2 de jul de 2015

Bloody – Bloody (CD)


2015 – Independente – Nacional
Nota 9,5/10,0



Tracklist:

01. Another Bloody Day
02. Vile or Divine
03. No Ammo
04. Cancro
05. Vengeance
06. Mind Over Mind
07. Pride
08. Fuel to My Head
09. Ruthless


Banda:

Paulo Tuckumantel – Vocais 
Fábio Bloody – Guitarras 
André Tabaja – Baixo 
Augusto Asciutti – Bateria 


Contatos:

Metal Media (Assessoria de Imprensa)


Texto: Marcos “Big Daddy” Garcia


Fazer Metal no Brasil nunca é algo fácil. Devido aos problemas sociais e econômicos dessas terras, mais as dificuldades que a própria cena do gênero apresenta por aqui, fica cada vez mais e mais difícil de respirar. Mas mesmo assim, ainda existem aqueles que possuem garra em um nível elevado, e muito sangue nos olhos, dispostos a vencer tudo e todos, nem que seja na base de tapas. E de tanto sangue nos olhos, o experiente quarteto Thrasher BLOODY, de SP, volta à carga com mais um disco, o terceiro nesses 13 anos de muita luta. E “Bloody” mostra-se um disco realmente sensacional.

O grupo usa e abusa da violência musical para criar músicas de impacto, mas com bom nível técnico. Aqui, a violência não é despropositada e muito menos desculpa para ocultar o lado mais técnico. Ela é a incorporação plena do lado musical azedo do grupo, que mostra algumas raízes mais melodiosas (alguns solos de guitarra mostram um feeling bem próximo ao Metal tradicional e mesmo um pouco para o Groove Metal em muitos momentos). Vocais urrados e muito bem encaixados (vejam o que eu digo em “Cancro”, cantada em português. A dicção é clara e compreensível, mesmo nesse timbre mais agressivo), riffs pesados que alternam de velocidade conforme necessário, mais solos bem feitos (e como dito acima, transpiram um feeling e melodias ótimas), base rítmica pesada e apresentando um nível técnico não muito convencional o Thrash Metal. Tentando traduzir em palavras: mesmo veterano, o BLOODY não se furta em usar de um estilo mais evoluído, ou seja, pode ser classificado como mais um ótimo nome do que chamo de “Thrash Metal moderno e inteligente”. Não há clonagem aqui, apenas música de alto nível.

A produção de Fábio Bloody deixou a sonoridade bem abrasiva e bruta, mas muito clara (mesmo com esses timbres mais ríspidos), com o instrumental preenchendo todos os espaços da música, sem deixar buracos. É claro e pesado de doer os dentes. Fora isso, o lado artístico, também feito por Fábio, ficou ótimo, e com um expediente bem pouco usado: a banda coloca, frase por frase, a tradução em português do que as letras dizem, e isso nos permite ver a não conformidade e inteligência de seus temas.

Bloody
Arranjos bem planejados (mas espontâneos), músicas fortes e que nos tomam nas primeiras audições, e isso nos permite aferir que o quarteto é um dos nomes mais fortes do gênero no país.

Nas nove faixas do CD, não podemos descartar nada. Do início ao fim, a banda mostra uma maturidade musical e personalidade que se destacam muito. Mas as que indico para uma primeira audição são a abrasiva “Another Bloody Day” (um andamento não muito veloz, priorizando o peso dado por baixo e bateria, que mostram ótima técnica com alguns tempos quebrados), a alternada e bruta “Vile or Divine” (com seus tempos mais arrastados, vocais ferozes e riffs que nos vencem pelo bom gosto), a técnica “No Ammo” (novamente ótimos riffs, e solos melodiosos muito bem encaixados), a ferocidade explícita de “Cancro” (que começa com arranjos sinistros de guitarra, virando um azedume. E reparem no toque de Southern/Groove no solo, graças ao uso inteligente do wah-wah), a veloz e pogante “Vengeance” (olhem como os timbres vocais variam bastante, com alguns urros mais guturais e outras vozes mais esganiçadas), a forte e mais dinâmica “Mind Over Mind” (com boa dose de velocidade e muito gás, além de um refrão ótimo. É moshpit certo!), “Pride” e seu andamento que realmente nos leva a balançar a cabeça no ritmo ditado por baixo e bateria sem dó de nossos pescoços, e novamente, ótimo refrão; a moderna e pesada “Fuel to My Head” (mais uma que incita o moshpit, graças ao andamento muito bem pensado), e a espalha-brasas “Ruthless”, onde a banda como um todo mostra um poderio de fogo extremamente cativante. Ou seja: as nove faixas, logo, ponha o disco para tocar e esqueça o resto. Ainda mais que “Bloody” está disponível para download gratuito no site da banda.

Ainda bem que o BLOODY está na ativa, pois é de bandas assim que a cena nacional necessita: raçudos, sem medo de evoluir e, acima de tudo, que possuem personalidade. Ou seja: esqueçam os clones que andam por aí, reclamando de tudo. Clones não possuem alma, logo, nada acrescentam.


1 de jul de 2015

Rebaelliun: de volta às atividades!





Após um hiato de 13 anos, o REBAELLIUN anuncia retorno às atividades!

Em atualização de status no Facebook, o guitarrista Fabiano Penna anunciou o retorno da banda, os preparativos para o terceiro álbum e uma turnê:

“Tem um bom tempo que eu esperei pra poder postar essa novidade, mas agora vai: eu, Lohy Silveira, Sandro Moreira e Ronaldo Lima finalmente resolvemos nos reunir pra escrever mais um capítulo na história do REBAELLIUN!! Vamos preparar o terceiro álbum da banda e fazer uma turnê com o maior alcance possível em 2016, entre outras coisas que temos em mente. Gostaria de aproveitar e agradecer pelo suporte de muita gente nos últimos anos que sempre comenta e fala desse retorno, e que manteve o nome da banda vivo depois de tanto tempo. Impossível mencionar todos, mas vocês sabem quem são. Em breve mais novidades! At War!”


Formado em 1998 e com dois discos lançados em 1999 e 2001, “Burn the Promised Land” e “Annihilation”, além de dois EPs e quatro turnês europeias, o REBAELLIUN se consolidou como um dos principais nomes do metal extremo nacional, sendo considerado uma das grandes potências brasileiras, com uma série de shows e reconhecimento de grandes nomes do Death Metal mundial.

Em breve mais novidades!



Fonte: Metal Media

01/07/2015: News Metal Media




Eridanus: vocais gravados; confira detalhes


Falta pouco para o lançamento do novo single, ‘My Dead Emotions’, do ERIDANUS. A banda acaba de registrar as linhas vocais.

Um vídeo mostrando um pouco do registro das vozes foi disponibilizado e pode ser conferido pelo link:


Acompanhe mais vídeos das gravações e novidades do ERIDANUS pelo Facebook oficial do grupo: www.facebook.com/EridanusOfficial

A banda também está participando de uma votação para participar do Rock In Rio e conta com o apoio de todos os headbangers. Para votar visite o link: http://rockinrio.vw.com.br/minhabanda/eridanus


Sites relacionados:



Luis Kalil: primeiro guitarrista brasileiro a se apresentar no EMGtv nos EUA


O jovem músico de 15 anos LUÍS KALIL não para de quebrar barreiras e mostrar seu talento pelo mundo todo. O guitarrista acaba de voltar dos EUA onde foi o primeiro brasileiro a se apresentar no tradicional programa EMGtv.

Um dos principais programas do gênero nos Estados Unidos, já levou nomes como Zakk Wylde, Jeff Loomis, Andy James, entre outros. LUÍS KALIL registrou quatro músicas de seu recém-lançado debut: ‘Insight’, ‘The Journey Has Begun’, ‘Mr. Fire’ e ‘The Chase’.


Esta não é a primeira vez que o guitarrista é uma das atrações de algum badalado evento nos EUA. No início deste ano se apresentou na NAMM Show, uma das maiores exposições sobre música do mundo.

KALIL também conseguiu unir em seu debut duas das maiores vozes do mundo em um dueto para a posteridade: Iuri Sanson e Edu Falaschi. Assista:


‘Insight’ conta com oito faixas e teve a produção feita por Renato Osorio e a mixagem e masterização por Benhur Lima, ambos do Hibria.

Interessados em adquirir o material, podem entrar em contato através do e-mailcontactluiskalil@gmail.com ou adquirir digitalmente em lojas como Itunes, Amazon, Google Play, entre outras.


Sites relacionados:



Unearthly: anunciada festa de lançamento da cerveja Baptized In Blood


O UNEARTHLY preparou uma grande festa para lançar oficialmente sua marca de cerveja, ‘Baptized In Blood’, produzida pela Bushido Brazil.

O evento contará com a apresentação da banda INDISCIPLINE e com a participação dos integrantes do UNEARTHLY. A festa será no dia 3 de julho no E. Klub (Av. Gomes Freire, 599 – Rio de Janeiro).


A cerveja é do tipo “Helles”, com teor alcoólico de 4,8% e 500ml. O lançamento foi feito pela Bushido Brazil (Sepultura, Korzus, Matanza). O rótulo foi desenhado pelo artista Hugo Silva (Abacrombie Ink). Para comprar a cerveja entre em contato direto com o UNEARTHLY por e-mail ou Facebook.

A banda continua promovendo seu novo trabalho ‘The Unearthly’. O álbum foi gravado no Rio de Janeiro, no estúdio AM, com produção de Fernando Campos. A masterização ficou a cargo do ex-Rotting Christ George Bokos. A capa ficou foi criada por M. Mictian e F. Eregion.

Para comprar ‘The Unearthly’ pelo site da Shinigami Records, com várias opções de pagamento, visite: http://goo.gl/Dg623u



Sites Relacionados:



Ancesttral: ao lado de Armahda e Voodoopriest no Gillan’s Inn


O ANCESTTRAL se apresentará no dia 11 de julho no pub Gillan’s Inn, em São Paulo. Também se apresentam as bandas as bandas Armahda e Voodoopriest.

O tradicional bar fica localizado na Rua Marquês de Itu, 284 Vila Buarque, na capital paulista. Mais informações sobre o evento podem ser conferidas aqui: https://www.facebook.com/events/407065956144594/


Paralelamente aos preparativos do show, o ANCESTTRAL segue na produção do aguardado álbum ‘Web of Lies’. O trabalho está nas mãos do renomado produtor ganhador do Grammy Latino, Paulo Anhaia. Toda a gravação do material está sendo feita no próprio estúdio do ANCESTTRAL.

Para ter um gostinho do que vem no novo álbum, a banda disponibilizou um lyric video para a música ‘What Will You Do?’.



Sites Relacionados:



Gutted Souls: participando de campanha para lançamento de 4-Way-Split


O GUTTED SOULS é uma das bandas participantes do projeto de financiamento coletivo ‘Awakening of The New Titans’.

O projeto, que visa levar o nome do Metal nacional para o mundo, é idealizado pela empresa Imperative Music e conta ainda com as bandas DIABOLICAL TYRANTS, INHERITOURS e SINAYA.


Entre as recompensas, estão canecas de chope, CDs, camisetas e uma infinidade de materiais. Para ajudar a financiar, visite o link:


O GUTTED SOULS participa com as músicas retiradas de seu EP ‘Unconscious Automaton’.

Paralelamente a banda segue ao lado do produtor Rodrigo Oliveira gravando seu debut álbum, cuja parte instrumental já está bem adiantada, faltando pouco para a finalização.

Lembrando que Rodrigo Oliveira, além de produtor, é baterista do Korzus e também está encarregado de registrar as linhas de bateria do vindouro petardo do GUTTED SOULS.

‘Oligarchy and the Illusion of Freedom’ está sendo gravado no Home Studio da banda e no estúdio do próprio Rodrigo Oliveira e em breve mais novidades serão apresentadas.

Confira uma música retirada do EP de estreia do grupo, ‘Unconscious Automaton’:



Sites relacionados:



Fonte: Metal Media

KAMALA: participação da banda no programa RAW Sessions





Em divulgação do seu quarto e mais novo lançamento "Mantra", o Kamala participou da edição número 19 do RAW Sessions, um programa que tem o objetivo de mostrar o lado ao vivo e cru dos artistas do underground brasileiro.

Gravado no Estúdio RG (Americana/SP), mesmo estúdio responsável por toda produção do "Mantra", com produção de áudio por Guilherme Malosso e produção de vídeo por Pablo Ardito.

A banda executa 3 músicas do mais recente lançamento e conversa um pouco mais sobre o processo de composição/gravação e próximos planos.


Setlist:
1) Mantra
2) Suicidal Attack
3) My Religion


Links:

Bella Utopia – Dilema do Prisioneiro (CD)


2015 – Megahard – Nacional 
Nota 9,0/10,0



Tracklist:

01. Máscara
02. Dilema do Prisioneiro
03. Queima de Arquivo
04. Cicatriz
05. Demente
06. Tormenta
07. Escuridão da Mente
08. Inimigo Meu
09. Sangrar em Segredo
10. Caos
11. Ruptura
12. Mundo Sem Razão


Banda:

Isabela Eva – Vocais 
Luis Maldonalle – Guitarras 
Rickson Medeiros – Baixo 
Junão Cananéia – Bateria 


Contatos:

High Fight Rock (High Fight Rock)


Texto: Marcos “Big Daddy” Garcia


Um fenômeno interessante demais que tem acontecido há algum tempo na cena Metal/Rock no Brasil é o fim do domínio do “Clube do Bolinha” em termos de bandas, ou seja, “Menina Não Entra”. Aliás, nenhum preconceito deveria ser pensando por um fã do gênero, pois a liberdade é algo intrínseco do Metal. E vamos ser sinceros: é legal demais ver bandas que sejam ou exclusivamente femininas ou que tenham mulheres na formação, pois dá uma diferenciada muito boa. E podemos garantir que temos em “Dilema do Prisioneiro”, do grupo goiano BELLA UTOPIA, um trabalho muito bom.

Imaginem uma banda que usa o peso do Metal tradicional, a agressividade e energia dos gêneros mais modernos, e alguns toques do bom e velho Rock and Roll?

Pois é, é bem por aí que eles seguem com seu trabalho. Os limites não existem, as regras não são obedecidas, e o quarteto mostra uma personalidade muito forte e criativa, fruto da longa experiência de seus membros. Os vocais são em timbres roucos da voz bem postada de Isabela Eva, que canta muito bem. As guitarras de Luis Maldonalle são ótimas, fundindo o velho e o novo sem pudor, e convencendo, com riffs criativos e solos muito bem pensados (com boas melodias e sem exageros na técnica), e a cozinha rítmica formada por Rickson Medeiros (baixo) e Junão Cananéia (bateria) tem uma pegada pesada, mas com muito boa técnica. E juntando isso no caldeirão da música, temos um trabalho bem diferente do costumeiro, onde o velho e o novo se unem para nos brindar com músicas com bons refrões, arranjos caprichados, mas de fácil assimilação.

Bella Utopia
Assim, o quarteto mostra que tem muito a dar em termos musicais, e que seu trabalho merece nosso respeito, sem sombra de dúvidas. E a mensagem azeda da banda fica bem clara, graças às letras em nossa língua pátria, 

Músicas como a empolgante e pesada “Dilema do Prisioneiro” (vejam como o trabalho das guitarras é excelente, fora vocalizações perfeitas), a melodiosa e azeda “Queima de Arquivo” (um pouco mais cadenciada, com outra bela exibição dos vocais, aliados a um trabalho técnico muito legal na base baixo-bateria), “Cicatriz” (outra com andamento bem empolgante, e riffs que nos agarram na primeira ouvida para nunca mais nos soltar), a introspectiva e azeda “Tormenta” (que mesmo com tanto peso abrasivo dos riffs, tem melodias fantásticas e um refrão diferenciado, fora um solo melodioso que é um primor), a quase Rock’n’Roll “Sangrar em Segredo” (sim, de tão empolgante, sente-se a forte influência do gênero, mesmo com o peso da base rítmica), e a trampada, profunda e cheia de feeling “Mundo Sem Razão” (uma faixa muito bem feita, com algumas variações nos timbres dos vocais muito boas).

O BELLA UTOPIA é uma ótima revelação, “Dilema do Prisioneiro” é um excelente álbum, e que merece uma ouvida carinhosa. E depois de ouvir, tenha certeza: a banda se torna um vício de todos.

Mauricio Cailet no 'II Music Maker Day – Sorocaba'




Organizado pelo guitarrista Éric Paulussi, em parceria com a Music Maker Custom Guitars do Luthier Ivan Freitas, o "Music Maker Day", evento promovido pela maior empresa de instrumentos Custom Shop do país, tem valorizado seus artistas em cada uma de suas edições. Além disso, proporciona ao público a oportunidade de conhecer o trabalho musical de seus parceiros e os instrumentos custom utilizados em particular. Maurício Cailet e Marcio Alvez, que tocaram juntos no Quarteto Quadrivium no final dos anos 90, além de Éric Paulussi, Deco, Maurício Alabama, Eliezer Gomes e Renatinho Corrêa, são os artistas presentes nesta segunda edição do 'Music Maker Day'.

Além de um workshow dinâmico, o evento também conta com o sorteio de brindes cedidos por algumas marcas de alta qualidade, como a Mad Professor, Wg Custom Fx, Creation FD Pedalboards, LDR pick-ups e as lojas Play To Play Music Store e A2 Instrumentos. "Apresentarei músicas do meu CD solo, explicando alguns detalhes do processo de composição e gravação do material. Também farei a demonstração das minhas guitarras M2C", adianta Cailet. "Eu e Marcio Alvez tocamos juntos no primeiro Quarteto de Guitarras da América Latina (Quarteto Quadrivium) em 1996, que executava apenas obras eruditas com guitarras. Então, teremos uma jam session no final", acrescenta.


II Music Maker Day – Sorocaba:
Local: Kapitän Food & Music Bar
Endereço: Av. Barão de Tatuí nº 1.321 - Sorocaba/SP
Data: 15 de julho (quarta-feira)
Horário: 20h
Entrada: R$25 (R$15 ingresso e R$10 consumíveis)

Mauricio Cailet atua como parceiro de alguns fabricantes de equipamentos musicais e auxilia no desenvolvimento de produtos. Uma das mais renomadas 'custom shops' do Brasil, a Music Maker, desenvolveu os modelos M2C sob as especificações técnicas de Cailet. Confira o vídeo-demonstração dos modelos, com Cailet falando sobre as especificações das M2C desenvolvidas ao lado do luthier Ivan Freitas para a linha LTD Special da Music Maker.

Music Maker - Mauricio Cailet:


Sites relacionados:




A/C Ricardo Batalha

CENTÚRIAS: atual formação fala sobre '30 anos de SP Metal'




O Sesc Belenzinho será palco do evento que celebra 30 anos do lançamento dos volumes I e II da coletânea "SP Metal", a ser realizado nos dias 24 e 25 de julho. Idealizada por Luiz Calanca, proprietário do selo e da loja Baratos Afins. O primeiro volume foi lançado em 1984, trazendo as bandas Avenger, CENTÚRIAS, Salário Mínimo e Vírus. O segundo volume saiu no ano seguinte e contou com Korzus, Abutre, Performances e Santuário. "Durante uma entrevista na Kiss FM perguntaram se eu achava que o 'SP Metal' poderia ser considerado como um divisor de águas do Metal nacional. Eu respondi que, para mim, o 'SP Metal' era a 'água a ser dividida', pois não existia um lançamento com esse formato até aquele momento em São Paulo. A prova do seu sucesso foi o lançamento do SP Metal II no ano seguinte", diz o vocalista do CENTÚRIAS, Nilton "Cachorrão" Zanelli. 


O CENTÚRIAS, que atualmente conta com Nilton "Cachorrão" Zanelli (vocal), Eduardo Boccomino (guitarra), Ricardo Ravache (baixo) e Júlio Principe (bateria), será uma das atrações da sexta-feira (24/07), que também contará com apresentações do Vírus e Salário Mínimo. "Na época do lançamento de 'SP Metal' eu fazia parte do Harppia, que também estreou há trinta anos com o EP 'A Ferro e Fogo'. Cachorrão e eu entramos na fase 'Ninja' do Centúrias, mas a banda nunca deixou de apresentar as duas músicas de 'SP Metal I' nos shows", observa o baixista Ricardo Ravache.

Confira a programação completa:

Dia 24/07 (sexta-feira)
21h – Vírus
21h30 – Salário Mínimo
22h – Centúrias

Dia 25/07 (sábado)
21h – Santuário
21h30 – Abutre
22h – Korzus

* Venda online a partir de 14/07
* Venda nas unidades a partir de 15/07

Mais informações:

Contato para shows e merchandising: contato@centurias.com.br



A/C Ricardo Batalha

PROJECT46: Confira o teaser do novo vídeo clip “Erro +55”





Trilhando um caminho de muito trabalho e luta dentro do underground nacional o PROJECT46 está no topo da lista de melhores bandas do metal nacional na atualidade.

Promovendo o disco “Que Seja Feita a Nossa Vontade” de 2014 o grupo irá concluir um grande ciclo de crescimento e realizações na apresentação que fará durante o maior festival de música do mundo (Rock in Rio) em Setembro.

Em paralelo aos preparativos para essa grande ação a banda lançará no dia mundial do rock um novo vídeo clip que promete agitar o nicho com sua proposta.

A música escolhida para ganhar uma versão exclusiva em vídeo foi “Erro +55” um dos grandes hits deste trabalho.

Confira o teaser:





A/C Damaris Hoffman


TCHANDALA: confirmada no CD tributo à Edu Falaschi




A TCHANDALA foi selecionada para participar do CD tributo aos 25 de carreira do vocalista Edu Falaschi, que irá conter releituras das suas principais composições das bandas Angra, Almah, Symbols e Mitrium.

Até o momento foram confirmadas as participações especiais de Nando Fernandes, Dr. Sin, Rafael Bittencourt (Angra) e Alirio Netto. 

O referido material será lançado no segundo semestre do ano vigente, nos formatos físico (Brasil, Japão e Europa) e digital, e contará com muitos dos principais artistas do Metal brasileiro, além de bandas emergentes deste mesmo cenário.


O produto será disponibilizado em CD duplo, envolto em um luxuoso digipack e slipcase adicional, com direções visual e artística conduzidas pelodesigner Carlos Fides e pelo produtor Tito Falaschi, respectivamente.


Links relacionados:


TCHANDALA - contato para shows, entrevistas, merchandise: pressrtv1@gmail.com



Fonte: Press RTV
Assessoria de imprensa e comunicação

Heavy Rock Hits: confira edição 1 na Ham Web Com




O programa Heavy Rock Hits estreou na terça-feira, 30 de junho, na emissora Ham Web Com (São Paulo). No programa foram exeutadas músicas de diversos artistas que influenciaram uma geração enorme de pessoas onde destacamos as bandas Motorhead, Deep Purple, Black Sabbath, Iron Mainden, ZZ Top, entre outros.

O programa Heavy Rock Hits locucionado por Karlo executou músicas de algumas bandas emergentes do cenário nacional e internacional como a banda mineira Metheora com a música "Apenas Ilusões", os manauaras do Wasserfall marcaram presença com a faixa "Hell Yeah", DKrauz com a faixa "Divine", Cadaverizer com "Necroforia" e a Espanha foi representado pela banda Tears In Rain com a música "Stop To Reach".

Confira o programa Heavy Rock Hits Ed.#1 na Ham Web Com:



O programa Heavy Rock Hits na Ham Web Com vai ao ar toda terça-feira das 22:00 horas até meia-noite com muita música pesada, notícias, agenda cultural, entrevistas e muito mais.

Acesse:
Site oficial - http://www.hamwebcom.com

Peça seu som: pressrtv1@gmail.com

Curta a página oficial do programa Heavy Rock Hits:



Fonte: Press RTV
Assessoria de imprensa e comunicação