9 de abr de 2013

ASHES OF ARES: Sign with Nuclear Blast Records



========


Nuclear Blast is very stoked to announce the signing of ASHES OF ARES - the new formation of Matt Barlow (ex-ICED EARTH), Van Williams (ex-NEVERMORE), Freddie Vidales (ex-ICED EARTH).

ASHES OF ARES is a band which represents the culmination of experiences, trials and tribulations of founding members Matt Barlow, Van Williams and Freddie Vidales. Within months of their departures from the iconic metal bands ICED EARTH and NEVERMORE, the trio came together with a renewed drive to create a sound which is a true collaboration of their personal influences, ideas and visions. Armed with the knowledge acquired through years of the writing, touring and recording cycle, and with the support of an army of loyal fans across the globe, ASHES OF ARES is poised to carve out a new legacy and stand alongside those who have helped pave the way.

The band comments the unholy alliance like this: “We are proud to announce that we have signed with Nuclear Blast records! We're really looking forward to working with them in bringing our music to the world. It's great to be added to the ranks of the already impressive roster of bands that Nuclear Blast represents.  We will be entering the studio at the beginning of April under the masterful watch of producer Jim Morris of “Morrisound Recording”. We and Nuclear Blast are aiming for a release date late in the summer of 2013. This will be followed by a European tour with POWERWOLF.  It's a new beginning for ASHES OF ARES, and we couldn't ask for a better label than Nuclear Blast to go into battle with. Attack!”

Nuclear Blast A&R Jaap Wagemaker adds: “After we received their first demo we were totally blown away by the power of their music! We are all huge fans of classic NEVERMORE and classic ICED EARTH and we knew that just like us their fans are waiting eagerly to hear this! Their new band is named after the Greek god of war and together we will go forward into to battle conquering the hearts of metal fans worldwide! At the moment the band is hard at work forging their debut album which will see the light in the late summer this year. If you can’t wait that long, make sure not to miss them at the legendary “Rock Hard Festival” this year. ASHES OF ARES: welcome to the Nuclear family!”


ASHES OF ARES is:

Matthew Barlow - Vocals 
Freddie Vidales – Guitar/Bass
Van Williams - Drums



ASHES OF ARES Live:

May 17, 2013     Gelsenkirchen (Germany) @ Rock Hard Festival



Trailer Pt 1: 



Trailer Pt 2:





More news under:

Metal Media (09/04/2013): Encéfalo, Morfolk, Necropsya, Zombie Cookbook, Goatlove, Rhevan



========

Encéfalo: novos detalhes e imagens do clipe são revelados

Foto: Arquivo Underground

Já com as filmagens prontas e em processo de edição, o ENCÉFALO nos fala um pouco mais sobre seu primeiro videoclipe.

A música escolhida é a faixa-título de seu primeiro álbum oficial, 'Slave Of Pain', trabalho que elevou o grupo de um completo desconhecido para uma das grandes promessas do Metal no Brasil.


O grupo disponibilizou uma galeria de fotos do 'making of' das gravações, que podem ser vistas no link: http://metalmedia.com.br/newspress_br/?p=13852

O vídeo musical para 'Slave Of Pain' está previsto para estar disponível no final deste mês ou no máximo início de maio.

Mas este não é o único projeto que a banda trabalha no momento, um novo single, um EP e um disco estão sendo projetados para muito em breve e novamente mostrará o poderio do Metal nordestino, não só para o Brasil mas mundo afora!

Ouça uma música:



Contato para shows e merchandise: alexmaramaldo@gmail.com

Sites Relacionados:


===

Morfolk: iniciando os preparativos do novo álbum

Foto: Daniel Sanchez

Depois de maltratar os pescoços dos headbangers com o EP 'Prelude...' o MORFOLK se prepara para lançar o sucessor direto de 'World Of Lies', clássico nacional lançado em 2011.

O lançamento de 'Prelude...' trouxe um banda renovada, não apenas nas composições, mas na formação, com o debut do baterista Daniel Sanchez e Gabriel Grisola.


"Estamos muito motivados e com muita energia e ideias para o novo trabalho, a banda já está completamente entrosada e cremos que o novo disco será ainda mais brutal que os trabalhos anteriores" - comenta o baterista Daniel Sanchez.

O grupo já está em pré-produção e em breve disponibilizará novos detalhes sobre o trabalho.

Lembrando que o EP 'Prelude...' está disponível para download gratuito e pode ser feito através do link:


Ouça uma música do EP:



Contato para shows e merchandise:

Sites Relacionados:


===

Necropsya: banda anuncia parceria com a Die Hard

Foto: Andre Smirnoff

O NECROPSYA fechou uma parceria com o selo e loja Die Hard, de São Paulo, para a distribuição de seu mais recente trabalho: 'Distorted'.


"Estamos muito felizes com esta parceria, a Die Hard Records, em São Paulo, é um dos principais selos do país e possui uma loja física na Galeria do Rock, loja 312. Um excelente catálogo com muita coisa de colecionador e ótimo atendimento!" celebra Celso Costa, baterista.


O disco já pode ser encontrado para compra na loja física ou no site da empresa pelo link:


Ouça uma música da banda:



Contato para shows e merchandise: info@necropsya.net

Sites Relacionados:


===

Zombie Cookbook: nova camiseta está disponível

Foto: Marcus Carvalheiro

Quer ficar na moda do além e se vestir como um real morto-vivo? O ZOMBIE COOKBOOK tem a oportunidade certa para você fã do pós vida, ou pós morte.


O grupo está lançando a nova leva de camisetas oficiais baseadas no mais recente trabalho em disco do grupo: o aclamadíssimo 'Outside The Grave'. "Queremos todos os seres vivos usando nossa camiseta, inclusive na hora da morte!" comenta e sorri com seus poucos dentes, Horace Bones.



A camiseta, assim como todo o merchandise do ZOMBIE COOKBOOK está disponível para a venda diretamente com a banda pelo email: contato@zombiecookbook.com.br

Agora os zumbis - de camiseta nova - finalizam seu novo projeto: o Split com a banda Offal, a ser lançado este ano em formato vinil.

Ouça uma música:



Contato para shows e merchandise: contato@zombiecookbook.com.br

Sites Relacionados:



===

Goatlove: confira como foi o show de lançamento do primeiro CD

Foto: Luciana Vale Canavez

Depois de gerar muita expectativa e admiração com o lançamento de seu primeiro disco 'The Goats Are Not What They Seem', o GOATLOVE mostrou no palco como se faz Rock'n'Roll.

A banda estreou o novo disco com a formação já estabilizada. O show apresentado foi no 'Peso Brasil 2', projeto que visa incentivar e valorizar a cena autoral brasileira.


A Roadie Crew publicou em seu site uma resenha contando como foram as apresentações deste dia, confira um pouco sobre o que foi falado do GOATLOVE:

"O GOATLOVE foi a última a subir no palco. Também estava ansioso para vê-los e sentir a energia das músicas de "The Goats Are Not What They Seem" ao vivo, um dos discos nacionais mais legais e viciantes dos últimos anos. Desde o momento que vi a banda em cima do palco, abrindo com "Brand New Horse", soube que não iria me decepcionar."

A resenha completa pode ser conferida aqui: http://www.roadiecrew.com/mtOnlineDetalhe.php?id=270

O grupo também disponibilizou uma galeria de fotos da apresentação, que pode se vista no link:

O GOATLOVE segue na divulgação de 'The Goats Are Not What They Seem' e está disponível para agendamento de datas para todo o Brasil.

O álbum, escolhido como um dos principais lançamentos de 2012 e que colocou o nome do GOATLOVE como umas das revelações brasileiras, está disponível para venda diretamente com a banda, pelo email press@goatloveweb.com e nas melhores lojas especializadas.

Ouça a música "Beautiful Bomb" do álbum "The Goats Are Not What They Seem":


Contato para shows e merchandise: press@goatloveweb.com

Sites relacionados:


===

Rhevan: quando todos os heróis se vão

Foto: Larissa Pajaro, Jennifer Montenegro & Gisele Vergilio

Dizem que a arte imita a vida, mas muitas vezes ela serve também para relembrar, visualizar e extrapolar sentimentos.

Esta mescla de arte, sentimentos e lembranças é algo recorrente na música do RHEVAN e o videoclipe para a canção 'When All The Heroes Are Gone', recentemente lançado pela banda, é um dos temas a tratar sobre isso.

O guitarrista Gleydson Keyler, responsável pela letra nos explica um pouco sobre a inspiração para a música:

"A letra de 'When All The Heroes Are Gone' (algo como 'quando todos os heróis se vão' em tradução livre) fala sobre a total falta de esperança que temos em algumas situações, quando até mesmo as pessoas que nos poderiam 'salvar' também se transformam em vítimas.

Lembrei-me caso do Edifício Joelma, e escrevi a letra como se fosse o ponto de vista de uma das vítimas que via suas chances acabarem quando mesmo os bombeiros e policiais - os heróis no caso - morriam tentando o salvamento.

Imagino um desespero tão grande que as pessoas no fim das contas pulavam do prédio para ter uma morte mais rápida ou mesmo uma esperança tola de se salvarem. E isso pode ser aplicado a nossa vida mesmo quando até as pessoas com quem contamos nos viram as costas e 'pulamos' no precipício esperando nos salvar de alguma maneira."

O baixista Aldo Carmine completa lembrando que "a música serve como lembrança, muitas vezes dolorosa, de fatos e tragédias, mas que são importantes para que possamos aprender e não repetir o mesmo erro".

"Esta é, de alguma forma, nossa lembrança e respeito a memória das vítimas do Joelma, Andraus, mais recentemente a boate Kiss e muitas outras tragédias que muitos heróis se vão para tentar salvar o próximo."

"When All the Heroes Are Gone" foi gravada com exclusividade para a coletânea Hellstouch da Shinigami Records, lançada em 2012.  O videoclipe, que conta com imagens de um show da banda em São Paulo, foi produzido por Pedro Roza, Renato Batarce e Larissa Anzoategui.


Adquira o álbum na loja oficial da Shinigami Records:

Contatos para shows e merchandise: rhevanofficial@hotmail.com

Sites Relacionados:


===

MX: Assista a primeira parte do vídeo das gravações do novo CD



========

Banda disponibiliza primeira parte de “studio sessions” com a gravação da bateria

O MX está trancado em estúdio, gravando seu álbum de regravações clássicas – escolhidas pelos fãs – e em parceria com o Estúdio 44, disponibilizou um vídeo com as gravações da bateria.

Assista aqui:


O disco terá regravações dos clássicos encontrados em seus dois primeiros álbuns, "Simoniacal" (88) e "Mental Slavery" (89) além de algumas surpresas.

A arte da capa será assinada por Wiliam Pereira (www.wiliampereira.com), que assina trabalhos para a Rock Brigade, Wikimetal, Hard and Heavy, entre outros.

Nos próximos dias será anunciado um show completo, na capital paulista, ao lado das bandas Hellsakura e The Black Coffins. Fiquem atentos!


Sites relacionados:


========



Island Press (09/03/2013): Against Tolerance, Ecliptyka, Electric Blues Explosion, Fuel ‘N’ Fire, Girlie Hell, Instincted, Inverso, Kattah, Kleber K Shima, Marcos De Ros, Outlove, Pax, Project46



===

Against Tolerance: realizará festa de lançamento do novo EP


A banda paulistana AGAINST TOLERANCE realizará uma festa para o lançamento do novo EP “Redefined” no próximo dia 14/04 (domingo), no Espaço Tapuia, em São Paulo (SP), com início previsto para as 16h00.

Serviço:
Data: 14/04 (domingo)
Local: Espaço Tapuia
Horário: 16h00
Ingresso: R$ 10,00
Endereço: Rua Augusta, 339, em São Paulo (SP)

Links relacionados:


=== 

Ecliptyka: entrevista no Rock Express Cast #39


Os guitarristas da banda ECLIPTYKA, Helio Valisc e Guilherme Bollini, concederam uma entrevista ao Rock Express Cast, onde falaram sobre o começo do grupo, o significado do nome Ecliptyka, influências musicais, o processo de composição e gravação do debut “Tale Of Decadence” (2011), as participações dos vocalistas Marcelo Carvalho (Trayce) Danilo Herbert (MindFlow), o trabalho de arte do designer João Duarte, o videoclipe da música “We Are The Same” e muito mais!

Para escutar e baixar o podcast com o ECLIPTYKA acesse o link:

Links relacionados:


=== 

Electric Blues Explosion: guitarrista em matéria na Guitar Player


A conceituada revista Guitar Player realizou uma matéria com o guitarrista gaúcho Rodrigo Campagnolo, da banda de Blues Rock ELECTRIC BLUES EXPLOSION, presente na edição 204 do mês de abril/2013. O músico fala sobre suas influências, equipamentos, as gravações do mais recente e do próximo trabalho da banda, além de dar dicas para quem pretende lançar um trabalho autoral com apoio de alguma lei de incentivo e mais!


Links relacionados:


=== 

Fuel ‘N’ Fire: realizará show de lançamento de debut no Gillan’s Inn (SP)



O grupo paulista FUEL ‘N’ FIRE realizará o show de lançamento do primeiro álbum de estúdio, intitulado “Party In Hell”, no próximo dia 14/04 (domingo), no Gillan’s Inn, em São Paulo (SP), com início previsto para as 17h00. O evento terá o apoio da radio Web Rock Station (http://webrockstation.com/) e irá contar também com as apresentações das bandas Arte Rocks, Hard’z.

Serviço:
Data: 14/04 (domingo)
Local: Gillan’s Inn
Horário: 17h00
Endereço: Rua Caio Prado, nº 47, São Paulo (SP)

Links relacionados:


=== 

Girlie Hell: confira videoclipe para novo single “Winter”


A banda goiana de Rock/Heavy Metal GIRLIE HELL, formada Bullas Attekita (voz e guitarra), Júlia Stoppa (guitarra e voz), Fernanda Simmonds (baixo) e Carol Pasquali (bateria), lançou no dia 08/04 (segunda-feira) o primeiro videoclipe da carreira para a música “Winter”, novo single do grupo. O clipe foi produzido pela Movie 3, com a direção de Mess Santos e produzido por Davidson Mainart, Tatah Gentil e Dom Block.

Para assistir o videoclipe acesse: 



A vocalista e guitarrista Bullas comentou sobre a realização do projeto: “Eu queria agradecer a todos que tornaram isso possível. Primeiramente a deus, família, amigos e parceiros! Agradecer a Monstro Discos pelo apoio, Movie 3 pelo trampo foda, Marcelo Pompeu e Heros pela experiência fantástica que tivemos nesse single e as minhas próprias companheiras de banda, por acreditarem nesse projeto!”

Links relacionados:


===

Instincted: entrevista no programa Volume Maximo


Rogério Fergam (voz e programação) Roberto Santos (bateria), Rafael Sousa e Marcelo Bernat (guitarras), integrantes da banda paulista INSTINCTED, concederam uma entrevista ao programa de web TV Volume Maximo. Em bate-papo com a apresentadora Patrícia China falaram sobre a influência de sonoridades eletrônicas no som do grupo, o início das atividades, o videoclipe da música “Redden The Abyss Between Us”, processo de composição, comentam sobre algumas bandas que mais inovaram no Metal e muito mais!

Para assistir o programa acesse:

Parte 1

Parte 2

O programa Volume Maximo é apresentado pela Patrícia China, tendo como temática sempre falar sobre o melhor do Rock ‘N’ Roll. O programa e vai ao ar toda quarta-feira, ao vivo, às 19h pela TV Geração Z (www.tvgeracaoz.com.br).

Links relacionados:


===

Inverso: confira nova coleção Nightmare 2013


A Inverso Clothings lançou no último dia 30/03 a nova coleção Nightmare 2013, contendo artes inéditas do talentoso Dêner Silva, da Dnrdesign - Illustration Merch Design (http://www.dnrdesign.com.br).

Confira a nova coleção disponível no site oficial da Inverso: http://www.sejainverso.com/

Links relacionados:


===

Kattah: entrevista exclusiva para o canal 11 Net Digital Curitiba


No próximo dia 13/04 (sábado) vai ao ar uma entrevista exclusiva que a banda KATTAH concedeu para o canal 11 Net Digital Curitiba. No bate-papo, gravado no Caverão, em Curitiba (PR), no último dia 08/04 (segunda-feira), falaram sobre todas as novidades do grupo para 2013 e os telespectadores ainda poderão assistir quatro músicas em ensaio especial em estúdio.

Para assistir a entrevista no sábado (13/04) as 23h30 sintonize o canal 11 Net Digital Curitiba
ou pelo site http://www.otv.tv.br/. Reprise no domingo 14/04 as 21h30.

Links relacionados:


===

Kleber K Shima: confira novo vídeo da série Pedal Reviews Brasil



O guitarrista KLEBER K SHIMA lançou o novo vídeo da série Pedal Reviews Brasil, onde realiza uma comparação entre os pedais Bogner Ecstasy Red e Tom Tone Okoto Preamp Overdrive. No vídeo o músico explica em detalhes sobre os controles, suas funções e demonstra diversas sonoridades!

Para assistir o vídeo acesse: 



Links relacionados:


===

Marcos De Ros: confira o vídeo da música “Pinóquio”


No segundo vídeo sobre o novo álbum de estúdio, o guitarrista MARCOS DE ROS nos brinda com a música “Pinóquio” da ‘SAF’ (Sociedade das Aventuras Fantásticas). Segundo o músico, “Pinóquio é uma história bem mais ‘heavy’ do que a versão da Disney, e fiz questão de deixar isso bem claro na trilha!”.

Para assistir o vídeo acesse: 



Esse vídeo está sendo chamado pelo guitarrista de ‘live clip’. Ele tem a linguagem de câmeras de um videoclip, porém a guitarra está sendo tocada ao vivo, ao invés de dublar, como geralmente acontece. Dirigido e editado por Alex Milesi (que já fez alguns clips para o Almah e Kiko Loureiro, entre outros), este é o primeiro trabalho dessa dupla que promete muito mais para o futuro!

Links relacionados:


===

Outlove: entrevista no programa Rock Bike Tattoo II #53



Paulo Ghizzi (voz), Eklon Eleuterio (guitarra), Beto Giglioti (guitarra), Gus D. (baixo), Facks Zoppi (bateria), integrantes da banda paulista OUTLOVE, concederam uma entrevista ao programa Rock Bike Tattoo. Em um descontraído bate-papo com Chris Lima falaram sobre o início das atividades, mudanças na formação, influências e diferentes estilos musicais, a produção do videoclipe para a música “Pleasure’s Call”, a indefinição do estilo, o perfil do público que acompanham a banda e muito mais!

Para assistir a entrevista acesse:



Links relacionados:


===

Pax: lança série de vídeos Live Sessions


A banda paulista de Rock pesado PAX, Arthur Zarpelon (voz e guitarra), Daniel Ribeiro (guitarra e voz), Thiago Veiga (baixo) e Douglas Oliveira (bateria), lançou a série de vídeos Live Sessions, projeto gravado e filmado em agosto de 2012 no estúdio NaCena, em São Paulo (SP), trazendo três músicas inéditas captadas ao vivo, mostrando um clima mais intimista, mas sem perder a veia da performance de show.

Para assistir o vídeo acesse: 




Links relacionados:


=== 

Project46: realizará shows em São Paulo e Limeira (SP)


A banda paulistana PROJECT46 realizará dois shows nos próximos dias 11/04 (quinta-feira) e 13/04 (sábado). O primeiro trata-se do Titãs Of Underground Fest, que será realizado no Hangar 110, em São Paulo (SP), com previsão de iniciar as 20h00, e além do PROJECT46 haverá apresentações do grupo argentino No Guerra, Scars From The Last Fight, Tamuya Thrash e Coração de Herói.

Serviço:
Data: 11/04 (quinta-feira)
Local: Hangar 110
Horário: 20h00
Ingressos
Antecipado: R$ 15,00
Na hora: R$ 20,00
Endereço: Rua Rodolfo Miranda, 110, Bom Retiro, próximo a Estação Armênia do Metrô, São Paulo (SP)

O segundo show da semana será realizado no Kingston Rock em Limeira (SP) no próximo dia 13/04 (sábado), ao lado das bandas Dead Fish, Cardiac, Laranja Oliva e Bang Loko Sound, com início previsto para iniciar após a abertura da casa as 18h00.

Serviço:
Data: 13/04 (sábado)
Local: Voice Club
Horário: 18h00

Links relacionados:



===

Fonte: Island Press

Sobre os downloads ilegais - A visão de Willian Ohara Sakamoto (Shinigami Records)




Li com muita atenção a matéria sobre download ilegal do nosso parceiro Marcos Garcia do Metal Samsara, e os posteriores comentários, e achei oportuno me pronunciar, não como consumidor, senão como gravadora. 

O meu nome é Willian Sakamoto e sou o dono da Shinigami Records. Esta tem poucos anos de vida, porém eu comecei a trabalhar no mercado fonográfico em 1998, seja através da minha distribuidora, ou como vendedor de importantes gravadoras do ramo, e posso garantir que vi muita coisa acontecer. 

Em primeiro lugar, quero falar sobre a qualidade do material gráfico. 

Concordo plenamente que o material gráfico no Brasil é inferior ao produzido em outros lugares, como Estados Unidos, Europa e Japão. Mas, de jeito nenhum pode-se dizer que é de má qualidade (claro que sempre poderá e há exceções), só não é comparável ao material dos países já citados. Com a Shinigami Records, já prensei em quatro fábricas diferentes e o material gráfico de todas é similar e inferior aos importados. Nesse ponto, as gravadoras, para poderem lançar os seus produtos, estão sujeitas a escolher. O porquê dessa inferioridade no material, só as fábricas (e gráficas) podem explicar. 

Outro ponto que deve ser explicado é o fato de alguns CDs terem algum tipo de defeito, já seja no áudio ou no material gráfico. Cada gravadora trabalha de uma forma específica e nós, da Shinigami Records, sempre tentamos oferecer um produto sem nenhum tipo de erro: ouvimos duas ou três vezes a master para detectar possíveis erros, olhamos detalhadamente a arte gráfica que as gravadoras enviam para retirar informações que não conferem ou colocar novas informações, e o mesmo acontece quando o produto chega as nossas mãos da fábrica, pois antes de comercializar o produto, conferimos o áudio e arte. Mas nós, que trabalhamos na gravadora, somos seres humanos, e como tais, estamos sujeitos a errar. Um exemplo claro que posso citar se encontra no encarte do CD “Litany” da banda VADER. Nele estão as informações técnicas de um vídeo bônus que o produto nacional não possui e só percebi após um colaborador mencionar o fato. O porquê de estas informações constarem no encarte é simples: A Metal Blade, gravadora que licenciou este título para nós, enviou a arte do CD no formato que está à venda nos Estados Unidos, porém não enviou o vídeo nem tampouco autorizou a Shinigami Records a incluí-lo na nossa versão, e não percebemos que essa informação constava também dentro do encarte. 

E aproveitando que estou falando sobre bônus nos lançamentos nacionais, é fundamental que vocês saibam que a maioria das vezes não é decisão da gravadora nacional incluir ou não os bônus. Geralmente, eles são exclusivos para determinado país, não sendo autorizado o lançamento em outro. Nos casos que a decisão recai na gravadora brasileira, geralmente covers de bandas internacionalmente conhecidas, os preços exorbitantes cobrados para o uso e adição da música desestimula a inclusão. Particularmente, eu já deixei de incluir um bônus (cover de uma banda famosa que não é necessário explicitar qual) por ter que pagar 3 mil dólares e mais uma taxa por CD vendido.

Falando agora das bandas nacionais lançadas no Brasil. Posso afirmar com conhecimento de causa que 99,99% delas pagam quase o total dos custos que implica em lançar o seu trabalho. Então, por que tentar lançar por uma gravadora? 

Simples, geralmente estas bandas ganham maior visibilidade na mídia e o CD fica disponível em quantidades maiores de lojas graças ao suporte de uma gravadora. Sei que muitos dirão que estas bandas são exploradas pelas gravadoras, mas a decisão de ser lançada ou não por uma gravadora está na mão dos membros da banda. Não posso falar por outros selos discográficos, eu sempre exponho as minhas condições, e quais serão as minhas obrigações, antes de fechar com alguma banda e, como disse anteriormente, a decisão é da própria banda de aceitar ou não as mesmas. 

A respeito dos preços dos CDs lançados no Brasil, é verdade que se vocês vão aos Estados Unidos ou Europa encontrarão lançamentos no valor de 8,00 a 10,00 Dólares (ou Euros), porém é fundamental que as pessoas olhem as nacionalidades das bandas. O que quero dizer é que bandas que nós, brasileiros, consideramos bandas internacionais, nesses lugares são consideradas nacionais, por exemplo, ARCH ENEMY na Europa ou ANTHRAX nos Estados Unidos. Então se consideramos a nacionalidade como parâmetro, aqui também nós encontraremos CDs de bandas brasileiras com valores entre R$ 10,00 e R$ 20,00.

Neste ponto é necessário fazer uma ressalva: o conhecido site E-Bay é semelhante ao nosso Mercado Livre e, portanto, muitas vezes o vendedor é uma pessoa física ou empresas que vendem os seus produtos sem recolher o imposto de forma antecipada e como os correios trabalham com amostragem, não são todos os envios que são recolhidos e taxados. Já no caso de adquirirem produtos através de outros sites como Amazon ou a loja virtual de Century Media Records, entre outras, o recolhimento do imposto é feito antecipadamente. 

Até aqui falei sobre os preços dos novos trabalhos dos artistas. Agora bem, vocês podem alegar que comprar no exterior os antigos discos dessas mesmas bandas é, também, mais barato. Em primeiro lugar, se o CD nunca saiu no Brasil, o preço cobrado pela gravadora que licencia o título é quase o mesmo que o cobrado pelo mais recente trabalho da mesma banda.

Outro fator, para quem não sabe, é que no Brasil a quantidade mínima para prensagem é de 1000 peças, com raras exceções de fábricas que aceitam o pedido mínimo de 500 cópias, porém o valor para fabricar 500 é praticamente o mesmo que para fabricar 1000.  Então, por esse motivo, é difícil repor no catálogo um produto que vende só cinco peças por mês quando esgotar. 

O que quero explicar com os dois pontos anteriores é que, primeiro, se tomamos a data do lançamento desse título aqui no Brasil, para eles (a gravadora original) é um CD ponta de estoque e sendo assim o preço é mais barato e, segundo, se faz difícil prensar só 500 cópias para ainda ter o título no catálogo por não compensar monetariamente (nem para a gravadora e nem para o consumidor, especialmente). 

Quero deixar bem em claro que se tivesse absoluta certeza de vender a prensagem toda (1000 cópias) em seis meses, eu conseguiria vender mais barato. Por quê? 

Vou dar um exemplo específico: O CD “In War and Pieces” da banda alemã SODOM.

Para poder lançar no Brasil este título, no mesmo formato em que foi lançado no exterior – duplo Digipack - e no mesmo mês do lançamento lá fora, tive que fechar um contrato para 2500 cópias, acreditando que seriam logo vendidas. Em que me baseei? 

Na quantidade de CDs vendidos dos anteriores títulos, nas pessoas que foram nos shows (aproximadamente 5000 se contamos todas as cidades onde a banda tocou) e nas pessoas que vi usando a camiseta da banda (aproximadamente 1000 só no show de São Paulo). 

As primeiras 1000 cópias que fabriquei demoraram cerca de um ano e meio para ser vendidas. Vamos fazer uma conta simplificada: das 5000 pessoas que foram no show, tiramos 3000 somando as que foram em mais de um show, as que compraram o CD importado, as que compraram o download (legal) e as que ganharam o ingresso, restando 2000. Como é possível só ter vendido 1000 CDs em 18 meses? Se tivesse vendido as 1000 cópias nos primeiros seis meses, os custos operacionais da Shinigami Records seriam menores. 

E aí é que entra o problema dos downloads ilegais. Por não poder sustentar os custos que uma gravadora tem no dia a dia, cada vez serão mais limitadas as cópias que estão à venda, cada vez menos bandas (internacionais, nacionais, conhecidas ou desconhecidas) terão os seus trabalhos lançados no Brasil (e no mundo) e esse fato pode ser confirmado pelas pessoas que estão na cena um bom tempo: cinco ou seis anos atrás eram lançados no Brasil ao redor de 40 CDs de metal por mês. Hoje em dia, são lançados entre 6 e 10 álbuns do estilo. 

Para finalizar, atualmente, você encontra nas lojas CDs da gravadora entre 20 a 30 reais, mas isto depende – e muito – do custo de cada loja para manter-se aberta e não necessariamente da margem de lucro aplicada. Mas, eis aqui a pergunta: Qual o valor que você acha justo para pagar no CD?

Desde já, eu peço desculpas se alguém se sentiu ofendido com o exposto, nunca foi essa a minha intenção. Não me acho o dono da verdade, mas queria expor aqui alguns fatos que talvez sejam desconhecidos para a maioria das pessoas.

Aguardo os seus comentários e tentarei responder a todas as dúvidas. Só uma condição: respeito sempre.

Atenciosamente, 

Willian Sakamoto
Shinigami Records



Willian Sakamoto é o proprietário do selo discográfico Shinigami Records. Formado em Administração, começou o seu trabalho no mercado fonográfico no ano 1998 com sua distribuidora 3 Elementos, trabalhou no departamento de vendas da Century Media e Dynamo Records. Em 2009, fundou a gravadora Shinigami Records, que tem lançado, até o momento, mais de 70 títulos como os últimos trabalhos de bandas consagradas como ICED EARTH, DEICIDE, LACUNA COIL, GOD DETHRONED, entre outras.

Em 2012, a gravadora lançou a Coletânea Hellstouch para ajudar na divulgação de bandas brasileiras.