22 de jul de 2013

The Rods: Trio toca em SP com a formação original neste domingo



========

Em sua primeira vez no Brasil, grupo toca no Inferno Club na Augusta.

O trio THE RODS, formado nos EUA, em 1980, toca em São Paulo neste final de semana, no dia 28 de Julho, domingo.

A banda virá com sua formação original, com David “Rock” Feinstein (guitarra e vocais, ex-ELP), Carl Canedy (bateria e vocais) e Gary Bordonaro (baixo e vocais).

THE RODS lançou sete álbuns de estúdio; Rock Hard (1980), The Rods (1981), Wild Dogs (1982), In The Raw (1983), Let Them Eat Metal (1984), Heavyer Than Thou (1986) e Vengeance (2011) – além de um EP (Full Throttle, 1981) e um disco ao vivo (Live, 1983).

Seu mais recente trabalho (Vengeance), mantém a linha dos anteriores, e foi um dos grandes álbuns de 2011. No Brasil, o trio ficou famoso pelo lançamento do clássico Wild Dogs (1982), o famoso disco do “cão de três cabeças”.


Como curiosidade, Feinstein além de ter integrado o lendário ELP, é primo de Ronnie James Dio (a última participação de Dio, está exatamente no álbum Vengeance), e Carl Canedy, além de ser um renomado baterista, foi produtor de bandas como Anthrax, Exciter, Overkill e Possessed.

Na década de 2000, David “Rock” Feinstein lançou dois excelentes álbuns solos: One Night In The Jungle (2000) e Bitten By The Beast (2010)

Veja um vídeo amador da banda em ação, num show realizado em 2011:


Confira o serviço do show:

The Rods em São Paulo (Formação original!)
Dia: 28/07 (Domingo)
Local: Inferno Club (R. Augusta, 501, Centro – São Paulo/ fone: 11 3120-4140)
Horário: 20h
Ingressos: R$ 70 (primeiro lote esgotado!), R$ 80 (segundo lote), R$ 90 (na porta)
***Promocional, antecipado, meia entrada, já inclusos!


Pontos de vendas:
Consulado do Rock (Av. São João, Lj 236, República, São Paulo)
Animal Records (Rua Vinte e Quatro de Maio, 62, Lj 367/369, República, São Paulo)
Ingressos online: www.ticketbrasil.com.br
Infos: (13) 8128 6420 (11) 5041 9340
Produção: Scelza Produções / Hard’N’Heavy


========

News Metal Media (22/07/2013): Hibria, Krow, Machinage, Panzer, Lothlöryen


========

Hibria: Data de lançamento na América do Norte é anunciada


Já com o novo álbum, 'Silent Revenge', lançado no Brasil e no Japão e próximo de ser lançado na Europa, o HIBRIA agora confirma a data de lançamento para a América do Norte.

'Silent Revenge' será lançado nos Estados Unidos e Canadá pela própria AFM Records no dia 10 de setembro.


No Brasil o disco foi lançado no último dia 13 de julho - dia mundial do Rock - em uma grande festa no Espaço Cultural 512 em Porto Alegre/RS. 'Silent Revenge' já vem colhendo altíssimas notas e menções de melhor lançamento do ano, além de disputar o topo das vendas com lendas como Black Sabbath e Megadeth, não só em nosso país, como no Japão.

Um novo videoclipe foi lançado também: A música escolhida foi a faixa-título e conta com a participação do vocalista André Meyer da banda Distraught:


Agora a banda se concentra nos preparativos para cair estrada afora. Além do Rock In Rio, o grupo já tem agendado sua quinta turnê pelo Japão e uma segunda passagem pela China. Em 2011 a banda tocou no Midi Festival em Shaghai para 10 mil pessoas. Desta vez o HIBRIA tocará no Orange Isle Music Festival em Chang Sha no dia 7 de Setembro.

Produtores interessados em levar a banda para seu evento, entrem em contato pelo e-mail: shows@hibria.com

Para quem quiser comprar o disco no Brasil, ele já está disponível diretamente pela Voice Music (www.voicemusic.com.br) e pela Die Hard (http://goo.gl/nr66m). Em breve estará disponível em todas as melhores lojas especializadas e grandes magazines.

Sites relacionados:


====

Krow: Confira como foi a mini turnê ao lado do EXHUMED na Europa


Quando o KROW anunciou que faria sua turnê mais ambiciosa pela Europa não estava de brincadeira.

Não apenas pelo tempo que o grupo passará por lá, mas pelas bandas com quem tocará. Dentro deste cinco meses de excursão uma desta bandas foi o lendário EXHUMED dos EUA.



Foram três shows ao lado dos americanos, dois na Romênia e um na Hungria e segundo o vocalista Guilherme Miranda "uma das bandas mais legais com as quais já fizemos turnê, os caras são mega gente fina e ficamos brothers pra caralho!".

Confira uma galeria de fotos: http://goo.gl/5RIY2

Deixando a mini tour com o EXHUMED o KROW se juntou a ninguém menos que o clássico AGATHOCLES e os romenos do NEGURA BUNGET para serem co-headliners em um festival na Bulgária, Wild Child Festival, neste fim de semana que passou.

O KROW entra em day-off muito em breve e promete mais informações e curiosidades de uma das mais extensas turnês que uma banda brasileira fez pelo Velho Continente.


Contato para shows e merchandise: krow@krowmetalzone.com

Sites Relacionados:


====

Machinage: Gravação nos EUA está finalizada


Mais uma etapa da terceira turnê norte-americana do MACHINAGE foi concluída. A banda terminou suas partes na gravação do vindouro disco.

Conforme noticiado anteriormente, durante a turnê pelos EUA o grupo deu uma pausa em Ohio onde fizeram as gravações no estúdio de Curran Murphy (Nevermore e Annihilator).



O grupo disponibilizou alguns vídeos contando sobre as gravações:










Agora o MACHINAGE deixa nas mãos de Curran a mixagem e masterização e volta para a estrada, onde continua a sequência de apresentações.

Em breve a banda anunciará o título do novo álbum e mais detalhes sobre ele.

Contatos para shows e merchandise: booking@machinage.net

Sites Relacionados:


====

Panzer: Assista entrevista no Rock Bike Tattoo


Após o festival a que deu nome, o PANZER concedeu uma entrevista para o Rock Bike Tattoo, onde falaram sobre o festival, a história da banda, o novo álbum e os planos para 2013. Assista:


Em ritmo acelerado desde o eu retorno, o PANZER conseguiu tempo para gravar o novo álbum, que já se encontra em fase final de produção.

Em um ano desde o retorno às atividades, a banda já lançou um single, um clipe, um EP e um festival, recolocando o nome PANZER como um dos maiores expoentes do metal nacional.

O novo álbum está previsto para ser lançado no segundo semestre de 2013 e em breve mais novidades serão anunciadas.

O single "Rising" e o EP "Brazilian Threat" estão disponíveis para download gratuito. Acesse:


Confira o videoclipe oficial de 'Rising' aqui: 



Contato para shows e merchandise: info@panzermetal.com.br

Sites Relacionados:


====

Lothlöryen: Ouça descontraída entrevista para o Heavy Nation


Em sua mais recente edição, o Heavy Nation contou com a presença de integrantes das bandas LOTHLÖRYEN, recém chegados de uma turnê europeia. Para ouvir o programa, acesse:


Na entrevista a banda fala sobre a recente turnê, a história da banda e os próximos lançamentos.



A Tour de divulgação do álbum "Raving Souls Society"; que durou  mais de 2 meses, 7 países (Brasil, Itália, Grécia, Hungria, Romênia, Bulgária e Macedônia) e cerca de 50 shows, finalmente os bardos encerram o ciclo mais bem sucedido de sua carreira; se iniciou em meados de 2011, ainda com a divulgação do single "When Madness Calls". Mesmo com pausas de alguns meses para a finalização do álbum e a gravação de dois videoclipes, a banda conseguiu emplacar um número altamente satisfatório de shows, aumentando, em muito, o número de seguidores e consolidando a marca LOTHLÖRYEN  no Brasil e posteriormente, na Europa.

Sobre os resultados desses quase dois anos de shows, Daniel Felipe (vocal), comenta: "Foi uma crescente: os shows no Brasil, o calor do público, o lançamento do CD com distribuição mundial, tudo foi nos levando para esse grande passo de encerramento da turnê. Aí, acordar, viajar e tocar todo dia, com refeições nas casas de show (imortais Kebaps), conviver com a galera e com os fãs, dormir na praia ou em hotéis, tudo isso nos fortaleceu muito e, apesar do esgotamento físico, encheu o gás da banda para mais uns três CDs, pelo menos, rs".

É impossível deixar de destacar a fase final da tour. O LOTHLÖRYEN foi altamente bem recebido no velho continente, "tocando em clubes ainda de pequeno e médio porte, porém, sempre com lotação esgotada (Blog do Estadão)". Como testemunho da passagem dos bardos pela Europa, Vlad Suznjevic (tour manager), atesta: "Eu pessoalmente precisava de uma tour como essa. Tive algumas turnês realmente cansativas, pessoas difíceis, etc. Eu precisava não apenas me divertir na tour, mas simplesmente estar perto de caras legais como vocês, claro, as bebedeiras/festas que fizemos só deixou isso melhor".

Porém, apesar da maratona, a banda não para e em julho seguirá em processo intensivo de mixagem e ajustes finais da regravação do segundo álbum, "Some Ways back No More", que deverá ser lançado exclusivamente na Europa e América do Norte, em setembro de 2013.

Paralelo a isso, o LOTHLÖRYEN inicia o agendamento de shows para uma nova e surpreendente turnê que se inicia em setembro deste ano e segue até dezembro, antes das merecidas férias.

"FOLK YOU!!!"

Veja um Lyric Video do EP 'Unfinished Fairytale' lançado recentemente e disponível para download na página da Power Prog:



Contato para shows e merchandise: lothloryen.oficial@gmail.com

Sites Relacionados:


========


Vocalista da Shadowside é atração de show da Sphaera Rock Orchestra



========


Dani Nolden é um dos nomes mais exaltados do Metal nacional – foto: Irisbel Mello



Dani Nolden, vocalista da SHADOWSIDE e umas das principais personalidades no atual cenário do Heavy Metal brasileiro, é uma das atrações especiais da próxima apresentação do renomado projeto Sphaera Rock Orchestra. O show acontece, nesta quinta-feira (25/07), às 20h, no SESC Catanduva. A entrada é gratuita. O espetáculo também contará com a presença do guitarrista Felipe Mavichian.

Criado pelo maestro Alexey Kurkdjian a partir de sua experiência tanto na música erudita quanto no Rock, o Sphaera Rock Orchestra é a junção de uma orquestra de câmara com uma banda de Rock. O objetivo do grupo é extrair o sinfonismo inerente ao Rock e unir à atitude e força existentes na música erudita, dando origem a uma nova estética musical, com ênfase no prazer de tocar o melhor do gênero sem preconceito quanto ao estilo, prezando pela qualidade do repertório.

O variado set do conjunto inclui versões de grandes sucessos de bandas como The Beatles, Ozzy Osbourne, Iron Maiden, Metallica, Queen, Dio, Black Sabbath, Van Halen, Whitesnake, Deep Purple, entre muitos outros, e ainda composições próprias.

Recentemente, Dani Nolden esteve em destaque na primeira página do G1, o maior portal de noticias da América Latina, em reportagem especial sobre o Dia Internacional do Rock. Em entrevista concedida à jornalista Mariane Rossi, a cantora falou sobre o assédio dos fãs, o inicio do grupo, as turnês internacionais, entre outras curiosidades. A matéria está disponível em http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2013/07/santista-e-considerada-diva-do-heavy-metal-e-exporta-rock-para-europa.html.

Neste momento, a SHADOWSIDE está em plena turnê promocional do já aclamado álbum "Inner Monster Out". Os próximos compromissos do grupo acontecem em Limeira (27/07 – I Ruari Festival) e Jundiaí (28/07 – Furia Night). Mais informações em https://www.facebook.com/shadowsideband.

Veja Dani Nolden na home do G1 Nacional em http://bit.ly/144OB6n.
Veja Dani Nolden na home do G1 Santos e Região em http://bit.ly/12s2OF5.

O Sphaera Rock Orchestra é composto por:
Direção Artística, violino e regência: Alexey Kurkdjian
Flauta: Bebel Ribeiro
Clarineta: Will Tomao
Primeiro Violino: Luiz Fernando Cadorin
Segundo Violino: Luiz Gustavo Nascimento
Viola: Renato Rossi
Violoncelo: Wagner Lavos
Contrabaixo: Douglas DeFreitas
Bateria: Rodrigo Luzzi


Serviço:

Sphaera Rock Orchestra e Dani Nolden (Shadowside)

Data: 25 de julho de 2013 (quinta-feira)
Horário: 20h30
Local: SESC Catanduva
Endereço: Praça Felicio Tonello, 228 – Centro - Catanduva
Valor: Entrada franca


========

A/C Costábile Salzano Jr
11 4241.7227
13 9161.6267

Unificando o Mundo por meio do Metal - Entrevista com o Orphaned Land


O nome dispensa maiores explicações, pois o ORPHANED LAND é um nome bem conhecido na cena Metal na atualidade, plea grandiosidade de sua música, cheia de elementos étnicos e orquestrais e corais, e também por sua mensagem de união entre os povos do mundo inteiro.



Após alguns shows no Brasil para o lançamento de “All is One” (que a Shinigami Records colocará em breve no mercado nacional), tivemos a oportunidade de falar com Chen Balbus, guitarrista da banda.


Metal Samsara: Shalom, meu caro, e agradecemos muito pela oportunidade de falar com você, então, comecemos: o ORPHANED LAND começou nos anos 90, lançou o “Sahara” em 1994, e o “El Norra Alila” em 1996, mas tivemos que esperar 8 anos até o lançamento de “Mabool”. O que aconteceu com a banda nessa época?

Chen Balbus: Olá, o prazer é todo meu. :)
No período entre “El Norra Alila” e “Mabool”, os caras não sabiam realmente se o ORPHANED LAND iria continuar, cada um seguiu seu rumo. Kobi abriu uma loja de CDs, Yossi se casou e se tornou especialista em tecnologia, Matti estava viajando... Até que Kobi e Uri sentiram falta de fazer música com o ORPHANED LAND, e todos eles se reuniram e criaram o “Mabool”.


Metal Samsara: Ainda falando sobre o “Mabool”, ele trazia um novo “approach” a seu trabalho: mantendo a personalidade e elementos étnicos mostrados em “Sahara” e “El Norra Alila”, a música se tornou mais complexa e elaborada. Poderia dizer-nos qual o motivo por trás disso?

Chen: O ORPHANED LAND sempre quis ser  mais que uma banda simples, então pegamos todos os instrumentos tradicionais de nossas raízes, e combinamos nossa música com a música tradicional, ou orações, ou o que fosse, e isso se tornou uma mistura perfeita, criando todo um gênero novo, que hoje se chama Oriental Metal. Sempre buscar um som único, e temos nossos próprios sons e elementos.


Metal Samsara: Falando de “All is One”: o álbum Fo lançado, então, o que pode nos contar sobre o processo de composição? Foi um processo mais natural, ou houve alguma pressão durante este período? E me permita dizer: vocês estavam inspirados mais uma vez!

Chen: “All is One” está do jeito que queríamos fazê-lo, nos sentimos bem em fazer este disco após dois álbuns complexos como “ORwarriOR' e 'Mabool' . Este disco é mais natural, e mais focado na mensagem de “todos são um só”.

Acreditamos que é nosso melhor disco já lançado. Eu, Bobi e Uri estávamos compondo as músicas juntos dia e noite, até que ele estava totalmente pronto para ser gravado, e tudo ocorreu de forma fantástica, desde que estávamos todos dedicados e comprometidos com a banda.

Chen no show no RJ (foto: Daniel Croce).

Metal Samsara: As músicas em “All is One” são mais curtas que nos últimos discos, bem como os vocais urrados quase desapareceram, mas a variedade de instrumentos e vocais usados é maior que antes, em um estranho paradigma. Como foi trabalhar com um grande número de músicos desta vez? E você acredita que “All is One” é musicalmente mais acessível a um público maior?

Chen: Foi uma experiência fantástica trabalhar com todos aqueles músicos maravilhosos que acreditaram em nossa música e deram seu melhor para fazer deste um álbum excepcional. E definitivamente, acho que “All is One” é mais acessível que os álbuns anteriores, pois ele é mais cativante, com canções e títulos mais curtos. 

“All is One” foi concebido para se um disco mais acessível e com uma mensagem mais simples.


Metal Samsara: E como tem sido a recepção da imprensa especializada em Metal e do público a “All is One”? Já tem algum retorno por agora?

Chen: Até o momento, os comentários são surpreendentes, este álbum está recebendo ótimos comentários. Existem resenhas de fãs, da imprensa por todo o mundo com muitas dizendo que esse é o álbum da semana, do mês, do ano, uma verdadeira obra-prima. A Metal Hammer inclusive mandou uma equipe especial para cobrir o show de lançamento de “All is One” em Israel.


Metal Samsara: Em todos os seus discos, o centro de sua mensagem é o mesmo: a união das três religiões do mundo em um esforço comum pela paz, usando aspectos culturais das três religiões, e muitas vezes, as pessoas tendem a rotular vocês como uma banda cristã como aquelas da chamada cena “White Metal”. Para este escritor, essa acepção está claramente errada, mas o que pode nos dizer sobre isso?

Chen: Bem, não acho que sejamos uma banda de “White Metal” ou algo relacionado a isso. O ORPHANED LAND é uma banda israelense que tem inspiração de culturas diferentes e combna elementos das três religiões. Não somos uma banda religiosa, só buscamos mostrar ao mundo que todos somos um só, não importado o quê. Somos apenas simples homens.

Yossi e Kobi no show do RJ (foto: Daniel Croce).

Metal Samsara: Ainda falando das letras: Em “Mabool” e “The Never Ending Way of ORWarriOR”, vocês usaram de um “approach” conceitual, mas em “All is One”, vocês preferiram deixar isso de lado. Esse aspecto é temporário, ou o ORPHANED LAND continuará como está agora?

Chen: Já que 'All Is One'  era para ser um álbum mais acessível e cativante, nós não sentimos mais vontade de fazer outro álbum complexo como 'Mabool' ou 'ORwarriOR.

Cada um dos nossos álbuns nunca vai soar igual ao outro – mas todos eles têm o som característico do ORPHANED LAND. Tudo depende do que sentimos, em como queremos fazer. Nunca fazemos a nossa música de acordo com algumas diretrizes, ou qualquer coisa para atingir determinado mercado. Nossa música é sempre pura de coração.


Matan no show do RJ (Foto: Daniel Croce).

Metal Samsara: Por falar nisso, existe uma letra que realmente causou uma forte comoção neste autor: “Brother”, pois ela relembra a história dos dois filhos de Abraão (Isaque e Ismael, em língua latina), e obviamente, lembra-nos da raiz do conflito entre os povos islâmicos e judaicos (e, obviamente, os cristãos), e que por meio dos filhos de Abraão (legítimos e adotados), a paz pode finalmente chegar ao mundo. Esta interpretação está correta, ou vocês possuem outra visão? E como tiveram essa idéia a princípio?

Chen: Kobi é o mentor por trás das letras e idéias para as estórias por trás das canções. “Brother” mostra que os dois lados possuem a mesma estória, mas com versões diferentes. Os Árabes acreditam que Abraão levou Ismael para a montanha, enquanto os Judeus acreditam que Abraão levou Isaque à montanha (Nota do Redator: este evento é narrado no livro do Gênesis. A montanha falada fica na terra de Moriá, próxima a Salém). Nós estamos dizendo que não importa qual versão está certa – o que é certo é que eles são irmãos, que acima de tudo são irmãos, e que não precisam lutar um com o outro.


Metal Samsara: Vocês tocaram no Brasil há alguns meses, tanto no RJ quanto em SP. O que pode dizer do público de Metal brasileiro? E como estávamos em um dos shows, pudemos ver sua simpatia e gentileza com todos nós. Por favor, voltem logo!!!!

Chen: Verdadeiramente nos apaixonamos pelo Brasil e por toda a América do Sul. Recebemos muito amor dos fãs de lá e os shows foram fantásticos, cada momento foi excitante como a primeira vez para nós. E desejamos voltar ao Brasil de novo para um período mais longo e poder aproveitar o amor quente dos fãs brasileiros.

Uri e Chen no show do RJ (foto: Daniel Croce).

Metal Samsara: Basicamente, todos os discos do ORPHANED LAND foram lançados no Brasil, então, o que acha disso? E a Shinigami Records lançou aqui “The Never Ending Way of ORWarriOR” e “The Road to OR-Shalem”, bem como está para lançar “All is One”.

Chen: É ótimo ter nossa música espalhada em novos lugares por todo mundo. Tenho certeza que isso abrirá novas portas para o ORPHANED LAND, e irá ajudar a tornar-nos mais conhecidos, e a tocar com mais freqüência para nossos fãs brasileiros.

ORPHANED LAND no show do RJ (Foto: Daniel Croce).

Metal Samsara: Agradecemos muito por sua gentileza, então, deixe sua mensagem para nossos leitores.

Chen: Esperamos ver vocês todos o mais rápido possível e nos divertimos juntos, compartilhar da melhor religião, que é a música, e mostrar que todos somos um só.

All Is One,
Chen. 

Hymnum: Release de um novo início


Fundado pelo vocalista Marcelo Beckenkamp, o HYMNUM - palavra oriunda do latim - cria raízes na cidade de Itapetininga, interior de São Paulo e, apesar de nova no cenário do Rock/Metal, apresenta pontos bastante interessantes para o caminho a que se propõem.

A influência é bem mista e vai além do gênero lírico e sinfônico, Heavy Metal e guturais. Porém, a perspectiva da banda não é prender-se a um único estilo e sim fazer de suas canções, algo diferente do “arroz e feijão” onde todos estão acostumados a encontrar no mercado musical. Contudo, o objetivo final é criar as mais diversas sensações em seu público, assim como variadas interpretações de suas melodias e mensagens que as composições irão passar.

- “Não estamos preocupados em definir uma rotulação para nós mesmos, quem dirá isso será os fãs a partir do momento que conhecerem o nosso trabalho. A proposta do EP de estreia é soar como algo diferente, novo e atual. Digamos que um metal moderno”, comenta Marcelo.

O trabalho, ainda sem nome, já está em fase avançada de gravação, onde promete ser algo especial. Em breve, estará disponível para audição nos canais de comunicação do grupo e mídia especializada.

Links relacionados:


========