7 de jul de 2012

Coldblood - Preparando próximo álbum para o início de 2013


Foto: Adriana Vellasco

A banda carioca Coldblood encontra-se em estudio se preparando para as gravações do próximo álbum que ocorrerá entre os meses de Outubro e Novembro no Rio de Janeiro. O artefato que contará com 10 temas será lançado em território nacional pela Distro Rock Rec. e Attitude Headbanger's House. Mais detalhes serão revelados em breve!!!

Machinage – It Makes Us Hate (CD)


Gear Records – Nacional
Nota 9,5
Por Marcos Garcia

Este é um CD cujo título reflete uma inverdade, pois este nos faz gostar logo de cara do Machinage, quarteto Thrasher de Jundiaí, que anda causando forte comoção no underground brasileiro, já que se encontra em excursão nos EUA, divulgando este seu primeiro disco, It Makes Us Hate.
O quarteto apela para um mix muito bom de peso, melodia e velocidade, em suas próprias palavras, mas o que temos no CD é bem mais que isso, porque a música da banda é cheia de técnica, força, agressividade e personalidade, e sem ser um trabalho feito em um só pique, o que se reflete em sua música bem variada.
Produzido no Mark Studio entre 2010 e 2011, este CD é fruto de uma vontade de ferro da banda, e logo, a técnica e força saltam os olhos em uma gravação limpa, mas que soube deixar cada instrumento em seu devido lugar, sem se embolarem mutuamente, permitindo que o trabalho da flua com naturalidade. E as artes da capa e encarte são bem feitas, embora nada muito complexo.
Rolando o CD, vemos que há um equilíbrio de qualidade entre cada uma das oito faixas (Rise of the Souls é uma introdução), sendo que se destacam logo de cara Next Victim, com um jeitão bruto e levada bem mais rápida, com solos esbanjando melodias; a cadenciada e empolgante Envy, música do vídeo que se encontra na net, tem ótimas vocalizações e bateria muito bem compassada; um baixão forte e pesado introduz Anguish, essa bem cadenciada, empolgante e intensa, com riffs muito bons, mesmas características encontradas em Mask Behind Some Lies, onde as melodias se tornam mais apuradas, especialmente pelos solos de guitarra; a forte e emotiva Beliefs, com melodias mais densas muito boas em meio à técnica e peso absurdos; a ótima Cold 3rd War, com o baixo aparecendo bastante e mostrando que não está ali apenas para marcar o ritmo (o que no caso da banda não é pouco); Is This the Way?, que tem peso e técnica bem apurados, em um trabalho ótimo de bateria e de solos; e a rápida Tides of War, bem agressiva e de grande carnivorismo em seus vocais (tanto principais quanto backings) e andamento cativante, e se alternando em momentos mais melodiosos preciosos.
Se já no primeiro disco a banda já mostra um trabalho diferenciado assim, o futuro se mostrará brilhante.


Envy


Tracklist:


01. Rise of the Souls
02. Next Victim
03. Envy
04. Anguish
05. Mask Behind Some Lies
06. Beliefs
07. Cold 3rd War
08. Is This the Way?
09. Tides of War




Formação:


Fábio Delibo – Vocais e guitarras
Renato Lorenccini – Guitarras e backing vocals
Adriano Bauer – Baixo
Ricardo Mingote – Bateria


Contatos:




Andralls – Breakneck (CD)



Distro Rock Records – Nacional 
Nota 10
Por Marcos Garcia

Quando alguém nos pergunta o que as bandas de Thrash Metal brasileiras têm para mostrar, em geral indicamos este ou aquele CD para que o ouvinte possa comprovar na praxis aquilo que nem sempre se pode definir com vãs palavras. A escola brazuca de Thrash Metal tem muito a dar, especialmente quando se tratam de veteranos.
E um dos discos que podemos indicar para falar no estilo é o novo lançamento dos veteranos do Andralls, que mais uma vez dão uma bela amostra do que é FastThrash com seu novo CD, Breakneck, o quinto disco de estúdio, que acaba de sair do forno
Vocais agressivos e roucos, mas muito bem postados, trabalho de guitarras diferenciado em riffs muito bem construídos e solos bem tocados, baixo bem pesado e fugindo da marcação vez por outra, e um trabalho de bateria absurdamente técnico. Se só três sujeitos criam uma massa sonoras dessas, se fossem mais, seria um apocalipse!
A produção, a cargo do conhecido Fabiano Penna (sim, o famoso guitarrista que tocou no Rebaelliun, Horned God e The Ordher), tendo a co-produção de Denis Di Lallo e do próprio trio, e conseguiram uma sonoridade absurdamente agressiva e ríspida, mas as boas melodias da banda não ficaram apagadas, mas bem evidentes. Realmente, Penna está se tornando um Midas brasileiro no assunto.
A arte, criada pelo artista Remy C., da Headsplit Design, ficou muito bonita e bem cuidada, em um nível de primeiro mundo.
Quando o CD começa a tocar, vemos que temos uma jóia em nossas mãos, um disco precioso, pois o disco é todo bom, e de ponta a ponta, é satisfação garantida, tendo pontos altos em Under the Insanity, música do vídeo que já anda pela internet há algum tempo, rápida, bem técnica e com bases de guitarra chapantes e ótimos vocais, assim como Rising from the Shell, outra com um pique bem veloz, embora o trabalho que mais se destaque é o da bateria; Eye for an Eye, que é um pouco mais focada na técnica do que na velocidade, onde mais uma vez as guitarras mostram ótimo trabalho nos riffs, bem como o baixo também mostra-se bastante técnico; Lost in Heaven, Found in Hell, que começa cadenciada e densa, e logo ganha uma velocidade de quebrar o pescoço (sem trocadilhos, por favor), para depois retomar o ritmo mais pesado e lento;  as rápidas e brutas Maze of Confront e Legacy of Violence, que convidam ao pogo e ao banging sem medo; Clenched Fists Up, outro açoite de velocidade e técnica; Policia Asesina, cantada em espanhol e tendo a participação de Tono e Raul (do Rato Raro), um pouquinho mais voltada ao Crossover; e a arrasadora e pesada Bloodshed.
Se não bastassem as músicas, ainda há mais um atrativo no CD: ele trás conteúdo multimídia, contendo o vídeo de Under the Insanity.
Um dos CDs do Top 10 nacional deste ano, com certeza!

Unde the Insanity

Tracklist:

01. Under the Insanity  
02. Rising from the Shell
03. Eye for an Eye  
04. Lost in Heaven, Found in Hell  
05. Maze of Confront  
06. The Legacy of Violence  
07. Enemy Within  
08. Clenched Fists Up  
09. Land of Disgrace  
10. Policia Asesina  
11. Lit Fuse  
12. Bloodshed



Formação:

Cléber Orsioli – Vocais, guitarras
Eddie C. – Baixo
Alexandre Brito – Bateria 


Contatos: