7 de mai de 2017

FRANTIC AMBER - BURNING INSIGHT (ÁLBUM)


2015
Independente
Importado

Nota: 9,4/10,0


Tracklist:

1. Intro
2. Burning Insight
3. Bleeding Sanity
4. Soar
5. Drained
6. Awakening
7. Entwined
8. Wrath of Judgement
9. Unbreakable
10. Destruction
11. Ghost


Banda:


Elizabeth Andrews - Vocais
Mio Jäger - Guitarra solo
Mary Säfstrand - Guitarras
Sandra Stensen - Baixo
Erik Röjås - Bateria


Contatos:

Bandcamp:
Assessoria:

Texto: Marcos “Big Daddy” Garcia


Desde muito tempo, as mulheres começaram a aparecer como “frontwomen”, em bandas mistas ou mesmo exclusivamente femininas. Isso é um ótimo sinal, pois o gênero não define se você terá sucesso ou não dentro musical. E ao mesmo tempo, nos permite observar que o preconceito no cenário mundial está diminuindo. 

E dessa forma, bandas ótimas como o FRANTIC AMBER aparecem. Esse quinteto vindo da Suécia (mais especificamente da capital, Estocolmo) tem muito que dar ao Metal, como o primeiro álbum do quinteto, chamado “Burning Insight”, mostra com clareza.

Em termos musicais, o grupo foca suas energias em criar uma forma de Death Metal melódico que não extremamente técnico como o CHILDREN OF BODOM, nem tão eclético como o SOILWORK, ou melodioso como o ARCH ENEMY. Na realidade, o grupo se encontra em um meio termo entre esses nomes, mas sem deixar de ter sua própria personalidade. Vocais urrados com vários timbres interessantes, um ótimo trabalho da dupla de guitarras tanto nos riffs ganchudos quanto nos solos melodiosos, um trabalho técnico e pesado em termos de base rítmica (baixo e bateria estão em grande forma), e algumas intervenções de teclados aqui e ali bem pontuais. E tudo isso de uma forma bem pessoal, bem diferente de seus pares.

Traduzindo: “Burning Insight” é um disco excelente, de primeira linha!

Em termos de qualidade sonora, o disco realmente foi muito bem cuidado. Sem deixar de soar pesado e agressivo até os dentes doerem, existe uma enorme preocupação com a estética e nível de clareza, permitindo que “Burning Insight” soe muito bem aos ouvidos, e que nada da musicalidade da banda seja perdido.

Buscando seu próprio espaço, o FRANTIC AMBER soube arranjar suas canções, buscando usar a experiência que foram ganhando com seu EP e Singles para criar algo diferente e intenso, agressivo e bem feito, com músicas bem arranjadas e mostrando potencial. Pode-se apostar que um dos grandes nomes entre as bandas do gênero em um futuro próximo é o do quinteto.

E atestando esta afirmativa, temos canções como a envolvente “Burning Insight” (uma canção um pouco mais reta e agressiva no início, mas que recebe ótimas de melodias durante o refrão, e onde se percebe um ótimo trabalho vocal), a raçuda e bem trabalhada (e já um pouco mais melodiosa) “Bleeding Sanity” (reparem como a dinâmica entre as duas guitarras e seus arranjos é algo maravilhoso), a mais melancólica e técnica “Soar” (como essas guitarras não saem de nossos ouvidos, belíssimas linhas melódicas e isso sem mencionar algumas partes muito boas de teclados), a porrada mais moderna de “Drained”, a envolvente e melodiosa “Awakening”, o murro nos tímpanos chamado “Destruction”, e a fantástica “Ghost” (recheada de riffs insanos, vocais absurdamente urrados e com muitas mudanças de timbre, além de baixo e bateria estarem perfeitos em seu trabalho rítmico opressivo).

O quinteto é excelente, e se “Burning Insight” é o primeiro álbum, com a evolução certa, o segundo vai ser um murro na cara de muito machão que faz som de araque. E tenho dito!




Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentário(s):