28 de jan de 2015

Feartone: novo EP é lançado; confira lyric video




Uma das grandes promessas para este ano, o jovem FEARTONE, acaba de disponibilizar seu novo trabalho, o EP ‘Vícios’.

O trabalho, disponível para download gratuito, conta com duas faixas: ‘Anônimo’ e ‘Sermão’, inclusive a segunda música ganhou um lyric video feito por Tiago Kuurtz da Sunrise Music (tiagokuurtz@gmail.com). Para assistir o vídeo e baixar o EP, visite:


‘Vícios’ foi produzido por Adair Daufembach, que já gravou bandas como Project46, John Wayne, Aquiles Priester, Tony MacAlpine, Hangar, Pray for Mercy, entre outras. Já a capa ficou por conta do artista Hugo Silva (Abacrombie Ink).

A banda já está disponível para shows em todo o território brasileiro. Produtores interessados podem entrar em contato pelo e-mail: contato.feartone@gmail.com

Sites relacionados:


Fonte: Metal Media

28/01/2015: Metal Media Management



Necromancia: matéria especial na revista Roadie Crew


O NECROMANCIA foi a matéria da seção Playlist da edição número 192 da renomada revista Roadie Crew.

Esta seção consiste em um músico fazer comentários a respeito de algumas das músicas clássicas da carreira de sua banda. Neste caso o NECROMANCIA foi representado pelo carismático vocalista e guitarrista Marcelo “Índio” D’Castro.

Elaborada por um dos maiores nomes do jornalismo especializado no Brasil, Ricardo Batalha, a matéria viaja por todos os trinta anos de história do grupo, fazendo o vocalista comentar sobre músicas presentes em toda a discografia do grupo desde o lendário ‘Headthrashers Live’ de 1987 até o mais recente, o premiado ‘Back From The Dead’ de 2012.


Para ler a matéria completa, adquira a revista Roadie Crew 192, de janeiro/15, nas bancas ou pelo site da publicação: www.roadiecrew.com.br

No ano passado o NECROMANCIA comemorou trinta anos de existência e uma das comemorações foi o lançamento de um lyric video para a faixa-título do mais recente trabalho. Confira:


A banda está disponível para shows por todo o território brasileiro, para agendar datas entre em contato pelo e-mail: necromanciaband@hotmail.com

Sites relacionados:



DIE: banda gravando novo trabalho


Este início de ano tem sido de trabalho pesado para o DIE. A banda, além de gravar um clipe, está em estúdio gravando seu novo trabalho, um EP ainda sem título anunciado.

O EP está sendo gravado no Estúdio SIOD com produção de Fabiano Gil e Umberto Buldrini e coprodução da própria banda. O baterista Mortiz Carrasco já registrou suas linhas e adianta: “este é o trabalho mais violento que já fizemos!”

Em breve o DIE irá liberar alguns vídeos com o making of da gravações, além de mais informações sobre o novo disco.


Em paralelo às gravações, o grupo também prepara um novo videoclipe. O trabalho está sendo produzido pelas produtoras Rabo de Rato e Oficina de Criaturas.

A Rabo de Rato é de propriedade de Diego Cesario, mesmo que fez o clipe de ‘Predicted’. Já a Oficina de Criaturas é de Renato Fernandez, responsável pelas máscaras que o DIE usa.


Sites relacionados:



Executer: confirmado em evento gratuito em sua cidade natal


Um dos principais nomes do Metal nacional, o EXECUTER, será uma das atrações do festival Rock Clube Live que acontece em sua cidade natal, Amparo/SP.

O evento acontece no dia 7 de fevereiro de 2015 e conta ainda com as bandas Oligarquia, Slasher, Sangrena, Kamala e Machinage. Vale ressaltar que o evento é GRATUITO.

Coordenado pelo site homônimo, o festival Rock Clube Live visa apoiar as bandas independentes e 100% autorais do gênero Rock/Metal de todo território nacional, e teve sua primeira edição no ano de 2013.


O EXECUTER divulga seu novo álbum, ‘Helliday’, que vem sendo declarado mais um clássico da banda e um dos principais lançamentos de 2014. O trabalho foi gravado no estúdio Pínola, em Amparo/SP e produzido pelo próprio grupo. A arte foi desenvolvida pela artista Giovanna Guimarães.


Lançado no Brasil pelo selo Kill Again Records, o disco conta com oito músicas, confira o tracklist:

1. Helliday
2. 4:00 A.M. (Insomnia)
3. No Sense
4. Damn Speech
5. Brain Washing Machine
6. Hangover
7. Deadly Virus
8. The Big Pocket of the Shark
Duas músicas foram retiradas do trabalho e estão disponíveis no YouTube:



Contato para shows e merchandise: executerthrash@hotmail.com

Sites Relacionados:



Fonte: Metal Media

Monstractor: vídeo oficial para "Immortal Blood" lançado





O grupo brasileiro MONSTRACTOR acaba de disponibilizar mais um vídeo, deste vez o oficial para a canção "Immortal Blood", que precede a chegada do álbum "Scavenger".

Gravado no Mr. Som estúdio, com produção de Marcelo Pompeu e Heros Trench, "Scavenger" deve estar chegando em breve nas melhores lojas do ramo.

Veja o vídeo:



Fonte: Monstractor

Vivalma: websérie 'Human Effect faixa a faixa' no ar




A banda de Prog Metal VIVALMA postou em seu canal do YouTube os primeiros episódios da websérie que trata do conceito do álbum "Human Effect".

Os vídeos descrevem com detalhes as oito músicas do disco de estreia, que giram em torno das visões do personagem Envision, possuidor do dom da mediunidade. No primeiro episódio, o guitarrista Odilon Gonçalves explica o conceito do álbum e traz informações sobre a trilogia Envision. Já no segundo, o baixista Raphael Filt traz curiosidades e informações sobre a música "Over the State".

"Human Effect" foi produzido, gravado, mixado e masterizado por Brendan Duffey e Adriano Daga no Norcal Studios, em São Paulo (SP).

Para ver os vídeos, acesse: https://www.youtube.com/user/vivalmaofficial



UnblackPulse: lançando videoclipe "Get Over"





A banda de metal paulista, UNBLACKPULSE lançou recentemente o videoclipe "Get Over". A música faz parte do álbum "Rise" , lançado em 2013.

O vídeo pode ser assistido pelo link: http://goo.gl/4GIMFQ

A UNBLACKPULSE, foi formada no início de 2011, e surgiu com um propósito: inovação.

Unindo riffs pesados guiados por ritmos tribais, melodias marcantes e efeitos eletrônicos, criaram seu próprio estilo, que chamam carinhosamente de Modern Rock.

Henrique (Vocal e Guitarra) e Nícolas (Guitarra) decidiram criar a banda na segunda metade de 2011, e depois de algum esforço para achar membros que se adequassem às exigências e ao trabalho contínuo do grupo, Deyvis Santana (baixo), Caio Gaona (bateria) e Nando "Carranca" (percussão) se mostraram ótimos instrumentistas, companheiros e amigos, completando assim a formação da banda.

UNBLACKPULSE, com seu som forte e agressivo, prova aos seus fãs e aos seus próprios membros que aquilo que sempre quiseram ouvir é possível de ser feito.


Links relacionados:




Age of Artemis: Giovanni Sena abre vagas para aulas de baixo em Fortaleza





O baixista da banda AGE OF ARTEMIS, Giovanni Sena, estará de visita a Fortaleza nos próximos dias 4 e 5 de fevereiro e após um acordo com a conceituada escola de música Guitartrix resolveu abrir vagas para lecionar algumas aulas particulares e exclusivas aos músicos da capital cearense.

Os músicos e fãs da AGE OF ARTEMIS que quiserem marcar aulas com o baixista devem agendar horários com o próprio Giovanni Sena pelo e-mail giovannisena@gmail.com. O material didático está incluso na aula.

“Estarei visitando esta cidade que tanto amo, Fortaleza, e como já dei aulas anteriormente na Guitartrix resolvi abrir uns horários para quem quiser conversar sobre o baixo elétrico e aprender algumas novas técnicas”, disse Giovanni.



Aulas com Giovanni Sena

Data: 4 e 5 de fevereiro de 2015
Local: Guitartrix (Av. Dom Luis, 300 – Loja 316 – Tel: 3224 2260)
Cidade: Fortaleza


Neste momento, a banda AGE OF ARTEMIS se prepara para promover o elogiado álbum “The Waking Hour” em todo o Brasil. Recentemente, os músicos fizeram um show bastante elogiado pela crítica especializada em São Paulo, no Gillians inn English Rock Bar. Este trabalho foi produzido pelo norte-americano Brendan Duffey e Adriano Daga (Malta), no Norcal Studio, em São Paulo.


Informações:




Fonte: TRM Press

Incursed – Elderslied (CD)

Independente
Nota 10,0/10,0

Por Marcos "Big Daddy" Garcia


É incrível como em plena era da internet, quando basicamente é possível conhecer ótimas bandas com um simples apertar de botões, algumas bandas continuam ocultas do grande público. Ou estes, tão acostumados apenas com nomes mais proeminentes, não conseguem dar chances a si mesmos de conhecerem algo novo. E é uma pena, já que existem bandas por aí com trabalhos tão sublimes que seriam capazes de destronar bandas de renome de seus gêneros. E um fortíssimo candidato ao trono de sua vertente é, sem dúvidas, o quinteto espanhol INCURSED. E após dois anos depois do excelente “Fimbulwinter”, eles se superam com o maravilhoso “Elderslied”.

Desta vez, o quinteto criou um disco com melodias mais evidentes e acentuadas que antes, com belíssimos momentos épicos. Ou seja, eles souberam manter a agressividade de força épica de “Fimbulwinter” com melodias Pagan/Folk muito bem colocadas. E isso sem precisarem usar muitos instrumentos fora do padrão guitarra-baixo-bateria-teclados para criarem seu Viking Metal forte e maravilhoso (só mesmo algumas incursões de violino em “Heart of Yggdrasil”, “The Wild Hunt” e “One Among a Million”). Os vocais se alternam entre vozes mais guturais com outros limpos (criando um contraste marcante e se assentando bem na base instrumental do grupo), belíssimo trabalho das guitarras (riffs muito fortes e cativantes, e solos melodiosos bem postados), base rítmica com peso e técnica de sobra, mas nas proporções certas, e teclados fenomenais. Tudo isso unido flui em uma música espontânea, vigorosa, melodiosa, ora mais veloz, ora mais climática, mas sempre maravilhosa.

Incursed
A produção do disco foi caprichada. A sonoridade que Pedro J. Monge (que gravou, mixou e masterizou o álbum) conseguiu é forte, pesada e bem volumosa (ou seja, não se sente aquela impressão de “buracos” nas músicas), bons timbres escolhidos, e tudo está bem claro e em seus devidos lugares (não há dificuldade alguma em compreender o trabalho musical do grupo).

A força da música do INCURSED vem justamente da habilidade e inspiração do quinteto em criar arranjos de fácil assimilação, com técnica sóbria, sabendo ter velocidade e agressividade ou então um andamento mais arrastado e climático nos momentos providenciais.

“Elderslied” nasceu perfeito em suas treze composições. “Song of the Ancient” é uma introdução bem climática e pomposa, preparando o ouvinte para “Heart of Yggdrasil”, canção que mixa bem o lado agressivo da banda (pelos vocais ríspidos) com o lado mais melodioso (reparem bem nas guitarras e teclados), com alguns momentos mais limpos ótimos. Em “Raging Wyverns”, temos maior proeminência do lado Viking de sua música, para então ficar mais agressivo, com um andamento a meio tempo fascinante, e belos arranjos de vocais e guitarras (há momentos limpos belíssimos). A bela e fascinante “The Wild Hunt” tem um andamento mais técnico e arrastado, com peso e boa dose de agressividade, mas as incursões de violinos dão um sabor bem especial à música, e um refrão com vocais limpos excelente. Já “Beer Bloodbath” apresenta um lado um pouco mais acessível do trabalho do quinteto, uma canção mais simples, mas bem ganchuda, com excelente trabalho de teclados e baixo. “Tidal Waves” tem um trabalho de guitarras ótimo, em meio a uma música com belas mudanças rítmicas e uma atmosfera Viking muito evidente. Em “Jötnar”, temos uma faixa um pouco mais melancólica e Pagan, com melodias bem evidentes, com baixo e bateria mostrando-se bem fortes em um andamento não tão veloz, bem como as guitarras ajudam a reforçar a atmosfera densa da música. “A Fateful Glare” é um interlúdio climático, que antecede “Lady Frost”, que se inicia com guitarras dobradas e tem um andamento um pouco mais rápido, apresentando novamente um trabalho ótimo da base rítmica. Guitarras maravilhosas introduzem “The Undying Flame (Homeland part II)”, outra canção com andamento lento e forte, que nos trás à mente aquele feeling Pagan/Folk/Viking forte, com um belíssimo trabalho dos vocais (basta repararem quando há momentos em que se alternam o canto gutural com o limpo, e verão como é fantástico), a bateria caprichando nos pedais duplos e ótimos momentos mais limpos. Em “Suaren Lurraldea (The Land of Fire)”, uma canção forte e bem variada, percebemos a incursão de teclados muito bem postados. Vemos em “One Among a Million” uma banda ousada, pois criaram uma faixa épica de dez minutos, bem variada e longe de ser cansativa, onde cada um dos instrumentos tem seu tempo de mostrar seu talento, e a música não cansa nossos ouvidos em momento algum devido à dinâmica de andamentos e belas instrumentações (mais uma vez, surgem belos arranjos de violinos e teclados), e lindos vocais femininos contra-cantando com os guturais em alguns momentos. E em “Promise of Hope”, após o finalzinho, se for teimoso e esperar um pouco, terão uma lindíssima surpresa, logo, deixem o disco tocar em paz.

É bom que citemos os convidados especiais: Jones nos vocais em “Lady Frost” e “One Among a Million”, Leire Tejada nos vocais em “One Among a Million”, Hugo Markaida na guitarra solo em “The Undying Flame (Homeland part II)”, Borja Santamaria nos corais e narrativa em “One Among a Million”, e o violinista Andrés Ferrando nas faixas citadas anteriormente.

E se preparem, pois o INCURSED veio para ficar e conquistar, sem dó de quem quer que seja. 





Músicas:

01. Song of the Ancient 
02. Heart of Yggdrasil 
03. Raging Wyverns 
04. The Wild Hunt 
05. Beer Bloodbath 
06. Tidal Waves 
07. Jötnar 
08. A Fateful Glare 
09. Lady Frost  
10. The Undying Flame (Homeland part II)  
11. Suaren Lurraldea (The Land of Fire) 
12. One Among a Million 
13. Promise of Hope 


Banda:

Narot Santos – Vocais, guitarra base 
Asier Fernández – Guitarra solo 
Juan Sampedro – Baixo
Jon Koldo Tera – Teclados, backing vocals 
Asier Amo – Bateria 


Contatos: