25 de fev de 2015

Opeth confirma única apresentação no Brasil



Suecos agendaram longa turnê pela América Latina - foto: divulgação

O OPETH, um dos grupos mais exaltados do metal mundial, agendou nova longa série de apresentações pela América Latina e, mais uma vez, o último show da excursão está programado para ocorrer no Brasil.

Mikael Åkerfeldt (Voz/guitarra), Fredrik Åkesson (guitarra), Martin Mendez (baixo), Martin Axenrot (bateria) e Joakim Svalberg (teclado) retornam ao palco do Carioca Club, em São Paulo, no dia 19 de julho, trazendo a turnê que celebra os 25 anos da banda, além de promover o excelente álbum “Pale Communion”.

A Agência Sob Controle aproveita a oportunidade para informar aos fãs que não haverá banda de abertura, pois o repertório será especial.

Os ingressos já estão à venda no site da Ticket Brasil (www.ticketbrasil.com.br) ou Clube do Ingresso (www.clubedoingresso.com) e, a partir do dia 3 de março, na bilheteria do Carioca Club, Hellion (Galeria do Rock), Metal CDs (Santo André). Os ingressos custam de R$ 100,00 à R$ 200,00. Mais informações no serviço abaixo.

A “Pale Communion Latin American tour 2015” é a seguinte:
10/07 – El Escena – Monterrey, México
11/07 – TBA – Cidade do México, México
12/07 – TBA – Cidade do México, México
14/07 – Peppers Club – San José, Costa Rica
17/07 – Teatro Capoulican – Santiago, Chile
18/07 – Teatro Flores – Buenos Aires, Argentina
19/07 – Carioca Club – São Paulo, Brasil

Enquanto “Heritage” foi um orgulhoso disco longe da padronização digitalizada do metal moderno, “Pale Communion” é uma representação completamente mais nítida e clara de desenvolvimento contínuo do OPETH. Esmagadoramente melódico e ainda sem remorsos de sua diversidade e imprevisibilidade musical, as oito canções deste trabalho são tão potentes e hipnotizantes que impressionam até quem não está familiarizado ao som da banda.

A última passagem do OPETH pelo Brasil, aconteceu em 1 de abril de 2012, no mesmo Carioca Club. O show foi considerado um dos melhores daquele ano. A performance dos grupo levou os fãs à loucura ao executarem diversos clássicos da carreira. A estreia do suecos no Brasil aconteceu em 5 de abril de 2009, no Santana Hall, também em São Paulo. 

Links relacionados:


Serviço São Paulo


Agência Sob Controle orgulhosamente reapresenta Opeth no Brasil!
Data: 19 de julho de 2015 – domingo
Horário: 20h
Local: Carioca Club 
End: R. Cardeal Arcoverde, 2899 
Banda de abertura: Sem banda abertura | show especial
Infoline: (11) 3813-8598 | 3813-4524 | 3814-5711

Ingressos:
1º lote: R$100,00 LIMITADOS (estudantes/promocionais)
2º lote: R$130,00 (estudantes/promocionais)

Camarote:
1º lote - R$150,00 LIMITADOS (estudantes/promocionais)
2º lote - R$200,00 (estudantes/promocionais)

Pontos de Venda (ingressos nas lojas disponíveis a partir de 03/03/2015):
Bilheterias do Carioca Club 
Galeria do Rock - Loja Hellion: 1° andar - (11) 32238855
Santo André - Metal CDs: (11) 4994.7565 - R. Dr. Elisa Flaquer , 184 


Próximas divulgações THE ULTIMATE MUSIC – PR:
27/02 – Sonata Arctica – Centro de Eventos Pedro Bortolosso – Osasco/SP
28/02 – Sonata Arctica – Aquarius Rock Bar – SP/SP
08/03 – Epica & Dragonforce – Audio SP – SP/SP
21/03 – NOFX – Via Marquês – SP/SP (SOLD OUT)
28-29/03 – Lollapalooza – Autódromo de Interlagos - SP/SP
12/04 – Paul Di'Anno – Carioca Club – SP/SP
18/04 – Marduk – Clash Club – SP/SP
03/05 – Grave Digger – Carioca Club – SP/SP
30/05 – Vader – Clash Club – SP/SP
19/07 – Opeth – Carioca Club – SP/SP
Mais infos sobre os shows acima, acesse https://www.facebook.com/UltimateMusicPR.



A/C Costábile Salzano Jr
– The Dead Daisies, Krisiun, Korzus, Confronto, Claustrofobia, Alirio Netto (ator/cantor Age of Artemis), Paura, Lacerated And Carbonized e Hugin Munin
– T4F, 8X8 Live, Rádio & TV Corsário, Agência Sob Controle e CP Management.
– Rádio/ Programa Backstage - KISS FM
11 4241.7227 | 11 9 6419.7206

Lothlöryen: primeiro teaser no novo álbum está disponível





Depois de lançar oficialmente sua campanha de financiamento coletivo, o LOTHLÖRYEN apresenta o primeiro teaser do vindouro trabalho.

Por ser o primeiro teaser, a banda resolveu disponibiliza-lopara todos os fãs, enquanto que a versão completa fica disponível apenas para as pessoas que já apoiaram o projeto no Kickante.


A música tem o título de ‘God is Many’ e celebra os 415 anos da morte de Giordano Bruno, personagem principal do novo álbum. Confira:


Iniciado no começo deste mês, a campanha de financiamento disponibiliza diversas formas de pagamento e diversas recompensas, cada uma correspondente ao valor da contribuição. O valor mínimo é de R$10,00, que garante ao doador agradecimento e divulgação de seu nome nos portais do LOTHLÖRYEN, adesivo exclusivo e acesso aos teasers exclusivos do novo álbum, sendo um por semana até o lançamento digital oficial.

Confira todas as opções e AJUDE a banda:


O LOTHLÖRYEN explica um pouco mais a ideia do crowdfunding e o que buscam com isso:

“Embora pareça fácil gravar um álbum com os recursos tecnológicos disponíveis, isto não acontece para nós. À medida que crescemos enquanto banda e nosso trabalho começou a repercutir em mais lugares a cada lançamento, acabamos por elevar o nível de qualidade nas gravações. Afinal, é esperado que o Lothlöryen consiga superar a qualidade oferecida no trabalho anterior, seja em termos de composição ou em termos de produção.

Por isso, é óbvio que nossos gastos com os estúdios têm aumentado a cada ano e o que estamos visando com esse projeto inicialmente não é quitar todos os gastos de estúdio, mas sim, arrecadar o suficiente para que consigamos finalizar a produção e garantir a prensagem mínima de 1000 cópias sem recorrermos à ajuda externa de nenhuma gravadora.”

Lembrando que no final do ano passado o LOTHLÖRYEN disponibilizou um lyric video para o single inédito “Time Will Tell”. Para assistir, basta acessar o link:



Sites Relacionados:



Fonte: Metal Media

25/02/2015: Metal Media Management



Rhestus: show de lançamento do DVD é anunciado



Enfim o lançamento do aguardado DVD ‘Games At War’ da tradicional banda catarinense de Thrash Metal RHESTUS está chegando.

Como não podia ser diferente em um evento tão especial, o show de lançamento será no Taki’o Rock Festival, evento que comemora 19 anos de vida do tradicional festival, que este ano acontece no Clube Hordina, em Timbó/SC.


O evento será realizado no dia 14 de março com início marcado para as 19h, além do RHESTUS, o festival conta com Escória, Exxon, Frade Negro, Rocket Engine Symmetrya e Dyingbreed. Mais informações: http://goo.gl/3DVRUO

Lembrando que o RHESTUS resolveu estender a pré-venda de ‘Games At War’ até o lançamento. Como dito, a pré-venda não apenas ajudará a banda a financiar a fabricação do trabalho como também dará direito ao comprador de receber o DVD com antecedência e por um preço melhor.

Para comprar na pré-venda, envie um e-mail para rhestus@yahoo.com.br e você será guiado por todo o processo de compra.


Um videoclipe acaba de ser retirado do DVD, para música ‘Bullet In Point’, confira e veja que o investimento vale a pena:


Recentemente também foi lançado um documentário sobre os mais de 20 anos de carreira do RHESTUS. O documentário foi dirigido e preparado pelo casal Marcos Valério e Luciana Oliveira, também responsáveis pelo festival Iceberg Rock, um dos principais eventos do calendário brasileiro (www.facebook.com/icebergrock). Assista:



Sites Relacionados:



Devil’s Punch: marcando presença no Festival Metal Stock em Jaú



O DEVIL’S PUNCH será uma das atrações de um evento que conta com o apoio da prefeitura municipal de Jaú, interior de São Paulo.

O Festival MetalStock acontece nos dias 28 de fevereiro e 1º de março na Estação do Som. Além do DEVIL’S PUNCH, bandas como DIE, SIOD, TRATOR BR, entre outras estarão presentes. Mais informações sobre o evento pelo link: http://goo.gl/1KWEc0


A banda segue na promoção do recém-lançado ‘Damn Road’, gravado no Estúdio SIOD com produção de Umberto Buldrini e Fabiano Gill. A arte da capa foi criada pela artista Vivian Mota.


O EP está disponível para download gratuito pelo link: http://bit.ly/1wQKJ1t


Sites Relacionados:



Revolted: em evento beneficente este fim de semana



O REVOLTED estará presente no festival Grito Rock Itumbiara, no estado de Goiás. O evento é beneficente, entrada 1kg de alimento.

Produzido de forma colaborativa, o festival foi criado como uma alternativa ao carnaval tradicional e acontecerá nos dias 27 e 28 de fevereiro, a partir das 19h no Ginásio Arco Íris.

O REVOLTED se apresenta no dia 28, ao lado de bandas como Wolfbreath, Ghon e Boitatá. Confira mais sobre: http://goo.gl/eIigTh


Lembrando que o REVOLTED acaba de disponibilizar seu mais recente álbum, o aclamado ‘Revolutionary Order’, para audição gratuita. Para ouvir o disco completo, visite:

Lançado no ano passado, ‘Revolutionary Order’ foi gravado no estúdio Grafton e produzido por Junior Xavas, Xavier Collard e a própria banda. Para mixagem e masterização, o disco viajou para a França onde Xavier Collard no SteelMind Studios finalizou o trabalho. Já a arte da capa e encarte ficou a cargo do músico e artista Thiago Andrade (ex-Deadly Curse, atual Fanttasma e Abstrakta).


A distribuição do material digital está sendo feita em parceria com Metal Media Digital Music. O álbum pode ser comprado nas principais lojas de venda digital ou diretamente pelo link: http://goo.gl/OUGOET.

Quem preferir comprar o material em formato físico, também pode fazer pelo Facebook e e-mail da banda.


Sites relacionados:



Machinage: grupo fecha acordo com empresa norte-americana


O MACHINAGE acaba de fechar uma parceria com a empresa Rock-n-Roll GangStar Apparel, para a fabricação de seu novo merchandise.

A empresa tem sede em Redondo Beach/Los Angeles, na California, e trabalha com alguns dos maiores nomes do Rock/Metal do mundo, entre eles: Black Sabbath, Slipknot, Anthrax, Motorhead, entre outros. Conheça mais aqui: www.rocknrollgangstar.com

O MACHINAGE segue sua extensa agenda de shows pelo Brasil e América do Sul para divulgar o vindouro álbum ‘Slave Nation’.

Vale lembrar que desde o começo da produção de ‘Slave Nation’, o MACHINAGE tem investido pesado não só na composição das músicas, mas também nos profissionais que trabalham no disco.



Aproveitando a sua terceira turnê pelos Estados Unidos, a banda se trancou no estúdio Smile em Ohio com o produtor Curran Murphy (Annihilator e Nevermore) para gravar o disco.

Para mixar o disco, um dos maiores nomes da história da música pesada: o inglês Max Norman que tem em seu currículo nomes como Ozzy Osbourne, Megadeth, Bad Company e Fates Warning, como exemplo.

Para masterização, Maor Appelbaum, israelense radicado nos Estados Unidos, que através de seu estúdio em Los Angeles já masterizou gigantes do mundo da música como Halford, Yes, Lita Ford, Adrenaline Mob, Therion e muitos outros.

A banda tem datas disponíveis para negociação. Produtores podem entrar em contato por e-mail ou Facebook.


Sites Relacionados:



Fonte: Metal Media

Addicted To Pain: baterista Marcus Dotta no cast da Odery Drums




O baterista da banda ADDICTED TO PAIN é o mais novo integrante do cast da famosa marca Odery, que atua no mercado nacional há muitos anos.

Marcus Dotta já era um fã da marca e ficou feliz quando recebeu o convite para fazer parte do cast da Odery. “Eu sempre fui fã da marca, usando-a há 13 anos, por isso me senti muito feliz com essa conquista”, disse o baterista.

Veja o Setup de Marcus Dotta:

Odery Studio Master, Aros Powerhoop 2.3 mm, Odery HT Suspension System.

1 – Gong Bass 18 x 16
2- Floor Tom 14 x 14
3 – Snare 12 x 6,5
4 – Tom 6 x 8
5 – Tom 8 x 9
6 – Tom 10 x 10
7 – Tom 12 x 12
8 – Snare 14 x 10
9 – Tom 13 x 13
10 – Timbale 6
11 – Tom 14 x 14
12 – Floor Tom 16 x 16
13 – Floor Tom 18 x 18
14 – Gong Bass 20 x 16
15 – Bass Drum 24 x 18
16 – Bass Drum 24 x 18


O baterista Marcus Dotta usa oficialmente as marcas Odery Drums, Aquarian Drumheads, Gibraltar Hardware e Drummer's Capas Para Pratos.

Informações:



Fonte: TRM Press

25/02/2015: Heavy & Hell Press



Sinnerator: Tocando neste domingo no “9º Otacílio Rock Festival”



E o SINNERATOR se prepara para mais um grande evento em sua carreira, desta vez tocando no “9º Otacílio Rock Festival”, festival que vai do dia 28/02 à 01/03.

Sendo assim os “filhos de Lemmy” se apresentarão no dia 01/03 (domingo) às 12h, onde estarão apresentando algumas faixas de seu vindouro Debut “The Sin Machine”, que será lançado em breve.

Mas além da ansiedade de mostrar o material novo em um dos maiores festivais do Sul do país, o SINNERATOR está extremamente empolgado em dividir o palco com nomes de peso como: Hicsos, Nervosa, Torture Squad e Ratos De Porão.

Então já sabe, se você tiver a oportunidade de comparecer neste grande festival não perca, pois mais uma edição histórica se aproxima!

Saiba todas as informações do “9º Otacílio Rock Festival” no evento:


Links Relacionados:




Revogar: Primeiro show de 2015 no “União Extrema Fest”



Com trabalhos a flor da pele o REVOGAR da uma pausa no mês de março para fazer seu primeiro show do ano, que será no “União Extrema Fest” em São Leopoldo/RS.

O evento acontece no dia 28/03 (sábado), onde reuni diversas bandas do underground com o propósito de fortalecer ainda mais a cena. E com esse engajamento oREVOGAR vem para mostrar todo seu artefato extremo, assim como algumas músicas novas que estarão presentes no seu novo lançamento.

Lembrando que o “União Extrema Fest” será em um horário alternativo, com intuito de facilitar a locomoção dos bangers, e também trazer a nova geração para o mundo underground, sendo assim o evento começa as 18h (EM PONTO) e termina as 22h30min (EM PONTO).

Além de vários sorteios de brindes durante o festival.

Saiba mais informações no evento:



Links Relacionados:




Chaotic System: Entrevista para o programa Ruído Metal Punk + cover de Nailbomb e RDP



E no dia 22/02 (domingo) o CHAOTIC SYSTEM concedeu uma entrevista ao programa Ruído Metal Punk, onde Magno (guitarrista/vocal) falou do começo de carreira, influencias, dificuldades e planos futuros.


Entre um ensaio e outro o CHAOTIC SYSTEM também acrescenta alguns covers em seu setlist, e nada melhor que tocar alguns sons de suas influencias, então oCHAOTIC registrou dois covers de duas grandes bandas, Nailbomb “Wasting Away” e Ratos De Porão “Crucificados Pelo Sistema”, assista agora mesmo nos links a seguir:

Nailbomb “Wasting Away”: https://www.youtube.com/watch?v=Ot16K5f681w

Ratos De Porão “Crucificados Pelo Sistema”: https://www.youtube.com/watch?v=_UiVpybb1_g&feature=youtu.be


Links Relacionados:




DragonForce: shows sold out na Indonésia e apresentações com Judas Priest na Austrália



Banda tem quatro apresentações confirmadas no Brasil em março – foto: divulgação

A banda inglesa DRAGONFORCE, que ficou famosa principalmente por suas complicadas composições no game Guitar Hero e a indicação ao Grammy de “Best Metal Performance” (2009), está na estrada divulgando o elogiado 6º álbum “Maximum Overload”.

Após duas longas turnês pela Europa, Herman Li (guitarra), Sam Totman (guitarra), Frédéric Leclercq (baixo), Vadim Pruzhanov (teclado), Marc Hudson (vocal) e Gee Anzalone (bateria) desembarcaram recentemente na Indonésia para impressionantes shows sold out em Jakarta e Surabaya.

A “Maximum Overload World tour” agora segue para quatro exibições na Austrália, sendo duas ao lado do lendário Judas Priest. Depois de estremecer a Oceania, o grupo atravessa o Oceano Pacífico para retornar a América do Sul. O sexteto tem quatro apresentações acompanhando a banda holandesa Epica pelo Brasil.

Confira a agenda do DRAGONFORCE abaixo:

24/02 – The Enmore – Sydney, Austrália (com Judas Priest)
26/02 – Eatons Hill Hotel – Brendale, Austrália (com Judas Priest)
28/02 – Soundwave Festival – Sydney, Austrália
01/03 – Soundwave Festival – Brisbane, Austrália
04/03 – Master Hall – Curitiba, Brasil (com Epica)
06/03 – Fundição Progresso – Rio De Janeiro, Brasil (com Epica)
07/03 – Music Hall – Belo Horizonte, Brazil (com Epica)
08/03 – Audio SP – São Paulo, Brasil (com Epica)
12/03 – Teatro Caupolican – Santiago, Chile (com Epica)
14/03 – Shannan’s – San Juan, Porto Rico

Os ingressos para todas as exibições continuam à venda. Mais informações podem ser obtidas em https://www.facebook.com/overloadbrasil.

Visivelmente ansioso para reencontrar os fãs brasileiros, o virtuoso guitarrista Herman Li fez questão de enviar recado especial. Confira em https://www.youtube.com/watch?v=F34nPZByk_g.

Links relacionados:



Próximas divulgações THE ULTIMATE MUSIC – PR:
27/02 – Sonata Arctica – Centro de Eventos Pedro Bortolosso – Osasco/SP
28/02 – Sonata Arctica – Aquarius Rock Bar – SP/SP
08/03 – Epica & Dragonforce – Audio SP – SP/SP
21/03 – NOFX – Via Marquês – SP/SP (SOLD OUT)
28-29/03 – Lollapalooza – Autódromo de Interlagos - SP/SP
12/04 – Paul Di'Anno – Carioca Club – SP/SP
18/04 – Marduk – Clash Club – SP/SP
03/05 – Grave Digger – Carioca Club – SP/SP
30/05 – Vader – Clash Club – SP/SP
Mais infos sobre os shows acima, acesse https://www.facebook.com/UltimateMusicPR.



A/C Costábile Salzano Jr

Manifesto Bar e Monsters of Rock em ação conjunta nesta Sexta-feira




O Kiss Party especial Monsters of Rock acontece nesta sexta feira no Manifesto Rock Bar e promete agitar a noite paulistana.

A festa terá uma apresentação exclusiva da banda Killers fazendo uma espécie de esquenta para o festival além do sorteio de Kits e Ingressos para o Monsters que invade a capital paulista nos dias 25 e 26 de Abril na arena Anhembi.

Confira o teaser de divulgação da festa:



Serviço completo do evento:

Kiss Party especial Monsters Of Rock
Data: Sexta 27 de fevereiro
Local: Manifesto Bar
Endereço: Rua Iguatemi, 36, Itaim Bibi – São Paulo/SP
Fone: (11) 3168-9595
Abertura da casa: 22h
Entrada Homem: R$ 25 (após 23h)
Entrada Mulher: R$ 20 (após 23h)
Entrada (camarote privativo): R$ 40
Promoção: Mulher free até 23h | Homem: R$15 até às 23h
Cartões: Visa, Mastercard e Dinners...
Débito: Visa Electron, Maestro, Rede Shop
Censura: 16 anos
Acesso a deficientes / ar condicionado
Wi-fi: a casa possui acesso a internet sem fio
Manifesto Bar – www.manifestobar.com.br



Marketing artístico/entretenimento
A/C Damaris Hoffman
Cel: +5511-987916446
Cel: +5511-77912363
Nextel ID: 55*966*13116

Cadaverizer: sorteando camisetas e vale CD no VI Nightfall Fest em Passos



Qual tal concorrer a duas lindas camisetas da banda CADAVERIZER e mais um vale CD de R$ 50,00?

A banda mineira de death metal CADAVERIZER estará sorteando duas camisetas e mais um vale CD no valor de R$ 50,00 da loja Noise Pub que terá um stand oficial na VI Nightfall Fest que acontecerá no dia 07 de março no Le Musique em Passos, Minas Gerais.

Os presentes na apresentação da banda CADAVERIZER irão concorrer aos prêmios, o show dos mineiros terá início as 18:59 e cada headbanger presente no show receberá um cupom numerado para concorrer as camisetas e ao vale CD.

Acesse o press kit virtual e conheça a banda CADAVERIZER:


Ouça a música "Necroforia" através do link:



Contato para shows, entrevistas, merchandise: pressrtv1@gmail.com


Links relacionados:



Fonte: Press RTV

Mortifera – Bleüu de Morte (CD)

Nota 9,0/10

Por Marcos "Big Daddy" Garcia




Voltando aos anos 90, podemos dizer que foi a LLN (Les Légions Noires) que reacendeu o interesse dos fãs na França. Mesmo nos anos 80, a cena francesa raramente era mencionada em revistas importantes por todo mundo (uma exceção que pode ser citada é o TRUST, especialmente Nicko McBrain ter ido para o IRON MAIDEN, Clive Burr ter tocado na banda e o ANTHRAX ter feito uma versão para “Antisocial”). Mas o jogo mudou, e após a década de 90, vemos uma autêntica invasão de bandas vindas da França, e na maioria dos casos, temos trabalhos ótimos e muito relevantes. E um dos nomes mais interessante da cena underground do país é o lendário MORTIFERA, que está na ativa desde 2001. E graças ao esforço da Drakkar Brasil Productions, temos o acesso a “Bleüu de Morte”, álbum de 2013 do grupo e que ganhou versão brasileira.

Antes de tudo, que fique claro uma coisa: o trabalho do MORTIFERA remete sim ao Black Metal soturno e mórbido dos anos 90, mas lembre-se que o país tem sua própria veia no gênero. Ou seja, é aquele Black Metal intenso e sujo dos anos 90, com trabalho instrumental mais simples, mas com muita influência do Dark Ambient/Atmospheric Black Metal, logo, difere bastante da vertente norueguesa, mas mesmo assim, os fãs mais ortodoxos irão adorar esse trabalho que prima justamente por fazer algo mais próximo das raízes do gênero, mas que consegue ter uma personalidade bem própria. É cru, pesado, azedo e mórbido, mas bem feito. Reparem como a dinâmica entre vocais, guitarras, baixo e bateria é bem diferente do usual.

Mortifera
A produção é bem crua, nos melhores moldes da Second Wave of Black Metal (SWOBM), mas é preciso que o caro leitor se lembre: a qualidade de gravação deve sempre estar emparelhada com o que a banda faz. E aqui, ela soa perfeita, com o toque de sujeira e crueza que o estilo exige, mas sem tornar o trabalho do grupo incompreensível. A arte, simples e toda em preto e branco, é um atrativo a mais aos fãs do gênero.

Qualidade, bons arranjos, boa dinâmica entre os aspectos soturnos e os mais agressivos de sua música, é impossível não se render ao trabalho como um todo. É ótimo, e aos mais saudosistas dos anos 90, vai falar diretamente ao coração.

O CD como um todo é muito bom. E já começa bem com “Asphyxii de Couleur Bleüu” que tem boas variações e um clima opressivo forte, graças às guitarras, seguida das sinistras “Scintille Momme le Froid” (ótimos vocais e mais uma vez riffs bem mórbidos) e “Prison de Marbre” (bom trabalho da base baixo/bateria, mas buscando algo mais melancólico). Em “Night Eternal”, já temos uma faixa com um andamento mais variado, oscilando entre momentos mais velozes e outros mais cadenciados, enquanto “Les Vents de la Mélancolie”, com andamento em meio tempo, mórbida e climática, se destacando bastante mais uma vez os riffs. A curta e intimista “Triste Spectre” se segue, uma instrumental de violão e baixo, mais alguns efeitos, e depois, “Chute Invisible”, que começa com arranjos simples e opressiva, depois ganhando velocidade e peso, onde os vocais ríspidos dão a tônica da canção. Mais focada no peso, temos “Désespoir”, outra não tão veloz, com a bateria se arriscando um pouco mais nos dois bumbos e o baixo dando peso, mas com um toque de requinte nos riffs. “La Forêt de Ronces” segue a mesma linha, só sendo mais seca que a anterior, e o fechamento com chave de ferro é dado na opressiva “Souvenirs Macabres”, onde mais uma vez a base rítmica mostra boa técnica no meio da atmosfera mais azeda e densa da música.

O MORTIFERA tem muito a oferecer aos fãs do gênero, e mesmo aos não tão iniciados assim, bastando lhes dar uma oportunidade. Abra bem os ouvidos e o coração, que a viagem e satisfação serão certas.




Músicas:

01. Asphyxii de Couleur Bleüu 
02. Scintille Momme le Froid 
03. Prison de Marbre 
04. Night Eternal 
05. Les Vents de la Mélancolie
06. Triste Spectre 
07. Chute Invisible 
08. Désespoir 
09. La Forêt de Ronces 
10. Souvenirs Macabres 


Banda:

Noktu – Vocais, guitarras
Nigl – Guitarras
Spektir Beadg – Baixo
JFW – Bateria (músico contatado)


Contatos:

Symphony Draconis: início de ano produtivo e com boas perspectivas





No próximo sábado, 28/02, a cidade de Lajeado/RS receberá o show da banda SYMPHONY DRACONIS, na segunda edição do festival “Xtreme Invasion”,juntamente com as bandas Atropina e Apophizys. O evento, que será realizado no Galera’s Rock Bar, faz parte da turnê de divulgação do aclamado“Supreme Art of Renunciation”, debut que consagra a banda como uma das mais prósperas do Metal nacional. Confirme aqui sua presença e saiba todos os detalhes:



Em recente resenha do álbum no site Full Rock, destacam-se os elogios às linhas de guitarra, em especial os violões em “Eris Aeon”: “quando você menos espera já se inicia uma parte com um violão bem organizado e bem afinado…”. A parte lírica também foi muito bem analisada, segundo o redator: “As letras tratam de ofender os paradigmas do mundo cristão, oferecendo uma perspectiva da obscuridade e o caos, como de costume. O mais impressionante em cada detalhe do álbum é como eles conseguem fazer com que cada letra seja única e especial…”. Leia a resenha completa em: http://www.migre.me/oLbMl

Embora o ano mal tenha começado, a SYMPHONY DRACONIS iniciou suas atividades em grande estilo no 2º "EN" Carna Rock Metal Fest, realizado no último final de semana na cidade de Erechim. Segundo o vocalista Nechard, “o evento foi de excelente nível, o lugar é perfeito para o que a produção se propôs a fazer, com ótimas bandas e qualidade técnica acima da média. Além disso, há o fator presencial, de estar em contato com os apreciadores e amigos da banda, o que torna tudo ainda mais especial.” Questionado sobre este tipo de formato, com três dias de duração e dezenas de bandas, Nechard foi enfático em afirmar que se trata de algo imprescindível para o crescimento e fortalecimento da cena: “É até redundante comentar sobre isso, mas creio que quando o foco é a diversidade, não só musical, mas de público, a tendência é com que mais contatos sejam feitos, e muito mais seja realizado a partir disso, afinal, é o local onde você encontrará pessoalmente donos de selos, sites, lojistas, etc. Nosso muito obrigado à organização e aos bangers que compareceram! As perspectivas para este ano são muito boas, aguardem mais novidades!”.

Além disso, já está confirmada a participação da banda na primeira edição do festival “União Metal”, na cidade de Teresina, Piauí, ao lado das bandas Fist Banger, Selvageria e War Torment. Esta será a primeira vez que uma banda gaúcha de Black Metal gaúcha toca na cidade. O festival será realizado no dia 14/03, e mais informações serão divulgadas em breve. Para quem ainda não está familiarizado com a sonoridade da banda, assista o clipe para a música“Transcending the Ways of Slavery” em http://www.migre.me/oLcp7


Contatos:


Assessoria e Shows:



Warshipper – Worshippers of Doom (EP)

Nota 10,0/10,0

Por Marcos "Big Daddy" Garcia




Quando se fala em Death Metal no Brasil, podemos ter certeza: é um estilo que, nessas terras, tem um forte apelo.

Mais e mais bandas surgem todos os dias, algumas com um trabalho mais focado em sonoridades antigas, outras mais brutais, e algumas com influências mais novas, e outras ainda ousam fazer uma alquimia sonora insana, que torna um trabalho bem difícil em dizer. E um nome muito forte e que começa a mostrar as garras é do quarteto de Sorocaba (SP) WARSHIPPER, que chega com “Worshipper of Doom”, um autêntico coice no meio dos peitos!

O quarteto foca suas energias em um híbrido entre Death e Thrash Metal, só que no meio da selvageria musical que eles desencadeiam, são evidentes a força de melodias à lá NWOBHM e certo requinte musical que não é comum ao gênero. Assim, a banda conseguiu criar um nicho musical bem pessoal deles, sabendo explorar o que de melhor o Metal oferece para criar sua música. Vocais esganiçados a extremo, uma dupla de guitarra com riffs criativos e brutos (mas sabendo explorar muito bem melodias), baixo e bateria firmes na base rítmica, mas apresentando boa técnica. E tudo isso funcionando em uma máquina bem azeitada de fazer música brutal, opressiva, ora mais veloz e brutal, ora mais cadenciada e opressiva. Um deleite para nossos ouvidos!

Warshipper
A sonoridade tem uma vibração muito boa, com qualidade e peso nas medidas certas. Um belo trabalho de Jr. Jacques na gravação e mixagem (e ainda deu uma canja nos teclados). A masterização é de Brendan Duffey, então, nada mais precisa ser dito. Óbvio que a qualidade poderia ser um pouco melhor, mas já está em um nível muito bom. A arte de capa é de Marcelo Vasco (precisa-se dizer algo de quem já fez capas para BORKNAGAR e OBITUARY?), o encarte de Marcos Cerutti, e podemos dizer que o trabalho gráfico como um todo ficou muito bem antenado com o trabalho musical/lírico do grupo.

A banda mostra que compor músicas diferenciadas no mar de marasmo e clonagens que vemos na cena mundial é seu ponto forte, junto com a capacidade de soar como um grupo, sem exibicionismos técnicos soporíferos. Arranjos bem feitos, músicas com dinamismo, tudo no ponto exato. E ainda temos a participação especial de André Evaristo (do TORTURE SQUAD) nos vocais em “Absence of Colors – Blackened”, dando um toque a mais de brilho a um trabalho ótimo, fora Manoel Hellsen, Adalto M. Xavier do VULTURE e Adriano Perfetto nos backing vocals.

A introdução caótica “Into the Dystopia” vai preparando o fã para o caos absurdo de “Warshipper”, uma faixa veloz e opressiva, com uma pegada Death/Thrash insana, ótimos riffs, excelentes variações de andamentos e melodias bem colocadas. Começando com guitarras mais melodiosas antes de virar um ataque de brutalidade insana com andamento em meio tempo, temos “...and the Darkness Calls”, com vocais abusivamente esganiçados, quase uma mistura personalizada de Shagrath com Mille Petrozza. Após uma pequenina introdução com ruídos, baixo e guitarras dão início à empolgante e brutal “The Theatrical Dissection”, com riffs fantásticos, explorando bem o aspecto mais brutal de sua música, sem deixar algumas melodias de fundo dando aquele toque de refinamento ao trabalho do grupo, isso sem mencionar alguns tempos quebrados muito bons que aparecem em alguns momentos, mostrando a força e técnica de baixo e bateria. “Autumn Mist” é outra introdução, mais climática e opressiva, com arranjos instrumentais e efeitos sonoros, precedendo a animalesca “Paranormal Connection”, cadenciada, um poço de azedume e algumas melodias mais soturnas, mas muito bem trabalhada, com guitarras perfeitas. Mas “Absence of Colors – The Obsolete” é uma faixa perfeita, também focada em algo mais climático, um Death/Thrash com inserts de Black Metal, insana, melodiosa, soturna, que oscila entre momentos mais velozes e outros mais intensos, com vocais fantásticos, e a dinâmica entre guitarras e base rítmica é algo fenomenal. E temos como bônus uma versão mais explosiva e ríspida de “Absence of Colors”, rebatizada como “Absence of Colors – Blackened”, brilhante e tão boa como a anterior.

O WARSHIPPER já chegou em grande estilo, mostrando que tem força, disposição e vontade de ferro para alcançar maior destaque dentro da cena nacional do Metal extremo.

Comprem sem medo e ouçam até os ouvidos sangrarem ou o torcicolo atacar, pois não dá para enjoar desse disco de forma alguma.

Uma revelação surge aqui! Ponto final!





Músicas:

01. Into the Dystopia
02. Warshipper 
03. ...and the Darkness Calls 
04. The Theatrical Dissection 
05. Autumn Mist 
06. Paranormal Connection 
07. Absence of Colors – The Obsolete 
08. Absence of Colors – Blackened 


Banda:

Renan Roveran – Guitarras, vocais
Rafael Oliveira – Guitarras 
Rodolfo Nekathor – Baixo, backing vocals
Roger Costa – Bateria 


Contatos:

Facebook (página)
Facebook (perfil)
Youtube
luxpress1@gmail.com (Lux Press - Assessoria de Imprensa)

HeavyPop: superprojeto reúne integrantes do Angra, Almah e Age of Artemis




O que esperar de um projeto que reúne grandes nomes do metal nacional? Uma banda de metal, obviamente. Mas, não nesse caso. O projeto HEAVYPOP, formado por Alirio Netto (Age of Artemis e Khallice) no vocal, Marcelo Barbosa (Almah e Khallice) na guitarra, Felipe Andreoli (Angra/4Action/Kiko Loureiro) no baixo e Bruno Valverde (Angra/Kiko Loureiro) na bateria, passa longe do som pesado de suas bandas de origem.

Trata-se de uma banda que faz covers de grandes hinos pop dos anos 70, 80 e 90, com uma roupagem mais pesada. Artistas como Phil Collins, Seal, Tears for Fears, Sting e muitos outros têm suas obras interpretadas com a pegada do rock, sem sacrificar a melodia e encanto dos grandes clássicos que compuseram.

A ideia se originou de um amor comum dos músicos por essas músicas, que são a trilha sonora da vida de milhões de pessoas, e da vontade de interpretá-las à sua maneira. O resultado poderá ser conferido nas primeiras datas que o HeavyPop já tem agendadas em São Paulo e Jundiaí.

HeavyPop em Jundiaí:
Quando: 19 de março (quinta-feira)
Local: Yellow Pubmarine
Endereço: Rua Prof. João Batista Curado, 80
Cidade: Jundiaí

HeavyPop em São Paulo:
Quando: 21 de março (sábado)
Local: Little Boys Bar
Endereço: Rua Guaipá, 328, Vila Leopoldina
Cidade: São Paulo


Alirio Netto é cantor e ator, interpretou o papel de Jesus na versão oficial mexicana do musical Jesus Cristo Superstar e de Judas Iscariotes na versão brasileira do musical, obtendo grande sucesso de crítica e público. Participou dos principais programas televisivos do país como: “DE FRENTE COM GABI”, “JÔ SOARES”, “ALTAS HORAS”, entre outros. Alirio ainda é vocal coaching e vocalista das bandas Age of Artemis e Khallice.



Felipe Andreoli é baixista das bandas Angra, 4Action e Kiko Loureiro Trio. Com uma extensa bagagem musical e grande versatilidade, tem gravado inúmeros discos e feito diversas turnês mundiais, que passaram por mais de 30 países. Músico de destaque no cenário nacional e internacional, Felipe tem sido premiado há pelo menos 12 anos como melhor baixista do Brasil em praticamente todas as publicações e web sites especializados. Também figura entre os melhores baixistas do mundo de acordo com os leitores da revista japonesa Burrn!, onde ficou em sétimo lugar em 2007, deixando para trás ícones como Billy Sheehan, John Myung e Geddy Lee.



Bruno Valverde, o novo baterista da banda Angra e também baterista do Kiko Loureiro Trio, já é uma das maiores revelações da bateria mundial dos últimos tempos. O músico prodígio transita com maestria entre vários estilos musicais sempre com uma precisão cirúrgica sem esquecer do feeling, é claro. Bruno acaba de lançar o mais novo CD do Angra: Secret Garden, e com apenas 21 anos, já possui uma vasta carreira nacional e internacional incluindo tours em pelo menos 3 continentes.



Marcelo Barbosa é considerado um dos maiores nomes da guitarra brasileira dos últimos anos. O guitarrista, professor de música, empresário, e fundador do Instituto GTR referência no ensino musical no país, ainda encontra tempo para participar de algumas das mais importantes bandas brasileiras da música pesada como Almah e Khallice. Ele também é colunista do Guitar Class e da revista Guitar Player.



Informações:




Fonte: TRM Press

Addicted to Pain – Queen of All Lies (EP)

Independente
Nota 9,0/10,0

Por Marcos "Big Daddy" Garcia



O Metal brasileiro anda em um momento histórico muito interessante: ao mesmo tempo em que uma enormidade de bandas busca fazer algo com fortes referências no passado, nomes fortes andam surgindo e criando um Metal mais moderno, preparados para encarar o futuro que chega com passos fortes, rejeitando qualquer denominação que seja. Bandas como SHADOWSIDE e ZALTANA são bandas com um som forte e moderno. Elas cria e estão se preparando para vôos altos, mas mais um nome forte se junta a essa turma: o do quarteto ADDICTED TO PAIN, de São Paulo, que nos brinda com seu primeiro e ótimo trabalho, o EP “Queen of All Lies”.

É fato que o grupo mostra um trabalho com peso e agressividade vindos do Metal tradicional mais moderno bem claros, mas com melodias evidentes e refrões muito empolgantes, elementos esses advindos do Hard Rock clássico. Temos um trabalho vocal muito bom o tempo todo, muito bem encaixado na base instrumental, com João Paulo sabendo postar sua voz melodiosa e macia muito bem. Thiago nas guitarras mostra riffs dinâmicos e solos inspirados, mas sem exagerar na técnica (talvez sua maior virtude em todo o EP). O baixo de Fábio é bem evidente, mostrando-se firme na base, mas sabendo criar momentos em que sua técnica sobressai (mas sem destoar ou deixar buracos), e Marcus na bateria não só conduz bem os andamentos, mas tem uma pegada bem pesada e com bom nível técnico. E fundindo tudo isso, é uma música agradável, pesada e bem diferenciada.

Com produção de Brendan Duffay e Adriano Daga na produção, mixagem e masterização, não é de se estranhar a sonoridade perfeita, mantendo peso e clareza durante todo o tempo. Cada instrumento e arranjo estão bem claros aos ouvidos. E a arte é de Gustavo Sazes, mais um belo trabalho visual, embora não seja extremamente complexo.

Addicted to Pain
O grande diferencial no quarteto vem da experiência de músicos (Thiago é do SEVENTH SEAL e ainda toca nas tours de Warrel Dane, assim como Fábio e Marcus. Fábio toca no SHADOWSIDE, no SUPREMA e no INSTINCTED. E Marcus já passou pelo THRAM e SKIN CULTURE. João Paulo já passou pelo mato-grossense MANTRIS como tecladista), logo, não é de se espantar que sua música soe tão madura, bem arranjada e bem feita em seu primeiro trabalho. E não falamos na participação de Júnior Carelli nos teclados em “The Kings Never Die”.

O EP já abre com a azeda e ganchuda “The Kings Never Dies”, com belos arranjos de guitarra, vocais melodiosos excelentes e um refrão que gruda nos ouvidos e não sai mais. Já na intimista “Streets of Forgotten Dreams” temos uma canção mais melodiosa, ótimos solos de guitarra e com um trabalho ótimo na bateria. Mais pesada e com pegada de Metal tradicional é “Queen of All Lies”, outra com um refrão pegajoso ótimo e o baixo bem evidente, com peso e guiando bem a música. Fechando, outro peso-pesado em “Angel in My Mind”, com toques de alguns efeitos eletrônicos bem discretos que não chegam a obliterar o peso e melodia, onde mais uma vez os vocais se destacam bastante, seja nos momentos solo ou nos corais, fora baixo e bateria estarem dando um show na base rítmica, e mais uma vez, solos e riffs excelentes.

Esse EP mostra uma banda que já nasceu grande, com um trabalho relevante, e que tem um ponto fraco: ser curto.

Sim, já que quanto mais se ouve o ADDICTED TO PAIN, mas se quer ouvir, e é um vício ótimo!



Músicas:

01. The Kings Never Die 
02. Street of Forgotten Dreams 
03. Queen of All Lies 
04. Angel in My Mind


Banda:

João Paulo Pretti – Vocais 
Thiago Oliveira – Guitarras 
Fábio Carito – Baixo 
Marcus Dotta – Bateria 


Contatos: