20 de jul de 2017

CHESTER BENNINGTON: uma singela homenagem a ele e a seus fãs, e um pedido a todos


O Metal Samsara não gosta de postar sobre o falecimento de músicos, uma vez que parece uma atitude predatória diante da dor alheia. Mas abrirei uma exceção desta vez, tendo em vista o tanto de piadinhas que alguns bobocas andam fazendo na internet sobre um assunto sério.

Quero compartilhar uma experiência pessoal minha: convivendo com as novas gerações no Metal, fui nutrindo primeiramente respeito pelas sonoridades mais jovens, e acabei começando a gostar das bandas de metal moderno, tipo Metalcore, New Metal e outros. 


A palavra "respeito" é importante para que existamos, entendamos muita coisa em nossas vidas. Ela é essencial.

Quando soube da passagem de Chester Bennington, vocalista do LINKIN' PARK, no dia de hoje (20/07/2017), fiquei triste, pois ele representava a nova geração, os fãs mais jovens que conheceram o Metal e o Rock pelo trabalho musical dele. E pensei naqueles que gosto e partiram, como Dio, Lemmy e outros. Chess era um de nós, um músico e fã de Rock.

Nisso, quando vejo piadinhas com a morte dele (já bloqueei alguns no Facebook), me pergunto o quanto esse tipo de piadista ocasional, esse true bobo, sente quando seus ídolos morrem. Para os fãs, ele era uma pessoa próxima, um amigo distante que os influencia, e que desejo que continue a influenciá-los para as coisas boas.

Aos haters que precisam dar uma de fodões no mundo virtual e satisfazer sua mania de superioridade (calcada em sei lá o que), que talvez tenham uma vida terrível fora do mundo digital, lhes deixo um desafio: façam piadinhas com aqueles que ama e que partiram. Ou imaginem alguém fazendo isso com aqueles que se foram e você ama. Ou mesmo quando um filho ou filha está doente em um hospital.

Vai sentir a dor de um fã que perde um ídolo, e o que sua falta de respeito está causando...

Que exista mais empatia, mais amor, mais respeito ao próximo, e menos esse sentimento de "eu sou o fodão", que mais me parece coisa de um animal não-humano lutando com outros pelo topo da pilha de cinzas, ossos e lixo, achando que aquilo é o topo do mundo, quando na realidade, é nada, apenas lixo. No fundo, esse tipo de pessoa se influencia pelas coisas ruins, ou tem falhas educacionais grotescas.

No mais, desejo aos fãs, família e ao LINKIN' PARK que todas as boas vibrações estejam com vocês. E a ti, Chess, desejo que encontre a Luz e a paz que buscou tanto em vida...

OM SHANTI!

Marcos Garcia

Comentário(s):