29 de out de 2016

VICIOUS – Doped By Hatred (EP)


2016
Independente
Nacional

Contatos:



Banda:

André Cruz – Vocais, guitarras
Alisson Souza – Guitarras 
T. Bocaiúva – Baixo 
Cadu Martins – Bateria 


Músicas:

1. Retaliation 
2. Relentless Collapse
3. Trample the Enemy 
4. Pull the Trigger 
5. Doped By Hatred


Nota:

Originalidade: 7
Composição: 10
Produção: 8

8/10


Texto: Marcos “Big Daddy” Garcia


Caso o leitor não saiba, existe o “Guanabara Bay Area Thrash Metal” no Rio de Janeiro, ou seja, um conjunto de bandas na cidade que se dedica ao Thrash Metal, sem se referenciarem unicamente ao Thrash Metal californiano. Bandas que não copiam o que foi feito no passado, mas que buscam atualizar o estilo, mantendo sua personalidade e levando-o ao futuro. E já sabemos que aqui existem PROPHECY, FORKILL, TAMUYA THRASH TRIBE, NO REMORSE, VORGOK, UNMASKED BRAINS e outros. 

E das cinzas do finado PRIEST OF DEATH surge o VICIOUS, um quarteto Thrasher de primeira, que acaba de chegar com seu primeiro EP, “Doped By Hatred”, que nos chega às mãos.

Aqui, sentem-se a clara influência de TESTAMENT, EXODUS, METALLICA, FORBIDDEN e toda a geração que destruidores de pescoços de San Francisco. Mas não pensem que a banda está copiando alguém. Não, o VICIOUS busca agregar suas influências em algo pessoal, e percebe-se isso nas melodias do grupo. É um Thrash Metal agressivo e com riffs pegajosos, ora veloz, ora mais cadenciado, mas sempre pesado, agressivo e envolvente. Ou seja, eles vieram para somar, sendo mais uma ótima banda da região, tão combalida por radicalismos e divisionismos.

“Doped By Hatred” teve uma produção que se preocupou bastante em dar ao quarteto uma sonoridade mais atualizada, fugindo de gravações mal feitas. Todos os instrumentos estão em seus devidos lugares, com bons timbres, mas sem que a espontaneidade do grupo seja perdida.

Em termos de arte, a capa é do baixista T. Bocaiúva, que rebusca aquela mesma essência das capas mais artesanais dos anos 80, sendo simples, mas eficaz em sua mensagem.

O EP possui cinco faixas muito boas, um belo cartão de visitas.

“Retaliation” – Uma narrativa violenta começa a canção, que possui um ótimo arsenal de riffs de guitarras. É uma canção bem direta, embora o nível de técnica da banda seja muito bom. E se seu pescoço ficar inteiro depois dela, você está morto e não sabe.

“Relentless Collapse” – Aqui, a velocidade cai um pouco, apresentando uma cadência empolgante, novamente guiada por um trabalho ótimo das guitarras em termos de riffs. Mas baixo e bateria se destacam devido às mudanças de ritmo muito boas. E que refrão! 

“Trample the Enemy” – Aqui, vemos surgir alguns toques à lá ANTHRAX nos tempos, mas sempre com boa pegada. Aqui, o nível técnico aumenta em certos momentos. A banda inteira está muito bem.

“Pull the Trigger” – A banda mais uma vez produz algo mais técnico, com uma boa levada, e tempos bem arranjados. Outra em que a cabeça começa a balançar por si mesma. E os vocais se apresentam muito bem, com ótimas linhas melódicas e backing vocals.

“Doped By Hatred” – Aqui temos uma faixa com tempos mais lentos, algo mais azedo e com aquela agressividade que nos agarra pelos ouvidos. E a banda capricha nos arranjos e solos, bem como baixo e bateria mostram uma técnica afiada e peso.

No mais, o VICIOUS é um nome emergente, que ainda vai dar muito que falar.

Ah, sim: o EP está disponível para download na página do grupo no Bandcamp.

Comentário(s):