7 de jun de 2017

VIRTUAL SYMMETRY – X-Gate (EP)


2017
Independente
Importado

Nota: 8,8/10,0


Tracklist:

1. Eyes of Salvation
2. Alchymera
3. Elevate


Banda:


Marco Pastorino - Vocais
Valerio Æsir Villa - Guitarras
Mark Bravi - Teclados
Alessandro Poppale - Baixo
Davide Perpignano - Bateria


Contatos:

Bandcamp:
Assessoria: http://www.metalmessage.de/ (Metalmessage)


Texto: Marcos “Big Daddy” Garcia


O lado mais melodioso do Metal tem ótimos adeptos na Itália, sem sombra de dúvidas. E como sempre digo em meus “reviews” de bandas italianas: elas possuem uma sonoridade que se destaca, pois o DNA do Metal italiano é algo diferenciado. E mais uma vez, minhas palavras ganham vida graças ao trabalho excelente do quinteto VIRTUAL SYMMETRY, que vem da cidade de Milão. O EP “X-Gate” é de deixar o ouvinte de queixo caído!

O quinteto cria um Prog Metal melodioso e com boa técnica, melodias refinadas, intrincado em alguns momentos, mas sempre pesado e centrado. Sim, centrado, uma vez que a técnica dos músicos surge como uma necessidade da música, e não como mera exibição de autoindulgência. Nada disso, as músicas do EP soam grandiosas e pesadas, elegantes e refinadas, mas sem deixar o ouvinte com aquele sentimento de tédio que muitas bandas no estilo possuem. E o detalhe interessante: é bem pessoal, algo que soa apenas como eles mesmos.

A qualidade sonora de “X-Gate” é muito boa. Um toque de crueza deixou o trabalho do grupo mais pesado e intenso, sem obliterar seu trabalho progressivo e as nuances experimentais. É claro como a água, nos permitindo compreender a complexidade de seus arranjos, mas pesado e intenso, com timbres fortes e azedos. Isso sim é saber soar Prog Metal! E a capa evoca muito o lado de ficção científica, quase que uma referência ao filme “Stargate”.

Musicalmente, o trabalho da banda é maduro, pesado e envolvente, sem deixar com que o ouvinte boceje de tédio. Não, uma vez começada a audição, tenha certeza que “X-Gate” o manterá preso até o fim, graças às suas ótimas músicas.

Mas é bom que tomem cuidado: como toda boa banda do gênero, o VIRTUAL SYMMETRY usa de canções longas para se expressar. Mas isso não é entediante, já que a beleza instrumental e rica de “Eyes of Salvation” é fascinante em cada momento, e que belíssimas partes de teclados; os mais de 14 minutos de “Alchymera” e suas belíssimas mudanças de ritmo, onde baixo e bateria mostram bela diversidade rítmica (sem a perda do peso natural do grupo) passam sem que percebamos; e os contrastes vocais de “Elevate” seduzem nossos sentidos, sejam nos momentos mais belos e introspectivos, ou nos mais pesados.

Mais uma belíssima banda da Itália, e que vem para somar!

Ouçam sem moderação alguma!

Comentário(s):