18 de out de 2016

STONERIA: “Ela é uma crítica contra a cultura do estupro”


Irreverente, ousado e polêmico. Assim podemos definir o vocalista do STONERIA, Zen. Que sempre apresenta grande coerência em sua forma de se expressar, seja com as palavras ou com a música, onde traz de forma direta suas mensagens.

E como o palco é o mundo do STONERIA, Zen achou mais uma forma de expressar sua revolta e indignação por muitos problemas preconceituosos que assombram o mundo, a sua famosa fantasia de palhaço que é um verdadeiro protesto a cultura do estupro, como o próprio vocalista explica:

“A fantasia se chama fofão, utilizada pela cultura popular do maranhão. Esta fantasia que apresenta um palhaço assustador é usada durante o carnaval, mas sua origem tem uma história interessante. Após o fim da escravidão as mulheres continuavam sendo violentadas pelos fazendeiros com estupros. O povo quando ia no carnaval para criticar está atitude, vestia esta fantasia que cobre todo o corpo.”

Trazendo à tona todo um sofrimento vivido em épocas distintas, mas que se entrelaçam com a nossa sociedade machista e intolerante.

“Como os fazendeiros e senhores de engenho ficavam na sacada durante o desfile, eles viam no chão o pessoal com esta fantasia que com o nariz grande que tem na máscara parecendo o órgão genital masculino ereto. Quem via do alto não parecia um nariz, devido à localização deles. Esta fantasia foi proibida por um tempo após tomarem conhecimento disso, mas foi liberada depois. Ela é uma crítica contra a cultura do estupro”



Acesse o link e conheça o poder do Rock Nacional do STONERIA:



Links Relacionados:



Comentário(s):