é o que não falta nos paulistanos do STONERIA, que lançaram em 2014 seu Debut autointitulado que traz uma gama sonora que vai do Punk ao Stoner, mostrando muito feeling.

Para falar do Debut e suas curiosidades, a Heavy And Hell Press conversou com o guitarrista Pedro Rocha, onde o mesmo nos fala sobre gravar o álbum em um dos estúdios mais famosos do Brasil, a questão de disponibilizar o trabalho na internet e muito mais.

Confira:

Em 2014 vocês lançaram seu Debut autointitulado. Que foi gravado em um dos estúdios mais famosos do Brasil, o El Rocha. Como se deu a escolha do estúdio e como foi a experiência de trabalhar com o produtor Fernando Sanches (ex-CPM22)?

STONERIA: Quando decidimos gravar o disco, começamos a procurar estúdios que gravam bandas com a mesma proposta que a nossa, e que coubesse no nosso orçamento. Até então, faríamos uma parceria com nosso amigo Fábio Gois, que viria dos EUA para assumir a produção. Ele sugeriu estúdios que já conhecia, mas houve um desencontro e a nossa parceira acabou não acontecendo. Dos estúdios que entramos em contato o El Rocha foi o mais interessante, dispunha de um espaço e equipamentos que dificilmente encontramos por aí. Trabalhar com o Fernando Sanches foi ótimo, ele tem uma bagagem muito grande, e procurou, em todo momento, otimizar aquilo que a gente buscava. Desde os primeiros dias fazendo a montagem dos equipamentos, escolhendo os amplificadores foi um processo tranquilo, pois já chegamos com boa parte das músicas "no dedo". Gravamos todas as bases em 3 dias e deixamos os outros 3 dias restantes para solos, vozes e melodias adicionais. Nesse ponto, a experiência do Fernando contou muito, pois nos ajudou a limpar todos os solos sem que a gente perdesse muito tempo. Outro aspecto importante para nós foi o fato de ele evitar ao máximo usar recursos e processos digitais durante a gravação. Não é raro encontrar estúdios que maquiam demais erros e o "copia e cola" nas bases e solos, e a insistência em nos fazer gravar diversas vezes cada música, solo, melodia de voz, enfim, atéchegar no ponto certo, deixou o nosso som mais natural e orgânico. O avanço da tecnologia na música é sim muito benéfica, mas tem que ter cuidado pra não esconder a essência da música. A convivência também foi ótima, aprendemos muito além do processo de gravação, o pessoal nos contou diversas histórias sobre o meio e o mercado musical. Vimos que a dificuldade ainda é grande mesmo para quem já está atuando há algum tempo, e que nos faz avaliar constantemente no caminho que estamos seguindo.


Apesar do nome Stoneria, o que temos no álbum de estreia é um som calcado no Rock N’ Roll com certas influencias de Metal e Stoner. Como foi o processo de composição do mesmo para que os arranjos soassem tão homogêneos?

STONERIA: Apesar de todos na banda terem uma veia muito forte no Rock, cada um tem sua preferência e também uma vivência musical diferente, e isso reflete no disco, onde temos músicas com pegadas distintas. O nome gera uma certa confusão, pois muitos acabam tentando nos rotular como Stoner, mas no momento que começam a ouvir o disco, já ficam perdidos, pois uma música tem uma pegada mais Punk, outra mais Rock N’ Roll, e outra que flerta um pouco com o Stoner. O ponto positivo para nós, e que isto tem sido visto como algo bom, é um disco que não te cansa. Cada música foi escrita em momentos diferentes, por pessoas diferentes, e no momento de juntar tudo precisávamos achar uma maneira de criar essa homogeneidade, sem perder a característica de cada música. No momento que decidimos gravar a banda já estava com uma formação mais sólida, e todos os arranjos foram feitos juntos durante os ensaios, e como tínhamos shows agendados usamos esses eventos como teste para ver como soava tudo, e fizemos diversas alterações até chegar no ponto. Mesmo hoje, depois de lançado o disco ainda buscamos maneiras de deixar nossas músicas mais interessantes para nós e para o público, sempre buscamos algo novo, e isso dá ânimo para continuar o nosso trabalho.

“Stoneria” foi lançado primeiro virtualmente para depois ganhar sua versão física. Devido ao mundo estar dominado pela tecnologia nada mais normal que lançar o trabalho virtualmente, mas o que levou vocês a lançarem o mesmo em formato físico?

STONERIA: Nós sempre tivemos em mente que é importante ter o material físico na mão, e por um bom tempo pesquisamos alternativas para fazer a prensagem, pois não tínhamos apoio de ninguém para fazer isso pela gente. Porém, não podíamos deixar o disco guardado, enferrujando na gaveta, e lançamos primeiro no Soundcloud, depois no Youtube e no Itunes. A última plataforma que lançamos foi no Soptify, e tivemos uma repercussão positiva! Muitos artistas se lançam virtualmente, pois hoje, cada vez mais as pessoas estão largando rádio, CD’s, MP3 players, e fazendo tudo pelo celular, só entusiastas gostam mesmo de ter um CD na mão, e felizmente, nós somos uns deles! Mas ao mesmo tempo, não ter um disco físico no mercado limita as oportunidades da banda. As casas de show, produtores, selos de gravadora, empresários, todos eles só dão bola para a banda quando ela já tem um material físico na mão, e não basta ser uma "demo", tem que estar tudo muito bem feito, com registro e etc.


Um outro ponto que chama a atenção em “Stoneria” é a capa, que mesmo sendo simples ela vem enigmática e cheia de simbolismos. Conte-nos um pouco mais sobre a criação da mesma.

STONERIA: A criação da capa e o conceito do disco foram assuntos que geraram muita discussão e polêmica na banda. O fato de termos músicas com pegadas e temas diferentes, dificultou muito para acharmos um nome para o disco, e por conta disso, não tínhamos também como definir como seria a capa. Tentamos organizar a ordem das músicas para tentar criar algo linear, tanto na pegada quanto no tema das composições, e foi apenas possível fazer a primeira opção. Depois de semanas de discussão acabamos por abandonar a ideia de um tema ou conceito, e passamos a pensar num nome que representasse o que tínhamos em mãos, e duas músicas representavam bem a nossa cara – “Nada a Perder” e “Latino Americano”. Mas no final das contas, todos decidimos lançar o disco autointitulado. O tema da capa foi criação do nosso amigo Gabriel Cainê, que trouxe essa mistura de ideias, símbolos diferentes, e algo um pouco viajante, que casou perfeitamente com o nosso som.


Após um ano do lançamento do álbum, o Stoneria gravou seu novo clipe para música “A Cela”. Qual a importância das divulgações audiovisuais na opinião de vocês e como foi o processo de escolha e produção do clipe?

STONERIA: O clipe é uma das maiores vitrines para qualquer artista, e em muitos casos, o clipe é lançado ainda antes do disco para promover o próprio lançamento. Havia um tempo que estávamos discutindo a gravação do nosso vídeo, e resolvemos primeiro fazer um levantamento de quais as músicas que o pessoal mais curtia. Analisamos quais as músicas com mais acessos no Soundcloud, e escolhemos pessoas próximas de nós, para nos falar quais as 3 músicas que mais gostaram. O passo seguinte foi entrar em contato com O Leo Ronqui, que já produziu outros clipes, e amigo nosso da Nuestro Odio, e apresentamos as 3 músicas mais escolhidas. Ele nos deu um prazo de uma semana para ouvir bem cada uma e traçar um roteiro. Na semana seguinte ele nos retornou, e apresentou uma ideia para “A Cela”, e na hora a gente abraçou e jámarcamos as gravações. O resultado saiu dentro do esperado, mas tivemos uma aceitação acima das nossas expectativas. A gente buscou um clima mais intimista, e não houve qualquer tipo de preparação ou ensaio para as gravações, apenas falamos para as pessoas irem lá e interagir uma com a outra, e acabou dando certo! Foi um processo bem rápido, levou dois dias, duas horas de gravação por dia, e estamos muito contentes com o retorno que tivemos até agora.

Aproveite e confira o videoclipe de “A Cela”:



Links Relacionados:




GODZORDER: “Obey” chegando como um cometa!


Desde o seu lançamento no dia 04 de agosto deste ano, “Obey” vem fazendo um certo estardalhaço na cena, pois a qualidade do material lançado é acima da média, transformando o GODZORDER em uma das realidades da cena underground.

Com isso o disco caiu na graça da imprensa especializada, trazendo muitas críticas positivas ao trabalho, mas como o baixista/vocalista Rafael Barba ressalta:

“Nem só de elogios vive uma banda. E mesmo com tantas críticas positivas mantemos nossos pés no chão, pois sabemos os pontos que temos que melhorar e temos total consciência que não vamos agradar a todos. Mas claro que é recompensador ler tantas avaliações positivas sobre “Obey”, pois foi um EP feito com muita dedicação e trabalho.”

Confira o que a imprensa especializada tem falado sobre “Obey”:

Metal Samsara: “É incrível ouvir uma banda desse quilate, verdade seja dita, pois o trabalho da banda é de uma qualidade enorme.”

A Música Continua a Mesma: “Obey é sem dúvida um dos melhores Ep’s que escutei esse ano.”

Arte Metal: “[...]o Thrash Metal apresentado pelos paulistas é de tirar o chapéu...”

Metal Na Lata: “O ouvinte vira fã instantaneamente e quer mais e mais...”

Rebel Rock: “Pra bater a cabeça até rachar!!!!”


Ouça “Obey” agora mesmo: https://www.youtube.com/watch?v=ZMoFiziSuCE


Links Relacionados:




Sacrario: primeiro lyric vídeo lançado


E no dia 03 de novembro o SACRARIO fez o lançamento de seu primeiro lyric vídeo, onde escolheram a faixa que dá nome ao seu mais recente álbum “Circle of Psychopaths”.

A produção e edição do vídeo foi feita por Werlleson Costa do canal Thrashfire, que usou como pano de fundo a bela capa de “Circle of Psychopaths”, se alternando com imagens da mesma com as letras se sobrepondo em vermelho, trazendo ótima dinâmica e agressividade ao vídeo.

Veja o lyric vídeo agora mesmo e tenha seu pescoço triturado!



Links Relacionados:




SKY IN FLAMES: tocando no “Sexta 13 Rock Party”


Para deixar sua sexta-feira 13 inesquecível, a máquina de Death Metal SKY IN FLAMES estará tocando no “Sexta 13 Rock Party”, no Up Bar e Sinuca em Esteio/RS.

Um local ainda desconhecido pelos bangers, mas que logo terá seu lugar cativo no underground, e para iniciar os trabalhos de peso, nada melhor que ter um dos grandes nomes do Metal Extremo gaúcho, o SKY IN FLAMES que continua assiduamente a divulgação de seu EP “In Cailleach Winter Veil”.

Além do SKY IN FLAMES o evento também contará com as bandas Rumble's Soul, Hermano Chiapas e Maus Modus. O festival está marcado para iniciar as 23h, com ingressos custando a partir de R$08,00.

Para mais informações acesse o link a seguir:



Links Relacionados:




CANCER: definidas as bandas que estarão no line up do show de SP em Fevereiro de 2016





“Na ocasião Torture Squad tocará pela primeira vez na capital com sua nova formação”

O CANCER vem ao Brasil em fevereiro de 2016, pela primeira vez em sua história, e o show acontecerá em SP, dia 27 de Fevereiro, na Clash Club (R. Barra Funda, 969, São Paulo).

Esse show terá a presença do grande Torture Squad, fazendo seu primeiro show na capital com a nova vocalista May "Puertas", com um show completo e especial para os fãs do death/thrash destruidor da banda. Completam o cast, as não menos excelentes, Cauterization e Cemitério.

O CANCER foi formado em 1987, em Telford, na Inglaterra e é responsável por cinco álbuns e um EP. Os clássicos, “To The Gory End”(90), “Death Shall Rise”(91) e “The Sins Of Mankind” (93), são considerados referências do estilo. Seu som foi moldado com pitadas de thrash metal, talvez o grande diferencial.

A banda virá com sua formação clássica, com John Walker (guitarra e vocal), Ian Buchanan (baixo) e Carl Stokes (bateria).

Veja a banda tocando no “Maryland Death Fest” em Maio deste 2014:


Nessa tour de retorno, o CANCER estará tocando apenas seus três primeiros (e maravilhosos!) trabalhos, que foram relançados pela Cyclone Empire Records no ano passado.

Curta a página oficial do evento no Facebook:


A produção é da Cronos Entertainment:



SERVIÇO:

CANCER: a Lenda do Death Metal pela primeira vez no Brasil!

Bandas convidadas: Torture Squad (estreando a nova formação na capital!), Cauterization e Cemitério.
Dia: 27/02/16
LOCAL: Clash Club (R. Barra Funda, 969 – São Paulo)
Horário: 17 horas



Ingressos online: Ticket Brasil


Pontos Físicos s/ Taxas: Multilation Records e Hunter Records (Disponível somente 2° lote a partir de dezembro).

1° LOTE PROMOCIONAL (LIMITADO)
R$ 60,00 - Pista Meia
R$ 70,00 - Promocional
R$ 100,00 - Mezzanino M&G.

2° Lote:
R$ 75,00 - Pista Meia
R$ 85,00 - Promocional
R$ 120,00 - Mezzanino M&G.

3° Lote: (A depender da disponibilidade)
R$ 100 - Promocional
R$ 140,00 - Mezzanino M&G.



Fonte: Lanciare

SKIN CULTURE: banda lança o videoclipe de “Extreme Of Consciousness”




O SKIN CULTURE lançou nesse final de semana o clipe de “Extreme Of Consciousness”, e em meio ao peso absurdo – que vem direcionando todo o novo álbum da banda, “Murdernation” – essa música traz o “polêmico” refrão, que tem deixado alguns religiosos meio irritados com a banda.

Assista:


O vídeo teve produção geral de Daniel Mazza & Yellow Door Studios.

“Murdernation” foi produzido por Michel Oliveira em parceria com o Skin Culture. O disco foi gravado, mixado e masterizado por Michel Oliveira, nos estúdios Sputnik.


A formação atual, traz Shucky Miranda (vocal), Tueu Isaac (guitarra e backing vocals), Leonardo Melgaço (guitarra), Uiu Gomes (baixo e backing vocals) e Douglas Hammer (bateria)


Visite:

CANNIBAL CORPSE: banda envia recado aos fãs brasileiros




Turnê histórica pela América Latina ao lado do Testament passará por sete capitais do país – fotos: divulgação

Após encerrar longa turnê pelos EUA, o CANNIBAL CORPSE está mais do que preparado para mais uma longa série de apresentações pela América Latina. Considerado o maior nome da música extrema mundial de todos os tempos, o grupo retorna ao Brasil para devastar sete grandes capitais sendo a companhia de luxo do TESTAMENT.

George “Corpsegrinder” Fisher (vocal), Rob Barrett (guitarra), Pat O'Brien (guitarra), Alex Webster (baixo) e Paul Mazurkiewickz ( bateria) enviaram uma rápida mensagem aos fãs, recentemente publicada no Youtube. Confira o vídeo:


Neste momento, o quinteto está na estrada divulgando o álbum “A Skeletal Domain” (2014), porém, o repertório deve ser composto por clássicos como “Eaten Back to Life”, “Tomb of The Mutilated”, “Gallery of Suicide”, “Evisceration Plague”, “Kill”, entre outros.

A excursão pela América Latina consiste nas seguintes datas:

14/11 – Clube Português – Recife, Brasil
15/11 – Armazém – Fortaleza, Brasil
17/11 – Opinião – Porto Alegre, Brasil
18/11 – Vanilla Music Hall – Curitiba, Brasil
20/11 – Circo Voador – Rio de Janeiro, Brasil
21/11 – Carioca Club – São Paulo, Brasil
22/11 – Music Hall – Belo Horizonte, Brasil
24/11 – Groove – Buenos Aires, Argentina
25/11 – Teatro Caupolican – Santiago, Chile
26/11 – Embarcadero 41 – Lima, Peru
28/11 – Downtown Majestic – Bogotá, Colômbia
29/11 – Peppers Club – San José, Costa Rica
01/12 – Pabellon Oeste del Palacio de los Deportes – Cidade do México, México
02/12 – Teatro Studio Cavaret – Guadalajara, México

Apesar da grande procura em todas as cidades para este tão aguardado encontro de titãs, ainda há ingressos à venda. Mais informações no serviço abaixo ou no site http://www.liberationmc.com/tours.

Já o TESTAMENT retorna ao Brasil, mais uma vez, com a turnê mundial que divulga o bem-sucedido álbum “Dark Roots Of Evil” (2012). Com seus 34 anos de sucesso e milhões de álbuns vendidos, o dream team formado por Chuck Billy (vocal), Steve DiGiorgio (baixo), Gene Hoglan (bateria), Eric Peterson (guitarra) e Alex Skolnick (guitarra) está preparando um repertório especial com as principais composições dos discos “The New Order”, “The Legacy”, “Practice What You Preach” e “The Formation of Damnation”.


Links relacionados:

Serviço São Paulo

Liberation Tour Booking orgulhosamente apresenta Testament (EUA) e Cannibal Corpse (EUA)
Data: 21/11/2015 (sábado) 
Local: Carioca Club - www.cariocaclub.com.br
End: Rua Cardeal Arcoverde, 2899
Abertura da casa:18h00
Infoline (11) 3813-8598
Informações gerais: info@liberationmc.com
Classificação: 14 anos

Pontos de venda: Carioca Club e loja 255 (Galeria do Rock – 1º andar)

Valores:
3º lote: R$ 180 (pista meia entrada/estudante/promocional*)
3º lote: R$ 250 (entradas limitadas à venda pela internet, na Loja 255 e no Carioca Club.
*promocional para não estudantes. Doe 1 Kg de alimento na entrada da casa no dia do evento e pague meia entrada.

A/C Costábile Salzano Jr.

DESTROYERS OF ALL - Into the Fire (CD): Incendiando a cena portuguesa!

Músicas:

01. Beginning of The End
02. Soul Retrival
03. Into the Fire
04. M4
05. Astral Projection
06. Nothing Left
 
2013
Independente
Nota 8,5/10,0

Texto: Marcos "Big Daddy" Garcia


Nos dias de hoje, para se chegar a algum lugar dentro cenário mundial do Metal, é preciso ter identidade. E é justamente ela que separa os grandes dos imitadores (por mais que os últimos se digam algo além de clones, mas não se enganem: palavras não substituem a essência), e podemos aferir que o quinteto DESTROYERS OF ALL, de Portugal, é um dos grandes, bastando uma audição apenas de "Into the Fire", seu EP de estréia.

Apesar de já possuir dois anos de lançamento, o impacto causado pelo EP continua o mesmo, vindo de algo que podemos definir como Progressive Thrash Metal, ou seja, uma mistura bem técnica entre Thrash Metal com aspectos mais modernos e ferozes, uma técnica de alto nível, peso avassalador e melodias que dão corpo ao trabalho do quinteto. É algo bem diferente do que se ouve por aí, cheio de qualidade, técnica e bastante feeling (sim, pois a banda soa espontânea, e nada forçada ou mecânica) mas ainda assim, muito agressivo e bruto. Só cuidado com os tímpanos, pois exageros no volume vão deixá-los surdos com essa maravilhosa definição para caos sonoro moderno.

Um dos pontos fortes é a produção musical do EP. Sim, a banda conseguiu um equilíbrio muito bom entre peso, agressividade e limpeza, com tudo soando bem claro e com bons timbres, mas sempre pesado e muito abrasivo. E além desses fatores, a capa já é uma declaração do que a banda quer fazer em termos musicais.

A música do DESTROYERS OF ALL é rica em arranjos mais técnicos, muito peso e uma brutalidade opressiva, seja nos momentos mais velozes, seja em momentos mais cadenciados, mas é sempre de bom gosto, soando espontâneo e atual. 

"Beginning of the End" é apenas uma introdução aterrorizante, e "Nothing Left" um calmo dedilhado de violões, mas as outras quatro faixas são para realmente fazer as paredes tremerem. Então, tomem cuidado com as reclamações de pais e vizinhos, além de evitarem problemas com as estruturas das casas ao redor da sua...

Destroyers of All:

João Mateus - Vocals
Alexandre Correia - Guitarras 
Guilherme Busato - Guitarras
Bruno da Silva - Baixo
Filipe Gomes - Bateria
Soul Retrieval - Rasgada, azeda e cheia de momentos mais técnicos e melodiosos, onde guitarras e vocais mostram uma capacidade eclética, cheia de variações de tempos intrincados.

Into the Fire - Essa é um pouco mais direta que as outras, mas mesmo assim, bastante técnica e pesada, com arranjos de baixo e bateria excelentes.

M4 - Introduzida por cordas limpas e soturnas, logo vira um apocalipse de brutalidade e ótimas conduções nos bumbos. O ritmo mais cadenciado mostra um lado mais versátil de sua música, mais uma vez apresentando guitarras muito criativas nos riffs, além de momentos introspectivos muito opressivos.

Astral Projection - Outra canção bem variada e cheia de Groove moderno e pesado. Mas o que os vocais usam de timbres agressivos (mas preservando sempre a dicção) é algo absurdo.

A banda já se encontra preparando seu novo álbum, mas até lá, "Into the Fire" pode ser ouvido e baixado de graça no Bandcamp da banda (basta colocar o valor "0" na opção "name your price").

Que venha logo o álbum!



Contatos: