10 de nov de 2014

Onslaught e Artillery: Ingressos entram para o 2º lote de vendas – saiba como adquirir o seu!


Os precursores do Thrash Metal mundial ONSLAUGHT e ARTILLERY iniciam sua turnê pelo Brasil no final do mês de novembro, e contam com uma incrível apresentação na cidade de São Paulo no dia 30/11. Durante o festival ‘’Thrash Invasion’’, além das bandas que trarão vários clássicos da carreira, também haverá a apresentação das representantes nacionais: Nervosa, Lama Negra, Infected e Raptores. 

Apesar de já estar no 2º lote de vendas ainda há ingressos, e os preços e pontos de venda podem ser conferidos abaixo:

Serviço São Paulo
Genocídio Records e TMoreli Produções apresentam
‘’Thrash Invasion’’ - Onslaught e Artillery
Data: 30/11/2014
Local: Império Lapeano
Endereço: Av. Mofarrej - 471, São Paulo
Abertura da casa: 15h 
Classificação etária: 16 anos

2º Lote R$ 60,00 até dia 29/11
Portaria R$ 100,00


Pontos de Vendas na Galeria do Rock:
BLACK TEA - primeiro andar 279 
SP ROCK - terceiro andar 402

Outras informações: http://www.genocidiorecords.com/

ONSLAUGHT - Thrash Metal - Reino Unido 

ARTILLERY - Thrash Metal - Dinamarca




(19) 98369-1245

10/11/2014: Spleenful, Crom, Innvein




Spleenful: celebrando um ano do lançamento de ‘Bittersweet’ com vídeo comemorativo


O gaúcho SPLEENFUL comemorou neste Dia das Bruxas que se passou, um ano do lançamento de seu EP ‘Bittersweet’, que marcou não só o debut do grupo, mas apresentou um pouco de seu Extreme Gothic Metal.

O trabalho, lançado de forma independente, conta com quatro músicas, confira o tracklist:

Beneath The Wandering Wave
Bittersweet
Absinthe Love Affairs
Burleske Liebesträum (Cathexis Wicked Serenade)

A vocalista original, Bia Giovanella, que recentemente voltou ao grupo, também relembra como foi o trabalho: “É emocionante ouvir sua voz soar tão bem com um trabalho tão bem feito, a produção do álbum não foi bem o que imaginávamos, mas nós estávamos ansiosos para que as pessoas ouvissem a nossa música. Acordávamos cedo e trabalhávamos até tarde nas gravações, mas valeu a pena todo esforço!”

Outro que participou do início da banda e voltou recentemente foi o baterista Victor Rodrigues, que também deixa um pouco de suas lembranças desta época: “Eu fui praticamente o primeiro baterista da banda, lá por volta de 2011 eu estive na banda e ajudei a compor a bateria de várias músicas, mas tive que sair por falta de tempo. Quando ouvi o EP pela primeira vez eu pensei: ‘os caras tão mandando muito bem!’ Era algo diferente, singular, tinha uma mensagem, uma proposta, músicas bem sólidas.”

Para coroar toda esta luta e a realização deste sonho, a banda também lança um vídeo comemorativo, assista:


Para quem ainda não conhece o EP, ‘Bittersweet’ pode ser ouvido gratuitamente no You Tube, pelo link:


Agora o SPLEENFUL se concentra totalmente no novo trabalho.


Sites relacionados:



Crom: preparando novo single


O tradicional CROM está preparando o single que marcará oficialmente sua volta à cena. O trabalho já está em pré-produção.

Com o título de ‘Soldiers of Death’ o single ainda contará com uma música bônus ‘Not For World’. A banda está agendada para entrar em estúdio em dezembro.

O estúdio escolhido foi Feeling Ritmos & Cordas (Studio Áudio Produções), na cidade de Lorena/SP. A produção fica por conta do renomado guitarrista e produtor Alexandre Freitas (Tublues).

Para o single, que também servirá de prévia para o vindouro álbum, o CROM fará o material completo com capa e encarte, tudo disponível para download gratuitamente. Uma data de lançamento será anunciada em breve.

Para conhecer um pouco da história da banda e baixar a Demo de 1993, pode fazer pelo link:



Sites Relacionados:



Innvein: confirmado em tributo ao Sonata Arctica


O argentino INNVEIN será a única banda sul-americana que participará de um tributo ao grupo finlandês SONATA ARCTICA. Além dos argentinos, bandas do porte de Xandria e Stream Of Passion estão confirmadas.

O tributo está sendo organizado pelo selo escocês Ouergh records (www.ouerghrecords.com) e tem previsão de lançamento para junho/julho de 2015.

O INNVEIN fará uma versão para a música ‘Wolf and Raven’ do álbum ‘Silence’. A música será r gravada no estúdio Tawa Records e produzido pela banda.


Em paralelo o INNVEIN divulga seu mais recente álbum, ‘Timeless’, que foi gravado, mixado e masterizado no estúdio Absolute em Buenos Aires e apresenta uma banda de Progressivo calcada em guitarras pesadas, técnica, vocais alternados e doses de música sinfônica.

Dois lyric video foram retirados do trabalho, ‘Dead Flowers’ e ‘Poisoned’. Assista:




Sites relacionados:



Fonte: Metal Media
Minds That Rock

Stress lança comunicado sobre cancelamento da apresentação no Zoombie Ritual 2014




Devido a falha de comunicação e contratual, a banda STRESS está cancelando sua apresentação no Zoombie Ritual 2014, um dos eventos que mais cresce no Brasil. Os músicos lamentam o fato, mas deixam claro que as atividades de divulgação do DVD “Super Peso Brasil” continuam com força total, breve novidades para 2015.

Segue pronunciamento da produtora responsável:

Informamos a quem possa interessar, que a apresentação da banda STRESS no Zoombie Ritual 2014 foi cancelada. Todos os esforços para contornar as adversidades e tentar contato com o produtor se esgotaram, há quase dois meses o mesmo parece incomunicável. Assim sendo, achamos por bem abrir mão dessa apresentação, por entendermos que não terá o desfecho que pretendíamos, de um encontro inédito, divertido e inesquecível com os roqueiros do sul do Brasil. Outrossim, estamos na torcida para que o ZR seja um grande sucesso – com diversão e paz -, que supere os obstáculos e se torne melhor e mais respeitado a cada ano.

As razões são diversas, dentre as quais podemos citar:

– O não cumprimento dos acordos prévios feitos no momento das negociações, resultando em erros de logística;

– Que começaram pela mudança da data do show, do dia 13/12 para 14/12 sem comunicar a banda;

– Redução na equipe da banda, passando de 5 para 3 pessoas, ou seja, apenas os músicos;

– Erro na emissão de passagens, pois constava horário errado;

– E principalmente, a não assinatura de contrato (com pagamento dos 50%).

Josy Sidrim (Produtora)

Single 2014 de “Heavy Metal é a Lei”:





Assessoria de Imprensa

Viola caipira e música regional se encontram com as guitarras do Metal






O grupo californiano BLACK OIL formado pelo guitarrista brasileiro Adassi Addasi contará em sou novo disco com dois grandes nomes da música regional brasileira: Silvério Pessoa e Ricardo Vignini.

Não é de hoje que Adassi e seu BLACK OIL misturam as mais diversas influências em seu Metal extremamente pesado e cheio de camadas, sempre com letras que protestam e mostram todo o mal que o ser humano vem fazendo para o mundo, como na música ‘Amazonia’ (do álbum ‘Not Under My Name’, assista: http://goo.gl/6JFdV4).

Agora o grupo dá um passo ainda maior ao misturar suas influências metálicas com a música regional brasileira de Silvério Pessoa e a viola caipira de Ricardo Vignini. Ambos participam do novo disco ‘Resist To Exist’ que será lançado em breve.

Silvério Pessoa é natural de Carpina/PE e é conhecido por seu tratamento contemporâneo a referências do cancioneiro popular da Zona da Mata, Agreste e Sertão do estado, mesclando o Rock, hip-hop, punk e intervenções eletrônicas sempre com o cuidado de não descaracterizar o trabalho original. (www.silveriopessoa.com.br)

Já Ricardo Vignini e seu Moda Rock, já são velhos conhecidos do BLACK OIL, o músico fez uma versão em moda de viola para ‘Great Divide’. A música foi parte da trilha sonora do curta Toca Pra Diabo (www.tocapradiabo.com). O paulistano Vignini é violeiro, compositor, professor de música, produtor fonográfico e cultural brasileiro e também atua como pesquisador de música tradicional. (www.ricardovignini.com.br)

Mas os convidados especiais não ficam nos nomes brasileiros, a banda juntou alguns dos principais nomes da música pesada mundial. Para a coprodução de ‘Resist To Exist’ Cristian Machado (Ill Nino), Logan Mader (Soulfly, Machine Head, Gojira) e Erik Reichers (Snoop Dogg).

Participando das faixas os músicos Tony Campos (Static-X, Soulfly), Aaron Rossi (Ministry), Raymond Herrera (Fear Factory) e Hector Guerra (Pachamama Crew).

Para a capa foi convidado Will Ferreira, artista plástico, grafiteiro e escultor, emprestando seu talento único para capas de discos, exposições, shapes de skate e recentemente criou a capa do álbum ‘Que Seja Feita Nossa Vontade’ da banda brasileira Project46.

Uma música do vindouro álbum foi liberada para audição. A faixa ‘Callate’ conta com a participação de Tony Campos e Aaron Rossi. Ouça:


Contato para shows e merchandise: fuelmusic@hotmail.com

Links relacionados:



Fonte: Metal Media
Minds That Rock

Scalped - Psychopath (EP)

Black Legion Productions
Nota 8,5/10,0

Por Marcos "Big Daddy" Garcia


É sempre bom ouvir bandas com uma pegada mais Old School em termos de Death Metal, especialmente a ótima leva do início dos anos 90, quando Suécia e Flórida nos concediam mais e mais bandas de alto nível. E isso mudou bastante (e para melhor) a cara do Metal extremo como um todo. E é com prazer que podemos falar do SCALPED, banda de Belo Horizonte, que aposta no gênero com seu primeiro EP, "Psychopath".

Antes de tudo, que se diga que a banda veio para somar, mesmo não sendo inovadora. Mas possuem talento em seu mix entre os melhores elementos das escolas sueca e norte-americana, mais o forte ranço histórico que BH tem com estilos extremos. Cru, azedo, agressivo, ora mais veloz e bruto, ora mais cadenciado e azedo, podemos dizer que este quarteto possui uma artilharia peso-pesada em termos de Death Metal. Vocais guturais na escola de Glen Benton, riffs insanos e doentios, baixo e bateria com peso e boa técnica, logo, é uma autêntica golfada brutal, deixando claro que o título do EP é merecido.

Scalped
Com uma qualidade sonora brutal e bem compacta, mas ao mesmo tempo com bom nível de qualidade (a bateria poderia ter tido algum cuidado a mais, mas não está ruim), o SCALPED mostra que sua música possui bom dinamismo, com arranjos musicais bem pensados, bom nível técnico (reparem como os riffs e andamentos são bem planejados e esmerados), e muita brutalidade.

A rigor, temos três faixas: "Sadistic Evolution" (que oscila entre momentos mais velozes, e outros mais cadenciados e técnicos, com belas passagens de baixo e bateria), a mais trampada e com certa adrenalina do Thrash "Scalped" (belos arranjos de guitarra com mais boas mudanças de ritmo e trabalho muito bom dos vocais), e a insana e azeda "Psychopath". "Get Ready to be Scalped" (que precede "Scalped") e Stripped and Broken (que antecede "Psychopath") são duas introduções que deixam claro o conteúdo lírico doentio das letras (algo que todo bom fã de Metal extremo gostará, com certeza).

Bela banda, e que as portas do sucesso se abram para eles. 




Tracklist:

01. Sadistic Evolution
02. Get Ready to be Scalped
03. Scalped
04. Stripped and Broken
05. Psychopath


Banda:

Fernando Campos - Vocais
Thiago Macedo - Guitarras
Bruno Mota - Baixo
Marcelo Neves - Bateria


Contatos:

Black Legion Productions (Assessoria de Imprensa)

Pastore divulga vídeo de ‘How Many Tears’ para tributo ao Helloween





A banda PASTORE, liderada pelo lendário vocalista Mario Pastore (ex-Delpht, Acid Storm, entre outros), divulgou vídeo onde presta uma homenagem aos alemães do Helloween com a música ‘How Many Tears’, do álbum ‘Walls of Jericho’ (1985). 

O tributo foi organizado pelo site ‘Helloween Brasil’ e tem lançamento previsto para o final de 2014 nas redes sociais. Os músicos que gravaram ‘How Many Tears’ são Mario Pastore (vocal), Marcelo De Paiva Berno (bateria), Ricardo Baptista (guitarras), Rafael Agostino (teclados), Alden Nobre (guitarras) e Adriano Diniz (baixo).




Age of Artemis em destaque nas revistas Roadie Crew e Rock Meeting




A banda AGE OF ARTEMIS segue recebendo boas críticas e elogios da imprensa especializada. O álbum “The Waking Hour” foi sabatinado pelo jornalista Guilherme Spiazzi na revista Roadie Crew, que deu nota 8,5 para o trabalho. 

“Ao invés de simplesmente tentar replicar o sucesso de seu ‘debut’, ‘Overcoming Limits’ (2011), o quinteto elevou o nível das composições e deu um passo à frente na carreira com ‘The Waking Hour’” – por Guilherme Spiazzi na Roadie Crew. 


Em compensação, na revista Rock Meeting Nº 62, o vocalista Alirio Netto concedeu uma entrevista bem descontraída onde revelou detalhes sobre o novo disco, futuro da banda, entre muitos outros assuntos relevantes. 

Para ler a revista basta clicar nos links abaixo. 

Leia a revista Rock Meeting: http://bit.ly/RockMeeting62 
Download da Rock Meeting: http://bit.ly/RockMeeting62N 

O Age of Artemis também lembra os fãs que o evento de lançamento de “The Waking Hour” acontece no dia 28 de novembro, às 20h, no Gillan’s Rock Bar, em São Paulo. “Será nosso primeiro show em São Paulo desta turnê e já estamos muito ansiosos. Trabalhamos duro para fazer uma grande apresentação e dar aos fãs o que eles merecem, ou seja, música de qualidade, garra e conteúdo”, explicou o vocalista Alírio Netto. 

Line-up: 
Alírio Netto (vocal) 
Giovanni Sena (baixo) 
Nathan Grego (guitarras) 
Gabriel "T-Bone" Soto (guitarras) 
Ricardo Linassi (bateria) 


SERVIÇO 
AGE OF ARTEMIS EM SÃO PAULO 


Atração: Age of Artemis 
Dia: 28 de novembro de 2014, sexta-feira 
Horário: A partir das 20hs 
Local: Gillan’s Rock Bar 
Endereço: Rua Marquês de Itu, 284 - Centro - São Paulo/SP 
Reservas e informações: 11 - 3129-8710 

Valores e informações: 
Ingressos na porta - Homens R$30 e Mulheres R$ 15,00 
Promoção: Mulheres VIP até às 23:00 horas. 


Outras Informações 



Sinaya - Obscure Raids (EP)

Independente
Nota 8,0/10,0

Por Marcos "Big Daddy" Garcia


Uma das maiores vitórias dentro do Metal como um todo foi o momento em que as mulheres deixaram de ser vistas como meros objetos sexuais (as famosas groupies) e assumiram os instrumentos musicais e vocais, mostrando que possuem talento, garra e criatividade, dando um toque diferenciado, e também deixando claro que são tão competentes (às vezes, até mais) que os homens. Basta olhar e ver a Metal Queen Doro, e as musas Angela Gossow e Alissa White-Gluz. No Brasil, temos nomes como NERVOSA, Mirella e Flávia do HELLARISE, e para se juntar ao time, chegam as novatas do SINAYA, de São Paulo, que chega com "Obscure Raids", seu EP de estréia.

O quinteto destila um Death Metal bem feito e na escola do DISMEMBER e DEATH, com alguns inserts da técnica e pegada o Thrash Metal, bruto e opressivo, como momentos mais velozes e outros mais cadenciados e pesados. Vocais guturais que seguem a escola de Chuck Schuldiner (e não parecem ser de uma mulher em momento algum), riffs de guitarra muito intensos e brutos (mas com boa técnica), cozinha rítmica com uma pegada bem pesada e que sabe dar diversidade aos andamentos. Em suma: pode até não ser algo que veio para inovar, mas veio para somar e tem valor.

Com produção de Caio Angelotti, percebe-se que a banda tem uma preocupação estética com sua música, buscando ao mesmo tempo ter uma sonoridade bruta e crua, mas que tenha qualidade. Todos os instrumentos tem bons timbres e estão em seus devidos lugares. Poderia ser melhor, óbvio, mas está em bom nível.

Sinaya
Tudo bem, é evidente que toda vez que se referencia este híbrido de Death com Thrash, muitos pensam que é algo batido. E também é claro que o grupo ainda tem muito potencial para mostrar, mas já se percebe que o SINAYA pode (e deve) evoluir mais e mais, tem um caminho a percorrer, mas está na tilha certa. Mas sua música é empolgante, sangra em energia bruta, e essas garotas são donas de personalidades fortes.

Em "Pure Hate", vemos ótimos riffs de guitarra e um trabalho ótimo de baixo e bateria, com boas mudanças de andamento, e sempre mantendo o nível. "Obscure Raids" já é bem mais bruta e opressiva, e um pouco mais direta (mais com momentos mais cadenciados azedos muito bons), se destacando os ótimos vocais. E "Legion of Demons" tem aquele trabalho de guitarra à lá Floridian Death Metal que nos pega pelos ouvidos, com boas estruturas harmônicas e mudanaçs de ritmo que mostram a força da base baixo-bateria do grupo.

O SINAYA ainda pode oferecer muito mais, fica evidente, e o caminho é esse mesmo. Só nos resta desejar às garotas boa sorte, pois é uma belíssima promessa.

Em tempo: após a gravação de "Obscure Raids", a formação mudou bastante, com Mylena assumindo os vocais (além de continuar nas guitarras), e as entradas de Renata Petrelli (guitarras e backing vocals), Camila Toledo (baixo) e Dutchi (bateria).






Tracklist:

01. The Ressurection
02. Pure Hate
03. Obscure Raids
04. Legion of Demons


Banda:

Taty Kanazawa - Vocais
Mylena Mônaco - Guitarras, backing vocals
Ya Amaral - Guitarras
Tamyris Leopoldo - Baixo
Isabela Moraes - Bateria


Contatos: