20 de fev de 2017

CARNA ROCK: Ribeirão Preto recebe 20 bandas nos cinco dias de carnaval


A cidade de Ribeirão Preto receberá a sexta edição do já tradicional evento “Carna Rock” entre os dias 24 a 28 de fevereiro, o festival esse ano irá contar com 20 bandas da região, dividas em cinco dias, sendo quatro bandas por noite. Sem se restringir a apenas um estilo, os organizadores garantem uma celebração a todas as vertentes do Metal, desde os mais clássicos aos mais modernos.

Dia 24 de fevereiro a partir das 22 horas a banda “Que Miras Chicón” abre o festival, seguida por “Mr. Dam”, “Spring Harbor” e “Red Fever”, comprovando que o Carna Rock é o maior festival de metal independente da região de Ribeirão Preto.

Dia 25 de Fevereiro as bandas “RDS”, “Shotdown”, “OUDN” e Necrofobia, se apresentam, considerada uma das noites mais pesadas do festival. Vale ressaltar que toda a criação do evento foi idealizada pelo vocalista da banda paulista, Necrofobia, que através de seu mentor Rômulo Ramazzini continua sua saga incansável de apoio e dedicação ao Metal Nacional, chegando a sua sexta edição sem qualquer incentivo ou apoio cultural.

Dia 26 de fevereiro a noite começa mais cedo, com a banda de abertura “MonoFuzz” dando início aos shows a partir das 20:00 horas, seguida por “Start Today”, “Magnética” e “2 Ponto Zero”.

Dia 27 de fevereiro as bandas “Sol de Papel”, “Seven Keys”, “Espiral 8” e “El Kaboing”, são a garantia de uma segunda com muito Rock/Metal aos não adeptos do carnaval, o início dos shows será as 22:00 horas.

Dia 28 de fevereiro é o encerramento do festival e as bandas “Skinnerhate”, “Stoned Bulls”, “Slasher” e “Violência Moral”, serão os incumbidos a fechar com “chave de ouro” o festival que a cada ano se mostra mais forte, se tornando o principal movimento feito na cidade de Ribeirão Preto quando o assunto é Metal Nacional.

O evento irá ocorrer no “Route 3330 Music Bar, localizado na AV: Independência, nº 1279, em Ribeirão Preto/SP, o custo de cada noite é de R$15,00.

Maiores informações no link do evento:


Comentário(s):