3 de jun de 2015

Matanza confirma show em Osasco



Banda traz à região metropolitana de São Paulo a turnê do novo álbum “Pior Cenário Possível” – foto: divulgação

E a perfeita trilha sonora perfeita para mandar tudo para o inferno está prestes a tomar de assalto a região metropolitana de São Paulo! O MATANZA, uma das mais respeitadas bandas de rock pesado do Brasil, acaba de confirmar apresentação, no próximo dia 23 de agosto, no Centro de Eventos Pedro Bortolosso, em Osasco.

Mantendo o prestigio de estar realizando uma nova extensa turnê pelo país, o quinteto from hell atualmente formado por Jimmy London (vocal), Maurício Nogueira (guitarra), Jonas Cáffaro (bateria) e Dony Escobar (baixo) segue arrastando multidões enfurecidas trazendo na bagagem o repertório que promove o novo álbum “Pior Cenário Possível”.

No entanto, é claro que composições que, ao longo dos anos, se tornaram clássicas como “A Arte Do Insulto”, “Clube Dos Canalhas”, “Eu Não Gosto De Ninguém”, “Odiosa Natureza Humana”, “Meio Psicopata”, “Ela roubou meu caminhão”, “Bom É Quando Faz Mal”, “Pé Na Porta, Soco Na Cara”, entre outras, não devem ficar de fora do setlist.

Misturando o cinismo do country norte-americano à energia do hardcore, além das pitadas de thrash metal e música folk irlandesa, os endiabrados músicos voltam a analisar a humanidade de forma ainda mais cínica e descrente possível.

O disco “Pior Cenário Possível” foi gravado com todos os instrumentos tocados simultaneamente no estúdio Tambor (RJ) e produzido por Rafael Ramos. O repertório é composto por dez faixas inéditas, todas de autoria do membro fundador, Marco Donida.

Da forma mais crua e natural possível, as músicas não trazem nenhum efeito de edição. Assim, sente-se com força o rock rápido, impactante e preciso que fez do MATANZA uma das maiores bandas de rock nacional. As músicas foram mais trabalhadas, em melodias mais complexas e bem arranjadas. O que mostra uma evolução natural e, também, por terem sido pensadas para duas guitarras. A temática das músicas seguem o tom sarcástico apresentado em todos os seus trabalhos e o habitual mal humor. Mas, claro, com algumas novidades vindas diretamente do seu “departamento de pesquisa”.

Os ingressos já estão à venda pelo site da Ticket Brasil (https://ticketbrasil.com.br/show/3082-matanza-osasco-sp/) e pontos de vendas autorizados pela empresa. Mais informações no serviço abaixo.

Confira os últimos videoclipes apresentados pelo MATANZA:
"Pior Cenário Posivel": https://youtu.be/woaoMKf7fQY
"O que está feito, está feito": https://www.youtube.com/watch?v=0h7t1MlqxEc
"Conversa de Assassino Serial": https://youtu.be/qCkRSk2r_lU
"Casa em frente ao Cemitério": https://youtu.be/O8tkMLGHvsI

Links relacionados:


Serviço Osasco

Amplitude Produtora & Studio apresenta orgulhosamente Matanza
Show de lançamento do novo CD "Pior Cenário Possível"
Data: Domingo, 23 de agosto
Local: Centro de Eventos Pedro Bortolosso
End: Avenida Visconde de Nova Granada, 513 - Jardim Alvorada, 06194-025
Bandas de abertura: a confirmar
Hora: das 16h às 22h
Censura: Menores de 16 anos poderão entrar acompanhado pelos pais ou dos responsáveis legais maiores de idade* | *Sujeito a alteração judicial.

Valores 1º lote:
Promocional Relâmpago: R$ 30,00 - 31/07
R$ 40,00 (promocional e meia entrada) | R$ 80,00 (Inteira)




Próximas divulgações THE ULTIMATE MUSIC – PR:
07/06 – Machine Head – Via Marquês – SP/SP
13/06 – 1º CONCURSO DE BANDAS 2015 – CE Pedro Bortolosso – Osasco/SP
14/06 – 1º CONCURSO DE BANDAS 2015 – CE Pedro Bortolosso – Osasco/SP
19/07 – Opeth – Carioca Club – SP/SP
08/08 – Taake | Agosto Negro – Clash Club – SP/SP
09/08 – Taake | Agosto Negro – Teatro Odisseia – RJ/RJ
15/08 – The Adolescents – Hangar 110 – SP/SP
23/08 – Matanza – Centro de Eventos Pedro Bortolosso – Osasco/SP
05/09 – Overload Music Festival – Via Marquês – SP/SP
06/09 – Overload Music Festival – Via Marquês – SP/SP
13/09 – At the Gates – Clash Club – SP/SP
12/10 – Blind Guadian + Circle II Circle – HSBC Brasil – SP/SP
17/10 – Skillet – Music Hall – BH/MG
23/10 – Skillet – Vanilla Music Hall – Curitiba/PR
24/10 – CJ Ramone – Hangar 110 – SP/SP
24/10 – Skillet – Audio Club – SP/SP
12/12 – NOFX – Via Marquês – SP/SP
Mais informações em sobre os shows acima em http://theultimatemusic.com.



A/C Costábile Salzano Jr.

"My Best", novo videoclipe da Girlie Hell, estreia neste sábado no Stay Heavy



As quatro metaleiras de Goiânia estão de volta! Estreia na edição deste sábado, 06 de Junho, do programa Stay Heavy, o novo videoclipe da GIRLIE HELL, "My Best" (foto: Flávio Monteiro).

"My Best" é o novo single das garotas e foi gravada no Mr. Som Studio em São Paulo sob produção de Marcello Pompeu e Heros Trench. A masterização foi feita no West WestSide Music nos EUA por ninguém menos que Alan Douches, que já trabalhou com bandas como Mastodon, Cannibal Corpse e Deicide.

As imagens do videoclipe de "My Best" foram rodadas em Atibaia, interior de São Paulo, sob produção da Movie 3 e direção de Mess Santos, que já havia trabalhado com a Girlie Hell em outros dois videoclipes ("Winter" e "Gunpowder") e que também já assinou produções de artistas como Kiko Loureiro, Richie Kotzen, Jota Quest, Eminence, Project 46, etc.

O Stay Heavy dessa semana vai ao ar no sábado às 07h pela Rede NGT (São Paulo e Rio de Janeiro). O programa também será exibido na terça-feira, dia 09, à meia-noite, pela emissora TV Aberta (São Paulo) e no dia 11, quinta-feira, às 23h, na Play TV (para todo Brasil via cabo). Para mais detalhes sobre horários e canais ao redor do país que transmitem o programa, basta acessar o site oficial do Stay Heavy: www.stayheavy.com

Entre outras novidades, as garotas da GIRLIE HELL continuam comemorando a boa recepção de imprensa e público ao seu mais recente trabalho, o compacto em vinil vermelho "Hit And Run" lançado pela Monstro Discos. Em resenhas publicadas, "Hit And Run", que possui apenas duas músicas, recebeu declarações como: "Um dos melhores “pequenos” trabalhos lançados em 2014" (Jornal Notícias do Dia); "Hipnotizante" (Tenho Mais Discos Que Amigos); "Simplesmente sensacional" (Rock On Stage); "Garra e talento inato" (Mondo Pop); "Único e belíssimo" (Heavy And Hell); "...me apaixonei pelo som delas" (Ponto Zero).

No momento a GIRLIE HELL também trabalha no seu já anunciado primeiro DVD, "Get Low - Girlie Hell Unplugged". Como condena o título, o trabalho traz versões acústicas, com novos arranjos, para as músicas do disco de estreia das meninas, "Get Hard" de 2012, além de outras surpresas. 

Gravado ao vivo em estúdio, o DVD está sendo produzido pela Natora Filmes com direção da própria baterista Carol Pasquali, e também conta com as participações especiais de Pedro Bernardi (DRY) e Junior Meomack (Faroeste). "Get Low - Girlie Hell Unplugged" chega às lojas no segundo semestre de 2015.


Mais Informações:



Fonte: Som do Darma
A/C Eliton Tomasi

'Doro Day': evento ocorre neste sábado na Woodstock Discos



Desde a primeira celebração do aniversário da rainha do Heavy Metal mundial, Doro Pesch, ocorrida há três anos no Blackmore Rock Bar (SP), o "Doro Day" passou a ser um evento anual com anuência da própria homenageada. Para este ano, o organizador Marcelo Stefanoni preparou uma surpresa aos fãs da ex-vocalista do Warlock e liberou para visuallização/download o vídeo 'Doro - 30 Years Strong & Proud - Live In Sao Paulo 2014' em alta qualidade. "O vídeo foi liberado hoje por ser o aniversário da Doro Pesch", explica Stefanoni, que apresenta semanalmente o programa Dark 666, da Dark Radio. "Vamos fazer o 'Doro Day 2015' neste sábado (05), a partir das 10h da manhã, na Woodstock Discos. Aguardamos a presença de todos os fãs de Doro para mais uma celebração", acrescentou.


Para ver o vídeo, gravado no show de 8 de março de 2014 no Carioca Club (SP) e produzido pela 3/8 Filmes Do Brasil, acesse:


"Doro Day 2015"
Data: sábado, 05 de junho
Horário: a partir das 10h
Local: Woodstock Discos
Endereço: Rua Doutor Falcão Filho, 155/157/161 - Anhangabaú, São Paulo - SP



A/C Ricardo Batalha

02/06/2015: Metal Media Management




Astafix: confira o tracklist de ‘Internal Saboteur’



Aproximando-se do lançamento de ‘Internal Saboteur’, segundo álbum de sua carreira, o ASTAFIX disponibiliza também o tracklisting do disco.

O álbum conta com treze músicas inéditas, confira a lista das faixas:

Karma Kill
The Scourge
Blood Sun
Doomsday Device
Bad Blood
Disfigured Conscience
Ghosts
Internal Saboteur
Say No!
Help us All
Unknown
The Dome
Traitor

A capa de ‘Internal Saboteur’ também foi apresentada.A arte ficou nas mãos de Marcelo Vasco, responsável por capas de bandas como Machine Head, Soulfly, Dimmu Borgir, Distraught, NervoChaos, etc.



O novo trabalho, sucessor do aclamado ‘End Ever’, foi gravado no estúdio Norcal com produção de Brendan Duffey. Confira um vídeo mostrando um pouco do processo de gravação:


Anteriormente havia sido disponibilizado um teaser do vindouro disco:


Também foi anunciado que ‘Internal Saboteur’ contará com algumas composições do guitarrista Paulo Schroeber, falecido no ano passado.


Sites Relacionados:



Syren: preparando set de músicas acústicas


Os Brazilian Metal Bastards não desligam a Locomotiva e vêm embalados pelo sucesso do lançamento de ‘Motordevil’ para experimentarem novas ideias. Desta vez o grupo filmará algumas músicas em formato acústico.

Serão exatamente quatro músicas que ganharão roupagem e arranjos especiais nas mãos do SYREN. Os vídeos serão gravados em um evento fechado ao público, que já contará com a presença do recém-anunciado guitarrista Leandro Carvalho. Em breve, mais detalhes sobre o evento e o lançamento das músicas.

Essa apresentação contará com a participação do guitarrista Carlos Losch, que também está como convidado em outros shows da banda.

Em paralelo, o SYREN continua divulgando o aclamado ‘Motordevil’, lançado recentemente em parceria com a Shingami Records e que vem colhendo citações de um dos melhores discos nacionais deste ano.


O disco já está à venda. Quem quiser comprar o CD de ‘Motordevil’ pode fazer entrando em contato diretamente com a banda por e-mail ou Facebook. O disco também está disponível nas melhores lojas especializadas e no site da Shinigami:


Confira também a música ‘My Shadow, My Dear Friend’:


Sites relacionados:



HellLight: novo álbum no Brasil pela Mutilation e Rússia pela Solitude


Depois de anunciar o novo álbum, ‘Journey Through Endless Storms’, o HELLIGHT informa que o disco será lançado no Brasil por um dos mais importantes selos do país: Mutilation Records. Na Rússia, o grupo mantém contrato com o selo Solitude Records.


Sediada em São Paulo, a gravadora sempre foi reconhecida por trazer ao país grandes nomes da música extrema mundial e sempre investiu pesado em bandas do Brasil e agora lançará, depois de muito tempo seu uma versão nacional, o novo álbum do HELLIGHT.

‘Jorney Through Endless Storms foi gravado no estúdio Hell Inc e produzido pelo próprio vocalista e guitarrista Fabio de Paula. Esse novo trabalho marca também a nova formação do grupo.

A arte da capa ficou por conta do artista Rodrigo Bueno, que também é editor do site Funeral Wedding.


Sites Relacionados:



Life In Black: gravação do instrumental está finalizada


Está finalizada a gravação de toda a parte instrumental do novo material do LIFE IN BLACK, ainda sem título revelado.

A banda agora parte para as gravações dos vocais, que tem previsão de término para os próximos dias.

“As gravações do instrumental fluíram muito bem e estamos bem satisfeitos com todo o entrosamento da banda. Estamos ansiosos para ver o material finalizado mas com os pés no chão para não fazer nada correndo”, comenta a banda.

Confira dois vídeos das gravações das guitarras:



Anteriormente dois vídeos das gravações do baixo haviam sido disponibilizados:



Conforme noticiado, o LIFE IN BLACK está gravando no estúdio Sign of Sanity em São Paulo. Estúdio este capitaneado pelo músico q produtor Marco Alexandre, que, além de tocar com o LIFE IN BLACK e produzir, também comanda as guitarras e vocais do Poseidon.

Para conhecer a banda, o LIFE IN BLACK disponibilizou a Demo ‘Deviations of Human Mind’, que conta com duas músicas ‘Solitary’ e ‘Useless Gold’, para audição e download gratuito.

Para ouvir, visite:



Sites relacionados:



Chafun Di Formio: EP ‘Pague Dez e Vá Pro Céu’ disponível gratuitamente


Uma das revelações do cenário mineiro, a banda CHAFUN DI FORMIO da cidade de Ituiutaba, está disponibilizando seu debut EP para download gratuito.

Sob o título de ‘Pague Dez e Vá Pro Céu’, o trabalho lançado no ano passado colocou o grupo em evidência, não apenas em sua região, mas vem aos poucos mostrando toda a atitude do CHAFUN DI FORMIO por todo o território.

O EP foi lançado em parceria com o selo Wolves Cave Records e gravado no Chederrecords Studios, com mixagem e masterização de Rodrigo Nepomuceno. A arte da capa ficou por conta de Arth Silva.

Para baixar gratuitamente o EP, clique:


Do trabalho também foi retirado um videoclipe para a música ‘Minha Toada’, assista:



Sites relacionados:



Rhestus: mais de 20 anos de Thrash Metal registrados em DVD


Recentemente o RHESTUS lançou o DVD ‘Games At War’ para celebrar os mais de 20 anos de carreira da banda.

O DVD foi fruto de um esforço massivo da banda em conjunto com os fãs, que compraram o trabalho antes mesmo dele ficar pronto, para que o grupo pudesse levantar o valor da prensagem.

E tanto esforço tem sido reconhecido. Desde que foi lançado, o DVD tem recebido excelentes críticas da mídia especializada. O respeitadíssimo site Metal Samsara comentou “é ótimo saber que o quarteto não cede, continua na luta. E ficamos felizes em saber que bandas como o RHESTUS estão no front, assegurando que o Metal nacional é de qualidade. Ótimo trabalho, sem sombra de dúvidas” (http://goo.gl/HMYCFu).

O site Arte Metal também foi enfático nos elogios à banda “o Rhestus é um dos maiores nomes do Metal catarinense e tem seu espaço já conquistado dentro do Thrash Metal nacional. São mais de 20 anos de carreira celebrados nesse lançamento histórico que, além de shows, é recheado com entrevista, cenas de backstage, clipe e muito mais” (http://goo.gl/PHxnLe), e o Heavy Metal Brasil completa “este é um trabalho de alta qualidade que faz jus a belíssima história desta banda veterana que ainda tem muita lenha pra queimar em prol do metal nacional” (http://goo.gl/e1ppbC).

Do DVD foi retirado um videoclipe para música ‘Bullet In Point’.


O trabalho já está a venda diretamente com a banda por e-mail, pelo Facebook oficial e futuramente pelo site da banda. Lojistas e Distros interessados, a banda tem valores especiais para parcerias.


Sites Relacionados:



Individual: novo EP disponível no Bandcamp


O INDIVIDUAL anuncia que seu novo EP “Worst Case Scenario” está disponível para audição e venda digital no Bandcamp: https://individualmetal.bandcamp.com/

Este é o primeiro trabalho oficial da banda, que buscou em suas composições associar alta qualidade, técnica, velocidade e peso.

O trabalho também pode ser ouvido via streaming de forma gratuita pelo canal do grupo no You Tube:


‘Worst Case Scenario’ foi gravado no estúdio Casanegra com produção de Rafael Augusto Lopes (Torture Squad, Imminet Attack, Lothlöryen). Já a capa ficou por conta do artista Gustavo Sazes (Morbid Angel, Arch Enemy, Angra). O EP deve ganhar também uma edição física. Em breve uma data concreta será anunciada.

Nesta sexta-feira, dia de junho, a banda lançará também seu primeiro lyric video para a música ‘This Synthetic Joy’. Para acompanhar o lançamento, visite e curta a fanpage do grupo no Facebook:



Sites Relacionados:



Lothlöryen: concorra a dois kits da banda!


Desde que o LOTHLÖRYEN liberou a capa de seu novo álbum na página do Facebook, muitos comentários têm surgido sobre quais são os personagens representados na capa.

Por conta disso, a banda liberou uma promoção: Adivinhe todos os personagens e concorra a dois kits da banda.

– Para participar, basta compartilhar e curtir o post original da promoção (linkado abaixo) e enviar a lista dos personagens (em ordem da esquerda para a direita) para o e-mail lothloryen.oficial@gmail.com


– Fiquem ligados nas dicas que a banda publicará a partir de hoje sobre cada um dos personagens.
– Promoção válida até 30 de junho, restrita a 1 Kit por participante.

Confira a capa:


Intitulado ‘Principles of a Past Tomorrow’, o disco foi gravado no Bar dos Bardos Studios (Poços de Caldas-MG) e Jack Studios (Machado-MG). O álbum foi produzido por Leko Soares e Tim Alan e a mixagem e masterização ficou por conta de Thiago Okamura (Dr. Sin, Shaman, Bittencourt Project) do To-Mix Studios (SP). A capa, já apresentada, foi feita pela artista Gio Guimarães e representa o conceito lírico abordado, além de indicar novidades que os ouvintes encontrarão nesse novo material.

Sobre o processo de gravações, o guitarrista Leko Soares comenta:

“Foi um longo período até aqui. Nesse tempo, recusamos inúmeros convites para shows pois nos dispusemos a mantermos foco total no projeto. Os sacrifícios valeram a pena e embora soe clichê, afirmo que não resta dúvidas entre a banda sobre o trabalho especial que criamos aqui. Produzimos nosso melhor álbum, não só musicalmente falando, mas também no que diz respeito ao conceito lírico que entrelaça todo o trabalho. Sabemos que é nosso trampo mais ‘difícil’ e por isso pedimos aos ouvintes que deem uma chance às músicas e ao conceito de maneira uniforme, pois não enxergamos as fronteiras entre um e outro”.

1 – …a Journey Begins
2 – Heretic Chant
3 – God is Many
4 – Time Will Tell
5 – Manipulative Waves
6- Night is Calling
7 – And Dowland Plays
8 – The Convict
9 – The Quest is On
10 – Who Made the Maker?
11 – The Law and the Insider
12 – Wavery Times

Viabilizado por uma campanha bem sucedida de financiamento coletivo, o álbum será lançado no dia 30 de junho e em breve a banda trará mais informações sobre o conceito de ‘Principles of a Past Tomorrow’.

Confira todas as prévias já liberadas:


Curtiu os teasers e quer um pouco mais? Ouça o primeiro single retirado do trabalho:


Sites Relacionados:



Fonte: Metal Media

Psychotic Eyes na Revista Roadie Crew




Está nas bancas a edição #196 da revista Roadie Crew, a principal publicação impressa especializada em rock e heavy metal do Brasil. Nesta edição correspondente ao mês de Maio de 2015, Dimitri Brandi, vocalista e guitarrista da banda de death metal progressivo PSYCHOTIC EYES, é o músico participante da seção Blind Ear, uma das mais conhecidas da publicação. Dimitri saiu-se muito bem ao adivinhar, logo de primeira, músicas e álbuns de bandas como Marillion, Orphaned Land, Behemoth, Paradise Lost, entre outras que, certamente, estão entre as influências do músico.

Falando nisso, o PSYCHOTIC EYES continua em estúdio dando os toques finais nas gravações de "Olhos Vermelhos", o primeiro disco acústico de death metal da história que o grupo pretende lançar ainda esse ano.

"Olhos Vermelhos" está sendo gravado no estúdio HBC Records em Guarulhos/SP com produção de Humberto Belozupko. O disco reunirá duas faixas inéditas, "Olhos Vermelhos" - baseado num poema de Luiz Carlos Barata Cichetto - e "Memento Mori". Também farão parte do álbum, em novos arranjos, "The Hand of Fate" - música presente no álbum de estréia do PSYCHOTIC EYES autointitulado - além de "Life" e "Dying Grief", ambas do segundo álbum de estúdio, "I Only Smile Behind The Mask" (2011).

"As gravações estão sensacionais, o material vai ficar fantástico", diz eufórico Dimitri Brandi. "Só estão demorando mais do que o previsto, pois gravar death metal no violão está se mostrando uma tarefa muito mais difícil do que o esperado. Como o violão é um instrumento acústico, tudo o que fazemos é captado pelo microfone. Um guitarrista e um baixista acostumados a "descer o braço" nas cordas apanham um pouco, pois produzimos muitos ruídos cavernosos que não soam bem na gravação. Isso tem feito o processo demorar um pouco mais do que seria uma gravação com instrumentos elétricos, mas o resultado está ficando surpreendente".

Datas de lançamento, formatos e plataformas de distribuição de "Olhos Vermelhos" serão divulgados em breve. 

Mais Informações: 




Fonte: Som do Darma
A/C Eliton Tomasi

Krisiun e Mork invadem o Roça ‘n’ Roll neste sábado



Bandas trazem o melhor do metal extremo nacional – fotos: divulgação

O interior do Estado de Minas Gerais recebe neste final de semana a 17ª edição do renomado festival Roça ‘n’ Roll. O evento, que sempre reúne grandes nomes do metal nacional e internacional, acontece neste sábado (06/06), na Fazenda Estrela, em Varginha (MG).

Este ano, o Roça ‘n’ Roll contará a apresentação de dois grandes representantes do metal extremo brasileiro: Krisiun e Mork. O lineup do festival também tem nomes como Pain of Salvation, Tuatha de Danann, Dark Avenger, Worst, Noturna, entre outros. Mais informações estão disponíveis em www.rocainroll.com.

O Krisiun é atualmente o principal nome do heavy metal brasileiro no exterior e foi recentemente confirmado no evento justamente para substituir os poloneses do Vader, que tiveram toda turnê pelo Brasil adiada para o final deste ano.

Recentemente, Alex Camargo (baixo/vocal), Moyses Kolesne (guitarra) e Max Kolesne (bateria) encerraram o processo de gravação do seu tão aguardado próximo disco de inéditas, na Flórida (EUA), ao lado do renomado produtor Erik Rutan (Hate Eternal, Morbid Angel, Cannibal Corpse, Nile, Six Feet Under, Malevolent Creation, Madball, Agnostic Front). 

Enquanto o sucessor do aclamado álbum “The Great Execution” não é lançado, o power trio segue na estrada já se preparando para mais uma longa tour pela Europa. Com uma infindável lista de hits como “Kings of Killing”, “Bloodcraft”, “The Will to Potency”, “Blood of Lions”, “Combustion Inferno” e “Vicious Wrath”, e diversos álbuns que se tornaram clássicos como “Black Force Domain” (1995), “Apocalyptic Revelation” (1998), “Bloodshed” (2004), “Southern Storm” (2008) e “The Great Execution” (2011), há muito tempo, se estabeleceu como um fenômeno global no mundo da música extrema. Existe a possibilidade de uma música do novo álbum figurar no repertório desta exibição.

Já o Mork, com apenas nove anos de carreira, vem se tornando um dos nomes mais respeitados do heavy metal brasileiro. Reconhecida como uma das últimas revelações do cenário nacional, a banda liderada por Samhen (guitarra/vocal) e Foizer (guitarra) está promovendo o elogiado novo álbum “Awake”.

Este trabalho traz dez majestosas e imponentes composições, tendo o Black Metal como base estrutural, aliado às influências de temas filosóficos. Lançado em novembro de 2014, a distribuição deste disco esta sob a responsabilidade da Voice Music, garantindo o produto nas principais lojas especializadas e mega stores do país.

A qualidade do black metal sinfônico executado pelo grupo lhes rendeu a alcunha de “o Dimmu Borgir brasileiro”. Tais comparações acabaram por aumentar o número de fãs e consolidar o nome do Mork no cenário nacional.

Fundada na capital federal Brasilia, em 2006, o Mork já lançou três elogiados trabalhos: o EP "Preposterous" (2006), "Exemption" (2010) e “Awake” (2014). Ao longo dos anos, a banda vem colecionando boas críticas e chamando a atenção do mercado europeu, principalmente após shows ao lado de grandes nomes como Mayhem e Marduk.

Recentemente, o Mork lançou videoclipe para o single “Infirmita Carnis”. Confira o video em http://youtu.be/3kw7wl8YdjE.

Links relacionados:

Próximas divulgações THE ULTIMATE MUSIC – PR:
07/06 – Machine Head – Via Marquês – SP/SP
19/07 – Opeth – Carioca Club – SP/SP
08/08 – Taake | Agosto Negro – Clash Club – SP/SP
09/08 – Taake | Agosto Negro – Teatro Odisseia – RJ/RJ
15/08 – The Adolescents – Hangar 110 – SP/SP
23/08 – Matanza – Centro de Eventos Pedro Bortolosso – Osasco/SP
05/09 – Overload Music Festival – Via Marquês – SP/SP
06/09 – Overload Music Festival – Via Marquês – SP/SP
13/09 – At the Gates – Clash Club – SP/SP
12/10 – Blind Guadian + Circle II Circle – HSBC Brasil – SP/SP
17/10 – Skillet – Music Hall – BH/MG
23/10 – Skillet – Vanilla Music Hall – Curitiba/PR
24/10 – CJ Ramone – Hangar 110 – SP/SP
24/10 – Skillet – Audio Club – SP/SP
12/12 – NOFX – Via Marquês – SP/SP
Mais informações em sobre os shows acima em http://theultimatemusic.com.



A/C Costábile Salzano Jr.

Scars From The Last Fight realizará festa de lançamento de debut CD




O SCARS FROM THE LAST FIGHT, banda paulista que representa o novo metalcore brasileiro, recentemente lançou seu debut álbum auto-intitulado e está preparando uma festa de lançamento.

O grupo fará um pocket show dia 27 de junho para apenas 20 convidados, e durante a apresentação, os fãs poderão interagir com bate papo e perguntas para os integrantes.

O evento terá cobertura feita pela própria produção da banda, que lançará posteriormente um breve documentário.

Para participar, é necessário se inscrever por e-mail.

Serviço:
Pocket Show - Scars From The Last Fight
Data: 27/06/2015 às 19h00
Local: Estúdio E-Brasil, Rua Major Ayres 238, Caraguatatuba (SP)

Lembrando que recentemente o SCARS FROM THE LAST FIGHT disponibilizou o álbum completo para download em seu site oficial, e para fazer o download do conteúdo basta acessar www.scarsfromthelastfight.com .



Makinária Rock – Ao Vivo na Cidade Rock

Selo: Independente
Nacional
Nota: 8,0/10,0

Por Marcos “Big Daddy” Garcia




Bem, Metal e Rock’n’Roll possuem similaridades interessantes no tocante ao cenário: muitas bandas ainda vivem no underground, sem apoio da grande mídia (TVs e jornais de maior expressão), e lutando com as dificuldades em fazer shows. Sim, apesar de tudo, ambos os estilos ainda carecem muito de atenção (mesmo de muitos fãs, que vivem apenas do olho nos aviões vindos de EUA e Europa). Mas isso não quer dizer que nada é feito, muito pelo contrário: um número absurdo de iniciativas ocorre longe dos olhos da maioria das pessoas. E uma muito boa é do quarteto MAKINÁRIA ROCK, de São Paulo, que acaba de lançar o disco ao vivo “Ao Vivo na Cidade Rock”.

O quarteto mostra a força de seu Rock’n’Roll cru e direto, cheio de energia e muito peso, que deixaria muitos fãs de música mais acessível de cabelos em pé. Se não chega a ser inovador e nem quer mudar as regras do jogo, aglutina valor por ser algo mais pessoal do grupo. Vocais fortes e bem espontâneos, riffs azedos e diretos, baixo e bateria com peso, formando uma cozinha rítmica empolgante. E tudo isso em uma música mais simples e sem firulas, mas envolvente e ganchuda.

Se perguntarem o que temos em termos de sonoridade, aqui a coisa é crua e densa, longe de ser uma superprodução sonora. Não, aqui a coisa é ao vivo, direta e crua, com as deficiências e virtudes de um disco do tipo feito no underground. Mas é justamente por isso que o disco tem seu valor e charme: somente quem conhece o cenário fora do mainstream é capaz de compreender. E esta gravação ao vivo, feita em Osasco, mostra a potência sonora do quarteto.

Makinária Rock (formação atual)
O quarteto é uma máquina ao vivo, destilando músicas intensas, cuja qualidade supera as deficiências de uma gravação ao vivo, e fazem o saldo ser positivo. E o MAKINÁRIA ROCK sabe como fazer a coisa, e muito bem. Disso, eles entendem bem!

Não tem como não destacar a crueza e força de canções como “Makinária Rock”, “Magrela” ou “Cidade Rock”, que estão presentes no CD “Cidade Rock” (e nessa última canção, a querida São Paulo é reverenciada por seus méritos ao ser a cidade que abraçou o Rock’n’Roll há muitos anos, sem desmerecer outras cidades de nosso país), as espontâneas “Valeu a Pena” e “Cansado” (do primeiro CD do grupo, “Makinária Rock”), além da nova “Eleição ou Gozação” (que estará no próximo Cd do grupo, e que já mostra uma maior diversidade, sem descaracterizar o som cru da banda), e da versão para “Deus Salva o Rock Alivia” do MADE IN BRAZIL, grupo seminal do Rock brasileiro.

O CD é muito bom, diversão garantida e certa, e que está disponível para download gratuito aqui.

Essa máquina de Rock não pode parar, e “Ao Vivo na Cidade Rock” serve como agradecimento aos ex-membros Marcelo Ladwig e Luis Takeo, que deram sua contribuição para a história do grupo.





Tracklist:

01. Makinária Rock
02. Magrela
03. Cidade Rock
04. Deus Salva o Rock Alivia
05. Eleição ou Gozação
06. Hora de Pico
07. Rock’n’ Roll
08. Valeu a Pena
09. Não Quero Saber
10. Cansado


Banda:

Carlos Digger – Vocais
Luis Takeo – Guitarras 
Renato Prata – Baixo
Marcelo Ladwig – Bateria 


Contatos:

Armored Saint – Win Hands Down (CD)

Importado
Nota 10,0/10,0

Por Marcos "Big Daddy" Garcia



A cena dos EUA no início dos anos 80 deu origem a muitas bandas que, hoje, mesmo sem terem todos os holofotes voltados a eles, continuam fazendo trabalhos excelentes. E estamos falando de uma cena em que os titãs Norte Americanos andam muito mal das pernas, alguns até se distanciando do Metal. E um nome que merece muito mais exposição é o dos veteranos do ARMORED SAINT, banda de Los Angeles (CA), que enfim retoma a artilharia pesada com o perfeito e maravilhoso “Win Hands Down”, recém lançado.

O quinteto é uma banda clássica, fazendo aquilo que muitos chamam de “American Heavy Metal”, ou seja, o bom e velho Metal tradicional com um enfoque um pouquinho mais agressivo que o seu irmão bretão, mas cheio de melodias e técnica (duas características marcantes da escola Norte-Americana do Metal), embora certo toque de modernidade esteja presente. Os “Saints” enfrentaram enormes desafios nesses muitos anos de carreira, e apesar das muitas dificuldades que enfrentaram, dos dois hiatos 1992-1999 e 2003-2006, continuam na luta. John Bush é um dos melhores (se não for o melhor) vocalista americano em atividade, com uma voz bem pessoal e um estilo inconfundível, fora uma interpretação perfeita e uma dicção clara. A dupla de guitarras de Phil Sandoval e Jeff Duncan é uma autêntica muralha de riffs poderosos, solos melodiosos bem caprichados, e ótimos duetos à lá MAIDEN/PRIEST. Joe Vera continua com seu estilo técnico e pesado de tocar baixo, com vários momentos brilhantes. E Gonzo Sandoval mantém a mesma pegada pesada de sempre, formando com Joe uma cozinha rítmica pesada e azeda, guiando os andamentos do grupo muito bem. E esses cinco “Santos” mostram a diferença entre um puro-sangue do Metal anos 80 e aqueles que apenas clonam a época, e que não possuem alma. É ouvir e perceber a diferença, que é gritante.

Produzido por Joey Vera e mixado por Jay Ruston (que já fez trabalhos para ANTHRAX, STEEL PANTHER, STONE SOUR, entre outros), não há o que falar além de: claro e pesado. Tudo em seus devidos lugares, timbres perfeitos. A capa, um trabalho fotográfico incrível, que possui um mini documentário no Youtube (https://www.youtube.com/watch?v=pl0gOQx3cTo), ficou ótima, expondo bem a idéia do título.

Armored Saint
Falar do lado musical dos Santos de Armadura nunca é difícil, mas muito menos é simples: as composições são fortes, pesadas, com belas linhas melódicas, soando como um todo (apesar do nível técnico do grupo ser ótimo), com arranjos refinados, mas em nada deixamos de sentir que a pregação desse Santo do Metal deixa de ser espontânea. O CD ainda tem as participações de Eric Ragno no piano e teclados, e Pearl Aday nos vocais em “With a Full Head of Steam”. Assim, a mensagem deles é simples: We’re Metal, then, BANG YOUR FUCKING HEAD!

Gonzo, Phil, Jeff e Joe já dão as cartas do jogo no noise que dá partida à “Win Hands Down”, faixa do vídeo de divulgação, que é pesada e melodiosa nas medidas certas, com belíssimos vocais de John (quanto mais velho, mais ele canta! A diversidade de tons dele é fantástica), e guitarras perfeitas (solos, duetos, bases, tudo muito bem feito). Em “Mess”, o andamento não é tão rápido, mas pesado, trabalhado e intenso, mostrando que Gonzo e Joe se entendem perfeitamente (e vejam que a técnica de ambos é ótima), fora um refrão muito empolgante. Um pouco mais melodiosa e com pegada moderna é “An Exercise in Debauchery”, mas sem perder a força do estilo do quinteto (reparem o jeitão clássico das guitarras, com solos ótimos). Mostrando um lado mais climático, intenso e refinado, temos “Muscle Memory”, alternando momentos mais melodiosos e etéreos com outros mais pesados, dando destaque aos vocais. Outra pedrada intensa é “That Was Then, Way Back When”, com refrão e backing vocals ótimos, em um andamento sinuoso e recheado de guitarras abrasivas (Phil a Jeff realmente podem ser considerados uma das melhores duplas de guitarras atualmente), mais a presença de certa aura moderna. Também com uma pegada um pouco atualizada, mas cheia de elementos do Hard’n’Heavy clássico, temos “With a Head Full of Steam”, faixa vibrante e com um trabalho de baixo perfeito e bem evidente. Entremeada por momentos pesados e brutos com algo mais introspectivo (e reparem como a voz de John se sai bem em momentos mais amenos, com um belo trabalho de violão), tempos “In An Instant”, cheia de solos com muito feeling e andamento instigante. “Dive” é mais soturna, com bela presença de piano e teclados, uma linda balada, mais comercial, mas perfeita, espontânea e elegante. Em “Up Yours”, que encerra o CD, temos outra canção muito intensa e pesada, mas com belas melodias nas guitarras, muito peso na base rítmica, vocais muito versáteis e grandes backing vocals. 

Se você é daqueles que acha que o grupo nunca igualaria “Symbol of Salvation”, de 1991, é bom rever seus conceitos, pois “Win Hands Down” chegou para derrubar esta idéia saudosista sem nexo, além de tomar para si um lugar entre os melhores discos do ano.

SAINTS WILL ALWAYS CONQUER!



Músicas:

1. Win Hands Down
2. Mess
3. An Exercise in Debauchery
4. Muscle Memory
5. That Was Then, Way Back When 
6. With a Head Full of Steam 
7. In an Instant 
8. Dive
9. Up Yours


Banda:

John Bush – Vocais 
Phil Sandoval – Guitarras 
Jeff Duncan – Guitarras 
Joe Vera – Baixo 
Gonzo Sandoval – Bateria 


Contatos:

Finita – Voices from Sanatorium (CD)

Independente
Nota 8,0/10,0

Por Marcos "Big Daddy" Garcia



Após uma grande explosão do chamado Metal Sinfônico na primeira metade da década passada, o gênero voltou ao underground. Óbvio que isso não significa que boas bandas não possam mais surgir nessa vertente. Não há proibições nesse aspecto, e de vez em quando, algumas bandas muito boas surgem nessa linha, como a banda FINITA, um quinteto que vem de Santa Maria, tradicional cidade roqueira no RS, e chega com seu primeiro trabalho, “Voices from Sanatorium”.

O diferencial da banda é que, mesmo usando um enfoque que mistura Sinfônico com Gothic Metal, temos o uso de vocais femininos ora mais macios, ora mais fortes e mesmo guturais, fora a inclusão de passagens de gêneros que não fazem parte do Metal (como o trecho de música espanhola em “Origin Lost”). A banda mostra-se que possui muito a dar ao cenário nacional, mas mesmo assim, já mostra um nível de qualidade muito bom, com vocais ótimos e diversificados, um trabalho de guitarras de cair o queixo (como bases e solos ótimos), baixo e bateria com equilíbrio entre técnica e peso, e teclados criando boas passagens e dando um toque de requinte ao disco. E o resultado é muito positivo.

Finita
A qualidade da gravação é boa, mas deixa um pouco a desejar em alguns pontos. Ela soa abafada e seca demais, mas lembremos que o quinteto bancou tudo. Óbvio que isso não chega a atrapalhar a compreensão do que eles fazem, apenas poderia ser melhor.

Boa dinâmica de andamentos, trabalho instrumental bem feito, o FINITA mostra bastante talento. E o talento latente da banda fica evidente em canções como “Blind Greed” (ver o contraste ente os vocais operísticos e guturais é ótimo, fora um trabalho de guitarras muito bom), a mais energética e um pouco mais agressiva “The Other Face” (outra com ótimas guitarras, fora a alternância de momentos pesados com outros mais suaves), a mais melodiosa e bela “Perspective”, e a técnica e pesada “Voices from Sanatorium” (um show de baixo e bateria, com belo acompanhamento dos teclados, guiando bem a canção).

Como dito acima, o FINITA pode render ainda mais, pois tem muito potencial. Mas “Voices from Sanatorium” é uma estréia muito boa, e pode ser baixado gratuitamente aqui, pois foi liberado pela banda.



Músicas:

1. Blind Greed
2. The Other Face
3. Origin Lost
4. Perspective
5. Awake
6. Voices from Sanatorium
7. Beyond the Mist
8. Vazio


Banda:

Luana – Vocais 
Portela – Guitarras
Allison – Baixo
Guilherme – Teclados 
Splinter – Bateria 


Contatos: