19 de out de 2015

MASTERPLAN, UNMASKED BRAINS (Teatro Odisséia, RJ - 15/10/2015)


Produtora: Blog'n'Roll Produções

Fotos: Luciana Pires
Texto: Marcos "Big Daddy" Garcia


Que dia quente, e nos dois sentidos da expressão!

Primeiro, porque realmente a temperatura na cidade do Rio de Janeiro estava muito alta (e nem chegamos no Verão ainda). E segundo, devido ao retorno da banda alemã MASTERPLAN à cidade depois de 12 anos, tendo como "opening act" o quarteto de All Metal UNMASKED BRAINS. E como já tem se tornado bem comum, o show foi no Teatro Odisséia, em plena Lapa.

Este show prometia, e cumpriu bem além do esperado!

A casa abriu pontualmente às 19 horas, e enquanto o UNMASKED BRAINS passava o som, houve o Meet & Greet dos fãs com o MASTERPLAN. E é incrível a simpatia e espontaneidade do quinteto alemão com os fãs, aquele carinho que está bem além do que chamamos de profissionalismo. Autografaram CDs (e teve um fã que levou absolutamente tudo que Roland Grapow, guitarrista e líder do quinteto, já lançou em forma de CD!), tiraram fotos, bateram papo. E teve uma fã que chegou a se emocionar ao estar perto deles.

Terminado o Meet & Greet, e pontualmente às 20 horas, o UNMASKED BRAINS subiu ao palco.

Unmasked Brains

É incrível ver como o grupo é espontâneo ao vivo, com uma energia e postura excelentes, além de um carisma muito grande.

Reinaldo Leal (vocais, guitarra), LGC (guitarra solo), Denner Campolina (baixo) e Élcio Pineschi (bateria) estavam animais no palco, usando as roupas temáticas do grupo e muito animados. Fica óbvio que nada na banda é forçado, que é realmente fruto do que estão sentindo no momento. E isso sem falar que todos são excelentes músicos (Denner e Élcio em especial. Que cozinha rítmica bem técnica e pesada), com uma precisão absurda, mas sem deixar de soar espontâneo. E isso sem falar que a comunicação com o público estava excelente, pois a banda pedia que o público batesse palmas e gritasse, e esse o fazia sem restrições, mesmo que o All Metal do quarteto (que poderíamos dizer que tem uma aura Thrash Metal com influências e traços de vários gêneros de Metal) não fosse tão familiar aos fãs de Heavy/Power Metal que se encontravam no Teatro Odisséia.

Óbvio que a banda lançou mão do material ouvido no CD "Machina", como "Lost Control", "Little God Ivory" e "The New Order of Disorder". Mas o mais interessante foi a "dedicatória" do vocalista Reinaldo à família tradicional e fanáticos religiosos em geral antes de tocarem uma de suas canções mais famosas, "Corrupt" (teve um momento no discurso em que pensei que iriam mandar certo televangelista procurar uma rola...).

Após 45 minutos de show, o quarteto terminou seu show, sendo aplaudidos com a sensação de missão cumprida e de que ganharam mais fãs.

Setlist

Numbers 
Little God Ivory 
Corrupt 
Controversies of the War 
(Half)
The New Order of Disorder 
Lost Control 
Cloistered Life 
A Máquina 








Então, próximo das 21:20, tempo usado para preparar o palco, o MASTERPLAN começa sua apresentação usando a introdução "Per Aspera Ad Astra", e detonaram logo de cara "Enlighten Me" e "Spirit Never Die", que levaram os presentes à loucura.

MasterPlan

Assim, Roland Grapow (guitarras, backing vocals), Rick Altzi (vocais), Axel Mackenrott (teclados), Jari Kainulainen (baixo), e Kevin Kott (bateria, pois Martin, baterista oficial do grupo, se encontra em tour com o CRADLE OF FILTH) entraram e o público presente pegou fogo, cantando e agitando a cada uma das canções mais conhecidas.

E que escolha de canções, pois além das já citadas, a banda ainda tocou outras que não constavam em seu setlist há anos, como "Wounds" e "I'm Not Afraid" (tocadas pela última vez em 08/08/2015), e mesmo com um setlist tão homogêneo e recheado de excelentes canções antigas, ainda tocaram "Black Night of Magic" e "Keep Your Dream Alive", ambas do mais recente álbum de estúdio, "Novum Initium" (lançado no Brasil pela Shinigami Records).

É incrível ver o conjunto, a unidade, a força do MASTERPLAN ao vivo, pois tudo se encaixa perfeitamente. Rick canta perfeitamente, bem como é um frontman de boa movimentação e comunicação (uma simpatia enorme ao vivo), ajudado por Roland, enquanto Jari e Axel estão ali, sempre tocando com firmeza e sorrindo (Axel então era puro alto astral), enquanto Kevin tocava com uma força e precisão absurdas. O show faz parte da tour de divulgação do CD+DVD "Keep Your Dream aLive", que logo será disponibilizado na versão nacional, também pela Shinigami Records.

A banda encerrou o show com a versão para "The Chance" do HELLOWEEN (esta que não era tocada desde 04/12/2003), mas logo voltaram para um bis, onde tocaram pedaços de "Garota de Ipanema" e "Copacabana" antes de detonarem "Kind Hearted Light" e "Crawling From Hell", com aquela famosa apresentação de cada um dos músicos se exibindo em um solo pessoal, além de tocarem trechos de "Smoke on the Water" e "Future World".

E como foram aplaudidos merecidamente.

Setlist:

Per Aspera Ad Astra 
Enlighten Me 
Spirit Never Die 
Wounds 
Lost and Gone 
Betrayal 
Black Night of Magic 
Crimson Rider 
I'm Not Afraid 
Back for My Life 
Time to Be King 
Keep Your Dream Alive 
Crystal Night 
Soulburn 
The Chance 
Heroes 
Kind Hearted Light 
Crawling From Hell 









O público compareceu em um bom número (embora pudesse ser melhor), e fica uma crítica: já houve cancelamentos de shows neste ano na cidade, evidenciando que o momento de crise do país pode estar interferindo, mas ao mesmo tempo, é preciso que o fã entenda a necessidade de ir aos eventos.

E uma lição: o MASTERPLAN é uma aula sobre como o Metal pode ser algo positivo e ato astral, se distanciando em muito de que o Metal é algo ruim ou destrutivo.

No mais, agradecimentos à Blog'n'Roll Produções por mais um ótimo show, ao Teatro Odisséia por mais uma vez abrir suas portas, e ao UNMASKED BRAINS e ao MASTERPLAN por tornarem esta uma noite especial.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário.
Liberaremos assim que for analisado.

OM SHANTI!

Comentário(s):