19 de mai de 2017

DYNASTY - STEP BY STEP (ÁLBUM)


2017
Nacional

Nota: 8,7/10,0


Tracklist:

1. Somnum Exterreri Solebat
2. Nightmare
3. Inside My Heart
4. Metal Pulse Radio
5. Step By Step
6. I’ll Be With You
7. Machado de Guerra
8. Sad Faces
9. Bad Politicians
10. Evil’s Puppets
11. Goldenland
12. Dentro de Mi Corazón
13. Hacha de Guerra
14. Caminar
15. Warriors of the King


Banda:


Nahor Andrade - Vocais
César Martins - Guitarras
Filipe Otávio - Guitarras
André Junior - Baixo
Tiago Vitek - Bateria


Contatos:

Twitter: 
Instagram: 
Assessoria:

Texto: Marcos “Big Daddy” Garcia

Sabem quando uma banda de Metal tradicional com influências de Power Metal sabe evoluir e fazer com que sua música soe sempre nova, refrescante, mas cheia de energia e um belíssimo trabalho surge disso?

Pois é: o quinteto DYNASTY, de Nova Lima (MG) soube fazer isso em “Step By Step”, seu novo disco, após sete anos desde “Warriors of the King”.

Musicalmente falando, a banda não chega a fazer nada inovador. É o mesmo Heavy/Power Metal calcado em IRON MAIDEN e HELLOWEEN, mas sempre com aquele jeitão particular que eles sempre fizeram. Ou seja, se preparem para uma saraivada de riffs de guitarras bem envolventes, solos melodiosos, base rítmica bem trabalhada e pesada, e no caso do grupo, vocais ferozes em timbres naturais agressivos (um diferencial do trabalho deles, que usam bem pouco de tons mais agudos), mais a personalidade deles e pronto: nasce um discão. Aliás, existem elementos do Metal tradicional moderno na banda, o que torna a música impactante e mais agressiva.

Ou seja: está um disco ótimo!

Em termos de sonoridade, “Step By Step” tem uma qualidade muito boa, sabendo deixar a sonoridade compacta, pesada e com aquele toque de agressividade essencial. Mas isso sem deixar a agressividade natural do grupo de fora, com timbres bem delineados e com boa dose de peso. E a capa é muito interessante, feita por Caio Caldas (da CadiesArt.com), deixando claro o que os fãs podem esperar do grupo nesse terceiro álbum.

O nível de maturidade que a banda apresenta é bem elevado. E nisso, as canções ganharam uma elaboração melodiosa bem acabada, com arranjos preenchendo bem todos os espaços, fora o requinte musical ao que estamos acostumados.

A banda mostra o quanto é relevante para o cenário em “Step By Step”, com todas as canções sendo muito boas. Mas a pegajosa e bem trabalhada “Nightmare” (apresentando riffs de guitarra de primeira, mais um refrão de primeira qualidade); a mais refreada e cheia de energia Hard’nHeavy “Inside My Heart” e seus belíssimos arranjos de baixo e bateria, fora os backing vocals bem encaixados; a cadência apaixonante de “Metal Pulse Radio” e seus vocais bem encaixados (que transitam bem entre timbres melodiosos e outros mais agressivos); o peso ganchudo e de classe apresentado em “Step By Step”; o típico Metal germânico à lá ACCEPT adaptado para a pegada brasileira de “Machado de Guerra” (que é um cover do velho gigante mineiro KAMIKAZE); a agressiva e raivosa “Bad Politicians” (o título da canção já diz tudo), onde arranjos pesados e bem feitos das guitarras roubam a cena; o jeitão mais tradicional à lá JUDAS PRIEST de “Evil’s Puppets” com alguns tons mais altos de voz e uma pegada para lá de ganchuda herdada do Rock’n’Roll; e esta pegada torna a aparecer em “Hacha de Guerra”. E além dessas, se destacam também os remakes orquestrados para “Goldenland” e “Warriors of the King” ficaram ótimos.

No mais, o DYNASTY volta em boa hora, e “Step By Step” é um disco de primeira.

Comentário(s):