26 de jul de 2017

SOULSPELL METAL OPERA - The Second Big Bang (Álbum)


2017
Nacional

Nota: 10,0/10,0


Tracklist:

1. Time to Set You Free
2. The Second Big Bang
3. The End You’ll Only Know at the End
4. Dungeons and Dragons
5. Horus’s Eye
6. Father And Son
7. White Lion of Goldah
8. Game of Hours
9. Super Black Hole
10. Sound of Rain
11. Soulspell (Apocalypse Version)
12. Alexandria (Apocalypse Version)


Banda:


Jeff Albert - Vocais em “Time to Set You Free”, “The Second Big Bang”, “Dungeons and Dragons”, “White Lion of Goldah”, “Game of Hours”, e “Alexandria (Apocalypse Version)”
Andre Matos - Vocais em “The Second Big Bang”, “White Lion of Goldah”, “Soulspell (Apocalypse Version), e “Alexandria (Apocalypse Version)”
Timo Kotipelto - Vocais em “The Second Big Bang”, “The End You’ll Only Know at the End”, e “Alexandria (Apocalypse Version)”
Carlos Ferri - Vocais em “The Second Big Bang”
Blaze Bayley - Vocais em “The Second Big Bang” e “The End You’ll Only Know at the End”
Daísa Munhoz - Vocais em “The Second Big Bang”, “The End You’ll Only Know at the End”, “Dungeons and Dragons”, “Father and Son”, “White Lion of Goldah”, “Game of Hours”, e “Sound of Rain”
Pedro Campos - Vocais em “The End You’ll Only Know at the End”, “Father and Son”, e “White Lion of Goldah”
Fabio Lione - Vocais em “Dungeons and Dragons”, “Super Black Hole”, e “Soulspell (Apocalypse Version)
Victor Emeka - Vocais em “Dungeons and Dragons” e “Sound of Rain”
Ralf Scheepers - Vocais em “Horus’s Eye”, “White Lion of Goldah”, e “Alexandria (Apocalypse Version)”
Dani Nolden - Vocais em “Horus’s Eye” e “Game of Hours”,
Tim “Ripper” Owens - Vocais em “Game of Hours”, “Sound of Rain”, e “Soulspell (Apocalypse Version)”
Oliver Hartmann - Vocais em “Super Black Hole”
Arjen Anthony Lucassen - Vocais em “Sound of Rain”
Cammile e Kennerly (The Harp Twins) - Harpas “Time to Set You Free”
Cleiton Carvalho - Guitarras em “The Second Big Bang”, “The End You’ll Only Know at the End”, “White Lion of Goldah”, “Game of Hours”, e “Alexandria (Apocalypse Version)”
Eduardo Ardanuy - Guitarras em “The End You’ll Only Know at the End”
Leandro Erba - Guitarras em “Dungeons and Dragons”, “Super Black Hole”, e “Soulspell (Apocalypse Version)”
Jani Liimatainen - Guitarras em “The Second Big Bang”, “White Lion of Goldah” e “Alexandria (Apocalypse Version)”
Thiago Amendola - Guitarras em “Horus’s Eye”, “Sound of Rain”
Rodolfo Pagotto - Guitarras em “Father to Son”
Marcos Popolo - Guitarras em “Game of Hours” e “Soulspell (Apocalypse Version)”
Kiko Loureiro - Guitarras em “Sound of Rain”
Tito Falaschi - Baixo, guitarras em “Dungeons and Dragons” e “Super Black Hole”
Markus Größkopf - Baixo em “White Lion of Goldah” e “Alexandria (Apocalypse Version)”
Daniel Guirado - Baixo em “Soulspell (Apocalypse Version)”
Rodrigo Boechat - Teclados em “The Second Big Bang” e “Soulspell (Apocalypse Version)”
Fábio Laguna - Teclados em “The Second Big Bang”, “The End You’ll Only Know at the End”, “Horus’s Eye”, “White Lion of Goldah”, “Game of Hours”, “Soulspell (Apocalypse Version)”, e “Alexandria (Apocalypse Version)”
Frank Tischer - Teclados em “Dungeons and Dragons”, “Super Black Hole”, “Sound of Rain”
Heleno Vale - Bateria em “Dungeons and Dragons”, “Game of Hours”, “Super Black Hole”, “Soulspell (Apocalypse Version)”, e “Alexandria (Apocalypse Version)”
Juliano Caserta - Bateria em “The Second Big Bang”
Eduardo Santos - Bateria em “The End You’ll Only Know at the End”, “Father and Son”
Gabriel Viotto - Bateria em “Horus’s Eye”, “White Lion of Goldah”, “Sound of Rain”


Contatos:

Twitter:
Bandcamp:
Assessoria: http://trmpress.com.br (TRM Press)


Texto: Marcos “Big Daddy” Garcia


Trabalhos de bandas de Metal e orquestra não são recentes.

Desde que o DEEP PURPLE lançou em setembro de 1969 “Concerto for Group and Orchestra”, as possibilidades de criar-se trabalhos em que Rock e Metal recebam roupagens orquestrais (e peças clássicas recebam sua versão pesada) foram se expandindo. Mas é interessante perceber que bandas como o SOULSPELL METAL OPERA, de Lençóis Paulistas (SP), e que nos brinda com mais uma obra de arte, o ótimo “The Second Big Bang”, quarto álbum da banda e que acaba de ser lançado pela Hellion Records Brasil.

Antes de tudo, é preciso saber que o articulador de tal projeto é o baterista Heleno Vale, que compôs e arranjou todas as canções (e é o único membro fixo da banda). E o maestro nos concede um Heavy/Power Metal melódico de primeira, com muita energia e elegância, e boa dose de técnica musical. Mas o filé do disco está mesmo nos convidados, já que nomes de destaque do Metal nacional e mundial constam na longa lista de participações, cada um dando o melhor de si. E no fundo, o trabalho do grupo é o que o nome diz: uma ópera Metal, ou seja, o conceito de ópera totalmente adaptado ao universo de guitarras, baixo, bateria e teclados, ainda com a participação de harpas em vários momentos.

Traduzindo: bom pra cacete!

Em termos de sonoridade, a produção acertou a mão, sabendo gerenciar tantos elementos de uma vez só, e ao mesmo tempo, dar peso e elegância ao som do grupo. Sim, tudo está bem claro e audível, mas pesado e bem feito. Mas ao ver o nome de Tito Falaschi na produção e do conhecido produtor e baixista Dennis Ward (do PINK CREAM 69) na mixagem e na masterização, ficam bem claros os motivos da sonoridade de “The Second Big Bang” ser tão boa.

A capa do disco é muito bonita, em um trabalho legal de contraste de cores e mesmo a concepção do nome do disco está bem exposta.

Quanto à música, o SOULSPELL faz um trabalho musicalmente muito rico em arranjos, diversificado e pessoal. A energia e beleza que transpiram de suas canções é algo primoroso, algo que vem do coração, algo que somente a criatividade de quem não está muito disposto a acatar limites e fronteiras se permite.

Todas as fixas de “The Second Big Bang” são excelentes, e merecem uma cuidadosa audição. Mas “Time to Set You Free” e suas belíssimas passagens de guitarras e contrastes vocais; a pegada mais pesada e tempos mais lentos de “The End You’ll Only Know at the End” (com belas linhas harmônicas e duetos vocais maravilhosos), as mudanças de andamento de “Dungeons and Dragons” (que força a base rítmica e os teclados exibem durante toda a música), as belíssimas linhas melódicas das guitarras em “Horus’s Eye”, a mais terna e cheia de arranjos suaves “Father And Son” (que lindas harmonias vocais), as melodias pegajosas de “White Lion of Goldah” (novamente, baixo e bateria estão dando uma sustentação pesada de primeira à canção), as partes grandiosas de “Game of Hours” (riffs pesados em vários momentos, vocais mais agressivos, mas os corais são arrasadores), o Power melódico tradicional de “Super Black Hole” e seus corais épicos (mais uma em que as guitarras estão excelentes, mas esses vocais fortes são maravilhosos em sua diversidade de timbres), além da longa e cheia de passagens rítmicas interessantes “Sound of Rain”. Mas Omo é bom ouvir as novas versões para “Soulspell (Apocalypse Version)” e “Alexandria (Apocalypse Version)”, ambas de “A Legacy of Honor”, primeiro disco da banda, e que estão atualizadas e muito boas.

No mais, o SOULSPELL METAL OPERA está de parabéns, mas se eles me permitem uma sugestão, alguns vocais guturais de bandas de Death Metal e rasgados de bandas de Black poderiam levar o trabalho deles a um novo patamar. Nomes como Shagrath, Dani Filth, e outros poderiam dar um toque ainda mais especial.

Mas por agora, ouçam e tenham uma bela overdose de bom gosto e boa música com “The Second Big Bang”. Esse disco merece!



Comentário(s):