21 de abr de 2014

Voodoopriest: band releases song about a Brazilian Indian on Indian’s Day




In celebration of Indian’s Day in Brazil, VOODOOPRIEST released a Single of their first album. The song is called "Mandu", title track of the conceptual record that tells the true story of Mandu Ladino, an indigenous hero that resisted to the annihilation of indigenous tribes by the Portuguese colonizers in the 18th Century. The single is available for free download at the band’s official website (www.voodoopriest.com.br).

"The history books used in our schools rarely show the indian as a hero. We see colonizers as heroes and priests as saints, but they never praise the natives, even when they are only defending their lands and families. Mandu Ladino was a true Brazilian hero, and we hope, with this release on Indian’s Day, to pay homage to this great indian of our history," says vocalist Vitor Rodrigues.

VOODOOPRIEST is a Brazilian Thrash Metal band formed by Vitor Rodrigues (vocals), Covero (guitar), Renato De Luccas (guitar), Bruno Pompeo (bass) and Edu Nicolini (drums). The record was produced by Brendan Duffey and Adriano Daga from Norcal Studios, in São Paulo, and will be released in the first semester of 2014.

See the lyric video for "Mandu":


Voodoolinks:


Source: Voodoobook

Voodoopriest: banda lança música sobre indígena brasileiro no Dia do Índio




Em comemoração ao Dia do Índio, o VOODOOPRIEST lançou no sábado, 19 de Abril, um Single de seu primeiro álbum. A música se chama "Mandu", faixa título do disco conceitual que conta a história verídica de Mandu Ladino, um herói indígena que resistiu à aniquilação das tribos indígenas pelos colonizadores portugueses no estado do Piauí no século 18. O single está disponível para download gratuito no site da banda (www.voodoopriest.com.br).

"Poucas vezes os livros de história usados nas escolas mostram o índio como herói. Vemos bandeirantes assassinos como heróis e jesuítas como santos, mas não é dado valor ao índio brasileiro, mesmo quando ele está apenas defendendo suas terras e suas famílias. Mandu Ladino foi um verdadeiro herói brasileiro, e esperamos, com este lançamento, homenagear no Dia do Índio este grande indígena de nossa história", diz Vitor Rodrigues.

VOODOOPRIEST é formado por Vitor Rodrigues (vocais), Covero (guitarra), Renato De Luccas (guitarra), Bruno Pompeo (baixo) e Edu Nicolini (bateria). O disco Mandu foi produzido por Brendan Duffey e Adriano Daga do estúdio Norcal, em São Paulo, e tem previsão de lançamento no primeiro semestre.

Ouça a música aqui:


Voodoolinks:


Fonte: Voodoobook

Resenha: Executer - Helliday (CD)

Nota 10/10

Por Marcos "Big Daddy" Garcia


E como dizia um velho bordão dos anos 80, o tempo passa, o tempo voa, mas a música do EXECUTER continua muito boa. Que o diga "Helliday", seu disco mais novo que acaba de sair pela Kill Again Records, e é um murro nos tímpanos, uma aula de como ser Thrash Metal até a alma!

Sim, o quarteto de Thrash Old School de Amparo (SP) continua tão furioso e raivoso como sempre, mas o som do grupo está ainda mais encorpado do que é ouvido em "Welcome to Your Hell", de 2006. Ou seja, a velha fúria Thrasher do anos 80 ainda está presente no quarteto, mas já se nota uma bela evoluída. Os vocais continuam extremamente rasgados (e ótimos, diga-se de passagem), os riffs estão ainda mais densos, trabalhados e furiosos que antes (e muito bem acompanhandos de solos inspirados), e a cozinha do grupo está um pouco mais trabalhada, pois a bateria está bem compassada e com algumas viradas mais técnicas. Mas não se preocupem: quem é fã, vai continuar gostando, e quem ainda não é, vai passar a ser.

Produzido pelo próprio grupo e gravado nos Pínola Estúdios, tendo a mão de João Paulo Pínola na mixagem e masterização, e o trabalho do grupo ganhou uma gravação bem limpa e que deu volume sonoro ao grupo, mas sem obliterar o peso da banda ou diminuir sua agressividade. Está tão boa que os arranjos do grupo estão claros, ao mesmo em que os timbres secos que eles usam nas guitarras estão bem cheios. E assim, criaram um disco fantástico, e que vai pintar como favorito de muitos em 2014, com certeza!

Executer
O EXECUTER mostrou que não só sabe evoluir sem abrir mão de suas convicções sonoras, mas que consegue mesclar um Thrash na veia da escola alemã com a qualidade necessária, aparentemente houve não só espontaneidade em criar as oito faixas do CD, mas ao mesmo tempo, um esmero em cuidar dos arranjos e preocupação no acabamento de cada uma delas. E todos ganham com isso. A parte artística feita por Giovanna Guimarães (capa) e Alcides Burn (layout) ficou bem voltada aos anos 80, mas já mostra alguma lapidação, um esmero, como se buscando transparecer claramente a música que ela envolve, dando ao fã uma dica do que está por vir.

O disco já abre com a furiosa e ganchuda "Helliday" (onde as guitarras mostram sua fúria em riffs insanos, e o baixo aparece em momentos brilhantes), enquanto em "4:00 A.M. (Insomnia)" e "No Sense" (com um pouco mais cadenciado e intenso) mostram faixas com boas melodias nas guitarras e excelentes vocais, mais arranjos muito bons.  Em "Damn Speech", temos uma faixa com andamento moderado, novamente com os vocais preenchendo bem todos os espaços e riffs de cair o queixo. Em "Brain Wash Machine", baixo e bateria dão uma aula de técnica e coesão, em uma canção que beira o Crossover em alguns momentos, enquanto "Hangover" é daquelas que causam muito stagedive sem esforço, com seu andamento ganchudo e suas bases de guitarra bem chapantes. "Deadly Virus" é uma canção mais veloz e dinâmica, que exige bastante da bateria devido ao trabalho nos bumbos, ao mesmo tempo em que os vocais "petrozzianos" fazem a festa, fora os ótimos backing vocals. Já "The Big Pocket of the Shark" é uma cuturnada na boca do estômago bem dada, e vai causar torcicolos por dias em muito, devido ao uso e abuso de riffs bem feitos e ótimas vocalizações.

Parabéns a Juca, Elias, Paulo e Béba por um excelente trabalho, e que vai ficar nos CD players de muitos por dias a fio. No do Pai Marcão aqui, é certo, pois "Helliday" é aquele tipo de disco que realmente vai direto ao coração sem esforços!



Tracklist:

01. Helliday  
02. 4:00 A.M. (Insomnia)  
03. No Sense  
04. Damn Speech  
05. Brain Washing Machine  
06. Hangover  
07. Deadly Virus  
08. The Big Pocket of the Shark


Banda:

Juca - Vocais
Elias - Guitarras
Paulo Castro - Baixo
Béba - Bateria


Contatos:

Metal Media (Imprensa)

Envoke: assista Lyric Video de “Killing Christ” produzido pela Arte Master




A Arte Master teve o seu início com alguns trabalho em 2013,  em menos de um ano já se tornou profissional e em 2014 vem atraindo bandas estrangeiras, já existe uma demanda de bandas da Europa e as bandas de Metal e Rock da América Latina também podem contar com os trabalhos desta nova produtora de clipes e com especialização em Lyric Video, no qual vem mantendo notas e criticas elevadas, sempre superando as expectativas de seus clientes. Entre em contato e faça orçamento sem compromisso, pois a empresa está aberta a novos projetos.

"Nesta nota, a Arte Master tem o orgulho de apresentar o trabalho realizado para a banda ENVOKE, que aliada a seu ótimo e técnico som, vem com esse trabalho recheado de criatividade e profissionalismo." Alex Chagas



Criação e arte:

ARTE MASTER

Produção do Vídeo: • Arte Master •



Fones:+55 (016) 99200-6869 Jardinópolis-São Paulo +55 (091) 8190-0837 Belém, Pará 



A Blog'n'Roll orgulhosamente apresenta: Uriah Heep no Rio de Janeiro




A Blog'n'Roll Produções tem o orgulho de anunciar a apresentação do lendário grupo inglês URIAH HEEP, um dos mais importantes para a consolidação do Heavy Metal e Hard Rock no mundo inteiro, que possui mais de 40 anos de carreira e clássicos discos como "Look at Yourself", "Demons and Wizards", "Sweet Freedom", "Fallen Angel" e tantos outros, no Rio de Janeiro.


Aproveitando o momento para divulgar o novo álbum "Outsider", que será lançado em junho deste ano pela Frontiers Records no exterior, e capitaneados pelo veterano Mick Box (guitarras), Berniwe Shaw (vocais), Davey Rimmer (baixo), Russell Gilbrook (bateria, percussão), e Phil Lanzon (teclados), o quinteto irá estar mais uma vez em tour pelo Brasil, e depois de alguns anos, retornam às terras cariocas, em um set que irá abranger músicas de toda a sua longa carreira.

Mais informações em breve.

Ouça a faixa "Nail on the Head", do disco "Into the Wild":



SERVIÇO:
A Blog'n'Roll Produções orgulhosamente apresenta Uriah Heep no Rio de Janeiro

Local: Teatro Rival Petrobras
End: Rua Alvaro Alvim, sem número (subsolo), Cinelândia
Data: 21 Maio 2014
Abertura da casa: 18:30
Show de abertura: 19:30
Atração principal: 20:30
Classificação etária: 16 Anos

Pista:
R$240,00 (inteira)
R$120,00 (Estudante / idoso / professor da rede Municipal)
R$120,00 (Antecipada até um dia antes do show)

Mezanino:
R$300,00 (inteira)
R$150,00 (Estudante / idoso / professor da rede Municipal)

Vendas online (com taxa de conveniência)

Página do evento no Facebook: Uriah Heep no Rio de Janeiro



Resenha: Hicsos - Circle of Violence (CD)

Nota 9,5/10

Por Marcos "Big Daddy" Garcia


Fazer Thrash Metal no Brasil nunca foi algo lá muito simples, pois além de ser uma escola tradicional em nosso país, o número de bandas ótimas não é pequeno. E cada vez mais veteranos e novatos mostram trabalhos ótimos por aqui. Mas é de se espantar o quanto de brutalidade os veteranos cariocas do HICSOS foram capazes de conjurar com "Circle of Violence", seu terceiro disco.

Mesmo com mais de 20 anos de estrada nas costas, o que mais surpreeende no disco é o quanto ele é violento, intenso e abrasivo, e ainda por cima, atual. É de saltar os olhos o quão bruto e atual o disco soa, mesmo sendo uma banda já bem experiente. É de doer o queixo e trincar os dentes!

Os vocais estão bem ríspido e agressivos (mas não sem boa dicção e técnica), os riffs são a fonte da violência sonora do grupo (enquanto os solos apresentam uma formatação na escola Hanneman/King), o baixo se mostra firme na marcação, enquanto a bateria é a casa de força do grupo, mostrando peso e técnica nas medidas certas (os bumbos estão perfeitos, enquanto as conduções e viradas mostram um trabalho bem vigoroso e antenado com a atualidade).

Hicsos
Gravado nos HCS Studios no Rio de Janeiro, e tendo aina mixagem e masterização feitas por Heros Trench e Marcelo Pompeu no Mr. Sound Studio em São Paulo, é bem óbvio que a sonoridade do grupo iria aliar a agressividade e violência musical do quarteto com uma qualidade sonora de primeira linha, já que mesmo furiosa, a música do quarteto flui pelas caixas de som de forma clara, cada instrumento com timbres muito bem escolhidos e os detalhes musicais de cada composição (aqueles que sempre fazem a diferença) estão bem evidenciados. A capa e arte do CD é mais um trabalho ótimo da Obsidian Design, que ficou bem paralelo à proposta musical do grupo, deixando já na apresentação uma dica do que espera os ouvidos dos fãs.

É preciso dizer novamente que o HICSOS, mesmo sendo experiente e calejado de outros tempos, não se fez de rogado e soube evoluir sempre em direção ao que se faz hoje em termos de sonoridade para não soar datado, sem contudo perder suas raízes sonoras. E a qualidade musical da banda transpira em cada uma das doze composições do CD. E isso torna o trabalho extremamente homogêneo, e massivamente bruto!

Destacar músicas aqui ficou bem difícil, mas as mais recomendadas para as primeiras audições são o coice furioso "Can't Hang Terror" (uma faixa bem trabalhada, com excelente trabalho da bateria, especialmente pela conduções nos bumbos e excelentes viradas na caixa), a tempestade de brutalidade "What You Reap" (andamento um pouco mais rápido e novamente a bateria surpreende, fora os bons coros em vários momentos), a mais cadenciada e opressiva "Now You're Dead" (ótimos riffs, além do baixo mostrar bastante sua pegada pesada, especialmente no início onde nos lembra um pouco a introdução de "Go to Hell" do MEGADETH), a quebra-pescoços "Mirror Eyes" (começa mais cadenciada e pesada, e depois ganha um pouquinho mais de velocidade, mostrando um bom trabalho dos vocais), a curta "Destruction", a lenta e ganchuda "Needles" (novamente vocais muito bem colocados e riffs que lembram um pouquinho a escola de Fast Eddie Clarke), a azeda "Burn in Hell" (que riffs brutos e solos insanos!), a golfada de brutalidade Thrasher "Money Becomes God" (aqui, as influências mais modernas em termos de sonoridade estão mais claras), e a mortal "Prision Without Walls" (a bateria está perfeita, com conduções ótimas e belo trabalho de bumbos, além das variações do vocal mais rasgado do grupo para outros mais agonizantes).

Com essa banda, fazer Metal é questão de atitude e coisa de sangue, e digamos de passagem, o ótimo trabalho deles é coisa de quem tem sangue nos olhos e de quem dá bicudas nas dificuldades sem dó.

Ótimo trabalho, sem sombra de dúvidas e sem dó de ouvidos não acostumados!

Vão na boa e comprem suas cópia, pois a banda merece!









Tracklist:

01. Can't Hang Terror
02. What You Reap
03. Now You're Dead
04. Mirror Eyes
05. Destruction
06. Needles
07. Burn in Hell
08. Black Rain
09. Horrospital
10. Money Becomes God
11. Prision Without Walls
12. Angel Ripped


Banda:

Marco Anvito - Baixo, vocais
Antônio Saba - Guitarras
Celso Rossatto - Guitarras
Marcelo Ledd - Bateria


Contatos


Obituary se apresenta no Clash Club dia 27 de abril




No dia 27 de abril (domingo), o Clash recebe a lenda do death metal mundial, OBITUARY. A única apresentação em São Paulo faz parte da turnê “Classic Set-list Take Over”, que além da capital paulista, passa também pelo Rio de Janeiro, Salvador e Olinda.

Formado na Flórida (USA), o OBITUARY é um dos maiores responsáveis pela consolidação do death metal nos Estados Unidos nos anos 90, ao lado de grupos como Death, Morbid Angel, Cannibal Corpse e Deicide. A proposta da tour “Classic Set-list Take Over” é levar os fãs de volta à essa época de ouro do movimento death metal, revisando seus três primeiros álbuns, “Slowly We Rot” (1989), “Cause of Death” (1990), considerado um clássico seminal no gênero, e “The End Complete” (1992).

OBITUARY é formado atualmente por John Tardy (vocal), Donald Tardy (bateria), Trevor Peres (guitarra), Kenny Andrews (guitarra) e Terry Butler (baixo). A banda está trabalhando num novo álbum, que tem lançamento previsto para o final de 2014.

A abertura do show fica por conta das bandas Genocídio e Krow.

Serviço
Show: Obituary
Abertura: Genocídio e Krow
Local: Clash Club - Rua Barra Funda, 969 - Barra Funda - São Paulo/SP
Data: 27 de abril (domingo)
Horário: 20h
Abertura da casa: 17h
Ingressos Antecipados:
- Pista
R$70 (meia entrada) / R$80 (promocional)
- Camarote
R$140 (meia entrada) / R$160 (promocional)
Pontos de venda:
Galeria do Rock - Rua 24 de Maio, 62 - Centro - São Paulo/SP
(Mutilation - Loja 370 - Telefone: (11) 3222-8253 e Moshi Moshi - Loja 354 - Telefone: (11) 3331-1073)
Rock'n'Roll Burger - Rua Augusta, 538 - São Paulo/SP - Telefone (11) 3255-0351
Loja Ratus - Rua Dona Elisa Flaquer, 286 - Santo André/SP - Telefone (11) 4990-5163
Capacidade: 500 pessoas
Censura: 16 anos
Informações: www.clashclub.com.br/ / Tel: (11) 3661-1500
Estacionamento: R$20




Sobre o Clash Club:
Localizado na Barra Funda em um antigo galpão da década de 30, o Clash Club foi inaugurado em março de 2007 e, ao longo dos anos, se firmou como uma das principais casas noturnas de São Paulo, com espaço para shows dos mais variados estilos de grandes artistas nacionais e internacionais. Já passaram pelo clube mais de 1.500 artistas, tocando para aproximadamente 1 milhão de pessoas nas festas e shows realizados. Recém reformado, o Clash ganhou ar de reinauguração, desde a remodelação da entrada e saída, do mezanino, novos sistema de ar condicionado, camarotes com banheiros exclusivos e outros bares internos.


Resenha: Imperative Music Vol VI - The Undergound Remains (CD)

Imperative Music
Nota 8,5/10

Por Marcos "Big Daddy" Garcia


Desde os anos 80, o formato das coletâneas sempre foi muito apreciado fãs, e serviam como termômetro para as gravadoras investirem nas bandas, conforme a resposta do público. Existem algumas que são lendárias, como a série "Metal Massacre" americana, e as séries "SP Metal" e "Warfare Noise" no Brasil. Embora tenham caído um pouco de projeção com a chegada da era digital, ainda vez por outra elas nos chegam, e um bom lançamento temos a "Imperative Music Vol VI - The Undergound Remains", lançada pela Imperative Music, que chega em um bom momento.

Uma das melhores iniciativas da coletânea é investir em uma mistura no cast: existem bandas não só do Brasil, mas de outros países, e serve até mesmo como comparativo entre o nível nacional e gringo, mostrando que o Metal brasileiros está emparelhado com o gringo, para desespero de muitos.

Outro ponto bem positivo é a diversidade sonora, já que as bandas são dos mais variados gêneros dentro do Metal, logo, fica algo bem saudável de se ouvir.

A produção foi feita Gilson Rodrigues de Arruda, com co-produção de Reginaldo Rodrigues de Arruda, ficou bem legal, souberam reunir boas bandas em um volume super-interessante para os fãs, e a masterizaçãod e Sascha Beselt nos Show no Mercy Studios deu uma bela uniformidade sonora ao CD, verdade seja dita.

Todas as bandas são muito boas, mas os destaque são para o ETHERAL SIN, do Japão, com a ótima "Finem Millennium" (fazendo um Pagan Black Metal muito bom, com ótimos riffs e belas intervenções de vocais femininos), o NOCTURNE MOONRISE de Taiwan com "When the Holy War Has Begun", o HAIDUK do Canadá com a esporrenta "Black Wind" (bela banda de Black Metal, diga-se de passagem), o MANTRIS com sua pegada mais Metal Tradicional com "Ruthless Mind", o arrasador SHADOWS LEGACY com "Rage and Hate" (à lá NWOBHM), a belíssima instrumental de SASCHA BESELT (Alemanha) em "Rise of the Phoenix", o Hard/AOR maravilhoso do STILL LIVING do Brasil em "Stream of Life" (que líndos arranjos de vocais e teclados), o ótimo BAD SNAKE, também do Brasil, com "I Want to Fight Tonight" (os vocais podem dar uma melhorada, mas estão bem), os italianos do THE WILD CHILD com "Mofo", em uma trabalho mais Tradicional, e o agressivo Metalcore do THE LAST DAYS OF FALL, com "Sinners".

Belíssimo trabalho, sim, senhor, e o volume VII vem por aí!



Tracklist:

01. ETHERAL SIN - Finem Millennium (Japão)
02. NOCTURNE MOONRISE - When the Holy War Has Begun… (Taiwan)
03. RENASCIMENTO - Grievous Lullaby (Taiwan)
04. DESANE - Evil Mind (Japão)
05. HAIDUK - Black Wind (Canadá)
06. FAINTEST HOPE - Unwanted (Japão)
07. KEFLAR - Devolution (Holanda)
08. MANTRIS - Ruthless Mind (Brasil)
09. SHADOWS LEGACY - Rage And Hate (Brasil)
10. PALANTÍR - Where I Belong (Suécia)
11. SASCHA BESELT - Rise of the Phoenix (Alemanha)
12. STILL LIVING - Stream of Life (Brasil)
13. OBSIDIAN KEY  - Bleeding Romance (Reino Unido)
14. BAD SNAKE - I Want to Fight Tonight (Brasil)
15. THE WILD CHILD - Mofo (Itália)
16. THE LAST DAYS OF FALL - Sinners (Alemanha)


Contatos:

Kataklysm estréia nesta sexta-feira em SP


Ainda há ingressos à venda para esta histórica apresentação – foto: Official Facebook Page
Foram necessários 23 anos para que a banda canadense KATAKLYSM finalmente desembarcasse no Brasil. Considerado um dos nomes mais respeitados do thrash/death metal mundial, o grupo faz show de estréia na América do Sul, nesta sexta-feira (25/04), no tradicional Hangar 110, em São Paulo.

Após uma longa excursão pela Europa e América do Norte, Maurizio Iacono (vocal), Jean-Francois Dagenais (guitarra), Stephane Barbe (baixo) e Oli Beaudoin (bateria) chegam ao país com a turnê promocional do elogiado álbum “Waiting for the End to Come”. Inclusive Maurizio Iacono enviou recado aos fãs. Confira:


Os ingressos continuam à venda e custam de R$60,00 (meia – 1° lote) e R$80,00 (promocional com 1kg de alimento – 1° lote) e podem ser adquiridas na Loja 255 (Galeria do Rock) ou pela internet, através do site www.hangar110.com.br.

Confira algumas novas faixas abaixo:
Waiting For The End To Come - Part I: http://www.youtube.com/watch?v=XJLS2OXFDQA
Waiting For The End To Come - Part II: http://www.youtube.com/watch?v=kvd1qBQqYFA
Waiting For The End To Come - Part III: http://www.youtube.com/watch?v=5XmPxczBaJY

Links relacionados:

Serviço São Paulo
Damar Productions, Hangar 110 e Fusa Records apresentam Kataklysm


Dia: 25 de abril de 2014
Local: Hangar 110
End: Rua Rodolfo Miranda, 110 – ao lado do Metrô Armênia
Hora: 20h (open door) | 21h: In Torment | 22h: Kataklysm
Ingressos
1° Lote: R$60,00 (meia) | R$80,00 (promocional com 1kg de alimento)
2° Lote: R$70,00 (meia) | R$90,00 (promocional com 1kg de alimento)
Ponto de venda: Loja 255 - Galeria do Rock
Ingressos online: www.hangar110.com.br
Censura: 14 anos


Próximas divulgações THE ULTIMATE MUSIC - PR:
21/04 – Hypocrisy – Carioca Club – SP/SP
25/04 – Kataklysm – Hangar 110 – SP/SP
26/04 – NX Zero – Espaço Victory – SP/SP
27/04 – Misfits – Espaço Victory – SP/SP
30/04 – Voivod – Hangar 110 – SP/SP
04/05 – Megadeth – Espaço das Américas – São Paulo/SP
10/05 – Racionais MC's – Espaço Victory – SP/SP
18/05 – Therion – Via Marquês – São Paulo/SP
08/06 – Sampa Music Festival 11 – Espaço Victory – SP/SP
08/11 – Behemoth – Carioca Club – SP/SP
Mais infos sobre os shows acima, acesse https://www.facebook.com/UltimateMusicPR.

Costábile Salzano Jr
11 4241.7227 | 11 9 6419.7206

Mutran: revelado esboço de vídeo que promete gerar muita polêmica




A banda MUTRAN, com a produção da Mutran Artwork e Camera Livre Produções está trabalhando no videoclipe da música “Signor Luiz”, que promete polemizar na web. No vídeo, um país é devastado por um demônio e precisa ser libertado deste mal. A curiosidade está no tal demônio, que lembra muito um certo ex-presidente. O Rock coeso e na dosagem certa de “Signor Luiz”, conta com uma percussão pra lá de brasileira, como timbais e berimbau. Destaque para o baixista e vocalista da banda, Adão Roza, em vestimentas étnicas sumárias e atuações iradas com uma katana japonesa.

Breve a música do vídeo vai ser liberada em primeira mão no site da Black Legion Productions e parceiros, aguardem!

Música atual de trabalho:



Acompanhe Mutran no FB:


Assessoria de Imprensa / Contato para shows:
(24) 9 8182 3264 (TIM)

Misfits encerra tour neste domingo em SP



Jerry Only durante performance ontem no Rio de Janeiro. Show teve 40 músicas executadas – foto: Guilherme Carvalho/RockPress.com.br

A lendária banda norte-americana MISFITS já está em turnê pelo Brasil. Jerry Only (baixo/vocal), Dez Cadena (guitarra) e Eric "Chupacabra" Arce (bateria) iniciaram a sua nova passagem pelo país, no último sábado (19/04), em Vitória (ES) e ontem tocaram no Rio de Janeiro.

O grupo, que neste momento, está promovendo o álbum "The Devil's Rain”, possui uma extraordinária carreira com milhões de discos vendidos ao redor do Mundo. O show que encerra está excursão pelo país, acontece, neste domingo (27/04), no Espaço Victory, em São Paulo. Os ingressos para esta performance continuam à venda pelo site www.ticketbrasil.com.br. Mais informações no serviço abaixo.

Donos de uma imensurável lista de hits representada por "Dig Up Her Bones", "Die, Die, My Darling", "Last Caress", "Skulls", "American Psycho", "Where Eagles Dare", "Hybrid Moments", "Skulls", "Astro Zombies" e vários álbuns que se tornaram clássicos, o Misfits geralmente apresenta um repertório extenso, relembrando todas as fases de sua invejável carreira. A performance na capital fluminense, ficou marcada pela execução de 40 músicas. Confira o set list em http://bit.ly/1i7w2p8.

Formada em 1977, o grupo é precursor do “horror punk” e é influência para diversos importantes nomes do rock/metal como Metallica, Guns ‘N Roses, Ramones, Megadeth, Slayer, Black Flag, entre outros. O nome foi tirado do último filme da atriz Marilyn Monroe, The Misfits, e com suas letras pesadas falam sobre corações arrasados, violência e histórias de horror ficaram famosos e conquistaram muitos fãs.

Links relacionados:

Serviço São Paulo
Agência Sob Controle e Top Link Music orgulhosamente apresentam Misfits


Dia: 27 de abril de 2014 – Domingo
Horário: 19h
Banda de abertura: Zumbis do Espaço e Wishcraftt
Abertura da casa: 2h00 antes do início do espetáculo
Local: Espaço Victory
End: Rua Major Ângelo Zanchi, 825 - ao lado do Metrô Penha

Valores Ingressos:
1° lote: R$70,00 (promocional e estudantes)
2° lote: R$90,00 (promocional e estudantes)

Ingressos online: www.ticketbrasil.com.br

Pontos de Venda (ingressos nas lojas disponíveis a partir de 05/01/2014)
Galeria do Rock: Loja 255 – 1° andar | 11 33616951
Santo André - Metal CDs: (11) 4994.7565 – R. Dr. Elisa Flaquer, 184

Capacidade: 4.000 lugares
Censura: 14 anos (desacompanhados). Menores dessa idade somente acompanhados dos pais ou responsáveis.
Duração: Aproximadamente 1h30
Abertura da Casa: 2h antes do espetáculo
Estacionamento: ao lado da casa
Acesso para deficientes físicos
Imprensa: 11 9 6419.7206 – press@theultimatemusic.com

Próximas divulgações THE ULTIMATE MUSIC - PR:
21/04 – Hypocrisy – Carioca Club – SP/SP
25/04 – Kataklysm – Hangar 110 – SP/SP
26/04 – NX Zero – Espaço Victory – SP/SP
27/04 – Misfits – Espaço Victory – SP/SP
30/04 – Voivod – Hangar 110 – SP/SP
04/05 – Megadeth – Espaço das Américas – São Paulo/SP
10/05 – Racionais MC's – Espaço Victory – SP/SP
18/05 – Therion – Via Marquês – São Paulo/SP
08/06 – Sampa Music Festival 11 – Espaço Victory – SP/SP
08/11 – Behemoth – Carioca Club – SP/SP
Mais infos sobre os shows acima, acesse https://www.facebook.com/UltimateMusicPR.


A/C Costábile Salzano Jr
11 4241.7227 | 11 9 6419.7206