23 de jul de 2015

ANDRALLS: banda lança camiseta retrô em parceria com a marca Warlock





Para comemorar a volta da formação clássica dos fasthrashers, o ANDRALLS realiza uma mini gig no estado de São Paulo com as bandas Chaos Synopsys e Warsickness, e lança em parceria com a Warlock uma edição limitada de camisetas “Brazilian Fasthrashers”, que na frente tem o mascote da banda e atrás a frase “Thrash Metal Until the Bones”.

​“Essa camiseta representa o espírito do ANDRALLS. Nosso mascote tem um significado especial, tanto é que eu o tatuei. O desenho foi feito pelo Cleber Orsioli enquanto estava na banda e este mascote seguirá nos representando. Será uma honra ver a galera que acompanha nosso trampo ao longo desses anos usando o visu”, comentou Xandão Brito, baterista do grupo.

O ANDRALLS junta-se a bandas como Vulcano, Master, Vital Remains, Fire Strike e outras que fazem parte do time da parceiros da Warlock. “Preparar itens de merchandise para bandas do underground será sempre uma satisfação, ainda maior quando trata-se de brothers como a galera do ANDRALLS, cujo trampo respeito demais”, declarou Rodrigo Marques, proprietário da marca.

Você poderá adquirir estas camisetas oficiais do ANDRALLS, em três opções de cor, diretamente com a banda, nos shows, ou ainda pela internet, no link:




Scorner – Majesty MMXV (Digital EP)

2015 – Independente – Nacional 

Nota 8,5/10,0

Texto: Marcos “Big Daddy” Garcia


O Brasil sempre foi e sempre será um país com inclinação para as vertentes do Metal extremo. É uma tradição desde o início do cenário brasileiro. Mas há um problema nisso: o nível de clonagem (ou seja, de bandas que nada criam para si e apenas copiam o trabalho alheio, quase que plágio) acaba excedendo demais o número de bandas criativas. E isso é uma pena, pois muitos ótimos trabalhos acabam ficando ocultos dos olhos de muitos. E uma banda que merece extremo respeito é o SCORNER, vindo de Curitiba (PR), que está a 22 anos na estrada, e que após o lançamento do álbum “Bloodshedding”, de 2011, agora retorna com o EP “Majesty MMXV”.

Em que pese ser um projeto no formato “one man band” desde o retorno da banda à ativa (a banda parou por volta de 2002, e retornou a ativa dessa forma alguns anos depois. Fazer Metal é incurável, ainda bem), temos aqui um Death Metal bruto e transpirando agressividade, mas sem ficar o tempo todo em uma velocidade alucinante. Pelo contrário, aqui se vê mudanças de andamento, e um trabalho musical de primeira, feito de coração por quem entende e gosta do gênero. Pode não soar inovador aos ouvidos de muito, mas está extremamente longe de ser ruim ou não ter valor. E “Majesty MMXV” é uma regravação da primeira Demo Tape da banda, de 1993, mas as músicas ganharam uma roupagem nova e mais cheia de energia.

A produção como um todo (gravação, mixagem, masterização) é do próprio A. Maurício Laube, que priorizou a clareza de cada instrumento, embora mantenha uma forma mais pesada e bruta. Está claro e opressivo, e com bom nível de qualidade. Pode melhorar? Sim, óbvio, mas já é muito bom.

O SCORNER, por ser uma banda veterana, sabe o que quer de sua música. E o bom é que não é apenas extremo por ser extremo, como muitos gostam. É Death Metal extremo e com bom gosto, bastando observar o uso de ótimos arranjos, inclusive alguns que fogem um pouco ao padrão Death Metal que muitos adoram. E como é um remake da primeira Demo do grupo, nada melhor que o vocalista original estar aqui, mostrando que, mesmo depois de tantos anos, continua sendo uma voz forte e marcante.

Black Warrior – Introduzida por uma voz demoníaca, logo temos um assalto brutal de puro Death Metal, com guitarras ótimas encaixadas sobre um andamento em tempo mediano, belos arranjos, mudanças de ritmo muito empolgantes e uma cozinha muito pesada e intensa.

Succubus – Rápida, extremamente agressiva, é uma faixa típica para se bater cabeça, mas mesmo assim, existem arranjos nas guitarras, mesmo com o andamento mais constante.

Scorner – Outra canção mais rápida e brutal, com uma apresentação vocal ótima, fora uma série de backing vocals rasgados e solos de guitarra doentios que abrilhantam a música.

Deadly Reality – Esta é a canção inédita. Cheia de mudanças de andamento (alguns momentos mais velozes, outros cadenciados), vocais insanos e uma rifferama pesada e abrasiva sempre. E ela nos permite ver como o grupo evoluiu em relação ao passado, mas mantendo a fidelidade às suas raízes opressivas.

Ainda bem que este veterano não pára, e pelo visto, não vai parar tão cedo.

Ah, sim: “Majesty MMXV” está disponível para download gratuito na página do Bandcamp da banda.






Músicas:

01. Black Warrior 
02. Succubus 
03. Scorner
04. Deadly Reality


Banda:

A. Mauricio Laube – Guitarras, baixo, bateria programada 
Giovanni Schneider – Vocais (convidado)
Moloch – Backing vocals em “Scorner” (convidado)


Contatos:

The Brainwash Machine – A Moment of Clarity (CD)

2015 – MS Metal Records – Nacional 

Nota 9,0/10,0

Texto: Marcos “Big Daddy” Garcia


Certos gêneros dentro do Heavy Metal possuem seus baluartes, ou seja, aquelas bandas que ou fundaram os ditos gêneros, ou os levaram a uma exposição maior. Mas existem aquelas bandas que, mesmo sem chegar a ter o mesmo nome dos gigantes, fazem um trabalho de tanta qualidade que chega a nos surpreender. E esse, mais uma vez, é o caso do excelente sexteto THE BRAINWASH MACHINE, de Bogotá (Colômbia), que voltam com seu segundo disco, “A Moment of Clarity”, com versão nacional pela MS Metal Records.

Óbvio que todo aquele trabalho técnico que conhecemos de Prog Metal apresentando em “Modern Day Sisyphus” (de 2011) está presente, apenas com a elegância instrumental mais apurada, além da sonoridade mais clara e polida. Mas ao contrário de muitas bandas do gênero, o sexteto sabe pegar pesado e com canções mais coesas, evitando o abismo das canções gigantescas (existem algumas no disco, mas nada que transcenda os 10 minutos de duração. A maioria fica mesmo na média dos 4 a 5 minutos), ou seja, não vai encontrar aquele virtuosismo que tende a cansar os fãs mais comuns. Não, aqui, o que fala mais alto é a unidade da música em si, não a técnica individual (embora todos sejam excelentes músicos), seja nos momentos mais amenos, nos mais pesados e mesmo nos mais técnicos.

The Brainwash Machine
Tendo na produção as mãos de Jorge Arango e Álvaro Cote (que também mixou o disco), mais Felipe López na masterização, ouvimos uma sonoridade clara, limpa e translúcida, mas com peso nos momentos certos. Ou seja, podemos ouvir cada instrumento claramente, mas mantendo a dose de peso necessária. E o lado gráfico ficou muito bom, com uma capa que remonta o lado mais Progressivo de sua música, e com o layout do encarte mais simples, mas ótimo. 

Falar em arranjos com o trabalho do TBM (me permitam usar uma sigla para o nome do grupo, por favor) é covardia. A banda consegue ter um trabalho lindo e de classe, mantendo o interesse do ouvinte em todos os momentos. E isso sem falar que ainda ousaram em pôr sax na instrumental “Dennis” (uma colaboração de Pablo Muñoz). 

The Brainwash Machine (The Pessimist Anthem) – O grupo mostra ótima técnica e requinte aqui, com um andamento não muito veloz e uso bem pensado de teclados e pianos, fora as vocalizações bem cuidadas e encaixadas com maestria. E mesmo sob tanta elegância, surgem riffs mais pesados que lembram de longe o IRON MAIDEN.

I Live in Fear – Aqui, uma canção mais clássica e com dose de peso, mas cheia de ritmos quebrados e o baixo mostra seu valor, fora o festival de belos tons de voz.

Spellbound – Quase uma balada, leve e refinada, com jeitão de Jazz em alguns momentos, apresentando teclados excelentes, mais arranjos bem sacados nas guitarras.

Animal Obsession – Uma das mais pesadas, com riffs intensos, mas com alguns momentos mais etéreos fortes e intensos. 

Ex-1 – Esta exibe solos elegantes de guitarra, em uma instrumental curta que flui forte e com peso, já que os riffs (apesar dos tempos quebrados) são bem abrasivos.

Manic – Quase uma canção de Rock Progressivo, se não fosse pelas guitarras com distorção, tamanha a força etérea imposta pelos teclados. Mas se repararem, a dicção dos vocais está perfeita.

Dennis – Esta é uma instrumental um pouco mais longa que a anterior, e mais requintada, lembrando em alguns momentos os artifícios progressivos do JETHRO TULL nos tempos áureos de “Aqualung”. E é muito boa a técnica apresentada por baixo e bateria aqui.

A Moment of Clarity – A faixa mais longa do CD (passa de 8 minutos), cheia de nuances de Jazz e Progressivo, mudanças de ritmo súbitas (mas sem soar desconexas) com forte presença de pianos e teclados, e outra exibição de gala dos vocais. 

Hellbound – Mesmo elegante, é bem pesada e agressiva em muitos momentos. É a típica canção forte e pesada que as bandas de Prog Metal podem fazer. Só que o TBM sabe usar muito bem do artifício, incluindo vocais mais ríspidos aqui e ali, como fundo para os vocais principais.

Heal – Uma linda e introspectiva canção, cheia de belas passagens de teclados, mas sempre mantendo o clima mais ameno. E no final, chegamos a ter a incursão de um trecho que lembra bastante a Bossa Nova brasileira.

Se você é fã daquela fase do DREAM THEATER entre o “Images and Words” e o “Awake”, vai se apaixonar. Aliás, se tiver bom gosto, vai se apaixonar do mesmo jeito.



Músicas:

01. The Brainwash Machine (The Pessimist Anthem)
02. I Live in Fear
03. Spellbound 
04. Animal Obsession 
05. Ex-1 
06. Manic 
07. Dennis 
08. A Moment of Clarity 
09. Hellbound 
10. Heal


Banda:

Andrés Ramírez – Vocais 
Diego Ante – Guitarras 
Álvaro Cote – Guitarras 
Manuel Henao – Baixo 
Jorge Arango – Teclados, piano
Christian Gaitan – Bateria, percussão 


Contatos:

Youtube
MS Metal Agency Brasil (Assessoria de Imprensa)

Nightwish comunica baixa para shows no Rock in Rio e América Latina



Banda tem cinco apresentações confirmadas pelo Brasil – foto: divulgação

A banda finlandesa NIGHTWISH, verdadeiro fenômeno do heavy metal mundial, acaba de anunciar oficialmente, que está cancelada a participação especial do baterista Jukka Nevalainen no ROCK IN RIO 2015.

Infelizmente, o músico vem sofrendo de um problema crônico de insônia e, por ordem médica, o artista foi proibido de viajar e se apresentar no festival. Para o seu lugar foi convocado o renomado vocalista do Sonata Arctica, Tony Kakko.

Com 19 brilhantes anos de carreira e milhões de álbuns vendidos em todo mundo, Tuomas Holopainen (teclado), Erno “Emppu” Vuorinen (guitarra), Floor Jansen (vocal), Marco Hietala (baixo/vocal), Kai Hahto (bateria) e Troy Donockley (uilleann pipes, low whistles, vocal) são um dos mais nomes respeitados da música internacional.

A turnê promocional do aclamado novo álbum “Endless Forms Most Beautiful” tem 14 apresentações confirmadas. As datas são as seguintes:

23/09 – Dragão do Mar – Fortaleza, Brasil
25/09 – ROCK IN RIO 2015 – Rio de Janeiro, Brasil
26/09 – HSBC Brasil – São Paulo, Brasil
27/09 – Master Hall – Curitiba, Brasil
29/09 – Opinião – Porto Alegre, Brasil
02/10 – Luna Park Festival – Buenos Aires, Argentina
04/10 – Caupolican – Santiago, Chile
06/10 – Con. del Hotel Maria Angola – Lima, Peru
08/10 – Teleferico – Quito, Equador
10/10 – Teatro Metropol – Bogotá, Colômbia
13/10 – Escena – Monterrey, México
14/10 – Metropolitan – Cidade do México, México
15/10 – Metropolitan – Cidade do México, México
17/10 – Teatro Diana – Guadalajara, México

Vale a pena lembrar que, a performance em São Paulo está praticamente sold out. Restam pouquíssimos ingressos de pista normal. Todos os outros estores estão esgotados. Mais informações sobre a venda de ingressos em todas as cidades podem ser obtidas por meio do hotsite http://dynamoprod.com.br/hotsite/nightwish-2015/.

O NIGHTWISH sempre teve como característica um som repleto de criatividade e virtuosismo, tanto em sua temática, com letras que evocam mundos fantásticos e paralelos, paixão e sangue, conectando passado, presente e futuro.

Após lançar oito excelentes álbuns, o grupo segue em bem-sucedidas excursões pelo Mundo e ainda conquistando novos fãs com suas belas performances. Com um setlist bem elaborado e a execução de diversos clássicos, a nova excursão, como não poderia ser diferente, tem registrado a impressionante marca de 95% das exibições sold out.

Assista ao videoclipe produzido para o single "Élan": https://www.youtube.com/watch?v=zPonioDYnoY

Confira o lyric video para a faixa-titulo "Endless Forms Most Beautiful": https://www.youtube.com/watch?v=VUb1p8fm7Ag

Ouça "Shudder Before The Beautiful" em https://www.youtube.com/watch?v=5diJsEdLS_8.

Links relacionados:



Serviço São Paulo
Dynamo Brazilie e HSBC Brasil orgulhosamente apresentam NIGHTWISH
Dia: 26 de setembro de 2015, sábado
Local: HSBC Brasil
End: Rua Bragança Paulista, 1281 – Chácara Santo Antônio
Horário: 22h
Abertura da casa: 2h antes do início do espetáculo
Informações e compra de ingressos:
# BILHETERIAS HSBC BRASIL - Rua Bragança Paulista, 1281 / Chácara Santo Antônio
(Horário de atendimento até o dia 23/12: segunda a sábado, das 10h às 21h e domingos e feriados, das 10h às 20h)
# COMPRA POR TELEFONE - Ingresso Rápido - Tel: 4003-1212
(Horário de atendimento: segunda a sábado, das 9h às 22h)
(Formas de Pagamento: cartões de crédito Visa, Mastercard, Credicard, Diners);
(Formas de Pagamento: cartões de crédito Visa, Mastercard, Credicard, Diners);
# PONTOS DE VENDA CAPITAL, INTERIOR E OUTROS ESTADOS
Taxa de Compra através da Ingresso Rápido
Compra em ponto-de-venda: 15% do valor do ingresso
Entrega em domicílio Grande São Paulo: R$ 15,00
Entrega em domicílio São Paulo Capital: R$ 10,00
Retirada na bilheteria: R$ 5,00

Para a compra de ingressos para estudantes, aposentados e professores estaduais, os mesmos devem comparecer pessoalmente portando documento na bilheteria respectiva ao show ou nos pontos de venda da Ingresso Rápido. Esclarecemos que a venda de meia-entrada é direta, pessoal e intransferível e está condicionada ao comparecimento do titular da carteira estudantil no ato da compra e no dia do espetáculo, munido de documento que comprove condição prevista em lei.

BILHETERIA:
PISTA 2° LOTE: R$ 120,00 – R$ 240,00
Cad. Alta V.Parcial (ESGOTADO)
Camarote (ESGOTADO)
FRISAS (ESGOTADO)
PISTA 1° lote (ESGOTADO)
Pista Vip (ESGOTADO)

Clientes HSBC têm pré-venda exclusiva e 25% de desconto. O limite é de 04 ingressos por pessoa e a promoção não é cumulativa com outros descontos.
Capacidade: 4000 lugares
Censura: 14 anos (desacompanhados). Menores dessa idade somente acompanhados dos pais ou responsáveis.
Duração: Aproximadamente 1h30
Estacionamento: Hot Valet (com manobrista)
Aceitamos dinheiro e cartões de débito e crédito (Visa, Mastercard, Credicard e Diners)
Não aceitamos cheques
Acesso para deficientes físicos
Ar condicionado
Assessoria de Imprensa HSBC Brasil: 11 5646-2109 | imprensa.sp@grupotombrasil.com.br
Assessoria de Imprensa Nightwish: 11 964.197.206 | press@theultimatemusic.com


Próximas divulgações THE ULTIMATE MUSIC – PR:

31/07 – SuidAkrA – Stonehenge Rock Bar – BH/MG
01/08 – SuidAkrA – ThorHammerFest 2015 – Inferno Club – SP/SP
01/08 – The Maine – Carioca Club – SP/SP
02/08 – The Maine – Carioca Club – SP/SP
02/08 – Sampa Music Festival 13 – Espaço Victory – SP/SP
08/08 – Taake | Agosto Negro – Clash Club – SP/SP
09/08 – Taake | Agosto Negro – Teatro Odisseia – RJ/RJ
14/08 – The Adolescents – Sesc Belenzinho – SP/SP
23/08 – Matanza – Centro de Eventos Pedro Bortolosso – Osasco/SP
05/09 – Overload Music Festival – Via Marquês – SP/SP
06/09 – Overload Music Festival – Via Marquês – SP/SP
13/09 – At the Gates – Clash Club – SP/SP
24/09 – Faith No More – Espaço das Américas – SP/SP
25/09 – Faith No More – Rock in Rio 2015 – RJ/RJ
25/09 – Nightwish – Rock in Rio 2015 – RJ/RJ
26/09 – Nightwish – HSBC Brasil – SP/SP
12/10 – Blind Guadian + Circle II Circle – HSBC Brasil – SP/SP
17/10 – Skillet – Music Hall – BH/MG
23/10 – Skillet – Vanilla Music Hall – Curitiba/PR
24/10 – Skillet – Audio Club – SP/SP
31/10 – CJ Ramone – Hangar 110 – SP/SP
14/11 – Millencolin – Carioca Club – SP/SP
12/12 – NOFX – Via Marquês – SP/SP

Mais informações em sobre os shows acima em http://theultimatemusic.com.



A/C Costábile Salzano Jr.