8 de mai de 2016

Território Metálico - VALHALLA, MORETOOLS, MIASTHENIA, ROASTING (DVD)


2016
Nacional

Nota: 8,5/10,0

Texto: Marcos "Big Daddy" Garcia


O Brasil tem entrado mais e mais no marcado dos produtos audiovisuais, e fazendo bonito, digamos de passagem. E uma das maiores vantagens é a documentação devida de shows que podem estar entrando para a história do gênero por aqui, como é o caso do festival "Território Metálico", festival ocorrido em Brasília e que acabou de virar um DVD, trazendo as apresentações de quatro bandas: VALHALLA, MORETOOLS, MIASTHENIA e ROASTING.

Gravado no Galpão Matrix, podemos perceber que a casa teve um bom público para as bandas. E cada uma delas mostra um trabalho ótimo, bem como a força do Planalto Central em termos de Metal extremo.

Em termos de qualidade visual, verdade seja dita: tudo está em um nível de capricho de primeira. A qualidade sonora está ótima para cada uma das bandas, sem exceções, assim como a qualidade de imagens é de primeira, em um nível que raramente vemos por aqui. Parabéns tanto para a equipe que trabalhou o som e para a de vídeo, pois está tudo muito bom, inclusive os takes de câmeras estão de primeira. E sem mencionar a existência de menu que nos permite ver e ouvir a banda que queremos.

Outro atrativo são as entrevistas das bandas entre as músicas, onde elas falam de sua história e planos, bem como de sua formação, discografia e estilo. E nas entrevistas, temos inclusive legendas em inglês, o que torna o produto acessível a fãs do exterior.

A primeira banda do DVD é o VALHALLA.

Valhalla

Um trio experiente, formado exclusivamente por mulheres, elas arrasam tocando um Death Metal Old School há quase 30 anos (o grupo foi formado em 1988, com o nome de PHOBIA). São precursoras das bandas femininas no Brasil, e usando de riffs abusivamente brutos, vocais guturais extremos, baixo e bateria em uma base rítmica sólida e pesada, tudo em seus devidos lugares.

O trabalho do trio é intenso, agressivo, horas mais veloz, outras vezes mais cadenciado e azedo, é algo ótimo de se ver e ouvir. Aos mais chatos pode soar não soar inovador, mas como pedir a um conjunto tão antigo que mude sua essência?

Apresentando uma ótima postura de palco, o impacto de canções como "Evil Fills Me", a brutal "Mistery of Existence" e "Internal War" é absurdo. E espero que elas retornem com um disco novo em breve!

Em seguida, é a vez do MORETOOLS destruir os tímpanos alheios.

Moretools

Usando de uma musicalidade sólida à base de uma Death Metal explosivo com muita influência do Grindcore (veja o contraste entre os vocais guturais e os berros rasgados e entenderão o que eu digo), mostrando uma boa técnica e peso de sobra.

A movimentação de palco da banda é boa, sua música flui cheia de energia e peso, mas não abrem mão de certa técnica no meio de tanta brutalidade. E uma característica deles é evitar ficarem presos a um único tipo de andamento, ao mesmo tempo em que algumas doses de Thrash Metal dão as caras vez por outra.

"Human Dependence", a trabalhada "Razor of Torment", e a veloz e brutal "Kill Him" são mostras do que este quinteto de Death Metal maniacs pode fazer.

Muito talento e são promissores!

Seguindo, vem o trio de Black Metal MIASTHENIA.

Miasthenia

Fugindo do ponto comum, investindo em um Black Metal mais melodioso e soturno, a banda vai bem, mesmo com a ausência de um baixista (compensada pelos teclados). Mesmo a postura é pouco afetada.

O estilo do trio mixa o lado mais sombrio do Black Metal com fortes melodias de guitarras, e a presença dos vocais rasgados de Hécate dão certa diferenciada. O grupo é único, não tem jeito, para desespero das viúvas do Metal gringo.

Cantado em português e com letras evocando o paganismo americano dos tempos antes da colonização, eles se mostram uma banda de primeira. Uma pena que apenas três canções foram postas no DVD (mas lembremos que o grupo é adepto de músicas longas), mas ouvir ao vivo "Entronizado na Morte", "Saga ao Xibalbá" e "XVI" valem qualquer coisa.

O ROASTING, quarteto local, é o último.

Roasting

É muito interessante ver a banda desfilando um Death Metal Old School (ou seja, voltado aos primórdios, próximo à explosão do estilo na primeira metade dos anos 90), coesa e brutal. Eles mostram uma boa dinâmica de andamentos em suas canções, sendo veloz algumas vezes, e um pouco mais cadenciada em outras.

Se a música do grupo não chega a ser algo inovador, ouvir e ver a banda tocando "Hypnotic Symphony" e "Lady in White" é algo de primeira, de deixar qualquer fã de Metal extremo de cabelos em pé.

A postura da banda no palco é muito boa, e tendem a crescer mais e mais musicalmente.

Nos resta dizer apenas que a iniciativa tanto do festival como do DVD é algo louvável, e nos resta comprar o item e nos permitir conhecer um pouco mais da cena do Planalto Central.

Mas fica a idéia: que tal um maior intercâmbio entre as bandas de Brasília com as de outros estados?

Fica a dica!




VALHALLA:

Músicas:

1. Evil Fills Me
2. Mistery of Existence
3. Weird Insane
4. Internal War
5. Renunciation

Banda:


Ariadne Souza - Bateria, vocal
Adriana Tavares - Guitarras
Alessandra Tavares - Baixo

Contatos:



MORETOOLS:

Músicas:

1. Human Dependence
2. Razor of Torment
3. Creeping
4. Kill Him
5. The Time
6. Still Burning

Banda:


Rhavi Santos - Vocais
Alu Pedrotti - Guitarras
Hudson Arsênio - Guitarras
Daniel Gonçalves - Baixo
Riti Santiago - Bateria

Contatos:



MIASTHENIA:

Músicas:

1. Entronizado na Morte
2. Saga ao Xibalbá
3. XVI

Banda:


Hécate - Vocais, teclados
Thormianak - Guitarras
V. Digger - Bateria

Contatos:



ROASTING:

Músicas:

1. Hypnotic Symphony
2. Sinner Insane
3. Lady in White
4. Ilusion Maker
5. Blood Arms


Formação:


Carola - Vocais
Japão - Guitarras
Marcos - Baixo
Júlio Fricks - Bateria

Contatos: