11 de ago de 2016

D.I.E.: videoclipe é censurado e removido da internet



A banda DIE teve seu videoclipe, intitulado "DIE", removido do Youtube, Facebook e outras contas administradas pelo Google, através de uma liminar.

Em nota de esclarecimento nas redes sociais, a banda comentou:

“Boa tarde a todos, dia muito especial para uma nota e para um acontecido aqui no DIE!

Depois do possível caso de violência contra a mulher (pelo menos o que foi apurado até agora), em que há até uma gravação onde a moça fecha com “manda o Feliciano aquietar o pintinho dele”, estamos aqui, infelizmente, passando por uma espécie de “abafamento” típico muito comum no nosso país, tendo nosso videoclipe da música “DIE” retirado do ar.

A banda pede muita calma aos amigos, parceiros e fãs, pois é um momento realmente delicado. Mas o ponto é: estamos sendo lesados por nossa obra artística, onde apontamos e criticamos de forma coesa o câncer no pilar de qualquer sociedade!

Alguém se sentiu ofendido com nossa liberdade artística e, ao invés de um pedido de desculpas, fica aqui apenas a nossa mensagem que liberdade de expressão é um direito e não vamos nos acovardar!!!

As medidas legais necessárias já estão sendo tomadas para que esse quadro seja revertido!

Esperamos que a liberdade de expressão artística prevaleça com a justiça, esmagando o peso do preconceito.”

A banda subiu novamente o videoclipe para à rede, desta vez para o Vimeo, e o mesmo pode ser visualizado aqui:


O DIE e seus parceiros de empreita ralaram duro para a gravação do videoclipe, cujo projeto contou com o apoio de vários amigos e empresas como Botucatu Metalstock, Oficina de Criaturas, Tattoo Wave, Odioground, Rabo de Rato e Brand Brain. Além da participação do lendário Jão, guitarrista e fundador do Ratos de Porão, que no clipe “ataca” de ator em uma performance irrepreensível como um “belo” Diabo.

O videoclipe foi dirigido por Diego Cesário da produtora Rabo de Rato (www.facebook.com/Rabo-de-Rato-Filmes) e teve as máscaras e efeitos por conta do artista Renato Fernandes do Oficina de Criaturas (www.facebook.com/OficinaDeCriaturas).


Sites relacionados:


Fonte: Metal Media

Comentário(s):