24 de ago de 2012

Harllequin – Hellakin Riders (CD)



Die Hard Records – Nacional
Nota 10

Por Marcos Garcia

Ainda hoje no Brasil, as vertentes mais melodiosas acabam sofrendo grande discriminação por parte de fãs, mas isso é algo fútil no tocante a parte musical, uma vez que todos somos fãs de Metal, logo, subdivisões que só nos enfraquecem não fazem sentido algum, ainda mais porque se, de maneira bem simplória, fossemos falar apenas em Metal melodioso e Metal extremo, ambos os lados da questão deram (e ainda dão) contribuições maravilhosas ao Metal nacional como um todo. E mais um ótimo nome que chega é o HARLLEQUIN, de volta depois de um tempinho, que nos brinda com o ótimo ‘Hellakin Riders’.
O que temos no CD é aquele bom e velho Metal Tradicional com melodias muito bem apuradas e evidentes, alguns toques bem sacados de Prog Metal, e elementos mais agressivos do Thrash Metal em uma música única, ou seja, vocais usando e abusando de tons bem altos, guitarras ora mais melodiosas, ora mais agressivas, em riffs e solos bem compostos e pesados, baixo vibrante e com técnica, teclados tocados com maestria, mas sem serem inconvenientes em momento algum, e uma bateria que sabe não só alternar andamentos, mas mostra uma técnica muito boa e pesada, sem usar e abusar de bumbos duplos o tempo todo.
A produção sonora como um todo (incluindo mixagem, masterização e toda a engenharia de som) feita por Caio Cortonesi nos BroadBand Studios, deixou o CD com uma limpeza ímpar, mas ao mesmo tempo, está elegante, pesada e encorpada, sem obliterar detalhe algum; a arte do CD é algo de linda, bem trabalhada e que transpira o conteúdo das letras, pois se baseiam em uma lenda espanhola, a do Bando de Arlequim, homens amaldiçoados e presos em uma dimensão onde estão mortos para os vivos, e vivos para os mortos, ou seja, as letras dão um tempero cultural ótimo à música do grupo.
E quando o CD começa a tocar, a coisa fica realmente séria, pois o trabalho desde quinteto é bem acima da média, sempre forte e construído encima de harmonias excepcionais, logo, fica bem difícil escolher um destaque entre as dez faixas, mas não dá para não citar a beleza e peso de ‘Three Days in Hell’, onde o vocal de Mário Linhares (sim, o mesmo vocalista do mítico DARK AVENGER) flui com naturalidade nos tons mais secos e agressivos quanto nos tons altos; a força e peso de ‘Archangel Asylum’, uma faixa mais desacelerada, e por isso, mais pesada e densa, com ótimos riffs de guitarra, e ‘Going to War’ segue a mesma levada, bem trabalhada e com uma bateria para lá de pesada e variada; ‘Overshadow’, uma faixa que prioriza mais o peso, com o baixo aparecendo bastante; ‘King of the Dead’, mais intimista, com levadas muito boas e que prendem a atenção do ouvinte; a arrasa-quarteirões cadenciada ‘Hellakin Riders’, onde as bases de guitarra são ótimas e os vocais de uma teatralidade soberba, bem como o baixo, bastante evidente, faz bonito; ‘The Riddle’ e ‘The Bride’ são mais etéreas, ambas com belos teclados, e na segunda, surge um clima belíssimo, mais uma vez com o baixo dando a tônica; ‘Daredevil’ é uma faixa mais rápida, mas mesmo assim bem complexa, onde as guitarras e os vocais definitivamente roubam a cena; e a linda ‘Ancestors’, permeada por um belo piano, quase toda uma semi-balada com bastante peso e melodia. Óbvio que o disco encerra-se aqui, o que nos leva a iniciar tudo mais uma vez, pois tudo que é bom merece uma sucessão de repetições. E dá uma vontade enorme de se erguer da poltrona e aplaudir, pois a banda merece.
Um disco maravilhoso, bastante profissional e que deverá constar na lista dos melhores do ano de muitos.

Overshadow


Tracklist:

01. Three Days in Hell
02. Archangel Asylum
03. Going to War
04. Overshadow
05. King of the Dead
06. Hellakin Riders
07. The Riddle
08. The Bride
09. Daredevil
10. Ancestors


Formação:

Mário Linhares – Vocais
Fabrício Moraes – Guitarras 
Caio Cortonesi – Baixo
Pedro Val – Teclados 
Kayo John – Bateria 


Contatos:


Dark Angel – Leave Scars (CD)



Shinigami Records – Nacional
Nota 10
Por Marcos Garcia

Resgatar as raízes de um estilo musical é um trabalho que requer boa vontade e imenso know-how, para tirar das trevas certos títulos ou que são importantes historicamente, ou que são excelentes. A Shinigami Records, mostrando que se importa com esse aspecto, pôs nas prateleiras das lojas a versão nacional do clássico ‘Leave Scars’, terceiro disco do quinteto norte-americano DARK ANGEL, lançado originalmente pela Combat Records em 1989.
A banda sempre teve problemas com sua formação, pois desde o primeiro disco, ‘We Have Arrived’, nunca conseguiram gravar o disco subsequente com os mesmos membros. Entre ‘Darkness Descends’ e este, saiu o vocalista Don Doty, bastante carismático e com uma voz diferenciada, e a apreensão pelo futuro entre os fãs. Mas como a banda não iria parar, logo entra Ron Rineheart, um ilustre desconhecido, mas que não só segurou a barra, como se impôs e se tornou referência. O próprio estilo da banda, antes bem calcado no SLAYER, deu uma lapidada e ficou mais pessoal, técnico e com boas melodias, e a agressividade dos discos anteriores ainda está ali, um pouco menos evidente, devido à gravação estar bem melhor, pois a produção de Michael Monarch e da própria banda deram uma vida e polidez não vista antes, bem como expôs a técnica dos cinco de forma indelével.
A capa faz referência direta à letra de ‘Death of Innocence’, sobre o pesadelo da pedofilia que assola nosso mundo, nascido da mente distorcida de muitos, e a apresentação atual é um passo à frente da original, pois este CD guarda algumas ‘surpresinhas’ extras.
Falar deste CD é chover no molhado, já que suas músicas dispensam comentários elogiosos, mas para os que não conhecem a banda (o que seria uma heresia), vamos nós. Abrindo, temos a arrasadora de pescoços ‘The Death of Innocence’, onde Ron canta com velocidade ímpar, bem como as guitarras de Eric e Jim estão afiadíssimas nas bases e solos, bem como a base rítmica de Mike e Gene está pesadíssima e variada; ‘Never to Rise Again’ é aquela faixa energética e não tão rápida tradicional, com ótimo refrão; a velocidade retorna em ‘No One Answers’, uma patada Thrash com um trabalho de bateria absurdo; ‘Cauterization’ é uma instrumental absurdamente pesada, com destaque para as bases de guitarras absurdamente pesadas; um cover do LED ZEPPELIN entra fazendo bonito em ‘Immigrant Song’, só que com uma roupagem mais Thrashona, e vocais abusivamente rascantes; ‘Older than Time Itself’ é uma pedrada que começa mais cadenciada, para logo virar um caos abusivamente rápido e violento, que leva ao banging com muita facilidade; ‘Worms’ é uma mini-instrumental mais densa e climática, focada mais numa atmosfera de pesadelo; ‘The Promise of Agony’ é outra faixa em que a tônica não é a velocidade, mas o peso, mas assim mesmo, abusa de uma agressividade extrema; e fechando o CD, a avassaladora ‘Leave Scars’, onde a técnica de todos na banda se sobressai bastante, mas Gene rouba a cena com seu trabalho extremamente técnico nas baquetas. E as surpresas são as versões ao vivo de ‘The Death of Innocence’, ‘No One Answers’, ‘Leave Scars’ e ‘Never to Rise Again’, com qualidade de som razoável e mostrando uma banda bem afiada ao vivo, em uma época em que overdubs não eram feitos aos montes como nos dias de hoje. A banda se expunha mesmo, sem medos. E uma pena que não chegaram a expressão do Big Four, e que a banda não esteja na ativa... Mas como eles andam por aí, não custa torcer!
Histórico, importante demais, e obrigatório na coleção de qualquer um, acompanhado de belas doses de remédios para torcicolos.

Intro - The Death of Innocence

Tracklist:

01. The Death of Innocence
02. Never to Rise Again
03. No One Answers
04. Cauterization (instrumental)
05. Immigrant Song (Led Zeppelin cover)
06. Older than Time Itself
07. Worms (instrumental)
08. The Promise of Agony
09. Leave Scars
10. The Death of Innocence (live)
11. No One Answers (live)
12. Leave Scars (live)
13. Never to Rise Again (live)


Formação:

Ron Rinehart – Vocais
Eric Meyer – Guitarras (base e solo), backing vocals
Jim Durkin – Guitarras (base e solo), backing vocals, violino, vários instrumentos
Mike Gonzalez – Baixo, backing vocals
Gene Hoglan - Bateria, guitarras (bases), vários instrumentos, backing vocals 


Contatos:

https://www.facebook.com/pages/Dark-Angel-Thrash-Metal-Band-/124726210932328
http://www.myspace.com/2326071



Despised Icon – Day of Mourning (CD)


Shinigami Records – Nacional 
Nota 9
Por Marcos Garcia

Deathcore bruto e técnico de primeira linha!
Eis a impressão que temos ao ouvir ‘Day of Mourning’, do sexteto canadense DESPISED ICON, lançado por aqui pela Shinigami Records, e vamos ser sinceros: a banda arrasa.
O sexteto desfila um Deathcore de primeira linha, com vocais extremamente enlouquecidos, guitarras em riffs bem tocados tanto nas bases quanto nos solos, mas de uma ferocidade absurda, baixo evidente e pesado, e um baterista que tem um fôlego absurdo e que deve ter uns 6 braços, pois a rapidez e técnica desse cara não são nada triviais.
Gravado nos Northern Studios, no Canadá, tendo produção de Yannick St-Amand, mais a mixagem de Andreas Magnusson e masterização de Alan Douches, o produto final é bem mamutesco no aspecto peso e brutalidade, mas bem limpo e audível, já que cada instrumento está na cara. A parte visual está muito bem caprichada, com encarte abrindo em 4 folhas no centro, para exibir uma imagem bem legal.
Ao pôr o disco para tocar, tome uma torrente de brutalidade e peso pela cara sem dó ou piedade, já que a banda usa e abusa de tais elementos, mas sem abrir mão de uma técnica apurada, especialmente em ‘Les Temps Changent’, cantada em francês, com guitarras abusivamente pesadas e trabalhadas, bem como berros rasgados e guturais insanos preenchendo a música; a destruidora de tímpanos ‘Day of Mourning’, empolgante e com um trabalho de baixo-bateria de tirar o fôlego; a grooveada e pesada ‘MVP’; ‘All for Nothing’, que é em geral mais lenta e pesadona, embora a velocidade apareça vez por outra, em um autêntico show do batera da banda; as esporrentas ‘Eulogy’, ‘Made of Glass’ e ‘Black Lungs’, com guitarras fenomenais e bateria de dar água na boca; e ‘Entre Le Bien Et Le Mal’, que começa um pouco etérea e climática no início, mas que vira um apocalipse sonoro depois. 
Um disco ótimo, que saiu aqui e merece atenção de todos, e uma pena que a banda encerrou suas atividades.

Day of Mourning

Tracklist:

01. Les Temps Changent
02. Day of Mourning
03. MVP
04. All for Nothing
05. Eulogy
06. Made of Glass
07. Black Lungs
08. Diva of Disgust
09. Entre Le Bien Et Le Mal
10. Sleepless


Formação:

Alexandre Erian – Vocais 
Steve Marois – Vocais 
Éric Jarrin – Guitarras 
Ben Landreville – Guitarras
Max Lavelle – Baixo 
Alex Pelletier – Bateria 


Contatos:




Promoção West Rock Zone - Ganhe Ingressos!



Acontece no dia 15 de setembro, na zona oeste carioca, mais uma edição do West Rock Zone, e a a Rio Metal Works, em conjunto com o Metal Samsara, irão sortear 2 ingressos, com direito a um acompanhante cada.
Para participar é fácil:

1 - Curta as páginas do West Rock Zone e do Metal Samsara no Facebook ;
2 - Partilhe o post da promoção da página do Metal Samsara em seu perfil no Facebook;

O sorteio será realizado no dia 07/09/2012, com divulgação dos nomes dos ganhadores na página do Metal Samsara.

Atenção: Perfis excessivamente promocionais, criados para participar de promoções e garimpar prêmios, serão desconsiderados, bem como perfis de bandas. É obrigatório que o perfil seja próprio, e caso ocorra a suspeita de perfil fake, o mesmo também será desconsiderado. O novo sorteio será feito na hora.

Notícias - Metal Media Management (24/08/2012)


ॐ ॐ ॐ


Panzer: Confira primeira entrevista em rádio depois de dez anos!
Foto: Carla Santos
   
Recentemente reunido, o PANZER concedeu sua primeira entrevista para uma rádio depois de longos dez anos.
A entrevista aconteceu nos estúdios da renomada webradio Metal Militia em São Paulo, entre os entrevistadores estavam Ed Rodrigues, Darci Montanari, Fabio Xavier e pelos entrevistados, André Pars e Edson Graseffi, guitarra e bateria respectivamente.
Na entrevista, além de contar um pouco de sua história iniciada no início dos anos 90, o grupo comenta sobre a volta, novas músicas e nova formação, anunciando em primeira mão Rafinha Moreira para os vocais.
A entrevista pode ser baixada e conferida diretamente pelo link: Panzer - Entrevista
Contato para shows e merchandise: info@panzermetal.com.br

Sites Relacionados:


ॐ ॐ ॐ

HellLight: Confirmado no Under Metal Fest 12, Rio Grande do Sul
Foto: Carol Pucci

Um dos principais nomes do Doom Metal brasileiro marcará presença no festival Under Metal Fest 12 a ser realizado no Rio Grande do Sul.
Evento este, considerado um dos principais do calendário Sul brasileiro. Grandes nomes do Metal mundial e grandes nomes do Metal brasileiro estarão presentes. Pelo lado gringo, temos Absu, Master, Massacre, Crucified Barbara, entre outros. Já pelo lado tupiniquim, temos bandas do porte de Leviaethan, Miasthenia, Bestial, NervoChaos, entre outros grandes nomes.

O evento acontece nos dias 15,16 e 17 de novembro, no sítio do Beto, em Gravataí/RS.
Vale ressaltar o preço dos ingressos antecipados, que em seu primeiro lote custa R$60,00 para o passaporte de três dias. Isso mesmo, R$60,00 pelos três dias. Imperdível.
O HELLLIGHT continua gravando seu novo álbum e recentemente teve seu disco ‘Funeral Doom’ relançado pelo selo russo Solitude Prods, em formato duplo.

Para mais informações sobre o evento, visite:

Contato para shows e merchandise: fabio_helllight@hotmail.com

Sites Relacionados:



ॐ ॐ ॐ

Andralls: Entrevista ao vivo hoje para a rádio Metal Militia
Foto: Daniel Tossato
Electronic Press Kit: http://www.metalmedia.com.br/andralls/

Essa semana, o programa METAL MILITIA número 148, tem como convidada a banda ANDRALLS, de SP. O programa vai ao ar nesta sexta-feira, dia 24, 20 horas e o trio paulista promete contar muitas novidades e especialmente detalhes de sua mais recente turnê pela Europa.

A entrevista permanece na programação da radio nos seguintes dias e horários :

Sábado – 25/08 – 12 hs
Segunda-feira – 27/08- 12 hs
Terça-feira – 28/08- 20 hs
Quinta-feira – 30/08- 14 hs

Para conferir a entrevista e curtir a programação da rádio, por favor, visite: www.metalmilitia.com.br

Contato para shows e merchandise: andralls@andralls.com.br

Sites Relacionados:



ॐ ॐ ॐ



High Quality Brazilian Extreme Music

Notícias - Shinigami Records (24/08/2012)




ॐ ॐ 

NAPALM DEATH: COMEÇA HOJE A TURNÊ DE DIVULGAÇÃO DO ÁLBUM “UTILITARIAN”


Os pioneiros do grindcore, NAPALM DEATH, começam hoje uma extensa turnê para divulgar o seu mais recente álbum “Utilitarian”. A turnê passará por Japão, Taiwan, Coreia, Marrocos, França, Países Baixos, Reino Unido, Estados Unidos e Canadá e a banda será acompanhada em alguns shows pelas bandas Exhumed e Municipal Waste.

Confira as datas:

23 de agosto – Tokio (Japão)
24 de agosto – Nagoya (Japão)
25 de agosto – Osaka (Japão)
27 de agosto – Miyako (Japão)
28 de agosto – Ofunato (Japão)
29 de agosto – Ishinomaki (Japão)
31 de agosto – Taiwan (Taiwan)
1  e 2 de setembro – Seul (Coreia do Sul)
8 de setembro – Raismes (França)
9 de setembro – Saint Maurice De Gourdans (França)
10 de setembro – Tilburg (Países Baixos)
15 de setembro – Casablanca (Marrocos)
4 de outubro – Leeds (Reino Unido)
5 de outubro – Bath (Reino Unido)
6 de outubro – Colchester (Reino Unido)
7 de outubro – Wolverhampton (Reino Unido)
26 de outubro – Virgínia (EUA)
27 de outubro – Nova York (EUA)
28 de outubro – Connecticut (EUA)
29 de outubro – Massachusetts (EUA)
31 de outubro – Montreal (Canadá)
1 de novembro – Toronto (Canadá)
2 de novembro – Texas (EUA)**
3 de novembro – Illinois (EUA)***
4 de novembro – Minnesota (EUA)*
5 de novembro – Winnipeg (Canadá)
6 de novembro – Regina (Canadá)
7 de novembro – Edmonton (Canadá)
9 de novembro – Vancouver (Canadá)
10 de novembro – Whashington (EUA)
11 de novembro – Oregon (EUA)
13, 14 e 15 de novembro – California (EUA)
16 de novembro – Arizona (EUA)
17 de novembro – Texas (EUA)*
18 de novembro – Texas (EUA)***
20 de novembro – Tennessee (EUA)
23 de novembro – Virgínia (EUA)
24 de novembro – Carolina do Norte (EUA)
25 de novembro – Tennessee (EUA)
26 de novembro – Alabama (EUA)
27 de novembro – Luisiana (EUA)
30 de novembro – Geórgia (EUA)
1, 2, 3 e 4 de dezembro – Florida (EUA)**

* Com Municipal Waste e Exhumed
** Com Municipal Waste (exceto 1 de dezembro)
***Com Exhumed

“Utilitarian” – que já está disponível no Brasil através da Shinigami Records em versão limitada em digipack – , percorre a gama desde a violência e força diretas ao puro NAPALM DEATH – induzindo ao caos que em geral proporciona um bom derramamento de sangue impróprio para fracos e também confronta ao ouvinte com momentos tão surpreendentes como as passagens de saxo por ninguém menos que John Zorn na faixa‘Everyday Pox’ ou as seções limpas em ‘Fall On Their Swords’ e ‘Blank Look About Face’.
Fiel à sua tradição de cuspir litros de veneno verbal, “Utilitarian” é uma porrada na sua cara de comentários sociais, culturais e políticos. Longe de ser uma “causa” patriótica da banda, o quarteto mostra o seu ponto de vista sobre a degeneração da sociedade (‘Everyday Pox’), o comércio de armas (‘Fall On Their Swords’), a expressão sexual e de gênero (‘Gag Reflex’), o meio ambiente ('Order Of Magnitude') e aspectos da vida cotidiana para o homem comum.
Para mais informações de como adquirir uma cópia deste CD, basta entrar em contato através do e-mail: loja@shinigamirecords.com ou compre aqui.


ॐ ॐ 

ICED EARTH: FRONTMAN RESPONDE PERGUNTAS DOS FÃS

O frontman da banda americana ICED EARTH, Stu Block, recentemente visitou o escritório da Century Media Records para responder as perguntas que foram enviadas pelos fãs através do Facebook. Confira aqui.
Também estão disponíveis duas entrevistas com o líder da banda Jon Schaffer. A primeira foi realizada pela revista musical irlandesa Neuweltmusic antes do show do dia 7 de agosto na cidade de Dublin, enquanto que a segunda foi feita pelo site Miss Bomb no festival Bloodstock Open Air (Reino Unido).
Assista as entrevistas: Neuweltmusic / Miss Bomb
O décimo e recente álbum de ICED EARTH, "Dystopia", que está disponível no Brasil através da Shinigami Records, explora o pesadelo do mundo Orwelliano do futuro (ou será do presente?) e mostram que o som clássico da banda, com riffs esmagadores, agudos e estratosféricos vocais e refrões épicos, segue intacto.


Para mais informações de como adquirir uma cópia deste CD, basta entrar em contato através do e-mail: loja@shinigamirecords.com ou compre aqui.


ॐ ॐ 



www.shinigamirecords.com.br
loja@shinigamirecords.com.br
http://twitter.com/shinigamirec
https://www.facebook.com/pages/Shinigami-Records/207059465987960
http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=2738592856569221036


Está online a edição nº16 da revista de Metal portuguesa INFEKTION MAGAZINE.




ॐ ॐ 


Este número contém entrevistas com A FOREST OF STARS, DEW-SCENTED, NECROVATION, WINTERFYLLETH, UNDERSAVE, FESTERING, ANOMALLY, COLD IN BERLIN, AS SILENCE BREAKS, KONTINUUM, THUNDERKRAFT, BLUTVIAL, ZATOKREV e ainda dois “studio reports” com os projectos nacionais THE9THCELL e GATES OF HELL. Os leitores poderão ainda encontrar o live report do Vagos Open Air 2012 bem como outros conteúdos relacionados com música.

DOWNLOAD PDF: INFEKTION MAGAZINE


ॐ ॐ