8 de jun de 2014

Resenha: Ibridoma - Goodbye Nation (CD)

Nota 9,5/10,0

Por Marcos "Big Daddy" Garcia


E o quinteto italiano IBRIDOMA mais uma vez honra nosso humilde site, dessa vez com seu mais recente lançamento, o álbum "Goodbye Nation", sucessor de "Night Club".

E o grupo realmente caprichou bastante em "Goodbye Nation", uma vez que se percebe que o Metal tradicional do grupo está mais pesado e coeso, ao mesmo tempo em que vemos o som ter mais agressividade (especialmente por conta dos timbres de guitarra escolhidos, e vemos que Sebastiano Ciccalè e Marco Vitali estão extremamente bem entrosados e afiados em seus riffs cativantes e solos bem estruturados e com boas melodias). Os vocais também deram uma melhorada, se tornando um pouco mais melodiosos e bem postados, e em termos de base rítmica, baixo e bateria estão muito entrosados e fortes. E o resultado é uma pedrada direta e seca, sem perder as noções de melodia que a banda carrega como personalidade. E isso sem falar nas participações especiais de Fabio Lione (do RHAPSODY OF FIRE nos vocais em "Land Of Illusion"), Ralf Scheepers (do PRIMAL FEAR nos vocals de "My Dying Queen") e Paolo Ojetti (do INFERNAL POETRY nos vocais de "Goodbye Nation").

Ibridoma
Uma produção bem limpa e pesada é o que ouvimos, um passo adiante de tudo que eles já haviam feito antes, um trabalho onde guitarras, bateria e baixo foram gravados no DPF Studio  e os vocais no Yellow Sheep Studio sob a tutela de Andrea Bianchini (ambos na Itália), com edição de Mauro “Ulag” Mancinelli, mais a mixagem e masterização de Max “Morton” Pasichnyk no Morton Studio (Kiev, na Ucrânia), e valeu todo este trabalho: a sonoridade beira o perfeito.

A arte da capa, um trabalho de Gustavo Sazes (Abstrata), ficou excelente, e a diagramação da Art Visual é algo fantástico.

As melhores canções em um trabalho tão homogêneo são: a cativante e pesada "City of Madness" (reparem bem nos arranjos das guitarras, especialmente nos solos), a ríspida e ganchuda "Land of Illusion" (que bela base rítmica, um trabalho perfeito de baixo e bateria, mais os belos vocais), a agressiva e forte "Goodbye Nation" (excelente refrão em uma canção de assimilação rápida, novamente com um trabalho fantástico dos vocais), "My Dying Queen" e seus ótimos arranjos de guitarras, e a sinuosa "You Are a Liar".

Uma ótima banda, que merece maior projeção em nosso país e em todo mundo.




Tracklist:

01. City of Madness
02. Land of Illusion
03. Goodbye Nation
04. Anja 
05. Dreams of the Dreams
06. My Dying Queen  
07. Arcobaleno
08. My Star
09. You Are a Liar


Banda:

Christian Bartolacci - Vocais
Marco Vitali - Guitarras
Sebastiano Ciccalè - Guitarras
Leonardo Ciccarelli - Baixo
Alessandro Morroni - Bateria


Contatos:
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário.
Liberaremos assim que for analisado.

OM SHANTI!

Comentário(s):