12 de dez de 2016

HANSEN & FRIENDS - XXX - Three Decades in Metal (CD Duplo)


2016
Nacional

Tracklist:

Disco 1:

1. Born Free
2. Enemies of Fun (apresentando Ralf Scheepers e Piet Sielck)
3. Contract Sun (apresentando Dee Snider e Steve McT como The Manger)
4. Making Headlines (apresentando Tobias Sammet nos vocais, Corvin Bahn nos teclados)
5. Stranger in Time (apresentando Michael Kiske, Frank Beck, Tobias Sammet nos vocais, Roland Grapow na guitarra solo, e Corvin Bahn nos teclados)
6. Fire and Ice (apresentando Clementine Delauney, Marcus Bischoff, Richard Sjunnesson nos vocais, e Michael Weikath na guitarra solo)
7. Left Behind (apresentando Alexander Dietz e Clementine Delauney nos vocais, e Corvin Bahn nos teclados)
8. All or Nothing (apresentando Clémentine Delauney nos vocais, e Corvin Bahn nos teclados)
9. Burning Bridges (apresentando  Eike Freese)
10. Follow the Sun (apresentando Hansi Kürsch nos vocais e Tim Hansen na guitarra solo)

Disco 2:

1. Born Free
2. Enemies of Fun
3. Contract Song
4. Making Headlines
5. Stranger in Time
6. Fire and Ice
7. Left Behind
8. All or Nothing
9. Burning Bridges
10. Follow the Sun


Banda:


Kai Hansen - Vocais, guitarras
Eike Freese - Guitarras, vocals adicionais em “Burning Bridges”
Alexander Dietz - Baixo, vocals adicionais em “Left Behind”
Daniel Wilding - Bateria


Contatos:



Nota:

Originalidade: 8
Composição: 10
Produção: 10

9/10


Alguns discos solos ou projetos deveriam ser efetivados, já que a qualidade impressa nos mesmo é alta. E se tem um sujeito criativo em excesso no Metal é mesmo o guitarrista/vocalista alemão Kai Hansen. Notório por ter fundado o HELLOWEEN e o GAMMA RAY, bem como por suas mãos presentes em bandas como IRON SAVIOR e UNISONIC, e eis que este “workaholic” volta com algo novo e diferente: chamado HANSEN & FRIENDS, o projeto é uma comemoração elos 30 anos em atividade de Kai no Metal. E nada melhor que um disco como “XXX - Three Decades in Metal” para comemorar. E nós, no Brasil, temos acesso à versão Deluxe, graças ao ótimo trabalho da Shinigami Records mais uma vez.

Antes de tudo, obviamente os fãs buscarão alguma similaridade entre esse trabalho e os outros onde Kai participa ou participou. Mas digamos que Kai sabe usar o próprio background musical em prol da música. Mais uma vez, ele conseguiu algo diferente, soando desta vez como o bom e velho Metal tradicional alemão, ou seja, aquele misto de guitarras pesadas, base rítmica pesada e variada, além de vocais fortes, só que com aquele toque diferenciado ao qual esse mago está acostumado a nos brindar.

É ouvir e ficar apaixonado!

O trabalho de produção, gravação, engenharia, mixagem e masterização do CD ficou nas mãos de duas pessoas: Alexander Dietz e Eike Freese, com Kai acompanhando produção, gravação e cuidando da engenharia. Ou seja, como de praxe, tudo está perfeito no CD, com uma diferença: o lado mais agressivo da música da banda está bem evidente, sem deixar que as linhas melódicas sejam afetadas. E sim, é bem pesado!

A arte gráfica de Alexander Mertsch é muito boa, usando de uma capa bem simples (reparem no logo e vejam se ele não os lembra de algo), com design e layout mais simples. Mas a fotos são ótimas e bem humoradas, uma característica marcante da personalidade de Kai. Isso sem falar em um depoimento do próprio no encarte.

O brilho a mais de “XXX - Three Decades in Metal” vem das participações especiais, todas listadas em cada uma das canções no tracklist acima. E as canções mostram arranjos de primeira, aquele acabamento que já nos acostumamos a ouvir da parte do aniversariante.

E a festa é do mais alto nível, com todas as músicas bem equilibradas em termos qualitativos. Mas a fogosa e rápida “Born Free” (a força dos riffs e vocais é abusivamente pesada, com algumas melodias fundamentais), a força da base rítmica em “Enemies of Fun” (muito pesada, e ainda temos o brilho das participações de Ralf Scheepers e Piet Sielck) e em “Contract Sun” (e aqui o brilho a mais vem de Dee Snider e Steve McT), a pegajosa e com ótimo refrão “Stranger in Time” (que bases de guitarras de primeira, o solo de Roland Grapow é otimo, e a presença de Michael Kiske, Frank Beck, Tobias Sammet nos vocais é de alto nível, sem mencionar os arranjos muito bem feitos de teclados de Corvin Bahn), aquela faixa mais cadenciada e bela em “Fire and Ice” (em que temos momentos mais introspectivos e outros de peso no refrão, e óbvio que Clementine Delauney, Marcus Bischoff, Richard Sjunnesson nos vocais tornam tudo ainda melhor), a sensível “All or Nothing” (mais uma vez com Clémentine Delauney nos vocais e Corvin Bahn nos teclados, que transita entre o introspectivo e o pesado sem pudores de ser ótima), e a arrasa-quarteirão quase Power Metal de “Follow the Sun” (onde novamente baixo e bateria dão uma aula de peso, técnica e energia, e sem falar no toque de peso e classe dados pelos vocais de Hansi Kürsch, além do ótimo solo de Tim Hansen) podem ser consideradas as melhores desse aniversário em alto estilo.

E para os que gostam de Kai cantando, a Shinigami fez um esforço a mais e lançou a versão dupla de “XXX - Three Decades in Metal”, onde o disco 2 é somente com ele cantando. Aliás, ainda me pergunto depois de tantos anos porque o insano e genial deixou os vocais tanto no HELLOWEEN como no GAMMA RAY.

Que bela festa, onde a comemoração é de Kai, mas o presente é nosso.

Texto: Marcos “Big Daddy” Garcia



Comentário(s):