26 de jun de 2017

COVA DE SANGUE VOL. I (Coletânea)


2017
Independente
Nacional

Nota: 8,7/10,0

Tracklist:

1. NERVOCHAOS - Ad Maiorem Satanae Gloriam!
2. LACERATED AND CARBONIZED - NarcoHell 
3. THE CROSS - The Skull & the Cross
4. CHAOS SYNOPSIS - Storm of Chaos
5. GESTOS GROSSEIROS - The Ambition
6. LUSFERUS - Luciférico Hino
7. AS DRAMATIC HOMAGE - Enlighten 
8. DYSNOMIA - Sisyphus
9. ARMUM - Battle of Armageddon
10. MARTYRDOM - Culto Primitivo a Morte 
11. DEMOLITION - Influence
12. RIGOR MORTIS BR - Medieval Impalement  
13. RASTROS DE ÓDIO - Escravos Modernos
14. VORGOK - Man Wolf to Man
15. ATROPINA - Degeneradas Civilizações 
16. YEKUN - Faith of Serpents
17. MATAKABRA - Executado
18. WARFIELD DEATH - Sucumbindo ao Medo
19. WARBIFF - Declaiming War... Blessed for What   
20. DEATH CHAOS - Atrocity on Peaceful Fields
21. BURNKILL - Cadáver do Brasil
22. SADISTIC DIVINE - Eterna Onda Violenta
23. UNDER THE GRAY SKY - In Limit of Soul
24. INSANITAH - Hollow
25. INFECTOR CELL - Reino do Caos
26. EUTANÁSIA - Sorrow of My Life Wast Away to Kill Me  


Contatos:

Twitter:
Instagram:
Assessoria:


Texto: Marcos “Big Daddy” Garcia


As coletâneas para download gratuitas estão se tornando mais e mais comuns no cenário nacional. E elas têm a importância de alcançarem o público que fica distante dos grandes centros, e cujo acesso a certos materiais é limitado por N fatores. E um novo nome que surge é a COVA DE SANGUE, organizada pela Cangaço Rádio Rock, trazendo nomes bem conhecidos, outros emergentes e alguns até desconhecidos do público.

Vamos a ela.

No caso, esta é mais voltada aos estilos extremos do Metal, ou seja, do Thrash Metal até o Black Meta, passando por suas subvertentes. Ou seja, a diversidade impera, o que faz com que nossos ouvidos não fiquem cansados por um estilo único. E a supracitada inclusão de nomes fortes e com carreiras bem estabelecidas, como NERVOCHAOS, LACERATED AND CARBONIZED, CHAOS SYNOPSIS, os experientes GESTOS GROSSEIROS, DYSNOMIA e YEKUN e nomes bem jovens, que ainda carecem de maior projeção. Este formato faz com que a carga de responsabilidade fique sobre os grandes, mas permite que os médios e pequenos nomes ganhem divulgação. E isso é algo de muito valor.

A produção sonora, como é de se esperar, oscila bastante, já que cada banda sabe o que quer de sua música, e devido à experiência, algumas sabem como obter o melhor de seu som. Mas não se preocupem: aqueles que têm uma sonoridade mais suja equilibram isso com personalidade, e porque seu trabalho já é naturalmente dessa forma.

Os nomes grandes supracitados não necessitam de maiores análises, uma vez que grande parte deles (se não a totalidade) já passaram pela sessão de resenhas do Metal Samsara. Então, este autor se prenderá aos nomes menores.

Óbvio que NERVOCHAOS saudando o capiroto em “Ad Maiorem Satanae Gloriam!”, LACERATED AND CARBONIZED eixando ouvidos apitando com “NarcoHell”, THE CROSS azedando tudo em “The Skull & The Cross”, CHAOS SYNOPSIS esmagando cérebros em “Storm of Chaos”, GESTOS GROSSEIROS na voadora em “The Ambition”, o LUSFERUS arrasando com nossos pescoços em “Luciférico Hino”, o AS DRAMATIC HOMAGE em sua viagem soturna e enigmática em “Enlighten”, e o DYSNOMIA estuprando os nervos alheios em “Sisyphus” são momentos excelentes da coletânea. Mas conhecer o excelente trabalho Death/Black do ARMUM (de Goiânia - GO) em “Battle of Armageddon”, o Death/Black Metal raiz sujo e soturno do MARTYRDOM (Feira de Santana - BA) em “Culto Primitivo a Morte”, o Thrash Metal rasgado e duro do DEMOLITION (Governador Valadares - MG) em “Influence”, o Death Metal Old School podre e raivoso do RIGOR MORTIS BR (Passo Fundo - RS) em “Medieval Impalement”, o Death/Grindcore insano e bem trabalhado do RASTROS DE ÓDIO (Belo Horizonte - MG)  em “Escravos Modernos”, a agressividade Thrasher extremamente agressiva do VORGOK (Rio de Janeiro - RJ) em “Man Wolf to Man”, o Death Metal mais azedo e intenso do ATROPINA (Teutônia - RS) em “Degeneradas Civilizações”, os paulistas impossíveis de rotular do YEKUN (da capital) na caótica e envolvente “Faith of Serpents”, o a brutalidade explosiva do MATAKABRA (Recife - PE) em “Executado”, o esporro sonoro massivo do WARFIELD DEATH (Aracaju - SE) maltratando ouvidos alheios em “Sucumbindo ao Medo”, os cearenses de Fortaleza do WARBIFF thrasheando com os pescoços incautos em “Declaiming War... Blessed for What”, o assalto Death Metal intenso e bem arranjado do DEATH CHAOS (Curitiba - PR) em “Atrocity on Peaceful Fields”, o Death/Thrash cheio de energia e juventude do BURNKILL (Pouso Alegre - MG) em “Cadáver do Brasil”, a insanidade desmedida do SADISTIC DIVINE (Divinópolis - MG) no caos de “Eterna Onda Violenta”, o Doom Metal fúnebre e atmosférico do UNDER THE GRAY SKY (Recife - PE) no funeral chamado “In Limit of Soul”, o Thrash furioso do INSANITAH (São Paulo - SP) exibido em “Hollow”, o Thrash/Crossover arrasador do INFECTOR CELL (Cotia - SP) em “Reino do Caos”, e o Depressive Black Metal intenso e introspectivo do EUTANÁSIA (Porto Velho - RO) em “Sorrow of My Life Wast Away to Kill Me” são mostras do potencial do Metal nacional, de Norte a Sul, de Leste a Oeste desse imenso país em que moramos. E a abrangência da coletânea, em termos de Metal extremo, é muito boa.

No mais, a coletânea é gratuita, e pode ser baixada neste link: http://www.mediafire.com/file/qa97likcnjif2ql/Colet%C3%A2nea+Cova+de+Sangue+Vol+-+I.rar

Uma iniciativa louvável, e esperamos os próximos volumes da COVA DE SANGUE, pois este primeiro é muito promissor.

E a rádio pode ser acompanhada nos seguintes links:

www.youtube.com/channel/UCcBR9XGl92dG9U4mNVwPl1A

Comentário(s):