28 de jan de 2016

NYMPHO - Not That Innocent (álbum)


2015
Independente
Nacional

Nota 8,5/10,0

Texto: Marcos "Big Daddy" Garcia

Destaques: "Flush Your Heart Away", "Not That Innocent", "Burnout Heart", "Doin' Fine", "Money and Magic", "I'll Come Running", "Rock Me Hard", "Don't Walk Out on Love", "Green Lights Go", "Resurrection", "Wasted Generation".


Bem, fazer Hard/Sleaze Rock no Brasil não é simples. Até hoje, ainda tem gente que rotula o estilo como coisa de gente fresca (como se usar calças jeans apertadas fosse coisa de homem...), mas a verdade é: o gênero sempre nos concedeu ótimas bandas, tanto fora como por aqui. E um nome bem legal que se une a tantos outros é o do quarteto NYMPHO, que chega e derruba a porta com a bicuda chamada "Not That Innocent".

NYMPHO
Hard/Sleaze de primeira, envolvente, com ótimas guitarras (reparem bem nos solos melodiosos e virtuosos, e bases que fluem sem problemas) ótimos refrões, canções grudentas, todas muito bem feitas. Há um certo toque de Rock'n'Roll e mesmo de longe uns ingredientes de Punk Rock à lá RAMONES em alguns momentos. E digamos de passagem: este jeitão mais sujo em alguns momentos é realmente excelente.

A produção ficou muito boa. Sim, a sonoridade é forte, pesada e intensa, mas bem clara aos ouvidos, com cada instrumento em seu devido lugar e com bons timbres. Mas mesmo assim, aquele toque azedo está presente, para dar um punch maior às canções. Ou seja, em termos de sonoridade, o disco é de primeira.

Mas é preciso dizer que "Not That Innocent" é quase que uma compilação. Temos cinco músicas novas, e todas as outras são de trabalhos anteriores, apenas remasterizadas para poderem se encaixar no contexto do álbum. E as cinco novas trazem as participações de algumas figuras bem conhecidas, como Tony Marcus do XYZ no solo de "Flush Your Heart Away", Tony Mills do SHY/TNT nos duetos vocais e Kane Roberts no solo de guitarra em "Not That Innocent", Johnny Lima nos duetos vocais e backing vocals junto com Jimi Bell do HOUSE OF LORDS no solo de "Burnout Heart"; e Jesse Damon do SILENT RAGE nos vocais, além de Gerry Laffy do GIRL fazendo um solo  em "Money and the Magic". Tudo para dar aquele toque especial ao que já é muito bom.

Musicalmente, o disco é quente!

Flush Your Heart Away - Um andamento mediano, mas com algumas variações rítmicas muito boas. A música é ótima, recheada de guitarras excelentes, além de belos refrões e backing vocals perfeitamente encaixados.

Not That Innocent - Aqui, já temos uma canção um pouquinho mais suja, mas grudenta, típico hardão farofento que entra nos ouvidos e não se esquece mais. Mais uma vez, um trabalho rítmico excelente, mostrando que baixo e bateria estão em ótima forma.

Burnout Heart - Aqui, um lado um pouco mais AOR dá as caras. E é bom ver a banda usando bem suas guitarras mais uma vez, fora aqueles corais "chicletosos" que grudam em nossos ouvidos, mais um refrão de fácil assimilação.

Doin' Fine - Uma belíssima balada, digamos de passagem, com refinadas passagens de piano, e adornada de belos vocais e backing vocals. É uma faixa tocante, que nos embala.

Money and Magic - Uma hardão mais sujo e com jeito de gueto, como ouvimos algumas das bandas mais seminais do gênero na Sunset Strip Avenue. É pesado, andamento constante, e com excelentes guitarras.

Óbvio que o disco inteiro é ótimo, mas prefiro fazer análises mais detalhadas das canções mais recentes. Mas mesmo assim, no que vem do passado, a pegajosa e intensa "I'll Come Running" (ô, refrão grundento dos infernos!), "Rock Me Hard" e seu jeitão um pouco mais raçudo, a farofosa "Don't Walk out on Love", a paulada na cara conhecida como "Green Lights Go" (que riffs!), a puramente AOR "Resurrection", e o rockão destruidor de tímpanos chamado "Wasted Generation".

Uma ótima banda, e que merece a conferida sem medo. E alías, que o Hard Rock possa crescer mais e mais.




Músicas:

1. Flush Your Heart Away
2. Not That Innocent
3. Burnout Heart 
4. Doin' Fine 
5. Money and Magic
6. I'll Come Running
7. Rock Me Hard
8. Dreams Are Not Enough (Acoustic Version)
9. Alone in the Dark (Video Edit)
10. Don't Walk out on Love
11. Green Lights Go
12. You Gotta Love
13. Resurrection
14. Say It
15. Reason to Rock
16. Wasted Generation
17. Spider Sarah
18. High Skull Lover


Banda:

Criss Sexx - Vocais, guitarras 
Leo Tavares - Guitarras
Fábio Pontes - Baixo
Pablo Pinheiro - Bateria


Contatos: