7 de ago de 2017

BLACKNING: baixista Francisco Stanich deixa a banda; substituto é Ricardo Brigas (Worst)

BLACKNING com nova formação, agora com o baixista Ricardo Brigas (Worst).

O baixista Francisco Stanich da banda de Thrash Metal BLACKNING anunciou sua saída do grupo. Para o posto entra Ricardo Brigas que também toca na banda Worst.

Stanich foi o encarregado do baixo da BLACKNING desde a fundação da banda, há três anos, tendo gravado os dois álbuns da discografia, "Order of Chaos" (2014) e "Alienation" (2016), além de ter percorrido o Brasil em duas turnês com os companheiros Cleber Orsioli (vocal e guitarra) e Elvis Santos (bateria). Recentemente deu as boas-vindas para Zozi Fernando, novo integrante que transformou o trio em quarteto.

Ricardo Brigas tem vasto currículo na cena musical pesada: começou na banda Titânio ainda na década de 1980 e passou por diversos grupos de renome como Siegrid Ingrid e Musica Diablo que contou com André Alves (Statues on Fire, Nitrominds) e Derrick Green (Sepultura) na formação. Com o Musica Diablo tocou em diversos festivais na Europa e no Brasil.

Brigas integra ainda uma das mais aclamadas bandas da atualidade, o Worst ao lado do baterista Fernando Scheafer, o vocalista Tiago Monstrinho e o guitarrista Tiago Hóspede. Agora dividirá o trabalho entre Worst e BLACKNING.

Leia o comunicado especial de Stanich:

“Na vida temos que fazer escolhas para poder seguir em frente. Às vezes temos que deixar de fazer coisas que amamos pensando em um futuro melhor para nós e para quem gostamos. E com isso eu anuncio minha saída da banda BLACKNING.

Tenho muito orgulho de ter feito parte da BLACKNING, uma banda que em tão pouco tempo teve muitas conquistas. Passamos por muitas coisas boas e também perrengues que superamos unidos. Para a banda continuar sua evolução é preciso total dedicação dos integrantes, e a médio prazo, sei que não conseguirei conciliar as tarefas da música com minha vida pessoal e profissional. Por isso tomei esta difícil decisão.

Fico muito feliz e orgulhoso em anunciar que o nosso amigo de longa data, que admiro muito, assumirá o baixo: Ricardo Brigas é o nome dele! Boa sorte nesta nova jornada, brother!

Aproveito para agradecer todas as pessoas que apoiaram e apoiam a banda, a galera que curte nosso som, promotores, toda mídia especializada, todas as bandas que tivemos o prazer de dividir o palco, as pessoas que trabalharam e trabalham direta ou indiretamente com a banda, em especial, nosso amigo e produtor Fabiano Penna, o pessoal da nossa assessoria de comunicação Agência 1A1 (Isis Mastromano e Bruno Teixeira), Absolute Master (Eraldo Cobra e Neto G.), a casa da banda, o Rising Power Estudios (André Alves e Marvin Rodrigues), NIG Music, Vingança Music, Black Plague e a todos os outros parceiros que sempre confiaram no trampo da BLACKNING.

Quero agradecer aos meus irmãos Cleber Orsioli, Elvis Santos e Zozi Fernando pela confiança, parceria, companheirismo, respeito e amizade que sei que continuará para além-banda. Contem comigo para o que precisarem. Sempre. Saio apenas fisicamente, pois a BLACKNING sempre fará parte de mim.

A BLACKNING e sua música são maiores que os indivíduos envolvidos e com isto fico tranquilo com minha decisão ao entender que fiz o melhor que pude nestes três já inesquecíveis anos.

Que a Máquina do Caos continue chutando bundas! The Chaos Lives!”

Grande abraço a todos,
Francisco Stanich

Comentário(s):