18 de ago de 2012

Gypsy Chief Goliath – It’s a Walk in the Mist (CD)




Black Vultures Records – Importado
Nota 8
Por Marcos Garcia

GYPSY CHIEF GOLIATH é o nome de um grupo nascido das cinzas do GEORGIAN SKULL, THE MIGHTY NIMBUS, MISTER BONES, KEEF, e BLOOD RUNS COLD, que resolveram formar uma banda mais focada no Stoner Rock, só que esses sujeitos pegam pesado demais, em um som forte e vigoroso, sem muita frescura e com alguns elementos de psicodelia e Southern Rock aqui e ali. Nada de inovador, mas extremamente agradável e muito bom.
Vocais vigorosos e fortes, sem perda de melodia, guitarras em riffs bem ganchudos e intensos, baixo gorduroso e bateria bem tocada é o que esta banda nos concede, além de muita energia.
Gravação muito boa, mas com aquela sujeira psicodélica referente ao estilo, produção visual muito boa, o disco tende agradar bastante aqueles que buscam algo encorpado, direto, pesado e mais tradicional.
O disco tem uma personalidade bem forte, que fica evidente em faixas como a ótima e pesadíssima ‘Black Samurai’, com ótimo trabalho das guitarras (talvez o ponto mais forte da banda) e um andamento bem azedo; a variada e um pouco mais psicodélica ‘The Return’, com alternância de momentos interessantes; a gordurosa ‘Cold Hand of Death’, com forte presença do baixo; ‘We Are the Devils Thieves’, uma faixa bem densa e rústica, com belas doses de Southern Rock, sem perder o peso, inclusive com momentos onde um bandolim aparece bastante; as mamutescas ‘Dreaming in Color’ e ‘Chapter Fire’, esta última com uma levada Rock’n’Roll bem interessante e que a torna mais acessível que as anteriores, onde os vocais de urso se sobressaem; e a ótima e bem variada ‘Saint Covens Tavern’, com ótimo trabalho da bateria e das guitarras, estas com algumas doses de Folk e Country interessantes vez por outra devido a presença de uma harmônica. 
Um disco bom demais, que reanima o espírito cansado de qualquer um após o estresse do cotidiano louco em que vivemos.



Tracklist: 

01. Black Samurai
02. The Return
03. Cold Hand of Death
04. We Are the Devils Thieves
05. Dreaming in Color
06. Elephant in the Room
07. Intermission#
08. Chapter Fire
09. Out of Control
10. Course of Time
11. Listen to Static
12. Saint Covens Tavern


Formação:

Al "the Yeti" Petrovich
Sean Hamilton
Dave Ljubanovich
Adam Saitti
Sean De Faria
Brodie Stevenson


Contatos:

http://www.infektion.pt/pr
http://www.facebook.com/pages/Infektion-Records/137317246368220



Undecimber – Seven Deadly Sins (CD)


Downfall Records – Importado 
Nota 9 
Por Marcos Garcia

O chamado Gothic Metal, apesar de estar fora de evidência, ainda nos guarda algumas surpresas interessantes, justamente pelo estilo estar de volta ao underground, longe de olhares de uma mídia que, vez por outra, esquece seu papel e transforma os meios de informação em meios de alienação, distorcendo fatos e criando coisas que não existem.
Um bom exemplo de uma banda boa do estilo é o quarteto UNDECIMBER, que acaba de chegar com seu primeiro CD, ‘Seven Deadly Sins’, que foi lançado pela Downfall Records, após participar com músicas de filmes e documentários.
Fazendo um som denso e climático, bem pesado, mas com nuances de THE MISSION e SISTERS OF MERCY aqui e ali, com bastante elegância e alguns toques eletrônicos aqui e ali (não, nada Industrial. São mais efeitos de teclados mesmo), mas as guitarras são bem pesadas, os vocais são naquela linha entre o sussurrado e o normal, o baixo e a bateria variam de forma mais tranquila, sem exageros, mais o que não diminui sua importância, pois é justamente a base rítmica da banda que lhes dá peso.
A produção sonora ficou em cima bem feita e clara, expondo cada elemento e nuance musical à vivificação completa e sem medo. A arte é belíssima e de bom gosto.
Musicalmente, o disco tem um nível muito bom, mantendo o interesse do fã a cada canção executada, como na ótima e cativante ‘Death by Design’, com guitarras muito boas; na forte ‘The Wicked’, onde o teclado aparece em intervenções muito boas, mas com uma pegada bem pesada na base baixo-bateria; a bela e mais cadenciada ‘Never Broken’, onde o baixo aparece vez por outra bem pesado; a pesada e Goth ‘Aiming Low’; a bela ‘Take this Life’, uma canção mais lenta e focada em uma beleza instrumental enorme, bem como em um andamento calmo; a ótima ‘Darkness’, outra faixa mais pesada e com tempos não muito rápidos, mesmos elementos de ‘Poison Within’.
Um disco bem feito, e digno de uma conferida e o investimento.



Tracklist:

01. Death by Design
02. The Wicked
03. Never Broken
04. Demon My Love
05. Redemption
06. Aiming Low
07. Together in Death 
08. Take this Life
09. Darkness
10. Poison Within



Formação:

Snakes – Guitarras e Vocais
Lash – Guitarras
Mizzy – Baixo
Zkipper – Bateria

Contatos:


Gojira – The Link Alive (2003) (DVD)


Shinigami Records – Nacional
Nota 10

Por Marcos Garcia

Tem bandas que são capazes de surpreender os ouvintes com sua sonoridade em CDs, mas que ao vivo, perdem potência, já que fazer no estúdio, com a assistência de um produtor musical e horas infindáveis de refinamento, chega-se a um produto final que, algumas vezes, soa mecânico. Ao vivo é que as coisas ficam expostas, e os franceses do GOJIRA mostram que tem força em estúdio, mas que ao vivo, o caldo engrossa feio (no ótimo sentido!), pois o DVD ‘The Link Alive (2003)’, lançado no Brasil pela Shinigami Records, é um item obrigatório em qualquer coleção que se preze!
Gravado um show na cidade francesa de Bordeaux, o DVD possui qualidade de vídeo perfeita, com várias câmeras apanhando cada detalhe da banda ao vivo, que se movimenta bastante, agitando a todo o momento, em especial pelo baixista Jean-Michel Labadie. Sonoramente, a qualidade do áudio é fenomenal, permitindo que cada mínimo detalhe sonoro fique bem ‘na cara’ do ouvinte, e esse detalhe deixa a qualidade do grupo bem evidente, e por falar nisso, a banda escolheu um repertório ótimo, centrado nos álbuns ‘Terra Incognita’ e ‘The Link’, discos que a banda tinha na época. E o trabalho musical da banda, um Progressive Death Metal muito bem trabalhado e técnico, com algum groove, mas bem bruto e agressivo, usando riffs cortantes, blast beats muito bem colocados, vocais urrados (com algumas intervenções mais rasgadas), baixo bem presente e pesado. E tudo isso levando a plateia presente ao delírio.
Musicalmente, o GOJIRA ainda estava polindo seu som, mas mostrando que sabia o caminho a seguir, pois a banda mostra qualidade ímpar, sabendo alternar momentos rápidos e velozes com outros mais amenos, e isso com maestria, logo, ouvir e ver a performance da banda em canções como ‘Remembrance’, ‘Embrace the World’, a ótima ‘Indians’, ‘Lizard Skin’, ‘Inward Movement’ e ‘Clone’.
E como se já não fosse muito, ainda temos algumas músicas tocadas ao vivo antes do primeiro disco da banda ser lançado, mais o clip de ‘Love’, galeria de fotos, além de uma surpresinha escondida (nem adianta que não contaremos o que é, hehehehe).
Está esperando mais o que? Levanta e vai atrás do seu!



Tracklist:

01. Connected
02. Remembrance
03. Death of Me
04. Love
05. Embrace the World
06. Space Time
07. Terra Inc.
08. Indians
09. Wisdom Comes
10. Blow Me Away You (Niverse)
11. Lizard Skin
12. Inward Movement
13. The Link
14. Clone
15. In the Forest


Formação:

Joe Duplantier – Vocais, guitarras
Christian Andreu – Guitarras
Jean-Michel Labadie – Baixo
Mario Duplantier – Bateria 


Contatos:

www.shinigamirecords.com.br 
http://www.myspace.com/gojira
http://www.gojira-music.com/
https://www.facebook.com/GojiraMusic
http://twitter.com/#!/GojiraMusic
http://www.youtube.com/TheOfficialGojira

Notícias - Wargods Press (18/08/2012)


ॐ ॐ ॐ


Distraught: Os três “tremores” do Metal gaúcho em noite histórica

Se o mundo não acabar depois de agosto, certamente não acabará em dezembro. Reunindo numa mesma noite KRISIUN, LEVIAETHAN e DISTRAUGHT, o Bar Opinião receberá estes três grandes “tremores” do Metal gaúcho no dia 26/08, um domingo que promete entrar para a história. A Noite Senhor F tem como objetivo a promoção da cena independente local e nacional e a formação de público. O evento é realizado em Porto Alegre desde dezembro de 2010, e em Brasília desde 2001, local em que foi responsável pela integração da cena local com o restante do país.
O DISTRAUGHT tocará músicas do novo disco, “The Human Negligence is Repugnant”, além de outros clássicos de sua carreira, enquanto o KRISIUN apresentará as músicas de seu novo álbum, “The Great Execution” pela primeira vez no RS. Os organizadores da grande festa, LEVIAETHAN, estarão lançando em CD seu clássico debut, “Smile”, antes disponível apenas em LP.
André Meyer, vocalista do DISTRAUGHT, fez o seguinte comentário: “Realmente será uma grande noite. É sempre uma grande satisfação dividir o palco com os amigos do Krisiun e Leviaethan. Foi uma grande ideia nos juntar pra fazer esse show, será um grande presente para o público gaúcho. A Distraught será a primeira a subir no palco, estamos preparando um set recheado de pancadaria e queremos ver a galera fazer um brutal "Wall of Death" na música "Insane Corporation" - VOCÊS ESTÃO PRONTOS?”.
Já o guitarrista Ricardo Silveira fala que  “Reunir os “três tremores” do Metal gaúcho não foi tão fácil, mas, será gratificante para todos! Estamos muito contentes de dividir o palco novamente com os amigos do Krisiun e Leviaethan! Nessa noite vamos tocar alguns sons que não tocamos no show do Beco. O Krisiun já cravou o nome do Rio Grande do Sul no mundo inteiro, e isso é motivo de orgulho para todos. Então, o que esperar desta noite? Total destruição!“, completou Ricardo, empolgado com o show.

Informações:

Noite Senhor F
Data: 26/08/12
Horário: 21h
Bar Opinião (Rua José do Patrocínio, 834 - Porto Alegre)
Ingressos antecipados: R$ 35,00 (ingresso + CD Leviaethan)
Ingressos na hora: R$ 45,00 (ingresso + CD Leviaethan)
Classificação: 16 anos


Pontos de venda:

- Lojas Multisom (Andradas, 1.001, Barra Shopping Sul, Iguatemi e Praia de Belas)
- Aplace (Voluntários da Pátria, 294 – loja 150 – fone: 51 3213.8150)
- Zeppelin (Marechal Floriano, 185 – loja 209 da Galeria Luza – fone: 51 3224.0668)

Informações:  (51) 9246-0676      

Redes sociais Noite Senhor F:


“Raise Your Flags”, música do novo disco, “The Human Negligence is Repugnant”, está presente na sétima edição da coletânea virtual “Upcoming Hell”, disponibilizada bimestralmente pela revista HELL DIVINE. Link para download >> http://bit.ly/NRxryh



Contatos:

Assessoria e Shows: contato@wargodspress.com



ॐ ॐ ॐ

Six Feet Under – Wake the Night (Live in Germany) (DVD)


Shinigami Records - Nacional
Nota 9

Por Marcos Garcia

Em geral, os DVDs ao vivo vieram suprir uma lacuna que, por muitos anos, foi vista como intransponível: a dos fãs poderem apreciar suas bandas ao vivo.
Os discos ao vivo tradicionais faziam bem o papel no tocante ao som, mas aquela coisa de ver o artista ao vivo e poder ter uma intimidade a mais sempre foi dificultada. Agora, isso acabou, embora nada suprima a necessidade de se ver uma banda ao vivo.
A Shinigami Records presta mais uma vez um enorme serviço ao bangers brazucas, lançando a versão nacional de ‘Wake the Night (Live in Germany)’, do quarteto SIX FEET UNDER.
Gravado no Party.San Open Air de 2009, Em matéria de todo aparato, o DVD apresenta uma qualidade visual inegável, com várias câmeras em close-ups bem feitos de cada um dos membros da banda, a imagem está perfeita e límpida para uma apreciação total de um show. No tocante à qualidade, o som está com uma limpeza ímpar, ou seja, não há nada que o fã não possa reclamar. Nem mesmo do repertório, que contem faixas de todos os seus discos, excetuando-se as faixas do mais recente, ‘Undead’, lançado em 2012.
Falar da banda chega a ser repetitivo, já que a despeito de seus detratores, o quarteto desfila seu Death Metal simples e forte, não tão rápido, mas sempre pesado e intenso, aliado a uma presença de palco consistente e voraz, em especial de Chris Barnes, pai do vocal estilo ‘porco-encontrando-Jason-em-Sexta-Feira-13’, porque o homem não fica parado muito tempo, mesmo se movendo não tão rápido, mas tendo a audiência em suas mãos. E percebe-se que seu desempenho ao vivo é digno do que ouvimos nos CD da banda, bem como de todos os músicos. E é bom ver que Terry Butler, Steve Swanson e Greg Gall estão em plena forma ao vivo. Óbvio que falar em canções como ‘Revenge of the Zombie’, ‘The Enemy Inside’, ‘Victim of the Paranoid’ ou ‘Ghosts of the Undead’ chega a ser desnecessário, mas ver a banda tocando-as ao vivo de forma insana é algo que deixa o fã de cabelos em pé.
Um ótimo lançamento, e aplausos à Shinigami Records pelo lançamento.



Tracklist:

01. No Warning Shot
02. Silent Violence
03. Revenge of the Zombie
04. Feasting on the Blood of the Insane
05. The Day the Dead Walked
06. Seed of Filth
07. Shot in the Head
08. Torn to the Bone
09. Suffering in Ecstasy
10. The Enemy Inside
11. The Evil Eye
12. Victim of the Paranoid
13. Human Target
14. Deathklaat
15. Ghosts of the Undead
16. Shadow of the Reaper
17. Beneath a Black Sky

Formação:

Chris Barnes – Vocais 
Greg Gall – Bateria
Terry Butler – Baixo
Steve Swanson – Guitarras 


Contatos: