12 de jun de 2012

Iced Earth – Burnt Offerings (CD)



Century Media Records - Nacional
Nota 10
Por Marcos Garcia

Falar bem no Iced Earth é, usando um velho dito popular, chover no molhado, já que a banda é mais que conhecida por ser um dos gigantes do Metal atualmente, bem como a qualidade em sua música é, sem sombra de dúvidas, algo de absurdo de tão bom.
Voltando um pouco ao passado, resolvemos dar uma olhadinha no seu terceiro disco, Burnt Offerings, de 1995.
Este é o disco da virada, quando a banda consegue mostrar seu potencial para um público maior, já que os dois anteriores são discos que, embora muito bons, careciam de maior exposição, bem como não tiveram algo que torna-se a banda um diferencial entre tantas outras que surgiam, ainda mais em um mercado disputado como o americano, assolado pela moda Grunge/ Rock Alternativo de então, onde mesmo alguns gigantes estavam começando a cambalear.
E este diferencial tem um nome: Matthew Barlow, pois sua voz forte e encorpada se adaptara ao estilo de música feito pela banda, ou seja, consegue soar forte, agressiva e melodiosa ao mesmo tempo. Unindo isso à música de alto nível composta pelo guitarrista/líder Jon Schaffer, não tinha como dar errado. E não deu.
Lançado em 18 de Abril de 1995 pela Century Media Records, Burnt Offerings começa a se distanciar do estilo musical delineado nos discos anteriores, tendo uma pegada mais Power/Tradicional, o que causou furor nos fãs europeus da banda na época, embora o disco tenha vendido bem nos EUA.
O título é atribuído às brigas internas na banda, que quase levaram ao fim prematuro, bem como uma disputa com o selo, e aparentemente isso refletiu tanto em Jon que as músicas são mais pesadas e intensas que antes, bem como a apresentação gráfica do CD é toda feita com gravuras do artista francês do século XIX Gustave Doré, e são ilustrações da Divina Comédia, poema épico renascentista do autor italiano Dante Alighieri.
A produção sonora do disco foi feita em conjunto por Jim Morris e Jon Schaffer nos Morrisound Studios, em Tampa, na Flórida, terra natal da banda (apesar do estúdio ser, na época, a Meeca das bandas de Death Metal de lá), e ficou bem forte e intensa, deixando bastante em evidência o ótimo trabalho das guitarras em solos memoráveis e riffs fortes e bem variados, cozinha rítmica bem postada e com técnica apurada, além de deixar em evidência a potencialidade da voz de Matt, que iria progredir muito depois do CD.
Musicalmente, como dito antes, a banda está se distanciando da antiga linha Thrasher da banda, embora os riffs de guitarra ainda guardem muito do estilo em sua estilística, em algo bem mais limpo, conciso, pesado e melodioso, mas igualmente cheio de energia, e o mais importante: diferenciado do que andava rolando na época pelo mundo.


O que destacar nas sete faixas (já que The Pierced Spirit é uma introdução com quase dois minutos de duração) compõe este disco?
Nada!
De Burnt Offerings, com seus ótimos riffs de guitarra e vocais (onde Jon e Matt usam o estilo canto-resposta), e no início, ouve-se a citação 'I was betrayed. Look what your God has done to me', direta do filme Drácula de Bram Stoker, de 1992; passando pela intensa e pesada Last December, mesmos elementos encontrados em Diary (embora esta seja um pouquinho mais melodiosa); o clássico Brainwashed, onde a voz de Matt se destaca bastante; a multi-variada Burning Oasis; a quase Thrasher (por conta dos riffs de guitarra) e cadenciada Creator Failure; até a épica e gigantesca Dante's Inferno, com seus mais de 16 minutos de duração, mas passa como se fossem segundos, começando bem lenta e solene, para depois virar uma tijolada pesada e melodiosa, cheia de variações rítmicas, com trabalho ótimo da cozinha, bem como existem grandes solos de guitarra, bases pesadas e técnicas e vocais ótimos, temos músicas irrepreensíveis.
É preciso dizer mais o que sobre este disco que já não tenha sido dito?
Se ainda não tem, corra atrás do seu!

Burnt Offerings

Tracklist:

01. Burnt Offerings
02. Last December
03. Diary
04. Brainwashed
05. Burning Oasis
06. Creator Failure
07. The Pierced Spirit
08. Dante's Inferno


Formação:

Jon Schaffer – Guitarra base, vocais, produção
Matthew Barlow – Vocais
Randall Shawver – Guitarra solo
Dave Abell – Baixo
Rodney Beasley – Bateria
Howard Helm – Teclados (músico de estúdio)


Contatos:

Comentários
0 Comentários

Comentário(s):