29 de jun de 2015

29/06/2015: News Metal Media




Hellmotz: pensando “fora da caixa” em arte do novo álbum


O HELLMOTZ lançou recentemente “South Born”, álbum de estreia da banda que está sendo distribuindo digitalmente pela Metal Media Digital Music.

A banda agora vem comentar sobre a arte da capa do material, que sai do convencional arte digital, desenhos e pinturas e foi desenvolvida no corpo de um violão.

O vocalista Hélio Guará comenta sobre a arte:

“Como base quisemos uma ambientação meio “oeste-selvagem” por isso a capa tem uma arte que se assemelha muito com o imaginário das pessoas, quando se usa essa expressão. É como se tivéssemos pegado um still de um filme de Velho Oeste do Clint Eastwood e dito “é isso”! Pois também o padrão do estereótipo que demos ao personagem nas músicas, se assemelha bastante ao “interiorano xucro” ou até mesmo “o cavaleiro solitário antissocial”, que muitas vezes vimos como características comuns em vários personagens desse tipo de filme. E como o povo campo-grandense gosta muito de se identificar com esse lance de “cowboy”, resolvemos adotar uma capa que arrematasse a tudo isso de uma só vez, direta e indiretamente.

O artista convidado foi o tatuador Bismarck Baioni, passamos as músicas para que ele pudesse ouvir e elaborar algo. E depois de um tempo ele apareceu com duas artes, a primeira – apesar de excepcional e impressionante – não tinha muito a ver com o conceito do disco. A segunda, é a que se tornou a capa do disco…E havia sido feita no corpo de um violão.

E acho que esse era o diferencial que estávamos procurando; o não convencional. Do modo que gente da banda interpretou, a escolha do Bismarck em desenhar a arte em violão, reflete sua realidade de tatuador. Por mais que ele esboce a arte no papel primeiramente, suas obras finalizadas são feitas nos corpos das pessoas. O que quer dizer que ele está acostumado com superfícies “estranhas” – nem sempre planas, e nem sempre seguindo um padrão dependendo o lugar escolhido, mas sempre acaba tendo seu destaque ideal! Logo pareceu natural que ele tenha escolhido expressar a arte do nosso disco, em uma “superfície estranha” (afinal, quem esperaria um desenho em um violão?!). “Pensar fora da caixa” é uma coisa que a Hellmotz sempre buscou passar para quem ouve, e foi isso que o Bismarck fez. Sem contar que, muitas vezes, é em um violão que muitas músicas são criadas. Especialmente no rock, country e Southern. Logo a arte, a superfície e o artista escolhido para capa não poderiam terem sido melhor escolhidos. Nos sentimos imensamente honrados por termos tido a oportunidade de trabalhar com um artista como Bismarck, e orgulhosos do resultado final.”

“South Born” está disponível para compra em todas as plataformas de mídia digital e também para streaming em aplicativos como o Spotify. Para compra direta, acesse:


Para quem ainda não conhece o HELLMOTZ, em seu som podemos sentir influências do Thrash e Death Metal, que se misturam com música sulista americana, Country e mesmo da cultura regional de seu estado, o Mato Grosso do Sul.


Sites relacionados:



Save Our Souls: entenda mais sobre o profundo conceito do novo álbum


Ao compor seu primeiro disco completo, o gaúcho SAVE OUR SOULS não poupou esforços para montar uma trama tão complexa quanto seu Symphonic Metal.

Já com o álbum ‘The Otherside’ disponível em formato digital e que em breve receberá sua versão física pela gravadora Shinigami Records, a banda nos ajuda, de forma sucinta, a mergulhar mais profundamente em sua lírica.

O conceito gira em torno do personagem Dr Lynch, um pesquisador extremamente cético que vive a frustração de sua vida profissional e pessoal. Dentro destas frustrações está a inabilidade do cientista de não conseguir provar sua “teoria de tudo”.


Dado momento de sua vida, Lynch encontra um espelho que o leva para um mundo criado a partir de seu reflexo (The Otherside), onde seus medos, traumas, atitudes boas e más tomam forma e o personagem é forçado a encara-las da forma mais viva possível.

Escapando do espelho, o pesquisador novamente se confronta com sua “teoria de tudo”, mas desta vez de uma nova ótica, usando seus aprendizados para enfim buscar uma solução para sua equação: o completo entendimento pessoal e de tudo ao seu redor para atingir a verdadeira unificação.


A banda convida a todos que se interessaram pelo conceito a experimentar novamente o disco e “viajar” junto com as músicas e conceitos do trabalho:



O álbum foi produzido no estúdio UFO e conta com produção de Diego Voges. A arte ficou nas mãos do artista João Duarte.


Sites relacionados:



Dysnomia: lançando lyric video e encerrando um ciclo


O DYSNOMIA segue trabalhando na produção de seu novo trabalho e aproveita para encerrar oficialmente o ciclo de divulgação do EP ‘As Chaos Descends’ lançando um lyric video.

A música escolhida foi ‘In Revolt’ e o vídeo foi desenvolvido por Tiago Kuurtz (Sunrise Music).


‘As Chaos Descends’, lançado em 2013, trouxe um reconhecimento muito maior para o grupo do interior paulista, sendo destaque na revista Roadie Crew e citado como um dos melhores lançamentos de 2013 pelos conceituados sites “Arte Metal” e “Som Extremo”.

Confira um resumo de citações sobre o trabalho:

“É um show em formato digital” – Arena Metal PE

“Capaz de tornar-se um representante brasileiro do Metal Extremo” – Rock On Stage

“Composições fortes e bem trabalhadas” – Heavy and Hell

“Velocidade, técnica e arranjos encaixados perfeitamente” – Road to Metal

“Uma verdadeira fábrica de riffs” – Heavy Metal Brasil

“Ficou no ar aquele gostinho de ‘quero mais’” – Brasil Metal História

“O futuro é promissor!” – New Horizons Zine

“Ainda ouviremos falar muito desses caras” – Die Fight

“Guarde bem esse nome” – Whiplash!

“Você com certeza vai bater cabeça sem dó ao ouvir a música deles” – Metal Temple (Grécia)

“Três faixas de dar água na boca” – Metal Samsara

No momento, a banda concentra seus esforços no debut e encontra-se no NOVA! Estúdio, em Araraquara/SP, onde finaliza as gravações das músicas. A produção ficará a cargo do próprio DYSNOMIA.


Sites relacionados:



Fonte: Metal Media
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário.
Liberaremos assim que for analisado.

OM SHANTI!

Comentário(s):