16 de jun de 2014

Resenha: Charlar - Creation of the Mind (EP)

Independente
Nota 8,5/10,0

Por Marcos "Big Daddy" Garcia


De vez em quando, tomamos sustos com certas bandas, pois realmente muitos andam buscando injetar em velhas fórmulas nova energia e características musicais não convencionais, tentando não só abrir espaço para si, mas para renovar o Metal. E isso é muito bom, pois é legal ver surgir propostas alternativas em gêneros já erodidos pelo uso e abuso constantes. E eis que Horizontina, em Porto Alegre (RS), surge um quarteto disposto a mudar algumas regras no jogo do Metal Nacional: CHARLAR, que acaba de soltar seu primeiro EP, "Creation of the Mind".

Misturando muito do Thrash bruto do PANTERA com a elegância do METALLICA dos velhos tempos, mais algumas doses de Hardcore rasgado e muitos arranjos de Prog Metal à lá DREAM THEATER, temos algo que é ao mesmo tempo brutal, opressivo, mas muito técnico e elegante. Haja pescoços, pulmões e coração, pois o quarteto é demais!

A produção sonora ficou muito boa, limpa e cristalina aos ouvidos (embora um pouco oca em alguns pontos), mas ao mesmo tempo, seca e pesada, o que deixa os arranjos musicais expostos aos ouvidos mais experientes, bem como deixa a sonoridade da banda bem ríspida.

Charlar
E vemos que as cinco composições do EP são daquele jeito: muito bem arranjadas (especialmente com a técnica e tempos quebrados que eles usam), peso abusivo e explícito, um festival de vocais urrados, riffs cortantes e solos caprichados (com alguns toques "bluesy" devido ao uso do wah-wah), baixo técnico e pesado, e uma bateria extremamente firme na condução dos andamentos (e no caso deles, isso não é algo relativamente simples).

"Shitbag" abre o EP como um soco de quebrar os dentes na cara, agressiva, mas com grandes tempos quebrados, o que deixa a base rítmica se destacando bastante. "A New Time" tem um andamento mais moderado (embora cheio de momentos técnicos de baixo e bateria), mas é bruta de doer os tímpanos, com vocais insanos. A empolgante e técnica "Creation of the Mind" mostra-se azeda e com ótimos riffs e arranjos de guitarra bem dinâmicos. "Useless Belief" começa com um dedilhado técnico do baixo, e se apresenta uma faixa espumando de tanta agressividade, assim como "Fuck Off All Fools", uma daquelas canções rasgadas e brutais, com vocais extremos ótimos.

Uma bela banda, sim senhor, e podemos aferir que é mais uma boa revelação das terras do RS. 

Ah, sim: o EP pode ser baixado gratuitamente aqui, mas deixem de ser mãos de vaca e comprem a cópia física, pois vale muito a pena!



Tracklist:

01. Shitbag
02. A New Time
03. Creation of the Mind
04. Useless Belief
05. Fuck Off All Fools


Banda:

Maurício Marques - Vocais
Paulo Lírio - Guitarras
Cristiano Kappaun - Baixo
Eduardo Chaves - Bateria


Contatos:

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário.
Liberaremos assim que for analisado.

OM SHANTI!

Comentário(s):