9 de jan de 2017

ALÍRIO NETTO - João de Deus (Álbum)



2017

TRM Records
Nacional

Tracklist:

1. Viver (One Love)
2. João de Deus
3. De Sol a Sol
4. O Palhaço
5. Tantas Coisas
6. Retrato
7. Segredos
8. Nada Mais Importa
9. Your Smile (BonusTrack)


Contatos:

TRM Press (Assessoria de Imprensa)


Nota:

Originalidade: 10
Composição: 10
Produção: 9

10/10

Texto: Marcos “Big Daddy” Garcia


Os artistas brasileiros, não apenas do meio Metal, adoram fazer discos solos, uma vez que nestes lhes é possível uma expressão diferente do que o público espera deles. Alguns são bem fracos, mas outros são sublimes. E na segunda categoria podemos colocar “João de Deus”, disco solo do vocalista ALÍRIO NETTO, muito conhecido por seus trabalhos no AGE OF ARTEMIS, HEAVYPOP e participações na peça “Jesus Christ Superstar”, e que imprime uma qualidade de primeira em todo CD.

Totalmente cantado no idioma vigente de nosso país (o português), o disco é bastante voltado ao Synth Pop e ao Pop Rock europeu dos anos 80, mas justamente o lado mais sofisticado e requintado desses gêneros, com algo de AOR em alguns momentos. É um disco gostoso de ouvir, mostrando que o artista realmente tem um “background” musical diferente e amplo, e que só faz bem aos ouvidos de todos nós.

Gravado no Do It Studio, tendo as mãos de Edu Falaschi na produção, e as de Tito Falaschi na mixagem e masterização, podemos aferir que a estética da sonoridade de “João de Deus” é limpa, cristalina e extremamente bem cuidada. Mas o que se espera dos Falaschi Brothers nisso, senão algo que beira a perfeição?

Tendo como convidados Marcelo Barbosa nas guitarras (ALMAH, HEAVYPOP), Felipe Andreoli no baixo (ANGRA, KIKO LOUREIRO, BITTENCOURT PROJECT, TIME OUT), Tiago Mineiro nos teclados e piano (TONY TORNADO, MADE IN BRAZIL, LANNY GORDIN, MELLO JR), e do saxofonista Milton Guedes (LULU SANTOS, RITA LEE, SANDRA DE SÁ, TIM MAIA, ROUPA NOVA, OSWALDO MONTENEGRO, entre tantos outros), não é de se espantar que o nível do disco seja elevado, com composições inspiradas e que realmente são bastante sedutoras.

O disco nos seduz a cada momento, e em cada uma de suas nove músicas, Alírio vai mostrando o motivo de ser uma das grandes vozes do Metal nacional, com ótimos timbres em todos os momentos. É uma técnica de cantar impressionante, e a voz dele preenche cada canção de forma preciosa.

Melhores momentos: a popíssima e envolvente “Viver (One Love)” (reparem nos arranjos de teclados bem colocados e nos backing vocals), o Rock Pop melodioso à lá anos 80 da envolvente “João De Deus” (lindas partes de guitarras e teclados se misturam, dando um toque bem acessível à canção), a lindíssima balada com toque de World Music/New Age em “De Sol a Sol” (lindos pianos, baixo pulsando firme e uma exibição de gala dos vocais), a introspecção Pop profunda de “O Palhaço” (sem ser bajulador: é uma das melhores amostras do talento de Alírio que este autor já pôde ouvir), as lindas linhas melodiosas de “Tantas Coisas” (que referencia algo que TEARS FOR FEAR já fez no passado, só mais melodioso e com classe, especialmente pelos arranjos de baixo e bateria), a balada de voz e piano em “Retrato” (reparem como a voz do homem é melodiosa e rica em tons diferentes, indo suave ao alto sem problema algum), a dinâmica entre guitarras limpas, baixo e teclados em “Segredos”, e o lado Pop/MPB de “Nada Mais Importa” (aqui, sente-se o lado do Rock Brasil da primeira metade dos anos 80, cujo diferencial é a presença de arranjos lindos de saxofone e teclados). Ainda temos uma faixa bônus, a única cantada em inglês, “Your Smile”, que não desvia o disco de seu conceito, mais uma vez lançando mão de belos efeitos eletrônicos para simular instrumentos regionais brasileiros.

Uma curiosidade: “João de Deus” foi o apelido que o povo brasileiro deu ao Papa João Paulo II em sua primeira vinda ao Brasil, no ano de 1980. Mas pode ser visto como um João qualquer, um legítimo brasileiro que vive suas labutas de todos os dias.

Tão cedo em 2017, e já surge um dos fortes candidatos ao posto de melhor disco do ano...

Só mesmo Alírio poderia realizar tal proeza...

Ouça “João de Deus” online


Para comprar o CD na pré venda entre no site da Die Hard: http://www.diehard.com.br/detalhe_produto.php?codProd=tHbSMzc5OTE=

Comentário(s):