19 de mar de 2017

STONEX – Seeds of Evil (EP)


2015
Selo: Independente
Nacional


Tracklist:

1. Dressed in Black
2. Electric Sky
3. Maggots of my Brain
4. Master of the Pit


Banda:


Pedro Ramon Guerreiro - Vocais
Marcelo Hazz - Guitars
Atílio Bass - Baixo
Adriano Cardoso - Bateria


Contatos:

Site Oficial: 
Twitter: 

Texto: Marcos “Big Daddy” Garcia


As dificuldades moldam as bandas. Isso é algo que chega a ser redundante de tanto que já nos é claro que, conforme a luta, a banda terá alguma característica musical que ficará mais evidente. E no caso do quarteto STONEX, de Aracaju (SE), fica ainda mais evidenciada em “Seeds of Evil”, primeiro EP do grupo.

O grupo se dedica ao Hard/Heavy Metal, e fica claro nas linhas melódicas bem compostas pelo grupo. Mas ao mesmo tempo, a agressividade sonora do grupo acaba nos dando a impressão que estaríamos lidando com uma banda de Thrash Metal com claras influências de TESTAMENT. Se é o caso, se não é, fiquemos com a melhor parte: ouvir um trabalho musical bem feito, e que se ainda soa um tanto quanto bruto (ou seja, necessita de maior lapidação), já mostra vitalidade e potencial.

Produzido pelo próprio grupo com a ajuda de Rikeza, a produção sonora é de bom nível. Óbvio que a banda poderia ter tido um cuidado maior com questões estéticas, como no tocante aos timbres (estão bons, mas poderiam ser melhores), mas no geral, consegue-se entender bem o que a banda está tocando. E justamente por esta produção mais seca e quase artesanal que a sonoridade do grupo soa muito agressiva.

Se a produção poderia ser melhor, o trabalho musical do STONEX soa maduro, embora precise de um pouco mais de lapidação. É pesado, agressivo e apresenta boas linhas melódicas, além do instrumental da banda ser muito bom, embora a técnica musical não seja um dos apelos do grupo.

Em “Dressed in Black”, se percebe um trabalho muito bom da banda, e embora seja uma canção simples, as guitarras esbanjam boas bases e solos bem feitos. A pesada e raçuda “Electric Sky” já mostra um trabalho mais voltado ao Metal tradicional, com um clima denso e pesado, com andamento um pouco mais pesado (que evidencia o bom trabalho de baixo e bateria), mas as guitarras estão ótimas nos riffs. Um pouco mais setentista, “Maggots of my Brain” é pesada e azeda, mas com melodias claras e aquela influência clássica de BLACK SABBATH e IRON MAIDEN antigos, e reparem como os vocais são competentes. E “Master of the Pit” já tem aquela dose de Hard’n’Heavy bem evidenciada, com um bom toque de acessibilidade musical, mostrando melodias provocantes e bem feitas.

No mais, embora o grup precise de uma burilada a mais, o STONEX se mostra um bom nome e tem potencial para ser um nome relevante no cenário nacional.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentário(s):