1 de jul de 2014

Resenha: Deguella – Headshot (CD)

Nota: 8.5/10.0

Por Carlos Castro

Que pedrada! Essa é a expressão que melhor define o som do DEGUELLA, após uma audição direta e muito satisfatória. Por conta disso, fico me perguntando o porque de uma banda tão promissora, e que já vem desenvolvendo um grande trabalho ao lado da MS Metal Press, jamais lançou outro material antes desse “Headshot”.

O questionamento acima se faz presente pelo alto nível apresentado em toda a bolachinha. Desde uma produção correta, passando por um direcionamento visual competente, até chegar em composições que nos levam para o melhor da escola estadunidense, de banda como Machine Head, Korn e Soufly (do brasileiro Max Cavalera). Impossível então não destacar a minha primeira surpresa: o grupo aposta em composições com temas em português; o que nos remete aos melhores momentos do Sepultura e Ratos de Porão, sem que qualquer uma dessas influências os torne dependentes. Como destaques, valem menção a faixa título, bem direta e que nos remete à todo problema social que o Brasil enfrenta, “Nada a Perder” e "Transtorno", esta última, provavelmente, a melhor de todo o disco!

Conheci o trabalho desses caras através do trabalho da MS Metal Press, o que me leva a crer que outras pérolas da nossa música pesada precisam de maior exposição! Grande trabalho, de uma das bandas que estarão na minha lista de revelações do ano.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário.
Liberaremos assim que for analisado.

OM SHANTI!

Comentário(s):